História Tentando - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Ambre, Armin, Kim, Nathaniel
Exibições 12
Palavras 364
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Quem é você


Fanfic / Fanfiction Tentando - Capítulo 7 - Quem é você

SEMANA ATUAL...

Thalia acordou cedo e foi ao mercado, tendo guardado as compras, decidiu ligar a televisão.

Na televisão, passava novamente a reportagem sobre os construtores ingleses, mas desta vez, falava da chegada deles a  Londres.

- É melhor eu tomar um banho e escrever, que ganho mais. Falou a moça para si mesma.

Antes de ela ir o telefone tocou.

- Alo

- Oi minha filha.

- Mamãe.

-Como vai você?

- Bem e a senhora?

- Ótima e feliz por conseguir falar com você.

- E meu pai e irmão?

- Vão bem.

- Querida, estou feliz de ter conseguido ligar sozinha.

- Que bom.

-  Como anda o livro?

- Aqui nesse novo emprego, consigo produzi mais.

-  Espero que consiga, mas você sabe que pode sempre voltar para casa né?

- Sim, mãe.

- Thalia, volte para casa.

- Mamãe, por favor, não quero brigar.

- Filha...

-Mãe eu preciso desligar.

- Ok.

- Beijos.

- Beijos minha flor do campo.

Thalia foi na direção do banheiro. Despiu-se, jogando a roupa suja no cesto, e foi para debaixo do chuveiro. Lavou os cabelos vigorosamente e depois abriu a água com todo o volume, para enxaguá-los antes de esfregar no corpo sabonete perfumado, eliminando toda sujeira.

A sujeira foi embora, mas a tristeza por seus pais não acreditarem no seu sucesso, como escritora ainda estava ali. Ela fechou os olhos e as lágrimas começaram a brotar. 

E então, de repente, percebeu que já não estava mais sozinha. Vislumbrou uma sombra escura, alta e ameaçadora, adiante do vidro embaçado do boxe.

- Ai meu Deus do céu. Não acredito. Gritou ele.

Thalia sentiu uma rajada de ar frio quando a porta do boxe foi aberta de supetão e, alguém, um homem, alto,  esbelto, com camisa, e calça caqui rasgadas, cabelos loiros enormes, barba e sujeira por toda parte, entrou dentro do boxe.

- Ahhh tarado.

- Tarado o que? Desligue  a droga da água. Ele falou com voz fria.

- O que?

- Desligue a água e depois, queridinha, você tem exatamente 5 minutos para explicar quem é você e o que faz no meu apartamento, antes que eu chame a policia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...