História That's My Girl - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camren, Camreng!p, Laureng!p
Exibições 1.694
Palavras 2.344
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - Twenty


Fanfic / Fanfiction That's My Girl - Capítulo 20 - Twenty

 

POV   LAUREN

 

 

Me sentei na calçada ao lado da Camila, eram onze e meia da noite do sábado e a rua estava silenciosa e vazia 

 

- Como foi o jantar? -perguntei

 

Camila havia acabado de chegar do jantar que tinha ido com seu pai e sua irmã, junto com Ariana e a mãe dela

 

- Horrível -ela respondeu abaixando a cabeça

- Nossa foi tão ruim assim? -perguntei preocupada 

- A Sofia amou ela, meu pai tá amando ela, ela já tá quase na família -Camila falou me olhando

- Quem? -perguntei confusa

- A mãe da Ariana né Lauren , para de ser lerda -ela disse irritada

- Nossa, desculpa aí -falei erguendo as mãos em sinal de rendição

 

Camila soltou um longo suspirou, se aproximou e encostou a cabeça em meu ombro

 

- Desculpa, eu não tenho que descontar meus problemas em você -ela disse

 

Passei meu braço por cima do seu ombro e ela se aconchegou mais em mim, deixei um beijo em seus cabelos

 

- E porque isso é um problema? -perguntei 

- Porque ela tá tomando o lugar da minha mãe -ela respondeu 

- Mas Camz, pensa só, é a felicidade do seu pai que tá em jogo, ele já tá tantos anos sem ninguém, não acha que ele também tem direito de amar? -perguntei 

 

Me afastei pra poder olhá-la, Camila pensou por alguns segundos e começou a falar

 

- Ele não pode amar outra mulher, isso seria traição, a minha mãe não merece isso -ela respondeu 

- Mas sua mãe não tá mais aqui Camz, acho que você precisa entender e aceitar isso, a vida continua, as coisas um dia iriam mudar mesmo, você não pode viver o passado pra sempre

 

Terminei de falar e Camila se afastou de mim saindo dos meus braços

 

-  Não ao posso viver no passado? -ela repetiu o que eu tinha falado- Lauren, é da minha mãe que a gente tá falando, não posso fingir que ela nunca existiu

- Eu sei linda, e nem é isso que eu tô te pedindo, oque eu tô querendo dizer, é que você precisa viver pensando pra frente, tipo deixar seu pai seguir em frente, quem sabe vocês não voltam a ser uma família novamente... -expliquei

- Então nós não somos uma família pra você? Pra você uma família é uma família igual à sua? A família perfeitinha, aonde o pai sempre tá sempre, os irmãos são unidos, onde ainda tem uma mãe viva... -Camila começou a falar

- Não é isso que eu tô querendo dizer Camila, nossa, você entende errado tudo que eu falo -disse irritada

 

Camila iria revidar quando ouvimos o portão atrás de nós ser aberto, nos viramos ao mesmo tempo, sorri ao ver Sofia saindo por ele, logo trás veio um dos seguranças que ficou parado no portão vendo ela vir até nós 

 

- Kaki o papa mandou você entrar -ela disse olhando pra sua irmã

- Não vai dá Oi pra mim? -falei cruzando os braços

 

Sofia me olhou, ela brincava com os dedos de sua mão, ela se aproximou de mim com um sorrisinho no rosto 

Abri meus braços e ela me abraçou, retribui o abraço com força

- Você tá cheirosa -falei e ela sorriu

-Eu passei bastante perfume hoje, eu fui pra um restaurante bem chique -ela disse empolgada

 

- É eu tô sabendo disso, você gostou? -perguntei

Sofia se sentou de lado em meu colo antes de começar a falar

 

- Foi bem legal, a Ari disse que vai me dar uma boneca nova, e a tia J disse que vai me levar pra brincar -Sofia falou

 

Cada vez ela sorria mais, seus olhos brilhavam lindamente, dava pra ver felicidade através deles

 

- Acho melhor a gente entrar Sofi -ouvimos a voz da Camila

- Agora eu quero ficar com a Lauren -Sofia resmungou emburrada

- Tudo bem princesa, eu volto amanhã pra gente conversa mais -falei 

- Mas amanhã eu vou pra casa da vovó -ela disse

- Então eu venho outro dia 

- promete? -ela perguntou levantando o dedinho

- Prometo! -falei cruzando nossos dedos

 

Depois de me dar tchau, Sofia entrou em sua casa com o segurança atrás dela,  me levantei do chão e fui até Camila que já estava em pé 

Me aproximei dela, a abracei e iria beija-la quando ela me parou colocando o dedo sobre meu lábio, a encarei confusa

 

- O que foi? -perguntei

- Meu pai pode ver -ela disse

- E oque tem ele saber que a gente tá namorando? -perguntei com a sobrancelha arqueada

- Se ele souber, você não vai mais poder dormir aqui e ele vai controlar a horas pra mim voltar pra casa quando sair com você, enquanto ele acha que somos amigas ele não vai ligar pra nada -ela explicou

- Ah, então não conte pra ele por favor, não quero ter que parar de dormir com você , é tão bom -falei e ela sorriu

- É mesmo -Camila concordou

- Mas ele sabe que eu, sua "amiga" sou interssexual?

