História Teoria da Branca de Neve - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Teoria Da Branca De Neve, Traição
Visualizações 19
Palavras 332
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Visual Novel
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Baseados em fatos reais.


- Olha, isso pode estar uma verdadeiro lixo. Mas gostaria de dizer, que foi feito com toda a sinceridade presente em meu ser.
- Vai ter continuação até seus olhos sangrarem.

Capítulo 1 - 1-) parte


Eu só queria entender, amor.

Entender onde eu errei, onde às coisas começaram a desandar, onde seus turnos noturnos passaram a acontecer.

Eu só queria entender, amor.

Eu poderia vir aqui e dizer mil e uma palavras bonitinhas, e dignas de uma mulher sem confiança e com baixa alto estima, te perdoando por tudo. Quando na verdade, eu só irei fazer o que nossas filhas sempre fazem na hora de limpar a casa, simplesmente varrem a sujeira para debaixo do tapete.

Mas eu não sou assim. Nunca fui. E você pelos nossos vinte e três anos de casados deveria saber, deveria lembrar. Porém, eu acho que às outras ocupavam espaço demais no seu tempo. Principalmente aquela meretriz, porquê é isso que ela é pra mim. Uma simples meretriz, não passa de uma prostituta com um nome mais adequado há outras décadas.

Eu só queria entender, amor.

Entender, o que diabos se passava em sua cabeça quando simplesmente decidiu jogar fora nossa união de quase três décadas. Talvez eu não tenha sido o suficiente, só talvez.

Porque, meu amor, tudo o que eu tinha que chorar e sofrer, já foi. E eu lamento te dizer, mas a culpa não foi minha. Nunca fui, e nunca será. Pare. 

Pare de tentar se enganar, usando suas mentiras doces sobre mim.

Você sempre usou palavras açucaradas contra mim, me pergunto se algo entre nós realmente foi verdade.

Pare de tentar me colocar para baixo, dizendo que eu não poderei viver sem tua presença. 

Eu viverei sim, querido. Sinto muito em te informar, mas eu não nasci dependente de homem nenhum.

Pare de jogar a sua culpa em mim, eu não lhe obriguei a nada.

Não diga que a culpa foi minha, quando na verdade foi uma escolha que estava em somente suas mãos. 

Pare de se fazer de coitado, nesse seu teatrinho de show de horrores.

Não diga que eu não avisei, quando você jurou estar ao meu lado na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, já estava ciente sobre o que um casamento significava. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...