História Thanks for Everything - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias My Little Pony
Personagens Fluttershy, Pinkie Pie, Rainbow Dash
Tags Dash, Fluttershy, Little, Pie, Pinkie, Pinkiedash, Pony, Rainbow, Rainbowpie, Ship, Yuri
Exibições 36
Palavras 1.533
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel, Yuri
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heeeey everypony, Lux aqui, shoje eu lhes trago algo que fazia um bom tempo que não trazia aqui, uma fic oneshot para vocês ficarem felizes.
Eu escrevi essa fic para uma pessoa especial, então espero que todos vocês gostem.

Essa história também está disponível no blog Universe Brony e no site Nyah! Fanfiction

"Para minha Pinkie Pie, de sua Rainbow Dash."

Capítulo 1 - Oneshot


 Era uma noite chuvosa e escuro, o vento soprava violentamente lá fora, as chamas das velas dançavam harmoniosamente, lá fora não se conseguia ver nada além da escuridão, Ponyville estava mergulhada na escuridão da tempestade.  Eu estava prestes a me deita quando ouvi alguém bater à porta, o barulho era incessante, repetia a cada segundo, ao atender percebi que era Fluttershy quem batia, ela estava desesperada e encharcada, pedi para que entrasse, busquei uma toalha e fiz um chá para ela, depois pedi para que me contasse o motivo de seu desespero e o por que de estar aqui nessa hora:

 

-Rainbow, é a Pinkie, ela sumiu, não a vejo desde hoje de manhã, estou preocupada, ninguém a viu sair da Sugar Cube Corner e ninguém a viu em lugar algum. Isso é estranho, acho que ela deve estar em perigo, precisamos ir buscá-la.

-Eu vou procurá-la.

-Vou com você.

-Não! É perigoso, além do mais você é a única que sabe que eu vou sair, você precisa ficar aqui para caso eu não retorne procurar ajuda quando a tempestade passar. E você também poderia ficar doente.

-Certo, mas por favor Rainbow, tome cuidado, a chuva está muito forte.

-Não se preocupe, eu ficarei bem, se ficar com medo, no meu quarto tem lanternas e umas velas acesas, pode dormir na minha cama, acho que irei demorar um pouco e já está bem tarde, eu já volto.

 

 Coloquei uma capa de chuva para me proteger, mas não adiantou muito, o vento estava forte demais e a arrancou de mim, fiquei voando durante minutos de um lado para o outro procurando por Pinkie Pie, vendo que ela não estava em lugar algum de Ponyville fui até Everfree Forest perguntar para Zecora se ela havia visto Pinkie por aí, infelizmente ela não a vira.

   Eu estava quase indo embora, quando vi uma silhueta entre as árvores, fui verificar esperançosa, mas infelizmente eram apenas pedras e troncos amontoados, logo em seguida ouvi um barulho de árvore se partindo, inicialmente achei que fosse o vento que tinha derrubado alguma árvore, então eu ouvi de novo, mas dessa vez mais perto de mim, comecei a correr e logo atrás de mim surgia um Timber Wolf tentando me atacar em um salto, consegui desviar do primeiro ataque, mas ele jogou um tronco em minha direção, acertando minha pata traseira esquerda, ela foi prensada contra uma rocha, a dor que eu sentia fluía por todo o corpo, aquele parecia o meu fim, mas por algum motivo o Timer Wolf recuou e da escuridão da floresta surge Pinkie Pie toda encharcada e com a crina lisa:

 

-Pinkie! Você está bem? Ficamos preocupados, você sumiu de repente.

-Oh, me desculpe, eu não queria fazer vocês se preocuparem comigo, eu acordei um tanto triste hoje e vim dar um passeio na floresta, mas aí começou a chuva e eu me perdi, então montei um abrigo logo ali na frente para esperar a chuva passar.

-Há algo de errad... AI!

-Rainbow, sua pata, está tudo bem?

-Eu acho que quebrei, mas está tudo bem, eu tenho asas, posso voar.

-Isso é tudo minha culpa...

-Não diga isso, Pinkie Pie.

-Se eu não tivesse sumido você não teria vindo me procurar e não teria se machucado.

-Pinkie Pie, eu estou bem, minha pata vai melhorar com o tempo também.

-Não Rainbow Dash, não está nada bem, eu fiz você se machucar, agora você não vai mais poder andar por um tempo e é tudo culpa minha.

-Hey Pinkie, venha aqui.

-Me desculpa Rainbow... Eu não queria... De verdade, eu não queria que ninguém se machucasse por minha causa.

-Pinkie, está tudo bem, mesmo achando que não está, essa ferida não vai durar para sempre, dentro de algumas semanas eu já estou novinha em folha, agora me ajude aqui, por favor. -Eu tentei parecer o mais calma possível para não fazer com que Pinkie sentisse mais culpa ainda de algo que ela não tinha nada a ver, então guardei minha dor para mim mesma.

-Certo, eu te carrego até o abrigo, é bem pertinho.

-Oh não, não, não, é sério, não faça isso, eu sou pesada, só preciso de ajuda para me endireitar para que eu possa voar, okay? Pode fazer isso por mim?

-Se é o que você quer, então okay.

-Obrigada.

