História That's a Last Chance ( Imagine JungKook ) - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Clã, Imagine, Jungkook, Sobrenatural, Vampiros
Exibições 335
Palavras 2.258
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


GEEEEEENTEEEE ❤❤❤❤❤
Sabem que titia ama vocês não é? Por isso vou pedir para que não me enforquem, não me joguem na BR em movimento, não me joguem pedras ~socorr 😂😂😂😂
Tá bom, mereço bronca e me PERDOEM por demorar assim. Tô de 3g, problemas e assim vai :/

Mas enfim de tudo, muito obrigada de todo o coração pelos FAVORITOS e COMENTÁRIOS pq vcs são FODAS!!! ❤❤❤❤❤ Fodas mermu cara 😂😂😂😂😂
Vou parar com blablabla pq se não vocês me matam e...

Bom né... Vamos lá ❤
(Nos vemos nas Notas Finais)

Capítulo 28 - Trato


Fanfic / Fanfiction That's a Last Chance ( Imagine JungKook ) - Capítulo 28 - Trato

 

Pov's JungKook

Sentia-me culpado por tudo que ela passava agora, era doloroso ver tudo que a _____________ já havia superado. E eu tinha em mente minha contribuição nisso tudo desde que cheguei na vida dela. Por um ato cruel, caso eu houvesse a matado daquela vez, nada ocorreria assim.

Depois de tanto tempo, tive mais uma oportunidade de vê-la dormindo. O cansaço e a fraqueza física era visível na face dela, junto a um sono pesado.

- A maioria dos rastros já foram limpos... - Namjoon retirou um único pano sujo debaixo da cama dela, vindo até minha direção. - Demorou bastante tempo, tivemos que nos livrar de muitos corpos.

- E ela, Jeon? - Krista veio até mim, observando _____________. - A transição dela? Anda demorado, tem algo estranho nisso tudo.

- Varia de organismo, não posso dizer nada. - Os conduzi a porta da cabine.

- É melhor você fazer um teste com ela depois, JungKook. - Namjoon franziu o cenho. - Você sabe que talvez ela possa ser uma-

- Não precisa terminar, ok. Ela está bem. De qualquer forma, eu agradeço a você... - Bufei, realmente preocupado. Krista e Namjoon saíram logo depois, sobrando apenas Hoseok, que não havia falado nada até então.

- Eu vi... - Ele iniciou. - Eu vi o beijo que deram no convés.

Hesitei, balançando a cabeça negativamente antes de continuar.

- Ela fez aquilo por pena. - Cruzei os braços. - Eu contei o meu passado, pelo menos um pouco dele, e como todos fizeram, ela agiu por pena. E você sabe que sinto ódio dessa palavra.

- Não queria sentir que estou perdendo. - Ele desviou o olhar, e eu assenti. Óbviamente queria ficar com ela, até então tudo isso que eu já fiz pela _____________ não foi em vão. - Você quer ficar com ela além de tudo, não é?

- Se ela ficasse comigo, com toda a certeza, ela sempre iria querer saber sobre você, ou meramente  culpada se te magoasse. Por isso, a forma que eu quero é ela toda minha, não pela metade.

- E então...

- O trato, Hoseok, talvez... Ainda esteja de pé.

 

Pov's _____________

Cocei meus olhos deliberadamente com o clarão do quarto, este que vinha da fresta das cortinas. Por um momento esqueci de onde eu estava, mas logo caiu a ficha, tendo saudades da casa do Jeon.

Despertei de uma vez, olhando para os lados, e logo vi um café da manhã no criado-mudo com um pequeno papel escrito “JungKook”. Porém, tomaria depois, logo em que ouvi a água do chuveiro caindo no banheiro: Era o JungKook, eu tinha certeza.

Me levantei ainda adormecida, indo em passos rápidos até a porta do mesmo, e a água havia cessado. A abri num instante, imaginando a cara dele ao me ver ali.

