História Terrified Screams - Capítulo 8


Escrita por: ~

Exibições 26
Palavras 787
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei, pessoal
Desculpa por isso
Espero que gostem
Boa Leitura

Capítulo 8 - A Forca


Fanfic / Fanfiction Terrified Screams - Capítulo 8 - A Forca

Mesut após ouvir a notícia desliga a TV, ficou chocado demais com a notícia da morte de seus colegas, como isso aconteceu e quem teria feito isso com eles, não sabe por que, mas tranca toda sua casa e ativa o alarme da casa, se sente mais seguro assim, não sabe por que está fazendo isso, mas mesmo assim faz, pega seu telefone e liga para seu amigo Mats:

 

Oi Mats, sou eu o Mesut, ficou sabendo do que houve? – pergunta cabisbaixo

Com a Mirando e o Javier, sim, é terrível, espero que peguem quem fez – diz do outro lado

Você não acha estranho isso tudo – diz nervoso

É mesmo, duas pessoas que tem ligação morrerem desse jeito – responde do outro lado

Será que ele está atrás de mais alguém? – pergunta apreensivo pois acha que ouviu algo na casa

Mesut, você está bem? Parece nervoso – pergunta do outro lado da linha

Acho que tem alguém na casa – diz nervoso, mas não ouve resposta, a luz acabou – Droga, Mats, Mats?

 

Joga o telefone longe, pensa Mesut... A lanterna, pensa consigo mesmo, enquanto procura o objeto no armário, acha a lanterna, olha para os lados e não encontra nada, nem ninguém, Mesut isso é coisa da sua cabeça, provavelmente só faltou luz, mas é melhor checar. Vai ter que descer até o porão, o que é uma péssima ideia, se considerar os filmes de terror, mas isso é coisa de sua cabeça, já não está ouvindo mais nada além dos latidos dos cachorros dos vizinhos, desce até o porão cautelosamente, sempre prestando atenção em todos os lados e tentando ouvir algo de estranho, nada.

Finalmente chega no quadro de luz, e vê o que mais temia, ele foi desligado por alguém, rapidamente religa a energia da casa, só quer sair de lá o mais rápido possível, tenta sair de lá, mas é impedido por alguém com uma corda em volta de seu pescoço lhe sufocando, tenta se soltar, mas batem com sua cabeça na parede com força, novamente sua cabeça atinge a parede, a falta de ar e as pancadas quase o fazem perder a consciência, mas ouve a voz macabra:

 

Não deveria ter dito tantas coisas feias para o Erik, agora nunca mais irá dizer bobagens - diz a voz próxima ao seu ouvido

 

Antes que consiga dizer qualquer coisa, sente uma forte dor em sua boca, e começa a sentir o sangue preenche-la, sem quase mais uma reação se quer, sente a corda apertar seu pescoço e  seu corpo ser erguido, junto com a dificuldade para respirar por causa do sangue, tenta se livrar da corda, mas já não tem mais forças e lentamente sente sua vida se esvaindo...

 

Mas antes de partir o assassino diz:

 

Eu pretendia te fazer sofrer mais, mas estou com o tempo curto, então fica para uma próxima ou não...

 

Marco e Mario, Bastian nos chamou para irmos conferir um local, o Cristiano e eu já estamos a caminho - Manuel chama os dois mais novos por telefone

Mais uma vítima? - pergunta Marco

Ainda não sabemos, ele só disse para encontrarmos ele lá - responde vago

Mas o que isso tem a ver com nosso caso? – pergunta novamente

É isso que vamos ver - responde o louro mais alto

 

 

Chegam quase juntos no local indicado, a casa está rodeada por policias, péssimo sinal, encontram Bastian, Thomas e Logan dentro da casa:

 

Ah minha nossa – exclama Mario ao ver o corpo pendurado

O que houve aqui? – Cristiano perguntou analisando tudo e reparou que escorre sangue da boca da vítima

Mas não foi um suicídio, por que estamos aqui? – pergunta Mario

Precisa ser mais observador Mario – rebate Thomas

Um rapaz ligou dizendo que a casa do amigo foi invadida, mandei alguns homens para cá e o achamos – Bastian responde parecendo cansado – O óbito foi a um pouco mais de uma hora

Então qual foi a causa da morte? – pergunta Manuel sério

Acho que está meio obvio Manuel – Marco rebate fazendo o outro revirar os olhos

Quase, encontrei isto – Thomas responde mostrando o saquinho com a evidência – A língua foi cortada e o sangue ajudou a sufoca-lo

 

Enquanto todos ficaram estupefatos Manuel e Cristiano repararam que Logan estava quieto demais durante todas as revelações:

 

Logan, ele também estudava com você? – pergunta Manuel de repente, o legista suspira

Sim, ele também estudava comigo – responde cabisbaixo

Isto quer dizer... Thomas você encontrou algum corte nele? Igual na 1ª e na 2ª vítima? – pergunta Cristiano

Não, ele está limpo, sem cortes, exceto pela lin... Espera um minuto... – diz Thomas analisando mais a fundo a evidência – Tem um corte nela... Uma letra “E”

Temos um padrão – analisa Marco

É oficial, estamos lidando com um Serial Killer – Completa Bastian


Notas Finais


Gostaram? Críticas? Sugestões?
Até o Próximo
Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...