 

 Foram cerca de três minutos de caminhada até o abrigo, ele era feito de folhas e galhos e ficava em um lugar bem protegido de ventos. Quando chegamos lá Pinkie não disse uma palavra sequer, apenas encarava a fogueira e minha pata, ela estava realmente triste:

 

-Você disse que acordou triste hoje, algum motivo para isso? -Ela não respondeu e voltou a encarar a fogueira, e embora em continuasse a fazer perguntas ela só murmurava e olhava para a fogueira.

-Rainbow... Me perdoe...

-Eu já disse um milhão de vezes, gata, você não me deve desculpas, eu apenas fui distraída com aquele Timber Wolf, além do mais eu é quem deveria te agradecer, se não fosse por você ele teria me matado, muito obrigado Pinkie Pie.

-Se não fosse por mim você não teria nem vindo aqui e não teria se machucado.

-Ah para, olha eu sei que você está chateada e tudo mais. -Eu me aproximei dela e dei um abraço. -Mas está tudo bem, okay? Alguma vez eu já menti para minha melhor amiga?

-Rainbow...

-Escute Pinkie Pie, imagine um piano.

-Um... piano? Por quê?

-Apenas imagine, okay?

-Certo, estou imaginando, e agora?

-Nele há teclas brancas e pretas, as pretas servem para momentos tristes, as brancas para momentos felizes, mas uma boa melodia precisa de ambas as teclas para dar certo, assim funciona a vida, e esta é só uma parte da nossa melodia, muito em breve a parte feliz chegará. Então não se preocupe, okay? Agora pode me contar o motivo de sua infelicidade?

-Bem... Eu levantei da cama hoje de manhã depois de um pesadelo, nele eu era eu mesma, só que eu não conseguia alegrar ninguém, muito pelo contrário, eu me sentia alguém inútil, depois percebi que não tinha ninguém no Sugar Cube Corner, nem clientes e nem os cakes, então fui tentar assar alguns cupcakes para me animar, mas saíram horrorosos, eu coloquei sal ao invés de açúcar, depois fui até a casa da Twi, mas ela e o Spike tinham saído para resolver algo em Canterlot, Rarity estava ocupada com os vestidos dela, Applejack estava ocupada com a fazenda e Você e Fluttershy estavam cuidando do tempo, então eu resolvi dar um passeio na Everfree Forest e visitar a Zecora, mas acabei me perdendo e agora estou aqui com você.

-Então você teve um daqueles dias que parece que nada dá certo... Eu te entendo perfeitamente, gata... Mas é como eu disse, a vida é feita de momentos ruins e bons, não dá pra evitar, mas agora estou aqui com você. Hey, que tal brincarmos de algo enquanto a chuva não passa?

-Okay, mas de que?

-Que tal contarmos histórias?

-Sobre o que?

-Histórias sobre sua vida, coisas que fez e tudo mais.

-Oh okay, eu posso começar?

-Claro, sem problemas.

 

 Pinkie e eu ficamos ali durante horas, eu imaginava o quanto Fluttershy deveria estar preocupada, mas logo esqueci sobre isso ouvindo as inúmeras histórias da Pinkie, quem diria que aquela pequena pônei rosa guardava tanta coisa, parece que até os mais felizes tem seus momentos de tristeza, mas não pense que ela só contou histórias tristes, ela também chegou a inventar algumas envolvendo nós duas, é isso o que eu mais amo nessa pônei, nos momentos mais difíceis, tristes e dolorosos ela consegue mandar toda a sua dor embora e preencher o espaço com felicidade e esperança:

 

-Está ficando tarde e a chuva ainda não parou, acho melhor ficarmos aqui hoje e esperar a ajuda amanhã de manhã, eu avisei a Fluttershy que se eu não retornasse ela pediria ajuda quando a tempestade passasse.

-Tem certeza? E se algo de ruim acontecer, como outro Timber Wolf?

-Se outro daqueles aparecer eu não irei ter medo, pois tenho minha pônei rosa para me proteger.

-Mas...

-Shh... Não diga nada, apenas me abrace e durma comigo.

-Okay. -Era possível ver as bochechas de Pinkie corarem, ela era tão fofa, e tenho que admitir que aquela crina lisa a deixava ainda mais atraente.

-Hey Pinkie Pie.

-Sim?

-Eu nunca tive a oportunidade de dizer isso, mas... Eu te amo. -Eu disse e dei um rápido beijo em sua boca, ela corou e respondeu com um beijo ainda mais demorado.

-Também te amo Rainbow Dash. -Pinkie continuava corada e seu humor parecia estar melhor.

 

 Nós acabamos adormecendo ali mesmo, uma abraçada a outra, quando acordamos ouvimos o grito de Applejack e outros pôneis procurando a gente. No final deu tudo certo, agora estou em minha casa junto a Pinkie, deitadas e abraçadas debaixo do cobertor contando segredos uma para a outra, ela se ofereceu para ficar comigo e cuidar de mim enquanto eu não me recupero, eu amo minha pequena pônei rosa:

 

-Obrigado por tudo, Pinkie Pie, eu te amo. -Eu a fiz um cafuné e a beijei, depois a abracei e me senti melhor do que nunca.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...