História Terceirão - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Malhação
Tags Escolar
Visualizações 9
Palavras 1.022
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Drogas, Estupro, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


a foto acima é a atriz que interpreta a Dani na fanfic: Carla Dias

Capítulo 8 - Capítulo 8


Fanfic / Fanfiction Terceirão - Capítulo 8 - Capítulo 8

Narrado por Dani:

Domingo, dez da manhã, quando olhei o relógio me assustei, nossa como eu dormi, não me arrependo, a primeira coisa que fiz foi ligar para a Gabi, ela não atendeu então só mandei uma mensagem falando que iria aí no bairro de Fátima, tomei um banho, desci e quando estava saindo pela porta meu pai perguntou:

-Aonde vai com tanta pressa?

-Vou no Bairro de Fátima, não sei quando irei voltar, beijo. -Falei apressada.

-Não vai tomar café?-Perguntou me pai.

-Não.-Respondi.-Sai, peguei o táxi e fui.

............................................................................................................................................................................................

Narrado por Lipe:

Acordei, já tinha passado das nove horas da manhã, levantei, tomei café,peguei as chaves do carro com meu pai, a carteira, grana e partir indo para o clube de piscina encontrar meus amigos.

............................................................................................................................................................................................

Narrado por Gabi:

Estava ouvindo música e cantarolando enquanto limpava casa, quando dei uma parada para comer, vi a ligação perdida da Dani, pelo que tinha rolado ontem eu terminei de arrumar a casa e fui tomar um banho para ir na casa dela.

............................................................................................................................................................................................

Narrado por Tadeu:

A Wanessa me acordou com o som do telefone, ela estava me pedindo para ir no clube de piscina com ela, a Rúbia e a Morena, suas melhores amigas, aceitei, me arrumei e fui para a casa delas.

............................................................................................................................................................................................

Narrado por Yasmin:

Já tinha acordado bem cedo, estava lendo um livro quando ouço a campanhia e vejo o Toni:

-O que faz aqui uma hora dessa?

-Seguinte Min, já falei pra tu que estou a fim de você?-Perguntou ele.

-Acho que não.-Respondi.

-Então pra tu recordar, estou super a fim de você, vamos fazer um piquinique?

-Eu vou me arrumar.-Encontrei com o meu pai no caminho do meu quarto e ele me perguntou se eu queria mesmo porque eu não era obrigada eu só respondi que sim e fui me arrumar, coloquei me vestido floral e por baixo um short, peguei a cesta de piquinique, abasteci só com minhas comidas favoritas, pois Toni estava com a mão cheia de guloseimas e outras frutas, também levei coisas saudaveis pela insistência de minha mãe,fomos para um parque que eu nem sabia que existia, ele era lindo, todo gramado , com um lago, um pipoqueiro e familias passeando,forramos um pano xadrez debaixo de uma árvore, o Toni começoua olhar para mim:

-O que foi, me achou feia?-Perguntei.

-Não, estou te achando linda e feliz.-Ele respondeu.

-Obrigada, você adivinhou meus pensamentos, estava cheia daquela casa, só que meus pais se eu os pedisse para sair eles tinham medo e não deixam.

-Entendo, más agora vamos aproveitar o máximo.-Ele falou.

-Más é sério, obrigada mesmo, por tudo.-Nos abraçamos e ele me deu um beijo na testa.

............................................................................................................................................................................................

Narrado por Sarah:

Acordei e fui encontrar o Ulysses na escola como tinhamos combinado, namoramo e de repenter ele falou:

-Gata, eu acho que a gene já namorou o suficiente por hoje, não haja melhor ir embora?

-Ei, está me dispensando, estranho.-Falei.

-Não Sarah, é.....É que estou passando mal.

-Passando mal?Então temos que te levar para o pronto socorro!

-Não, é só eu descansar, mais para isso você precisa ir embora.

-Está bem, thau e melhoras.-O beijei e fui.

Narrado por Ulysses:

-Ufa, ainda bem que ela foi, não estava aguentando mais de ansiedade, sobrou alguma coisa para mim seus esfomiados!

-Sobrou,mais aqui, você podia ter dispensado a gatinha um pouco mais sedo não é?-Falou um cara.

-Não, ela iria desconfiar, eu não quero que ela descubra, a mãe dela já desconfia, eu gosto muito dela, de verdade , nossa relação não é um rolo é sério, agora vou embora, antes que alguém do colégio me veja.

............................................................................................................................................................................................

Narrado por Dani:

Cheguei no Bairro de Fátima e fui para um bar, entrei e gritei alguém:

-Alguém?-Na mesma hora a Gabi apareceu:

-Gabia, estava te procurando.

-Dani, eu estava acabando  de ajudar o seu Juca e já ia na sua casa, eu tinha visto uma ligação perdida no seu celular!

-É, eu tentei te avisar que iria vim, más você não atendeu.

-Eu estava limpando casa!

-Você mora aonde?

-Aqui em cima e trabalho nesse bar que também é lanchonete. Más que pena que eu não posso ficar com você agora, estou trabalhando.

-Gabriela, pode ficar com a sua amiga!-Falou seu Juca.

-Obrigada seu Juca, prometo que recompenso.

-Não precisa, hoje não é seu dia de trabalho mesmo?

-Obrigada.Dani, vem, senta aqui, o que houve?

-Nada Gabi, só queria passar o dia com você, se eu passasse lá em casa, era só assunto de Direito.

-Hum, você veio em ótima hora, vamos subir na minha casa.-Fomos, a casa da Gabi é linda, o quarto então é um amor, eu sentei na cadeira na cozinha enquanto ela fazia um suco e pegava um bolo:

-Aqui, minha especialidade, bolo de aipim com coco!

-Nossa, vou experimentar.-Enquanto comíamos ela pe perguntou:

-Então, fala, o que houve de verdade?

-Gabi, eu estou com receio, eu não sei se o que sinto pelo Lipe e paixão de verdade!

-Olha, você precisa em primeiro lugar se aproximar dele.

-Tem razão.

-Mais não precisa esquentar sua cabeça com isso não, deixa rolar, ainda mais que agora ele sabe que você gosta dele.A gente podia fazer alguma coisa, sei lá...Já sei andar de bike?

-Só você Gabriela, então vamos.

............................................................................................................................................................................................

Narrado por Lipe:

-Estava de boa tomando um refri, quando vejo alguém pedindo ajuda na piscina, tinha pensado em não fazer nada, más vi que era uma garota então corri e a ajudei. Minha decepção é que era a Wanessa da minha sala.

............................................................................................................................................................................................

Narrado por Tadeu:

Ainda bem que o Lipe salvou a Nessa, fiquei muito envergonhado por não ter sido eu que trivesse salvado ela, assim que ela melhorou eu perguntei:

-Nessa, você me perdoa por não ter te salvado?

-Eu te perdo-o Tadeu, eu não ligo para essas coisas, não esquenta com a opinião dos outros garotos não!-Eu esqueci depois do assunto, infelismente uns garotos passaram por nós e começaram me zoando por  eu não ter salvado a Wanessa:

-Frangote, Barbie Girl, é muito poderosa para não poder salvar a amiga. Há há há há há..........-Fiquei sem saber o que fazer.

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...