História That's My Girl - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camren, Camreng!p, Laureng!p
Exibições 832
Palavras 2.469
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Coloque seus fones de ouvido, escolha uma música, aumente o som, e esqueça tudo que esta acontecendo lá fora!

Boa Leitura meus amores!!!

Capítulo 38 - Thirty Eight


Fanfic / Fanfiction That's My Girl - Capítulo 38 - Thirty Eight

 

POV   VERO

 

Acordei sentindo as pernas da minha melhor amiga completamente encima de mim, depois de gritar com ela, e a mesma acordar resmungando, consegui me levantar, abri o guarda roupa, e fui pro lado aonde tirei as roupas da Lauren e coloquei as minhas. Peguei uma calça jeans que não tivesse rasgos, uma blusa de manga longa xadrez na cor vermelha, e calcei nos pés meus vans também vermelho

Depois de passar perfume e me arrumar, saí do quarto da Lauren e desci as escadas afim de sair de sua casa

 

- Aonde vai filha? -ouvi a voz do Mike

- Eu vou pra casa da Ally -respondi sorrindo

- Vocês tão namorando? -Mike perguntou

- Sim -respondi e Mike sorriu vindo até mim

- Você superou o preconceito, estou muito orgulhoso de você minha filha -ele falou bagunçando meu cabelo

 

Sorri diante de suas palavras. Como eu queria que meus pais fossem igual o tio Mike...

Andei até o quintal e subi em minha moto, coloquei o capacete e coloquei a chave a ligando, dei partida saindo dali e indo pra casa da Ally. Não demorou muito e eu estava estacionando na frente da sua casa, desci da moto deixando o capacete encima da mesma, ajeitei meus cabelos e fui até a porta dando duas batidas

A porta foi aberta pela Ally

 

- Oi minha pequena -falei empolgada

- Shiu, meus pais tão aqui -Ally falou rapidamente 

 

Os pais da Ally não podiam nem sonhar que a gente namorava, caso achassem isso, a minha pequena correria o risco até de ser expulsa de casa

Entramos em sua casa e logo avistei Patricia e Jerry sentados no sofá, os pais da Ally

 

- Bom dia -falei simpática

- Bom dia Veronica -Patricia falou

- Mãe a gente vai pro quarto ta bom? -Allyson disse

- Tá bom, mas venham daqui a pouco pro almoço -Patricia respondeu

 

Ally e eu seguimos no corredor até seu quarto, entramos em seu quarto e eu me sentei em sua cama, enquanto ela tirava a sandália que estava nos pés. 

 

Ally estava simplesmente linda, ela usava um vestido vermelho, que tinha um zíper na frente, e nos pés uma sandália com detalhes brilhantes

 

 

- Você tá linda bebê -elogiei

 

Ally sorriu lindamente em minha direção

 

- Acordei cedo hoje, tô assim que porque já fomos pra igreja -Ally disse

 

Era domingo, e como sempre, a família da Ally iria a igreja nos domingos de manhã

 

- Ele tava lá? -perguntei revirando os olhos

- Sim, você sabe que a família dele também vai todos os cultos -Ally respondeu

 

Ela sabia muito bem de quem eu estava falando. Troy Ogletree era um garoto alto, loiro, que os pais da minha namorada cismaram que é o homem perfeito pra ela se casar, já que ele também é da igreja, porem ele não me engana, o garoto é um capeta disfarçado de anjinho, e o pior é que ele parece gostar da minha pequena, já que não perde a oportunidade quando os pais da mesma a empurram pra cima dela

 

- Eu odeio esse garoto! -falei firme

- Calma Vero, por favor, eu não quero brigar -Ally disse

 

Ally é tão sensível  que as vezes eu me esqueço, e acabo falando alto demais com ela, ou algo que não deve

 

- Eu também não quero brigar, olha bebê, eu só não gosto dele, e a da ideia de vocês ficarem juntos todas as manhãs com seus pais jogando um encima do outro -falei sincera

- Você sabe que pode ir pra igreja com a gente né? -Ally perguntou

 

Me levantei e fui até ela, me aproximando lentamente dela

 

- Só se eu puder segurar na sua mão... -falei- Como amigas claro..

- A Mila e a Mani seguram na minha mão, então acho que não teria problemas pros meus pais -ela respondeu

 

Coloquei minhas mãos no rosto dela e dei um selinho rápido separando nossos corpos rapidamente, sabia que se os pais dela entrassem e vissem a gente daquele jeito, as coisas não terminariam boas

 

 

 

POV   CAMILA

 

- Você realmente achou que eu estivesse grávida? -perguntei pra minha namorada

 

Lauren estava sentada no sofá da sua casa, enquanto eu estava entre suas pernas, com a cabeça encostada em seu peito 

 

- Tudo indicava que você estava grávida Camz, não tinha como achar outra coisa -Lauren respondeu me fazendo rir

- E se eu estivesse? 