- JungK... Minha nossa! - Cobri meu rosto na hora, sentindo as bochechas queimarem. - Puta que pariu... Desculpe! - Não sabia se me desculpava, se saía dali ou se simplesmente ria logo em que vi Jimin nu. Principalmente na parte em que ele enxugaria seu membro.

É, seria melhor sair logo dali.

- Bom dia, querida _____________. - Ele debochou entre risos, logo em que me sentei na cama realmente envergonhada. - Imagino que tenha pensado ser-

- Juro não saber que era você! - Me virei, evitando vê-lo se trocar. - Você é meu acompanhante de quarto, então?

- Sim. Na verdade, a viagem era apenas para casais, e eu acabei de vir para a cabine. - Deu um riso divertido. - O Jeon não iria gostar de que eu dormisse na mesma cama que você, e daí já se sabe.

- Imagino. - Ciúmes idiota. - E onde ele está?

- Na área de entretenimento. Jogos, cinema, academia... Não se sabe daí.

- Ele não é sedentário?

- Boa observação. Mas enquanto isso, me pediu para que te levasse até lá fora. - Ouvi o barulho do zíper, então logo que me virei concluí que já estava vestido. Velocidade sobre-humana. - Há alguns amigos nossos que desejam te conhecer.

- Então... Vamos lá.

...

 

Pov's Autora

“- Você, lógicamente não necessita continuar nessa briga inútil como gato e rato, Hoseok. - Chelsea sussurrou em seu ouvido, o assustando de vez. Ele, escondido por entre alguns pilares no escuro, via você e JungKook apoiados na grade do Cruzeiro, exatamente em um longo beijo. Na noite passada. - Porquê não... lhe dá um fim?  Jeon já parece estar na sua hora. Nunca consegue ser feliz.

- Você é Caçadora de Vampiros, porém eu, sou amigo de longa data dele. - Virou seu rosto, vendo o olhar penetrante da Chelsea para si, e logo se virou novamente. - Eu... Jamais teria motivos para cometer tal coisa contra o JungKook.

- Mas e ele? - Chelsea sorriu de lado. - Ele pensou desta forma quando... te atacou no Resort?
 

- Pensando demais, Jung? - Aquela voz feminina falou perto dele, e por um mero segundo, ele agarrou seus pulsos tomado por aquela lembrança. Pensava que era Chelsea. Principalmente sua  voz: Intencional.

- Diana... - Respirou fundo, por fim encarando aquelas orbes verdes dela, logo a soltando por mais que a mesma se assustasse. - Me perdoe... Foi...

- Impulso. Você achou que eu era a Chelsea?! - A morena riu soprado, logo após ler a mente dele sem permissão. - Você parece transtornado. Desde anos de amizade, você nunca esteve assim.

- Sempre há uma primeira vez. - Disse, enquanto usava seu tempo na sala de arte apreciando e tocando delicadamente naquelas obras das mais variadas possíveis. Tais eram rapidamente reconhecidas por ele, como Caravaggio, El Greco, Michelangelo ou Renoir. - Eu não esperava vê-la aqui. - A observou, e ela olhava para outras obras. - O clã híbrido de vocês anda-

- De qualquer modo... Quero que saiba de que respeitamos a _____________ diferentemente da maioria. Sabemos o que ela passa, mas também não quer dizer que passaremos a mão na cabeça dela e fingiremos que nada está acontecendo. - O feiticeiro fez careta, e Diana riu. - Mas você... Você está desejando ela, não está? Ela é encantadora.

- Eu não tenho o que dizer.

- Você nunca conseguiu mentir, Hoseok. - Ela lhe deu um tapa. - Naquela festa de máscaras, creio que não me viram, mas eu vi vocês. Principalmente a forma que você encarava a _____________. Pela sua cara, já transaram né?

- Que perguntas mais indecentes, parece até parente da Krista. Pergunte isso pro JungKook, ele que come a _____________ pelos olhos... - Os dois riram. - Não duvidaria nada se já o fez.

- Para com isso. - Ela sorriu meiga, o fitando com sinceridade. - Vou sentir sua falta... Mais uma vez.

