História Texting | R.L - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Rafael "CellBit" Lange
Personagens Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Cellbinho, Cellbit, Mensagens, Rafael Lange, Youtube
Exibições 149
Palavras 612
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Misto - 13


Rafael's POV

Cheguei em Passo Fundo ainda de ônibus, e lá peguei um avião para Porto Alegre.

No aeroporto, ninguém me reconheceu graças ao capuz e ao óculos, e infelizmente Nina não havia ido para POA também.

Cheguei no hotel faltavam 30 minutos para começar o evento, então só deixei as malas e tomei um banho rápido.

Tive que me disfarçar bastante, embora não achei que fosse funcionar. Coloquei o meu casaco vermelho de sempre e meus óculos escuros, e então peguei um táxi.

Ao chegar, abaixei a cabeça e entrei como alguém normal, logo comecei a devorar toda aquela maravilha de BGS com os olhos. Tudo era perfeito... Exceto uma menina melancólica chorando em um banco qualquer.

Meu cérebro gritava para eu não ir, eu estaria colocando muito em risco e ainda estava sem seguranças, mas eu não podia deixá-la de canto vendo a dor em seus olhos.

Me sentei ao seu lado, ela continuava encarando alguma coisa e chorando silenciosamente.

Meu deus, ela era muito linda. Tinha cabelos escuros levemente ondulados e olhus verdes, nariz fino e boca carnuda.

Limpei suas lágrimas com a manga do casaco, ela permaneceu imóvel.

Logo em seguida, a menina esfregou os olhos.

-Você está bem? - perguntei baixinho.

Ela pareceu ter levado um choque. Ah não, ela me conhecia....

Zoe's POV

Talvez fosse só por causa do meu estado atual, mas ao invés de fazer um escândalo e dizer o quanto eu o amava apenas o abracei e enterrei o rosto em seu peito.

Ele pareceu não ter entendido o ato de primeira, mas não muito depois acabou por passar os braços ao meu redor e apertar de uma maneira reconfortante.

Foi uma humilhação; sonhei com aquele momento por meses, e quando realmente chegou, eu estava vulnerável e com os olhos vermelhos.

-O que houve? - ele perguntou passando a mão pelos meus cabelos.

Eu não tinha forças pra falar. Depois do choque de realidade, todos os meus erros pareceram vir a tona e meu peito estava apertado.

Rafael Lange me soltou e segurou meus ombros, logo me afastando de si.

Ele me encarou nos olhos e deu um sorriso mínimo que durou um piscar de olhos.

-Eu estou ficando realmente agoniado quanto a você, é sério.

Consegui sorrir minimamente.

-Por que não me diz o que você tem para que eu possa ajudar?

Como eu não respondi por um bom tempo, ele acabou suspirando e mudando a pergunta.

-Tudo bem - desistiu. - Qual é o seu nome?

-Zoe - informei secando os olhos. - Zoe Laurence.

-Ok Zoe - sorri ao ouvi-lo dizendo meu nome. - Preciso que respire fundo e tente se controlar, tudo bem?

Assenti e dei um longo suspiro.

-Por que uma garota tão bonita está chorando no meio de um evento de games? - ele perguntou.

Ao olhar em seus olhos através dos óculos escuros eu me senti segura o bastante para contar o motivo das minhas lágrimas. Contei sobre Esther e em como eu me sentia em relação a ela, em como tinha errado e em como meu peito estava prestes a explodir.

Ele não me interrompeu, tampouco julgou. Eu me sentia um traste, porém não mencionei isso pois esperava que ele também me visse assim.

-Onde está a sua irmã? - ele perguntou.

Balancei a cabeça.

-Não faço idéia... ainda tenho que levá-la pra casa, mas não sei onde Esther possa estar.

Rafael me abraçou de lado e se pôs de pé, me estendendo a mão em seguida.

-Vamos procurá-la - ele sorriu e eu desmaiei por dentro. - Com certeza não era isso que eu tinha em mente com vir à BGS como alguém normal.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...