História Texting | R.L - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Rafael "CellBit" Lange
Personagens Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Cellbinho, Cellbit, Mensagens, Rafael Lange, Youtube
Exibições 136
Palavras 380
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Pequeno mas de ❤

Capítulo 12 - Zoe - 12


Você nunca sabe o quanto está machucando uma pessoa até que ela se canse de ser machucada.

Pode até ser a verdade, mas não se pode ignorar a sensação na boca do estômago de que tal ato é errado, começando pelo fato de fazer você parecer alguém frio e sem sentimentos.

E foi assim que eu me senti quando Esther me deu as costas e saiu derramando lágrimas.

Minha intenção nunca foi machucá-la, mas eu também não tentei evitar porque talvez, se ela percebesse que eu não gostava dela nem um pouco, sentisse a dor que sinto toda vez que vejo a nova família do meu pai.

Senti uma lágrima escorrer e várias outras logo após. Não me dei ao trabalho de secar, apenas me sentei em um canto e deixei que elas rolassem.

Eu deveria maneirar nas palavras, isso era verdade. Não gostei nem um pouco da sensação de saber que parti o coração da menina, a mesma que nunca havia me tratado mal ou dito palavras duras.

Mas nesse ponto ela estava certa, eu havia agido muito errado ao ter contato com o meu pai depois de meses por causa de um favor.

Quem sabe eu não conseguiria voltar atrás? Se apertasse bastante os meus olhos talvez acordasse e perceberia que, na verdade, ainda era de manhã e nada daquilo havia acontecido.

Liguei o celular e encarei o contato de Rafael no whatsapp. Valeu a pena magoar Esther pela minha fixação por Rafael Lange? Eu sabia, lá no fundo, que era o único motivo pelo qual eu estava tão estressada ao entrar aqui: tinha esperanças de esbarrar nele enquanto estivesse distraída ou até que o avistasse

Eu devia parar com aquilo. Era mentira, e acima de tudo, errado. Mas não havia como voltar atrás, uma vez que ja tinha hackeado o twitter do Felipe.

Senti alguém se sentar ao meu lado mas não me dei ao trabalho de olhar. Fiquei encarando algum ponto em minha frente melancólica, apenas sentindo as lágrimas descerem.

Quem quer que fosse colocou a mão na frente do meu rosto e secou minhas bochechas. Minha vista estava embassada, e só depois de alguns segundos eu sequei os olhos.

-Você está bem? - a pessoa perguntou ao meu lado.

Aquela voz... não, não podia ser.


Notas Finais


🌚🌚🌚🍸🍸🍸

O capítulo foi pequeno porque cansei de enrolar, mas façam suas apostas ❤
Quem vocês acham que é?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...