História Texting - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Personagens Originais
Tags Bottom!kyungsoo, Chansoo, Do Kyungsoo, Facebook, Gay, Kaisoo, Mensagem De Texto, Park Chanyeol, Texting, Top!chanyeol
Visualizações 120
Palavras 980
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nyah, obrigado pelos favoritos e comentários <3
E sim, isso é realmente baseado numa história real.

Capítulo 2 - Eu não irei me apaixonar por ele!


Fanfic / Fanfiction Texting - Capítulo 2 - Eu não irei me apaixonar por ele!

Hoje seria a tão temida prova de gramática que estivera torcendo para que a professora responsável ficasse doente, para não precisar fazê-la. Depois de muita relutância, levantou-se da cama e verificou o Facebook que já estava ligado no notebook, e a mensagem permanecia lá sem ser vista. “Se eu ignorar, certamente ele notará que enviou para a pessoa errada”, pensou ele, fechando a página rapidamente, após sua irmã bater na porta diversas vezes o chamando.

— Você está surdo? Não ouviu eu te gritando?! — Falou aborrecida. Ela não entendia o que era ter vários amigos no Facebook lhe esperando para conversar. — Vamos comer, senão ficará com fome e tirará outra nota vermelha.

— Não precisa ficar lembrando isso toda hora... — Resmungou, saindo do quarto e pegando seu celular, que mesmo servindo apenas para mensagens de texto, ainda lhe era útil, para conversar com a Mayu, sua melhor amiga.

— Ou você tira uma nota boa, ou nossos pais ficarão sabendo o que você andou fazendo, naquele mês. — Chantageou ela, fazendo Kyungsoo a encarar preocupado.

Aquilo era a última coisa que desejaria agora. Ser expulso de casa porque beijou um garoto.

— Você é má. — Falou sério, sentando na mesa, e comeu rapidamente, para impedir que ela começasse um discurso moralista sobre como garotos devem ficar com garotas, e bla, bla, bla.

— Eu só quero o seu bem, Soo. Não quero ninguém te zoando por causa disso.

— Humanos são realmente ruins. — Suspirou, levantando-se da cadeira a encarou uma última vez. —  Não é porque eu beijo garotos que sou inferior. — Disse, e em seguida saiu, antes que ela falasse algo a mais. Voltou ao quarto, pegou sua mochila, foi para o ponto de ônibus e no caminho leu algo sobre conjugação dos verbos no pretérito mais que perfeito.

***

Ao voltar para casa, correu para seu quarto e se trancou lá, indo diretamente para o Facebook. Clicou nas mensagens e haviam novas.

Alguns de seus amigos virtuais lhe desejaram parabéns, e ele foi respondendo cada um, com mensagens personalizadas. Aquilo era sua maior diversão. Ali era um lugar em que podia ser ele mesmo, sem precisar de rótulos.

Chegou a penúltima mensagem, e seu coração parou por um momento. O garoto de ontem falou novamente, e dessa vez, tinham mais cinco, sendo a última delas “te vi hoje lá na escola. Você é tão lindo!”.

Seu coração parou, e seu primeiro instinto fora clicar na mensagem para ler o restante.

Kyungsoo, eu te amo!”

“Você ainda será meu.”

“Vamos apostar?”

“E você terá olhos apenas para mim!”

“E não, eu não enviei essa mensagem para pessoa errada!”

“Te vi hoje lá na escola. Você estava tão lindo!”

Sua mente vagava de uma mensagem a outra, e seu cérebro não assimilava nada direito. Até dois meses atrás não tinha beijado ninguém, nem mesmo uma menina que se apaixonara por ele na sétima série.

Ainda hoje, com seus quatorze anos, não beijou ninguém de língua – até porque, o garoto que ele beijara há dois meses, só tivera coragem de lhe dar um selinho. E agora, aparece alguém, três anos mais velho, dizendo que o ama.

“Você poderia parar de enviar mensagens para mim?”, seus dedos digitaram, e ele só percebeu o que escrevera, quando apertou a tecla enter. Não demorou mais de trinta segundos para a resposta aparecer.

“Finalmente, chamei sua atenção :D”, começou e logo em seguida veio outra. “Isso não é uma brincadeira, antes que você venha me xingar. Eu realmente fiquei interessado em você, desde que te vi sob aquela arvore.”

“Você adivinhou, eu realmente irei te xingar”, porque estava falando com aquele garoto, sendo que há dois minutos, queria apenas ignorá-lo?

“Antes disso, você realmente curte animes? Queria muito perguntar isso ><”

“Sim. Mas, a questão aqui não é essa! Porque está falando comigo? Normalmente ninguém real fala comigo!”

Eu já respondi, você chamou minha atenção”. Kyungsoo, analisou aquela frase, procurando falhas.

“Existe tantos outros melhores que eu. Vá atrás deles, e me deixem em paz!”

“Não”, aquilo fez seu coração acelerar, e ele estava se odiando por isso. Porque simplesmente não ignorava aquele garoto? “Eu já não disse? Farei você se apaixonar por mim, assim como estou por você!”

“Eu não acredito nessas coisas!”

“Você nunca as experimentou comigo!”

“Olha, eu não quero falar com você! Então, irei te ignorar nas próximas!”, e dito isso, ele clicou em bloquear usuário, mas antes, pode ler a última mensagem que Chanyeol o enviou.

“Kyungsoo, você ainda não entendeu? Eu realmente gosto de você! E farei de tudo para que entenda, nem que para isso, eu te enviei milhares de mensagens de texto”.

E fechando o notebook com força, procurou seu celular e enviou uma mensagem, para a única pessoa que ele sabia que sempre falava a verdade, e contou tudo. Ela não demorou a responder: “Realmente, esse Chanyeol é muito estranho. Esqueça ele, Soo”. Mayu sempre falava as melhores coisas.

E colocando o aparelho para carregar, enrolou-se nos lençóis e tentou dormir. E quando já estava conseguindo, seu celular informou que havia recebido uma nova mensagem.

“Ahh, o que a Mayu ainda quer? Já não dei boa noite!?”, resmungou ele, esticando o braço para alcançar o pequeno objeto, e desbloqueando, fechou os olhos por causa da claridade. Demorou um pouco até que seus olhos focassem na mensagem que estava na tela inicial, com número desconhecido.

“Boa noite, Kyungsoo! Espero que você tenha bons sonhos ^^ E como eu disse antes, você estava realmente lindo hoje. Estou ansioso para te ver amanhã, mas não se preocupe, não falarei contigo. Prefiro, por enquanto, admirar-te a distância, mas chegará um momento, que precisarei tomar-te em meus braços. <3”

E ignorando a mensagem, após secar seus olhos que se encheram de lágrimas, voltou a tentar dormir. Ele realmente precisava esquecer esse tal de Park Chanyeol.


Notas Finais


Até o próximo ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...