História Test games - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Rainha Vermelha, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, Jogos Vorazes (The Hunger Games), TWICE, Um Jogo Sem Regras (Nerve)
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jackson, Jennie, J-hope, Jihyo, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Mark, Mina, Momo, Nayeon, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Sana, Suga, Tzuyu, V
Exibições 4
Palavras 1.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá para você, ser humano maravitop! <3
Como vai a vida? Uma merda como sempre?! Então tá bom.

Então né gente, depois de beber umas lata de Coca e comer uns caldo de mandioca (época de festa junina tem q aproveitar enquanto pode) me veio a bendita inspiração... Então eu decidi criar essa mistura de Jogos Vorazes com A Rainha Vermelha e com o BTS.

Mds... Já vou avisando que acho que vai dar meio errado... Ou pode dar muito certo. 😐😐

Os primeiro capítulos vão ser mostrando como cada um dos meninos são, mas relaxa que não vai ser um capítulo para cada. O Taehyung ficou com um só pra ele, pois eu quis dividir os próximos entre dois meninos e como são 7 ou um ia ficar com três ou eu fazia um separado.

C não tá entendendo oq eu tô falando? Relaxa, pequena ou pequeno algodão doce... Você vai entender quando ler!! 😉

Bom, sem mais dessa enrolação chata, vamos ao capítulo! 💙💟

Capítulo 1 - Taehyung


Fanfic / Fanfiction Test games - Capítulo 1 - Taehyung

Kim Taehyung   POV


   Na verdade minha vida não é nem um pouco interessante. Se você tiver algo mais empolgante para fazer, pode ir. 


Não foi? 

Pois bem.

Vou contar um pouquinho de como é a minha vida. Vou ser rápido, não  se preocupe.


Minha mãe é a pessoa mais guerreira que eu conheci. Uma prova disso foi meu parto. Ela aguentou firme até o fim. Até o seu fim. 

Você talvez não saiba o que é ter uma família inteira falando que você é o causador da morte de sua própria mãe. Se eu fechar os olhos com bastante força posso vizualizar a imagem dela na minha frente, falando que eu não tive culpa de nada. Que ela deu e daria de novo a sua vida por mim.

Eu sei que ela ainda está comigo. Eu posso sentir.


Bom, você já sabe que eu não tenho mãe. Mas e quanto ao meu pai?

Papai. Papai trabalha muito, ela dá o sangue na empresa. Quer que eu siga seu maravilhoso caminho e continue com a reputação da família: reservados, bem sucedidos e irritantemente organizados.

Só que eu sou o contrário de tudo isso. 

Gosto de socializar, fazer amigos, conversar. A vida é um sopro e você tem que ter pessoas ao seu lado para te ajudar a sobreviver aos tornados que podem aparecer. 

Gosto das coisas simples, o mais simples possível. 

Organização? Ah, a frase que eu mais uso e a famosa "deixa pra depois". É isso que eu sempre digo ao papai quando ele pede para que eu arrume meu quarto.



Tenho uma tia. Mas ela não é exatamente importante. 

A única coisa boa que ela fez foi parir minha querida priminha Judy.

Eu morro de amores por aquela menina!


Tia Tayane é na verdade um pé no saco. Sempre falando que me odiava por ter tirado a vida de sua irmã. 

Sinceramente só não mando ela ir para os infernos porque o capeta provavelmente não aceitaria ela. Ele não deve querer concorrência. 


Um dia, durante o jantar, estavamos todos na mesa. Cada um em silêncio.

E sim, minha tia mora comigo.

Judy perguntou o que eu iria fazer já que agora tinha 18 anos. Papai logo me olhou com aquele olhar dele, que diz basicamente: "Assuma os negócios e não em decepcione."


Tudo bem. Tayane não fez somente uma coisa boa. Fez duas. Pois quando o jantar já estava no final ela falou de um tal jogo que estava se espalhando mais rápido que aqueles spoilers da novela das 9.

