História Thank You - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jungkook, Suga
Tags Carta, Dram, Yoonkook Junghope
Visualizações 31
Palavras 1.668
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ficção, Fluffy, Slash, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HELLO!

Não sei se vocês já perceberam mas, normalmente o Yoongi SEMPRE aparece nas minhas one-shots, eu amo ele e meus shipps normalmente tem ele.
Entón, eu não lembro quando a ideia de fazer essa 1s veio, só sei que ela veio, enfim. Eu não Shippo JungHope, nada contra, mas sei lá ajsndjsandjsd; eu achei que não faria sentido fazer a carta para outra pessoa além dele, a ideia de "perder as esperanças devido a perda de alguém" caiu bem, porque cai entre nós, Hoseok é uma luz e uma esperança.

Enfim, eu espero que vocês gostem.
Não é um padrão meu colocar uma música nas one-shots, é mais uma mania mesmo jsdnjsand

Boa leitura o3o

Capítulo 1 - Capítulo Único - Begin



Quando eu tinha quinze anos, eu não tinha nada
O mundo era muito grande e eu era pequeno
Agora eu não posso sequer imaginar
Estava sem cheiro e completamente vazio
Eu rezo

-Begin.

...

  “Querido Hoseok.

 Eu não tenho costume de escrever, você sabe disso, porque eu sou preguiçoso e não acho que minhas palavras sejam boas, eu sou melhor falando do que escrevendo, como nós sabíamos. Porém, essa é a única forma que eu tenho para me comunicar com você, mesmo tendo uma certa - e infeliz - noção de que talvez você jamais leia esta miserável carta, mas mesmo assim.

 Você se lembra da nossa juventude? Estávamos sempre juntos, pronto para morrer um pelo outro.

  Éramos amigos fiéis, puros e reprimidos.

  Passávamos tardes juntos, com sua cabeça em meu colo e minha mão acariciando seus cabelos cheios e cheirosos, eu já te disse que eu amava o cheiro do seu Shampoo? Assim como amava o seu perfume? Mas, eu os amava mais ainda quando eu os inalava de você, era bom sentir seu cheiro, seu toque, seu aperto; os abraços apertados e demorados me faziam falta, não tinha ninguém para deitar em meu colo enquanto assistimos um filme, não tinha ninguém para me esconder debaixo da coberta para contar segredos que os adultos não podem ouvir, eu não tinha mais quem amar.

   É engraçado a forma que você me conquistou, nós nunca nos demos bem, discutíamos algumas vezes e até já brigamos; porém eu desconfio até hoje que foi a sua dança que me amarrou, se não fosse por aquele castigo que sofremos juntos, jamais teria o visto dançar tão alegremente uma música boba que eu tinha no celular.

 Será que você faz ideia do quão bom em minha vida você foi? Você me deu coragem para cantar, expor a minha voz, parar de ser tímido; e eu te agradeço por isso.

 O motivo dessa carta Hoseok, é te agradecer pelas tantas coisas que você fez em minha vida, você mudou cada pedacinho, me ensinou a andar e a persistir. Você foi meu primeiro melhor amigo, meu primeiro confidente, meu primeiro amor.

 Talvez você tenha visto que eu demorei muito para te superar, foram quase dois anos, Seok.

 Nós somos amigos, não é mesmo? Então vou lhe contar uma novidade: a alguém atualmente continuando o trabalho que você deixou.

 Há um ano atrás eu conheci um rapaz, em um bar, estava me embebedando e quase chorando, pois havia me dado uma recaída e deixei que a minha depressão tomasse um pouco conta de mim. Esse rapaz se sentou ao meu lado, ele tinha os cabelos pretos, sua pele era tão branquinha que me perguntei se ele estava passando bem, havia olheiras bem claras embaixo de seus olhos bem puxados e castanhos; ele era mais baixo e mais magro que eu.

 Hoseok, eu espero que você me perdoe, mas eu me apaixonei por esse rapaz.