- Me perdoe nunca poder te corresponder. É um assunto complexo, prefiro que me dê somente sua amizade. - Se aproximou dela, e Diana assentiu. Ela sempre soube disso, e agora, já era claro de que ele se sentia atraído por outra pessoa, e ela respeitaria. Hoseok acabou lhe dando um abraço forte, correspondido por ela. No mesmo momento, a _____________ e Jimin passaram por ali entre as escadas.

Por um instante, o seu olhar e o de Hoseok se encontraram.
 

Pov's _____________

- Vejam eles ali! - No convés, exatamente na área da superfície do Cruzeiro, se encontravam várias mesas em considerável distância com algumas pessoas. Provavelmente era uma das áreas  de lazer, apreciada com o movimento entre aquele extenso mar e o dia. Estávamos protegidos do sol, que era tapado por um teto alto em exatas dimensões, rodeando todo o lugar. Eu caminhava ao lado de Jimin, que me levava até a mesa onde Jin e mais três pessoas se encontravam.

- Senhorita _____________, - Um homem de aparência estrangeira se levantou da cadeira. Provavelmente de uns vinte cinco anos, apertou minha mão. - Senhor Joseph, prazer em conhecê-la.

- Você não é tão velho assim, Evan. - Uma das mulheres ali falou. Parecia ser a única mais velha de nós todos, e rapidamente, passou a me fitar. Usava um colar com uma pedra branca. Era feiticeira.

- Onde está sua gêmea, Lea? - Jimin indagou, logo que sentamos. - Eu a trouxe para que conhecesse todos vocês.

- A Diana deve estar procurando o Hoseok. Óbviamente, faz tempo que não se vêem. - Lea respondeu. Franzi o cenho ao pensar que podia ser a mesma que abraçava Hoseok naquele salão. - Sinto pena dela, e creio que não vá se incomodar com isso, hm? - Olhou para mim.

- Espere um pouco. - Ri soprado, além de estranhada. - Como você sabe que eu posso ter relação com o Hoseok?

- Todos nós sabemos, _____________. - Jin iniciou. - Embora isso, ela é boa. Não é nem de perto igual a Elizabeth, que agora têm obssessão pelo Jeon. 

- Não desejamos estragar o dia falando dela, não é mesmo? - Aquela outra mulher, graciosa por sinal, sorriu para mim. - Eu, Marie, tenho uma surpresa para você.

- Seria exatamente... - Antes que eu terminasse, ela pôs um médio  livro grosso acima da mesa. Capa dura e desgastada da cor preta, mantinha suas folhas amareladas. Eu apostaria que é de tempos.

- Marie. - Joseph gargalhou nervoso e assustado, assim como todos ali que viram o livro.  - Que eu saiba, ela não é um bruxo ou algo do tipo.

Sem me importar com seu comentário, rapidamente abri o livro. As folhas eram endurecidas pelo tempo, e principalmente suas escritas: Quase apagadas, mas ainda legíveis. Além disso, em cada folha havia grandes  símbolos entrelaçados, como se fossem rabiscos ou até mesmo parecidos com os de um pentagrama. E logo na folha ao lado, o nome do feitiço e seu conceito.

Todos os símbolos que eu via se pareciam por parte dos que eu costumava desenhar.

- Essa porra toda tá em latim. - Jimin exclamou, fazendo uma hilária careta ao tentar ler do meu lado. - O que a _____________ vai fazer com isso?

Mas era diferente. Aquelas palavras estavam perfeitamente traduzidas para mim. Nada estava em latim, ou eu estava ficando louca?

- O que você quer com isso, Marie?! - Jin arregalou os olhos para ela. - Você entende alguma coisa, _____________?

- Não... - Menti, e na mesma hora torci para que Jimin não desse uma de engraçadinho e vasculhasse meu pensamento. - Tudo tá em latim. Não dá-

- Então, por favor... - Joseph tocou no mesmo, mas eu prontamente afastei o livro. De modo algum poderia me desfazer dele. Eu tinha certeza.

- Não me importo em aceitá-lo. Por mais que eu não entenda, nutri um pequeno interesse nele. - Sorri.

