História Tentando ser normal - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anjos, Demonios, Mestiço, Vampiros
Exibições 5
Palavras 1.431
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Científica, Magia, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi jente me desculpas qualquer erro porque ne
Então fiquem com a fic e
💋💋💋💋💋💋💋💋💋

Capítulo 5 - Não sou irvos


~Pensamento difle~

Ontem conserteza vai ficar pra história eu e trevo a luta de anjos e demônios no céu as asas de Trevor ....o beijo .... A mordida de irvos 

-filha vem aqui pra baixo quero te mostrar algo -minha diz retirando meus pensamentos de Trevor e me fazendo levantar e ir pra baixo 

-vai passear com o dibles -ela fala me entregando um bracelete 

-mãe,você me faze andar até aqui pra isso -falo pegando o bracelete e subindo as escadas até meu quarto 

-filha eu fiz compras você vai que ou não sua bolsa de sangue -ela fala é eu desso correndo pego a bolsa e subindo novamente

-dibles eu to cansada não sei oque ta acontecendo -o mesmo late e a pussera fala -a mordida -ela fala é eu me levanto com a bolsa entre meus dentes -e mesmo quem foi que marcou Trevor e porque ela abril quando eu estava perto..mãe oque aconteceu com minha irmã -falo decendo as escadas com a bulsa quase vazia e com dibles do meu lado prontos pra sair depois de minha responder a minha pergunta 

-el-ela senta aí que eu vou te falar -ela fala é eu me sento na mesa quando minha bulsa fica fazia eu pego algo na cozinha pra continuar comendo e prestando atenção na história 

-ela foi morta por um anjo ou um ser que tem uma espada de anjo -ela fala quase chorando -mais antes de morrer ela mordeu um criança mestiço que eu não sei quem é mais se eu ou você triscarmos nessa marca ela pode abrir ou ficar avermelhada depende do quanto você lembra de minha filha -ela fala é cai uma lágrima de seu rosto sobre a sua roupa

-não chora . me desculpe ter feito você lembra da minha irmã não queria te magoar 

-n-nao tá tudo bem-ela fala é eu me afasto e saio de casa pra passear com dibles já que minha mãe não queria companhia 

Enquanto eu brincava com dibles vejo Diego um amigo antigo mais que minha mãe não gostava dele por que ele era um irvos e pelo jeito ele gostava de matar atoa -Diego ,como vai -falo e vou em direção a ele e depois eu o abraço

 -bem mais as pessoas ainda estão me olhando diferente-ele fala é se Souta de meus braços 

-sério não imaginam que você é um irvos -eu falo e o mesmo tampa minha boca como se isso fosse crime opa isso é um crime dou risada e o mesmo me olha sem entender-me Soltar e uma das sua opições se não eu grito -eu falo e o mesmo me solta 

Nois ficamos hora conversando que nem percebi que já tava tarde e eu tava com fome 

-vem vou te levar pra comer algo você tá quase rachando de fome -ele fala é me puxa pra um beco meio escuro 

Depois de alguns segundos um pessoa passa por lá e Diego a ataca mesmo sem saber quem é mais eu sabia era Trevor 

~pensamento trevor

Eu estava indo encontrar um amigo até que eu sou atacado por alguém que tinha muita força pra ser vampiro normal tinha que ser um irvos 

-me-me sol-ta-agora -na hora que acabo de falar minha marca começa a doer muito parece que ele estava me mordendo mais eu escuto um latido e um abraço em seguida depois de tudo depois da dor insuportável 

-diego nunca mais faça isso -aquela voz era familha mais tava tudo tão escuro que realmente eu não via nada 

-voçe não manda em mim di...- não escutei a última frase eu caí no chão com a mão sobre a marca que estava doendo muito 

Au mesmo tempo que eu caio no chão escuto asas à bater do meu lado era meu pai como ele chegou tão rápido até aqui enquanto eu estava no chão e aquele tão de Diego estava correndo meu pai me pega no colo e me leva pra casa 

Depois de um tempo


Eu estava em casa com minha mãe cuidando de mim e depois de tudo aquilo a única coisa que eu não sabia era quem era aquela garota que me ajudou a me sultar daquele ser 