 No bar mesmo começamos a conversar, os dois bêbados se lamentando da vida, por razões de privacidade e respeito eu não vou contar sobre o que ele me disse, é segredo. Acabamos acordando juntos, no apartamento dele, vestidos e jogados no tapete cinza; foi hilário o susto que levamos.

 Há dois meses atrás, quando estava quase fazendo um ano e dez meses que nos separamos, ele me pediu em namoro na frente dos nossos amigos - meus e seus, que também viraram os dele - e foi quando nós demos nosso primeiro beijo.

 Hobi, só nós dois sabemos o quanto eu te amei, e ainda te amo, porém de uma forma diferente. Agora eu te amo como um irmão, como amei por muito tempo e eu espero que você me ame assim também. Você moveu montanhas por mim, me auxiliou em pequenas coisas, mimou-me como uma pequena criança. Obrigado Hobi.

 Eu quero te contar mais coisas, como por exemplo, eu visitei sua mãe várias vezes no decorrer desse tempo, ela ainda sente muito a sua falta, mas superou melhor do que eu; hoje ela trabalha com um sorriso no rosto, porque diz que é o que você gostaria de ver ela fazendo. Seu pai também superou aos poucos, ele está reformando a casa de fazenda de vocês e vai para lá com sua mãe assim que estiver pronto. Sua irmã mais velha demorou para aceitar, talvez mais que eu, ela terminou a faculdade e tem trabalhado num lugar grande onde seu trabalho é reconhecido muito bem.

 Você deixou um grande buraco na vida de muita gente.

 Você quer saber dos nossos amigos também, não é mesmo? Então vamos lá: Jimin virou cantor e dançarino, adora o que faz e faz muito bem; Taehyung virou professor de creche, ele ama as crianças de coração; Namjoon virou rapper e foi para os Estados Unidos, soube que está namorando uma estrangeira; Jin abriu uma confeitaria, lá é considerado o lugar com o melhor bolo de Seul. E eu? Bem, eu continuei cantando por um tempo, mas parei, decidi trabalhar com Jin e nos damos muito bem, consigo pagar as minhas contas do apartamento confortável que divido e ainda sobra.

 Aposto que está curioso sobre ele, porque é óbvio que você estaria.

 O nome dele é Min Yoongi, é quatro anos mais velho que eu, e fez 28 alguns dias atrás; ele toca piano, compõe e trabalha em uma empresa muito boa. Ele é uma boa pessoa, não se preocupe. Às vezes ele é rabugento como um velho e outras vezes manhoso como um gato, vocês são quase o oposto; enquanto você me alegrava e me animava para ir jantar fora e ir em festas, ele me anima em ficar em casa, ver um filme, ser mais caseiro.

 Antes que você se pergunte, eu estou me cuidando bem sim. Me alimento todo dia direitinho e tomo bastante sol durante minhas caminhadas matinais, Taehyung disse que eu estou com um bronzeado bonito. Eu canto às vezes por diversão, quando todos nós nos reunimos e dividimos um quarto grande de karaokê, nós sempre acabamos bêbados Hobi.

 Meu querido Hoseok, e você? Como você está? Você sente nossa falta? Você continua radiante? Eu espero que sim.

 Eu gostaria de não enrolar mais, então é isso. Obrigado Hobi.

Jeon Jungkook.”

 

 -Amor, já acabou? – Yoongi me pergunta, aparecendo atrás de mim e me dando um leve susto.

 -Acabei sim, você vai comigo? – Falei sorrindo enquanto dobrava o papel e colocava em um envelope branco.

 -Claro que sim, preciso falar com ele também. – O de cabelos recém pintados de pretos me respondeu, dando-me um sorriso -Vamos?

 Assenti com a cabeça e peguei a carta na mão, botando no bolso da calça e vestindo uma blusa quentinha. Eu e Yoongi pegamos na mesa da sala um buquê de orquídeas de diversas cores e saímos de casa, no caminho fomos em um silêncio agradável no carro, as vezes nos olhávamos e sorriamos um para o outro; algumas vezes quando o sinal ficava vermelho, Yoongi aproveitava para colocar a mão sobre minha perna e acariciar sem malicia alguma. Ele sabia que esse era um dia difícil para mim.