- Espero não imaginar que um de vocês tentou pegá-lo de volta. - Marie se levantou, quase a sair enquanto ainda era encarada com estranhamento. - Era meu, e por motivos próprios, agora, é dela.

No meio do livro, ainda pude encontrar uma carta selada e pouco desgastada. Na sua frente, manualmente estava escrito c. Margarett, _____________*.

Provavelmente, o nome da minha família biológica.

...

“Napoli, Capo Posillipo, 14”

Li aquilo no papel da carta. Infelizmente estava em italiano, e imaginei que Marie estivesse esquecido no livro. Mas estava selado e visível. Como ela não perceberia?

A pior parte, foi encontrar também dentro do envelope um pequeno brasão de colar na forma oval. Mas não era de família, e sim, simbólica: Uma águia esguia, ressurgindo de sombras rodeada de símbolos de feitiço.

- Que porra é essa? - Indaguei. Logo vi a porta da cabine sendo destrancada, daí tratei de guardar tudo no livro e jogá-lo acima do criado-mudo.

- _____________. - Era JungKook. Sério por sinal, trajando uma bermuda, camisa regata colada no tórax, tênis e cabelo grudado no rosto. Mordi o lábio apenas em vê-lo daquele jeito. - Como foi hoje ao conhecê-los? - Tirou de uma vez a camisa, revelando metade do corpo. Mas ele pareceu não se importar.

- Descobri coisas... Vi coisas... - Fiz uma pausa, e JungKook se deitou de costas na cama cansado. - O Jimin não pode mais você pode, não é? - Mudei rapidamente o assunto, rindo dele.

- Simplesmente, porque o Jimin, de modo algum pode fazer isso... - Engatinhou até mim, me puxando pelas pernas e me deitando bruscamente na cama enquanto prendeu meus pulsos. - De modo algum, pode fazer isso... - Se encaixou perfeitamente em minha intimidade, pondo minhas pernas ao redor de si em questão de segundos. - Muito menos, isso... - Mordeu e puxou o meu lábio inferior, apertando propositalmente seu membro na virilha. Arfei alto, logo em que ele distribuiu alguns beijos entre minha nuca enroscando seus dentes caninos ali, rindo vitorioso.

- Até porquê se pudesse-

- Eu o matava. - Incrível como eu não estava surpresa. - Por mais que ele não fosse capaz disso, e nem você. 

- Mas você, JungKook. - Fiquei séria. Eu não tinha totalmente certeza do que eu ia perguntar, mas as probabilidades também não eram poucas. - Se me perdesse, voltaria com Elizabeth?

Por um instante, seu sorriso sumiu. Mas que porra! Pra quê eu fui perguntar isso?!

- Eu não vou te perder, _____________. Elizabeth não é mais nada pra mim, e sabe disso. Você verá que vamos todos permanecer até o final. - Se aproximou mais de mim, com suas orbes se tornando totalmente escuras a fitar as minhas. - E então, quem sabe, até lá você decidirá: Ou um vampiro... ou um feiticeiro.

 


Notas Finais


Perdão qualquer erro ou cagada ae sério 😂❤
Amaram? Odiaram? Enojaram? Sei sei continuam querendo me matar mas ok ok

*Tô feliz demais gente. Graças a vocês a fic tá chegando aos 600 favoritos! Cara!!!! Pra outros deva ser pouco não sei mas pra mim é muitão cara ❤❤❤❤ Sem falar que tamo perto do #Capitulo30 🎉🎉🎉🎉🎉🎉🎉🎉🎉🎉 AAAAAAH Obrigada gente ❤❤❤❤❤❤ Vocês nem sabem as surpresas que tenho a todos na Itália :3

Queria interagir com vocês :) Quem vocês shippam na história??? O nome do casal seria estranho?
Me: BeKook ( Elizabeth e o Kook #MentiraNShippoN 😂😂😂😂😂😂)

Espero vocês na próxima que ainda tem muito por vir ❤❤❤❤❤
Beijos ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...