- Aí iriamos ser mamães -Lauren respondeu simples enquanto brincava com meus dedos

- Simples assim? -perguntei rindo

- Claro né amor, eu nunca faria igual o idiota do Zac, nunca iria te pedir pra você tirar o bebê ou algo do tipo -Lauren respondeu- Eu iria assumir nosso filho e nós iriamos ser mamães

- Bom saber que você pensa assim -falei a olhando por cima do ombro- Mas acho que eu não quero ter filhos 

- Nem eu, eu tenho medo de crianças, elas ficam se mexendo o tempo todo, elas pulam, mordem e tudo mais -Lauren disse um tanto quanto assustada

- Você tem medo de crianças, sério? 

- Tirando a parte que, se em um filme de terror, tiver criança, ela sempre vai ser a que tá com o demônio. Mas agora eu vou ter que me acostumar, já que vou ter um sobrinho -Lauren respondeu suspirando

- Ai eu to tão ansiosa pro filho da Megan nascer -falei animada

- Oque tem eu? -ouvimos uma voz atrás de nós

 

Lauren e eu olhamos por cima do ombro e vimos sua irmã, junto com Aline, porque ultimamente, aonde Megan está, a Aline está também, parece até a sombra da minha cunhada

 

- Eu estava falando que to muito ansiosa pra ver seu filho nascer -repeti animada

 

Megan se jogou no sofá e Aline fez o mesmo ao seu lado

 

-  Eu não, não to ansiosa pra minha barriga começar a crescer, começar a engordar e ficar parecendo uma bola, com aquela barriga gigante -Megan disparou em falar

- Você vai ser uma grávida muito linda -Aline disse sorrindo pra ela feito uma boba

 

Lauren pegou o controle da televisão e a ligou, trocou de canal até parar em um canal que estava passando série, senti meu coração acelerar assim que apareceu a cara de um zumbi na televisão

Vero entrou na casa da Lauren e patricamente pulou por cima do sofá, se jogando no chão

 

- Começou? -ela perguntou animada e Lauren assentiu

 

Então me lembrei que The Walking Dead era a série que elas falavam ser a série delas, a série a qual eu odiava, pois sentia nojo e medo ao mesmo tempo de todos aqueles zumbis

 

- Princesa tira isso? -pedi pra Lauren

- Ahh Camz... -Lauren resmungou

- Mas eu tenho medo -falei 

 

Lauren pareceu não me ouvir, pois continuou assistindo aquela droga de série, Vero não estava diferente ela estava com os olhos vidrados na televisão

 

- Ugh, que nojo! 

 

Aline, Megan e eu resmungamos ao mesmo tempo assim que apareceu a cena de um zumbi comendo uma pessoa. Como alguém poderia gostar daquela série? 

 

Olhei pra Megan e a mesma assentiu, me levantei saindo dos braços da minha namorada e ela se levantou também, saímos da sala e fomos em direção a cozinha, Megan escorou os braços no balcão e colocou a mão entre o rosto respirando fundo 

 

- Tá tudo bem? -Aline perguntou colocando a mão nas costas dela

- É só que...ver aquilo me deu uma tontura, uma vontade de vomitar -minha cunhada respondeu

 

Puxei uma cadeira pra ela e a mesma se sentou, me sentei ao seu lado enquanto Aline ficou em pé acariciando seus cabelos, Megan respirava fundo e depois soltava todo ar lentamente

 

- As vezes eu nem acredito que você tá grávida -falei sincera

- Nem eu -Megan respondeu suspirando- Eu não nasci pra ser mãe, eu não nasci pra ter um compromisso, uma responsabilidade 

- Olha, as vezes a vida nos faz passar por coisas como essa, pra gente aprender, sabe, amadurecer, mudar -falei

- Ela tá certa green eyes, uma hora você iria ter que mudar, iria ter que crescer e começar a arcar com as coisas sérias da vida -Aline falou e eu concordei com a cabeça

- Vocês duas tão parecendo meus pais falando -Megan disse colocando o rosto entre as mãos

 

Depois de ficar conversando com Megan e Aline, e depois da série finalmente acabar, Lauren apareceu na cozinha me chamando, subimos nós duas pro seu quarto, quando entramos, fui até a mesinha do computador e peguei oque havia deixado ali mas cedo quando cheguei

 

- Quando eu vi isso no shopping, achei a sua cara -falei me virando pra Lauren

 

Ela se aproximou confusa, mas assim que viu oque eu tinha em minhas mãos, ela sorriu, me aproximei e coloquei o boné branco em sua cabeça, o deixando pra trás, ajeitei seu cabelo e a analisei

 

- Ah, ficou tão lindo em você princesa -falei encantada

 

Como Lauren conseguia ser tão linda? 