- Óbvio que não, se ele soubesse ele iria ficar com o pé atrás, sem saber ele até acha que você é hetero -ela falou e eu torci a cara

- Eu hetero? Credo, que novinho -falei e ela riu

- Eu preciso entrar agora... -ela falou e meu sorriso morreu

-  Não vou ganhar nem um beijinho de boa noite? -perguntei fazendo drama

- Não -ela falou e apertou minhas bochechas- Pode desfazer essa cara de mal humorada

- Tá bom, mas amanhã você vai ter que me dar muito beijo pra compensa isso senhorita -brinquei e ela riu

- Pode deixar 

 

Ficamos em um abraço por alguns segundos, quando nos separamos ela me deu um beijo no rosto e saiu dos meus braços entrando em sua casa logo em seguida, fiquei olhando ela até que ela fechasse o portão sumindo da minha vista

Me virei e comecei a caminhar pela calçada em direção a minha casa 
Assim que cheguei em casa e entrei, encontrei minha irmã sentada no sofá da sala e a Vero jogada no outro sofá, me aproximei e me sentei ao lado da minha irmã 

 

- Olha só se não é a linda que abandona as amigas pra ir namorar -Vero falou me olhando

- Não reclama, não demorei nem uma hora -disse me defendendo

- Nossa, mas você tá muito trouxa apaixonada por essa menina mesmo -minha amiga disse

 

A ignorei e comecei a prestar a atenção em algo que passava na televisão a nossa frente 

 

 

POV    CAMILA 

 

 

Já tinha almoçado, dormido, e agora acordado, vesti um dos meus muitos vestido soltos, e depois de falar com as meninas, que falaram que já estavam vindo pra minha casa, desci e fiquei na sala esperando por elas

Em poucos minutos a porta de casa foi aberta, sorri ao ver Dinah entrando por ela, a mesma entrou correndo e veio até mim se jogando encima de mim

 

- Ai Dinah! -reclamei assim que ela saiu de cima de mim- Isso tudo é saudades?

- Cadê sua namorada sem graça? -ela perguntou ignorando o que eu tinha falado

- Ela já tá vindo, e não fala assim
dela, a Lauren é legal, às vezes... Ela só é anti-social -falei a defendendo

- Você comprou bastantes doces né? -Dinah perguntou mudando novamente de assunto novamente

- Sim, você vai se matar de tanto comer doces -falei 

 

Não aguentei e acabei rindo da animação da minha amiga 

 

- Não liga pra ela Mila, é que ela não sabe ter modos  -Normani disse olhando pra sua namorada com um olhar reprovador

 

Ally largou sua mochila no chão da sala e se jogou no sofá, ela soltou um suspiro e olhou pra gente fazendo uma cara triste

 

- Oque foi Allycat? Que cara é essa? -Dinah perguntou rindo

- É porque agora que eu parei pra pensar que vou passar a noite toda de vela pra vocês e pra Mila e a Lauren -Ally respondeu

- A Vero vai vir também.... -falei

- Hum, tá aí Ally, você podia colar na Vero, ela é bonita e tem um corpinho maravilhoso -Mani disse e nós concordamos

- Tá e vocês esqueceram que eu sou hetero? -Ally perguntou

- Não adianta ficar pagando de heterazinha, a gente sabe que aí tem uma sapatao louca pra ser revelada -Dinah falou piscando pra ela

- É uma lésbica que só beber umas já sai pegando as garotas... -Mani completou

- Foi só uma, uma garota, não garotas -Ally se defendeu

- O que? A Ally pegou uma garota e vocês não me falaram nada? -Dinah perguntou

- Desculpa amor eu devo ter esquecido de te contar -Mani disse

- Aí sim em Ally, tá saindo do armário as poucos, assim que eu gosto -Dinah falou e Ally revirou os olhos

- Eu tava bêbada -se defendeu a pequena

- Não adianta colocar a culpa na bebida, você bebeu, tomou coragem e fez uma coisa que você sempre quis fazer mas nunca teve coragem -falei

 

Dinah e Normani concordaram comigo

 

