História Teu amor é meu - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kiba Inuzuka, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi
Tags Colegial, Gaahina, Naruhina, Naruto, Nejiten, Romance, Saiino, Sasuino, Sasusaku
Exibições 70
Palavras 2.258
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Colegial, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi meus amores!!! Seus lindjos, que saudades! Sentiram minha falta? Não né?
Como estão? (Sem vácuo, por favor)
Voltay aqui com mais um capítulo, quero lágrimas correndo! Kjkjk, Brinks.
Bem, então 'vamo' nessa!

Capítulo 12 - Acidente


Fanfic / Fanfiction Teu amor é meu - Capítulo 12 - Acidente

TEU AMOR É MEU:

           

          HINATA POV'S ON

  Havia conseguido convencer Gaara a não contar para ninguém por enquanto, até agora só eu, meus pais, minha irmã e primo e os pais dele e irmãos que sabem. Já era o dia seguinte ao da festa, me diverti um pouco. Estava tudo indo bem, bem até demais. Eu sentia algo em meu peito, uma dor. Meu pai entrou no meu quarto nesse exato momento e me deu a notícia... Naruto... Naruto havia tido um acidente de carro em meio a madrugada! Eu estava pasma!

  Lágrimas começavam a cair de meus olhos sem permissão alguma. Enquanto esperava em uma sala totalmente branca alguma notícia sobre o estado de Naruto, eu refleti sobre tudo... Eu era a culpada... Eu era a responsável pelo o que aconteceu com Naruto! Não conseguia pensar em mais nada além disso. Duas pessoas que adoro muito estão no hospital e a culpa era minha! Minha mãe está no hospital por eu não ter notado que estava doente e Naruto por eu não ter dado para ele a atenção necessária!

  Uma mão pousou sobre meu ombro, era um cara loiro de olhos azuis, me lembrava muito o Naruto. Sorriu para mim, um sorriso fraco.
-Sei que deve estar preocupada com meu filho. Ele falava muito de você. Deviam ser grandes amigos, né?

"Ele falava muito de você" "Grandes amigos", essas palavras me cortavam por dentro, faziam com que minha dor e culpa aumentassem.  Apenas assento sem falar nada, não tinha muita escolha de qualquer jeito. Acabei passando um bom tempo ali, nem consegui marcar. Havia pegado no sono, fui acordada delicadamente por uma pessoa. Sakura estava com um sanduíche em mãos tentando me dar para comer.
-Não estou com fome Saky. Obrigada mesmo assim! -Minha garganta estava amarga e meu estômago revirando em pedido de alimento, mas eu não conseguia. Era uma 'missão impossível', definitivamente.

  Depois de mais duas horas lá, acabei voltando pois dona Kushina insistiu muito. Akamaru deitou na cama ao meu lado, acariciei seu pelo macio. Kiba veio em minha mente, como será que ele está? Peguei meu celular e fui mexer no Whatzzup.

   WHATZZUP ON

Karui: Hina, a quanto tempo hein?
Fu: Você abandonou a gente! ;-;
Hina: Desculpa gente, andam acontecendo muitas coisas na minha vida! Alguém tem notícia do Kiba?
Fu: Não. Sem notícias!
Karui: Ele anda muito ocupado com a escola e anda ajudando os pais no café.
Hina: Entendi. Bem, já vou.
Karui: Já?
Fu: Beijos!

     WHATZZUP OFF

  Muito ocupado? Okay!  Tentei escrever alguma música para aliviar a tensão, acabei escrevendo uma que nomeado de "Uncover", é mais ou menos assim:

          Uncover

Nobody sees, nobody knows
We are a secret can't be exposed
That's how it is, that's how it goes
Far from the others, close to each other

In the daylight, in the daylight
When the sun is shining
On the late night, on the late night
When the moon is blinding
In the plain sight, plain sight
Like stars in hiding
You and I burn on, on

Put two and to-gether, for-ever will never change
Two and to-gether will never change
Nobody sees, nobody knows
We are a secret, can't be exposed
That's how it is, that's how it goes
Far from the others, close to each other
That's when we uncover, cover, cover
That's when we uncover, cover, cover

My asylum, my asylum is in your arms
When the world gives heavy burdens
I can bear a thousand times
On your shoulder, on your shoulder
I can reach an endless sky
Feels like paradise

Put two and to-gether, for-ever will never change
Two and to-gether will never change
Nobody sees, nobody knows
We are a secret, can't be exposed
That's how it is, that's how it goes
Far from the others, close to each other
That's when we uncover, cover, cover
That's when we uncover, cover, cover

We could build a universe right here
All the world could disappear
Wouldn't notice, wouldn't care
We can build a universe right here
The world could disappear
I just need you near

Nobody sees, nobody knows
We are a secret, can't be exposed
That's how it is, that's how it goes
Far from the others, close to each other
That's when we uncover, cover, cover
That's when we uncover, cover, cover
That's when we uncover

              Tradução:

Ninguém vê, ninguém sabe
Nós somos um segredo, não podemos ser expostos
É como isso é, é como isso será
Longe dos outros, perto um do outro