Papai perguntou sobre o que era e eu simplesmente subi para o meu quarto quando Titia começou a explicar. Eu já sabia do tal jogo. Fala sério... Pular de um prédio ou explodir uma bomba somente para ganhar pontos?

Tudo bem. Eu sei que esses pontos eram sua chance de não ir para a guerra, mas às vezes eu penso que as pessoas quase se matam só para não ir rumo a morte?! Eu sei que você não deve estar entendendo. Mas ninguém me entenderia mesmo.



Deitei na minha cama e fiquei fitando o teto. 

18 anos.

Já era alguém agora... Só não sabia exatamente quem.


No meio de muitos pensamentos desalinhados e até mesmo estúpidos eu adormeci. Naquela noite eu sonhei com minha mãe. Sonhei que ela estava viva e que ninguém me culpava, eu sorria, ela sorria, papai sorria, Judy sorria e até minha tia e seu marido sumido que com certeza dava para ela um belo par de chifres, sorriam. Era magnífico. Era tão... Real.




Me levantei no outro dia, já era 6:53 da manhã. Eu não tinha mais aulas, mas tinha que ajudar meu pai no trabalho, para já "ir pegando o jeito". Droga. 

Peguei a primeira peça de roupa que achei dentro do armário e vesti. Não fazia muita diferença para mim a roupa, ficaria trancafiado dentro de uma sala apertada e cheia de papéis o dia todo mesmo.



Logo chegamos ao enorme prédio de meu pai. Era tudo de vidro, tudo na mais perfeita ordem e organização. Chegava a ser estranho de tão arrumado. 

Entramos pela porta e algumas secretárias olharam para mim como se eu fosse algum tipo de doce e elas fossem aquelas pessoas que amam doces (Autora: tipo eu) e pudessem me devorar a qualquer momento. Que porre! Essas mulheres nem imaginam que eu gosto é de homem também.

Papai não sabe disso, lógico. Eu tinha que nascer em uma família homofóbica pra caralho. Que perfeito.


O dia passou tão devagar que eu começava a cogitar a ideia de comprar um relógio novo. Parecia que os ponteiros do meu não estavam se movendo, como tem de ser. Mas graças aos deuses o final do dia chegou e eu pude ir para meu lar.  


 Ao chegar em casa já fui logo para meu quarto, ignorando a briga que meu tio e tia estavam tendo na sala. Gente louca.



Mas eu tive certeza de que o pessoal da minha casa era louco quando vi uma carta na minha cama. Não qualquer carta. Uma carta do jogo.


Um enorme receio de abrir a carta me fez ficar uns 5 minutos olhando para ela. Depois disso percebi que era idiota ficar olhando para uma carta e paguei ela, abrindo a mesma.




Caro senhor Kim Taehyung,

   

    É com muita felicidade que anunciamos que o senhor foi aceito no jogo. Sua inscrição foi feita ontem, mas depois de vermos suas notas e seu desempenho tratamos logo de olhar com mais carinho seu pedido de inscrição.

Esperamos que aceite. Esteja ciente que vários, vários mesmo, gostariam de estar no seu lugar.

Se decidir vir, você começa amanhã. No antigo salão de festas para ter sua apresentação e conhecer seus "colegas" e com quem você dividirá o quarto. Se você ganhar não terá que ir para guerra, apesar de sabermos que você vai assumir a empresa de seu pai... Ela pode simplesmente sumir. 


                   

                                                       Assinado: Michael Jus, administrador do jogo.



Eles estavam me ameaçando? A empresa sumir? Quer dizer que se eu não aceitasse eles fechariam as portas do lugar que meu pai lutou para construir?

Ok. Eu podia não gostar muito da minha família, mas isso já era demais.


Talvez tenha sido por isso que eu tenha aceitado entrar no jogo.



Notas Finais


Se tiver confuso calma que nos próximos capítulos tudo será explicado! 🍭

Espero que tenham gostado do primeiro capítulo.

Fui!!
~🍫


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...