- Não vou falar nada pra vocês... -Ally disse virando a cara pro outro lado 

 

Ficamos conversando na sala por um bom tempo, Dinah começou a reclamar falando que queria comer algum doce e nós fomos pra cozinha, deixei ela pega  o que ela quisesse e me sentei no balcão da cozinha, agradeci por meu pai não estar em casa, se ele me visse fazendo isso com certeza brigaria comigo

Peguei meu celular assim que o ouvi tocar, era uma mensagem da Lauren 

 

"Já estamos indo" 

 

Li e larguei o celular no balcão novamente, voltei a atenção para as minhas amigas que estavam falando um assunto qualquer 

 

- Mila cadê a pizza? -ouvi Dinah perguntar

- Ainda tem que pedir -respondi pra ela

- Pede logo, tô morrendo de fome -ela disse

 

Desci do balcão, fui pra sala e peguei no telefone, procurava o folheto da pizzaria com o número quando ouvi a campainha, deixei o telefone e sai de casa, fui até o portão e vi que estava trancado com a chave, provavelmente a Normani que trancou quando chegou, o abri e sorri pra minha namorada é pra amiga dela

 

- Oi Vero, pode entrar -falei dando um beijo no rosto dela

 

Dei espaço pra Veronica e ela entrou, Lauren fez o mesmo, fechei o portão e logo senti seus braços  firmes em minha cintura 

 

- Oi Camz -ela disse

- Oi amor -falei de volta

 

Os olhos da Lauren brilharam ao ouvir isso, um sorriso se abriu em seus lábios e eu fiz o mesmo, sem conter, coloquei as mãos em seu rosto e aproximei minha boca da sua colando nossos lábios

A verdade é que tinha passado dias pensando em qual apelido dar a ela, e ontem, depois de pensar a noite toda, resolvi chamar ela igual os casais costumam se chamar. Até porque ela é meu amor

Separamos nossas bocas e entramos em casa, peguei sua mão e entrelacei nossos dedos

 

- Vem, elas tão na cozinha -falei 

 

Andei até a cozinha com Lauren atras de mim, assim que entramos ela apenas acenou paras as minhas amigas e se sentou em um dos bancos altos que tinham ali próximo ao balcão, me aproximei ficando entre suas pernas e ela me abraçou por trás

Reparei melhor e vi que estavam faltando algumas pessoas ali

 

- Cadê a Ally e a Vero? -perguntei confusa 

 

Dinah e Normani trocaram um sorrisinho antes de me olhar e responder 

 

- Elas subiram, a Ally foi mostrar pra ela aonde era seu quarto pra ela deixar a mochila dela

 

- Ah, sei... -falei desconfiada 

 

....

Já era tarde da noite, de madrugada, depois de pedirmos a pizza, e de comer, fomos pra sala e assistimos alguns filmes, metade de nós já dormia na metade dos filmes, Lauren e eu ficamos conversando e trocando alguns beijos; já era tarde quando sem perceber, dormimos 

Acordei no meio da noite sentindo falta dos braços da Lauren me abraçando, me levantei do sofá e vi Normani sentada no sofá da frente 

 

- Você viu a Lauren? -perguntei a ela

- Não, você viu a Dinah? -ela perguntou e eu neguei com a cabeça

 

Cutucamos a Ally e a Vero que dormiam jogadas uma encima da outra no sofá, até que elas acordaram, resolvemos ir beber água na cozinha pra depois subir, pra ver se encontraríamos nossas namorada lá 

Normani foi a primeira a entrar a cozinha, a mesma paralisou fazendo eu que estava logo atras bater em suas costas 

 

- Aí Mani, empacou aí é? -perguntei 

 

Entrei logo atras com Ally e Vero e meu corpo toda paralisou igual a Normani

 

- Aí meu Deus... -ouvi Ally sussurrar 

 

Meu coração parecia querer sair pela boca ao ver a cena a minha frente 

Dinah estava jogada no chão da cozinha e sua roupa estava toda vermelha como que parecia ser...sangue 
Levantei o olhar e vi Lauren sentada no chão um pouco distante do corpo da Dinah, ela tinha as mãos sobre o colo e a cabeça abaixada, suas mãos também estavam sujas de sangue 

 

- O-oque acontecei aqui? -perguntei com a pouca voz que saiu

- Me desculpa... -Lauren disse com a voz baixa- Eu...a gente tava discutindo....ela veio pra cima de mim e eu...eu sinto muito....

 

Ela se perdia toda em sua fala, Lauren se remexeu em seu lugar e algo caiu do seu colo, era uma faca, também suja de sangue

 

Só então entendi oque tinha acontecido ali , e o pior de tudo, não era um pesadelo, era real, aquilo era muito real 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...