Na luz do dia, na luz do dia
Quando o sol está brilhando
Tarde da noite, tarde noite
Quando a lua está cegando
Na vista de todos, a vista de todos
Como estrelas na clandestinidade
Você e eu, queimando

Junte dois mais dois, pra sempre nunca irá mudar
Junte dois mais dois, nunca irá mudar
Ninguém vê, ninguém sabe
Nós somos um segredo, não podemos ser expostos
É como isso é, é como isso será
Longe dos outros, perto um do outro
É quando nós nos revelamos, revelamos, revelamos
É quando nós nos revelamos, revelamos, revelamos

Meu refúgio, meu refúgio é em seus braços
Quando o mundo traz fardos pesados
Eu posso suportar umas mil vezes
No seu ombro, no seu ombro
Eu posso alcançar o céu infinito
Sentir como no paraíso

Junte dois mais dois, pra sempre nunca irá mudar
Junte dois mais dois, nunca irá mudar
Ninguém vê, ninguém sabe
Nós somos um segredo, não podemos ser expostos
É como isso é, é como isso será
Longe dos outros, perto um do outro
É quando nós nos revelamos, revelamos, revelamos
É quando nós nos revelamos, revelamos, revelamos

Nós poderíamos construir um universo aqui
O mundo todo poderia desaparecer
Eu não notaria, eu não me importaria
Nós podemos construir um universo aqui
O mundo poderia desaparecer
Eu só preciso de você por perto

Ninguém vê, ninguém sabe
Nós somos um segredo, não podemos ser expostos
É como isso é, é como isso será
Longe dos outros, perto um do outro
É quando nós nos revelamos, revelamos, revelamos
É quando nós nos revelamos, revelamos, revelamos
É quando nós nos revelamos

  Eu realmente gostei dessa música, ficou muito boa. Peguei meu celular que estava vibrando, era uma ligação de Gaara.

-Eaê como você tá? - Perguntou.

-Indo. Já soube?

-Acabei de ficar sabendo. Estava na fazenda do meu tio, onde não tem meio de comunicação nenhum, por isso só fiquei sabendo agora!

-Entendi.

-Já foi lá?

-Sim. E você?

-Não e nem pretendo! Eu ir lá não vai resolver nada. Pode vir aqui em casa ou eu vou aí?

-Nenhum. Estou cansada, Gaara. Desculpe!

-...

-...

-Entendi! Então... A gente se vê segunda na aula.

-Sim. - Antes de desligar o telefone ouvi ele soltar um "ótimo" ironicamente. Respirei fundo e olhei a hora no meu celular, 20: 12 e eu ainda não havia comido nada. Desci as escadas após tomar um bom banho quente e vestir minha blusa e calça moletom branca. Tinha um cheiro ótimo vindo da cozinha.

-Oie! O que fez  para comer, Minah? - Havíamos trocado de cozinheira pois a antiga iria voltar para o Brasil, seu país de origem. Meu pai contratou a Minah, uma coreana muito legal.

-Fiz um kimchi, comida típica no meu país natal. Seu pai e primo já comeram, Hanabi foi para a casa da amiguinha e vai comer lá. Fiz essa porção pra você. - Disse colocando a tigela cheia de kimchi na mesa - Sabe usar hashis né? - Assenti - Bem, agora vou para casa, coma bem pequena Hinata. - Há apenas três anos de diferença entre nós, mas ela me chama de 'pequena' Hinata. Vai entender esses coreanos!

Comi bastante, kimchi era realmente bom! Fui para a sala de música, onde tinha apenas um piano e agora está cheio de instrumentos e microfones. Comecei a tocar uma música aleatória.

  HINATA POV'S OFF
  SAKURA POV'S ON

  Eu estava na sala assistindo algo na TV, o acidente com Naruto mexeu com todos nós. Minha mãe estava na cozinha e meu pai estava na sala comigo. Ouvi a campainha tocando e fui atender.

-Oi Sakura. - Era Sasuke. O que fazer? Me perguntava várias vezes.

-O-Oi Sasuke. - Falei gaguejando. Não sabia se conseguia olhá-lo novamente depois de ontem, não havia ocorrido nada de ruim, mas eu me sentia meio envergonhada.

-Como está? - Realmente não sabia se ele falava do que aconteceu ao Naruto ou se falava de ontem à noite .

-Eu estou... Hã... Bem? - Acabei fazendo uma pergunta que no caso deveria ser uma resposta. Me sinto confusa.

-Sakura, querida. Não vai convidar a visita para entrar? - Meu pai gritou da sala em uma pergunta.

-Ah... Vou sim, pai! - Olhei para Sasuke ainda mais envergonhada - SAS, entre por favor.

-Obrigado. -Agradeceu adentrando minha casa.

-Ora se não é Sasuke, o garoto prodígio dos Uchiha! - Disse meu pai.

-Que nada Senhor Haruno! - Falou Sasuke, que agora se mostrava sem graça e meio desconfortável.

-Hã... Sas, vamos conversar lá em cima? - Perguntei.

