História That Bad Girl - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, UNIQ
Personagens BamBam, Cho Seung Yeon, Jackson, JB, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, JR, Jungkook, Kim Sun Joo, Lisa, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Ação, Blackpink, Namjin, Romance, Vhope
Exibições 38
Palavras 627
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tava pensando hoje em várias coisas e decidi começar essa fic, juntamente com a outra que estou fazendo...
Aproveite a leitura, 😘

Capítulo 1 - Introdução


Fanfic / Fanfiction That Bad Girl - Capítulo 1 - Introdução

Meu nome é Laura, tenho 17 anos e estou no último ano do ensino médio. Nem sei porque ainda vou nessa escola, só tem falsiane fdp. Quando eu tinha 14 anos, minha mãe morreu num acidente de carro, e vim morar com minha vó em outra cidade. Larguei todos os meus amigos lá, e era uma cidade do interior, com pouco menos de 50 mil habitantes, como iria morar agora na capital do estado, sem amigos, sem minha mãe, sem nada? 

Você pode até perguntar: "e o seu pai?"

Não que ele tivesse me abandonado, durante a minha infância ele estava lá mas não estava, dá pra entender? Ele é minha mãe ficavam juntos e separavam, e isso cansava pra caralho. 

Enfim, depois do que aconteceu com ela, eu mudei. Mas não foi na hora, antes passei por uma situação muito desagradável, que me levou a mudar permanentemente. De gentil e carinhosa, virei fechada e debochada. De nerd virei aquela que não faz nada, e de tímida me tornei a garota mais festeira dessa bagaça. Se tiver festa, pode me chamar que eu vou, fico com os boys... 

Relacionamento sério? que piada! Eu tô aqui pra iludir, como fui iludida uma vez.

FLASHBACK ON*

- Não acredito que minha mãe morreu. Estou devastada. Eu sabia que ela ia beber e dirigir, como faz sempre, sabendo que não pode! 

Começo a chorar silenciosamente e pensar que não ia morar com meu pai nem fudendo, ele não me entende, não tinha como ele terminar de me criar. Pronto, vou morar com a minha avó, é só conversar com o juiz e ele vai aceitar. 

Minha avó materna é muito religiosa, adventista. Queria morar com ela, pois ela me faz lembrar da minha mãe, obviamente. Deve ser legal morar em uma cidade maior agora... A única coisa difícil vai ser fazer amigos. 

- ahh, já chega. não quero pensar mais sobre isso, só consigo pensar na saudade que tenho da minha mãe. 

Ter que lidar com seus pertences foi a pior parte. Tive que vender nossa antiga casa, que era na verdade uma chácara, que inteira me rendeu 1 milhão de reais. Nós tínhamos 3 cachorros, uma era de grande porte, e a dei para uma grande amiga minha que queria um cão grande para cuidar de sua casa. Tá, mais o que fazer com nossos 6 passarinhos? vendi 5 deles para três amigos meus, que queriam saber como era ter um passarinho. Fiquei com uma e dois cães. Bom, diminuiu bastante. 

A viagem até o apartamento da minha vó foi em silêncio absoluto, ela havia ido me buscar na minha cidade. Quando cheguei lá, ainda fazendo o 9° ano do ensino fundamental, ela me matriculou numa escola particular que tem em frente ao prédio, um dia depois da viagem. 

PRIMEIRO DIA DE AULA

Vovó me matriculou no turno matutino, sendo que eu estava acostumada com o vespertino desde o 6° ano. Não queria chegar atrasada no primeiro dia, por isso na noite anterior coloquei um alarme para 6hr da manhã. 

Acordei com a música irritante, e vovó já estava acordada fazendo o café.

Laura - Bom dia vó...

Vó - bom dia, querida. Quer que eu faça um misto pra você?

Laura - não! pode deixar que eu mesma faço, não se incomode.

Tomei meu Toddy com um misto, arrumei os materiais, tomei um banho, escovei os dentes e fui. Eu já tinha morado por 5 meses lá quando era mais nova, mas era diferente.

Como sou desastrada, no momento que cheguei do outro lado da calçada, tropecei numa pedra - pqp quem deixou uma pedra na fucking calçada??? - e caí no chão, estava de calça mas senti que ralei o joelho. Mas de repente ouvi alguém dizer algo perto de mim 

XXX - quer ajuda, menina? 






Notas Finais


Bom, vou continuar esse flashback no próximo capítulo. Vlw, flw 😂😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...