-filho pronto pode levantar-minha mãe fala é eu me levanto com um pouco de preços vou até meu quarto sem falar com ninguém 

-filho não suba agora tem comida aqui pra você comer depois disso você precisa comer -minha mãe fala é eu a iginoro sobindo e fechando a porta fortemente 

Depois de entrar no meu quarto percebo um presença novamente mais não era difle nem sei quem era só fiquei encarando até que a pessoa que estava no canto do quarto sai de lá e vem em minha direção eu percebo que estava com sangue em sua blusa e boca me afasto até que sou agarrado pelo ser que não me soltava e prendia minha boca pra mim não gritar ele tava se alimentando de um anjo fraco e essi tava literalmente errado tava com tanto ódio que minhas mão estava brilhando uma cor vermelha e se formando algo era um espada na qual eu não tinha ainda mais pelo jeito ele veio em uma ótima hora 

-sa-i de cima de mim -falo e o empuro contra a parece e enfio a espada em sua barriga o fazendo sentir dor e não o martar com pressa depois torço-a e vejo o mesmos se remexe e olhar pra janela do meu quarto 

-difle me ajuda -quando ele fala isso minha reação foi olhar pra janela e ver que difel estava lá e depois o soutar com serta força 

-você conheço ele -falo indo em direção a difle 

-sim o conheço desde pequeno -ela fala é me viro e vejo o tal Diego no chão tentando se levantar durante muito tempo 

-me ajude difle -ele fala é difle nem sai do lugar 

-ninguém mandou você vir aqui você já estava satisfeito e depois vem aqui pra que -ela fala é se afasta um pouco dele é vem em minha direção me abraçando com certa força mais aí minha marca começa doer e a mesma percebe isso é se afasta - desculpas sou eu que faz sua marca abrir sem precisar ser Mordida denovo -ela fala é eu fico sem entender nada mais eu a vejo sair de minha varanda e pular no jardim e correr até sua casa 

-Agora somos só nós dois aqui -falo e o seguro pelo braço e me pai chega no quarto e ver eu com um espada e segurando ele com serta força mais ele não tenta me enpedir só fica na porta esperando não sei oque , coloco minha espada em direção ao coração e a enfio sem dó nem piedade meu pai só me olhava e arregalava os olhos e eu fazendo que aquele irvos morrece vagarosamente já que eu estava com ódio mais não queria mata-lo rapidamente 

-adeus Diego -falo em um sussurro mais ele escuta e eu enfio a espada de um vez em seu coração o fazendo parar de se mexer 

-pronto agora pode levar esse ser daqui -falo e jogo Diego em cima de meu pai 

-não sou seu empregado mulek -ele fala é joga Diego no chão 

Depois de um tempo levo o corpo pra fora de minha varanda e meu pai chega e com um simples toque em Diego faz ele se desfazer no ar virando um fumaça preta  

-boa noite pai -falo e vou até meu quarto mais não dava pra dormir ali estava com muito sangue por todo o quarto até minha cama está com sangue e envés de eu ir para o quarto de hóspede não eu vou a casa de difle 

~Pensamento difle~

Acho que Trevor o mato.

Estava deitada na cama e pensando oque pode ter acontecido até que eu vou em minha janela e vejo um fumaça preta que no caso era Diego que agora sim estava morto me deito denovo na cama de começo a dormir até sentir  um presença na minha varanda me fazendo acordar e me levantar 

- abre difle -era trevo e ele queria entrar 

Vou até a porta da varanda e a abro assim fazendo que Trevor entre 

-oque foi trevor- ando em direção a ele e me sento na cama -oque você quer -falo e me deito de lado 

-quero dormir aqui hoje -aquelas palavras foram o bastante pra mim dormir e não o responder

O mesmo retira sua blusa e se deita do meu lá ele  me abraça enquanto durmo e dormimos de conchinha já que estamos cansados de mais pra ficar falando 



Notas Finais


Opa como vai vocês pois é eu não gostei ontem mais e porque eu tinha que fazer muitas coisa então fiquem com esse aí
E irvos jente não tem significado fora dessa fic bele bjs
E tchal


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...