-Tá. - Respondeu sem rodeios. Subimos para o segundo andar. Adentramos meu quarto. Ele se sentou em uma poltrona e eu na cama.

-Então... - Fui tentar argumentar algo, mas fui  interrompida.

-Vou terminar com a Ino. - Disse ele com convicção. Quase caí, só não o fiz porque não adiantaria de nada.

-Sasuke...

-Não posso mais ficar com alguém a qual não sinto nada por. Sakura, quero ficar com você! - Eu estava sem palavras.
               SAKURA POV'S OFF

                 NEJI POV'S ON

  Estava em casa, quando finalmente decidi ir até a casa de Tenten. Sei que ela deve estar muito chocada com o que aconteceu e acho que eu devia estar ao seu lado. Não que ela seja muito próxima do Naruto a ponto de ficar chocada, mas... Sabe 'comé' né?

  Peguei meu carro e fui em direção à casa da minha Pucca. Toquei a campainha e fui atendido por uma mulher de cabelos castanhos escuros.

-Olá Senhora Mitsashi! - Cumprimentei.

-Olá Neji. Entre por favor, a Tentem está na sala de música. Fica logo ali no final do corredor.

-Obrigado. - Agradeci e segui para a tal sala. Adentrando a mesma, vi uma Tenten dançando uma coreografia bem... Não diria difícil, mas, interessante.

-Neji?! A quanto tempo está aí? - Perguntou assustada.

-Acabei de chegar. Que dança legal! - Elogiei.

-Ah, sim. Não devia ter visto.

-Por que? - Perguntei.

-É a coreografia da música da próxima competição! - Falou secando o suor do rosto em uma toalhinha.

-Não tem problema, já até esqueci aqui! - Falei apontando para minha cabeça.

-Bobão! - Ela soltou do nada apertando minha bochecha.

-Bobona! - Ambos rimos - Ei. Vamos comer algo em algum lugar? - Perguntei.

-Claro! Ainda não comi nada.

-Eu já! - Ela riu olhando para mim.

-Como assim cara? Já comeu e vai comer denovo?

-Sim. É proibido? - Perguntei rindo.

-Sim. Eu, a Rainha Tenten, fiz essa lei! - Respondeu com o peito estufado.

-Ah, claro...

-Tim, vivo, oi! - Rimos denovo. Quando se está perto de Tenten, não tem como ficar triste ou desanimado.
Fomos para uma lanchonete não muito longe dali. Conversamos sobre o que aconteceu com Naruto, ela disse que ainda não sabiam se ele vai ficar bem ou não. Me disse que estava na UTI em estado grave, ele fraturou uma costela e se ele não morrer pode ficar cadeirante. Pensei na minha prima, ela era muito amiga dele.

  NEJI POV'S OFF
 

       ~Na noite anterior~

  Naruto saiu da festa bêbado e com os olhos inchados de tanto chorar. Pegou seu carro e começou a dirijí-lo em alta velocidade. Ultrapassou 3 carros, na quarta ultrapassagem acabou batendo de frente com um caminhão que estava vindo na direção oposta. A parte da frente do carro ficou toda amassada, o carro capotou cinco vezes, o que fez Naruto ficar inconsciente e fraturar a coluna.

Uma ambulância foi chamada por alguns viajantes que passavam nesse momento. Paramédicos desceram da ambulância com uma maca, colocaram o corpo de Naruto em cima e depois dentro da van hospitalar. Ele teria que passar por uma cirurgia de emergência e depois deveria permanecer descansando sob cuidados médicos. A cirurgia era de risco e não sabiam se ele iria sobreviver e/ou se recuperar depois. 

   ~No presente~

      MINATO POV'S ON

  Kushina estava muito abatida, havia chorado muito desde que soubemos da notícia. Só o que ela anda fazendo é chorar e rezar, eu pelejo para que coma algo, mas ela diz que não tem fome. Eu até entendo, mas não seria bom para sua saúde ficar s comer.

-Kushina, coma algo, por favor.

-Não tenho fome, Minato. A propósito, tem alguma notícia? - Perguntou esperançosa.

-Ainda não. Os médicos estão esperando para ver se ele vai resistir.

-A cirurgia já foi feita, né?

-Sim, na madrugada passada ainda, mas ainda há riscos!

-Entendo. Minato, o que foi acontecer com nosso filhote? - Ela voltou a chorar, abracei-a.

-Calma Kushina, vai dar tudo certo!

    MINATO POV'S OFF
    INO POV'S ON

   Eu estava andando pelo corredor do hospital, já deveria estar em casa, afinal, está tarde. Passei pelo quarto do Naruto só para dar uma olhada, ele estava...

-ENFERMEIRA! ALGUÉM! POR FAVOR! - Gritei.

-O que houve senhorita? - Uma enfermeira perguntou.

-Ele está de olhos abertos!

-Ino? - Naruto.

                       CONTINUA...?


Notas Finais


Obrigada por lerem. Aceito críticas construtivas. Se não gostaram de algo, não hesitem em mencionar.

Link da música cantada por Hinata:
https://youtu.be/U-PXEe-qeK4


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...