 Faria dois anos que perdi Jung Hoseok para um acidente de carro fatal.

 Perde-lo foi como perder uma luz, como se as estrelas não brilhassem mais e como se as manhas se tornassem tortuosas; eu tive que aprender a reviver, junto à Yoongi eu consegui.

 Ao chegarmos no local soltei um suspiro pesado, tentando controlar as lágrimas. Descemos do carro e demos as mãos, eu segurava o buquê que preparamos para ele. No caminho encontramos a mãe de Hoseok, ela me abraçou e deu um sorriso quando apresentei o moreno ao meu lado como meu namorado, ela disse que seu filho ia ficar feliz pela pessoa que ele ama.

 Fomos até o pequeno recinto onde ficava as cinzas dele, num vaso verde musgo com estrelas, coloquei o buquê em um dos suportes vagos e deixei a carta ao lado de uma foto do Jung. Senti a mão de Yoon em meu ombro e o olhei, ele me deu um sorriso e em seguida nós dois juntos fechamos os olhos e juntamos nossas mãos, fazendo não uma oração, mas um momento de silêncio para Hoseok.

 -Hobi, esse aqui é o Yoongi, ele tem cuidado de mim desde então – Falei baixinho, para não atrapalhar as outras pessoas que estavam no local visitando parentes e amigos – Ele é rabugento como um velho, mas também é legal.

 -Aigoo, não o faça ter uma má impressão de mim – O moreno riu e me deu um empurrão de leve – Me deixe falar com ele também – Pediu e fui um pouco para o lado, para que Yoon pudesse ver melhor a foto – Hoseoksshi, eu estou cuidando muito bem de Jungkook, se algum dia eu fizer algo de errado com ele puxe meu pé à noite, por favor. – Dei um sorriso fechado e continuei ouvindo – Obrigado por ter cuidado dele por tanto tempo, eu prometo de coração que vou continuar seu bom trabalho por muitos e muitos anos, você pode descansar em paz, eu vou cuidar dele e ajudar você a ser o anjo da guarda desse garoto atentado. – Yoongi fez uma reverencia a Hobi, em seguida acenei um “tchau” para foto e peguei na mão de meu namorado, caminhando lentamente para fora do local.

 -Você vai mesmo cumprir o que disse a ele? – Perguntei curioso.

 -Claro que vou – Respondeu sorrindo – Se você me permitir, vou te amar mais do que Hoseok te ama.

-Eu estou permitindo Yoongi – Falei – Nunca vim com ninguém o ver, nem com Taehyung, já um grande passo. – Ele riu e acompanhei ele. Ao invés de irmos direto para o carro, começamos a andar um pouco – Eu te amo Min Yoongi.

 -Eu também te amo Jeon Jungkook, meu Jeon Jungkook, eu prometo que vou cuidar de você e te amar até não poder mais.  

 -Eu espero que você cumpra isso, pois eu também irei fazê-lo.

 “Eu também espero que ele cuide de você Kookie, e que você cuide bem dele também”. 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Para ler mais coisas minhas:

Yoonseok One-shot - Cold Days: https://spiritfanfics.com/historia/cold-days--yoonseok-one-shot-6018653

Vkook One-shot - Be mine : https://spiritfanfics.com/historia/be-mine-6059896

You are my obsession, my love (Yoonseok): https://spiritfanfics.com/historia/you-are-my-obsession-my-love-6318973

Vkook One-Shot - Abandoned: http://socialspir.it/6620177

Yoonmin One-Shot - Firts Love: http://socialspir.it/6686748

Change your author (Yoonjin):http://socialspir.it/6872694

E olhem essa fic linda aqui do meu amor, ele escreve muito bem <3
Um trainee apaixonado (Vkook ,Namjin, Yoonmin) http://socialspir.it/6802329

Kissu kissu <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...