História That Foreign • Imagine Dean • - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias DEAN, Jay Park, Kris Wu, Kwon MinSik "Sik-K", Lee Jong Suk, Lee Taemin, LiSA, Lu Han
Personagens DEAN, Jay Park, Kris Wu, Kwon MinSik "Sik-K", Lee Jong Suk, Lee Taemin, LiSA, Lu Han
Visualizações 187
Palavras 1.043
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Só espero que não me matem por esse capítulo, ksksksks
Boa leitura!

Capítulo 9 - Trust.


Fanfic / Fanfiction That Foreign • Imagine Dean • - Capítulo 9 - Trust.

Ao chegar no meu destino, estava tão feliz que acabei esquecendo de mandar uma mensagem para o diretor que eu estava bem.

Eu estava ansiosamente feliz só de pensar no fato que iria ver meu namorado depois de 2 meses. Saí do avião, peguei um táxi e rapidamente sai pela cidade na procura de Dean. 

- Alô?

- Gray, está ocupado? É a S/N. - falei sentada em um banco qualquer da rua.

- Não, pode falar.

- Você sabe onde o Dean está? 

- Sei sim, por quê?

- O diretor da gravadora me deu autorização para vir aqui pro Canadá, acabei de chegar e estava procurando por ele.

- Entendi, hoje de manhã ele me mandou uma foto dizendo que estava no parque conversando sobre a turnê e que mais tarde faria um show. Dá uma passadinha lá, ele não deve ter ido a outro lugar.

- Ok, obrigada - desliguei o telefone, pedi um taxi e fui até o parque.

Andei o parque todo e nada. Já eram quase 14:30 e estava cansada, andando de cabeça baixa até que me esbarrei em um casal, pedi desculpas e...

- S/N? - Dean perguntou assustado indo até minha direção enquanto o olhava com raiva - O que você tá fazendo aqui?

- O que você tá fazendo com essa mulher Kwon Hyuk? - olhei esperando por uma resposta e ele ficou quieto - Não acredito que você fez isso comigo, sinceramente. - meus olhos se encheram d'água, dei as costas para Dean saí andando.

- S/N, eu posso te explicar! - ele gritou e eu mandei o dedo do meio para ele.

Não estava acreditando que Dean tinha me traído com uma britânica qualquer. Não acreditava que depois daquela apresentação cuja ele se declarou ele teve coragem de fazer isso.

Preferi ir andando até o hotel, e como o parque era longe, tive muito tempo para pensar sobre o que havia acontecido no parque. Ao chegar no hotel, já estava anoitecendo e resolvi tomar um banho, que por sinal, durou quase uma hora. 

Podemos dizer que 98% do tempo que passei naquele banho eu chorei, e os outros 2% eu realmente tomei um banho. Saí do banheiro, coloquei uma calça de moletom e uma camiseta larga, me deitei na cama e mexi no meu celular até pegar no sono, já eram 00:04.

(...)

Acordei ao ouvir a porta do meu quarto se abrindo e cocei meus olhos torcendo para que a pessoa que estava ali não fosse Dean. E era. Me sentei na cama e fiquei o encarando por alguns segundos e tirei a conclusão de ele estava correndo, pois seu peito subia e descia rapidamente na procura de ar.

- O que está fazendo aqui? - perguntei séria.

- Eu estava sentindo sua falta. - ri soprado.

- Não foi o que parecia no parque. - falei me levantando - Já sabe que horas são? É falta de respeito entrar na casa dos outros muito tarde. - abri a porta indicando para que saísse dali.

- S/N, deixa eu te explicar - ele se sentou na cama e eu fechei a porta.

- Inventa uma desculpa aí então pra trouxa aqui. - falei se referindo a mim.

- Olha.. - ele suspirou - Primeiramente que eu não estava te traindo, ela estava ajudando a preparar as coisas para o show que iria ter mais tarde lá no parque mesmo.

- Você é inteligente assim como eu, você sabe muito bem que ela estava dando em cima de você.

- Eu posso terminar? - perguntou me fazendo ficar quieta. - Eu sei que ela estava dando em cima de mim, mas eu não sei a mínima pra ela afinal não faria sentido se eu ficasse com ela, afinal eu tenho coisa melhor.

- Ok, eu estava errada. - suspirei indo até a direção de Dean, o abraçando - Eu estava com muitas saudades, você não tem ideia.

- Eu também estava, Jagiya. - ele me abraçou, apertando minha cintura - Senta aqui do meu lado.

Me sentei e fiquei o encarando, com muito sono. Em questão de segundos, já estávamos nos beijando, eu deitada na cama e ele por cima de mim. 

- O que você está fazendo? - perguntei ao sentir ele descer seus beijos até minha cintura.

- Jagiya, não diga mais nada, só aproveita o momento - tirou minha calça e minha calcinha de uma vez, afastou minhas pernas e passou sua língua úmida e quente por toda minha intimidade, me fazendo gemer baixo.

Enquanto fazia movimentos circulares com sua língua em meu clitóris, penetrou dois dedos e eu gemi baixo, porém, arrastado.

- Hy.. Hyuk.. - fechei meus olhos e senti meu ápice chegando. Dean ficou ali por mais algum tempo até que eu gozasse em sua boca. 

Tirou seus dedos de mim lentamente e os chupou, indo até mim e me beijando.

- Gostou disso, Jagiya? - me perguntou com um sorriso malicioso no rosto.

- Sim, eu gostei - disse invertendo nossas posições, ficando por cima dele.

Tirei sua camiseta e arranhei seu abdômen. Me olhou cheio de luxúria e eu apenas continuei, chegando até sua calça e a desabotoando. Vi seu membro já duro e puxei sua cueca junto a sua calça, vendo o mesmo saltar para fora.

Ainda olhando fixamente para seus olhos, abocanhei seu membro até onde consegui e comecei a chupar, fazendo Dean gemer. Passei minha língua em sua glande e ao ver que ele estava quase chegando ao seu orgasmo, parei vendo o gemer em reprovação.

Ele inverteu as posições e penetrou lentamente, me arrancado um gemido.

- D.. Dean.. Por favor.. - não conseguia mais formular frase pelo prazer que tomava conta de meu corpo, apenas gemia seu nome.

- Eu quero que implore, Jagiya - disse rindo sacana entrando e saindo de mim lentamente.

- Mais rápido, por favor - disse  entre gemidos e ele começou a me estocar rapidamente me fazendo gemer mais alto.

Senti que estávamos quase atingindo nossos orgasmos e ele aumentou a velocidade. Chegamos lá juntos e senti seu líquido quente dentro de mim, e Dean se deitou ao meu lado sorrindo e tentando manter sua respiração o mais normal possível.

- Eu te amo, não tem por que de eu te trair, entendeu? - me abraçou e eu assenti.

- Eu também te amo. 

Dormimos abraçados e confesso que apesar de tudo que aconteceu hoje, essa foi a melhor forma de matar a saudade.


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Fiquei esses dias todos sem postar, e pra compensar, tá aí um hot ksksks
Obrigada por ler!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...