 

- Porque você tá me chamando de princesa? -ela perguntou soltando uma risada baixa

- Porque é fofo -respondi

- É engraçado, ninguém nunca me chamou assim antes -Lauren disse rindo

- Eu sou sua princesa, e você é minha princesa -falei

 

Me aproximei o suficiente de Lauren e ela me puxou pela cintura, fortemente, colando nossos corpos, a beijei colocando os braços ao redor do seu pescoço. Fomos andando sem parar o beijo, até que cai deitada em sua cama e ela deitou encima de mim

 

 

 

 

POV   LAUREN

 

Larguei minha mochila encima da carteira, arrastei minha cadeira a colocando ao lado da cadeira da minha namorada, Ally virou sua cadeira ficando de frente pra nós e Normani colocou a cadeira ao seu lado

 

 

- Dinah vai vir no final de semana, sabe, pra gente conversar - Normani disse

 

Pelo oque minha namorada tinha me dito, Normani e Dinah estavam com problemas no relacionamento, por isso a Normani não estava mais tão animada nos ultimos treinos das cheerleaders que a vi 

 

- Espero que vocês se resolvam -Camila disse compreensiva

 

Arrumei o boné em minha cabeça e Ally olhou pra mim sorrindo

 

- Gostei do boné, combinou com você -disse a baixinha

- Se a Vero escuta você falando uma coisa dessas ela surta -falei e nós rimos- Não conheço namorada mais ciumenta que a Vero

- Ela realmente é ciumenta demais, mas fazer oque se eu amo ela -Ally disse

 

Senti Camila pegar minha mão, olhei pros nossos dedos entrelaçados e sorri, voltando a olhar pras meninas

 

- Eu tive umas ideias novas pras cheerleaders -Camila começou a falar- Já que a Mani tá montando a coreografia perfeita, a gente precisa da música perfeita

- Sobre a música, eu tava vendo umas muito boas da Queen Beyonce -Mani falou animada

- Continuando... -Camila voltou a falar- Eu tava pensando na gente fazer uma música original, uma música nossa, entendem? 

- Como assim? -Normani perguntou com a feição confusa

- A gente escrever uma música, ir em uma gravadora, gravar a música e usar pra gente usar na coreografia, no campeonato -Camila disse

- Ahh -Normani disse, parecendo atender oque ela estava falando

- Meu Deus amor, você é uma gênia -falei olhando pra Camila

 

Me segurei pra não beija-la ali

 

- Tá mas e agora, como vamos conseguir gravar uma música? -Normani perguntou

- Como vocês vão escrever uma música? -dessa vez a pergunta veio da Ally

- Eu escrevo músicas -Camila e eu falamos ao mesmo tempo e depois nos encaramos

- Nossa, que sincronia em -Normani disse batendo palmas

 

Nós quatro rimos, logo voltando ao assunto

 

- Mas falando sério, eu posso tentar escrever algo legal -Camila disse

- É, algo que vá agradar o juri -completei sorrindo pra ela

- Ta bom casal chega, a gente ainda tá aqui -Ally falou irritada

 

...

 

Já estávamos perto do fim da terceira aula, conversava com Keana e Demi, na verdade eu estava boiando enquanto elas falavam algo sobre livros, não sei em qual momento, mas elas entraram no assunto gravidez 

 

- Eu acho que ela ficou linda grávida -ouvi Keana falar

- Eu nem posso opinar, já que mulheres gravidas são minha paixão -Demi disse fazendo eu encara-la- Quando eu e a Selena nos casarmos, vamos ter três filhos

- Você fica tão fofa falando dela -Keana disse

 

Encarei as duas confusa, aquele assunto tava fofo demais, delicado demais vindo da Demi, da Keana até que vai, mas da Demi não

 

- Você pretende ter filhos? -Demi perguntou pra Keana

 

Keana me olhou por longos segundos, só depois de alguns segundos foi que eu percebi oque ela estava querendo me dizer 

 

 

 Flash Back On;

{Alguns dias atrás...}

 

Era uma quarta a noite, sai do trabalho e fui pra casa, minha mãe pediu pra mim ir ao super mercado, e por ser longe e o tempo estar fechado, resolvi ir de carro, peguei o carro do meu pai e sai em direção ao mercado

 

Depois de ficar quase meia hora na fila do supermercado, sai no estacionamento em direção ao meu carro, corri até o mesmo por conta da chuva forte que estava, entrei no carro e fechei a porta, dei partida saindo dali. Foi quando parei em um sinal vermelho que vi uma garota muito conhecida por mim, era a Keana, ela estava completamente molhada, a chuva forte caia sobre ela que abraçava o próprio corpo, abri a porta do carro e a chamei, ela me olhou e depois de um tempo, entrou no carro

 

- Oque você ta fazendo nessa chuva? -perguntei realmente preocupada

- Quando eu vim não tava chovendo, e eu sai só agora -ela respondeu com a voz baixa

- Aonde você estava? -perguntei

- Eu vim no médico, pegar o resultado de alguns exames.. -ela disse abaixando a cabeça

 

Parei em outro sinal vermelho e a olhei melhor, ela estava com o rosto vermelho, mostrando que ela estava chorando

 

- Aconteceu alguma coisa? -perguntei voltando a acelerar o carro assim que o sinal abriu

 

Ela demorou a responder, apenas começou a chorar baixinho, oque fez eu ter me sentido horrível por ter perguntado

 

- Eu descobri que eu não posso ter filhos... -Keana respondeu chorando- Eu sou estéril, eu não posso ser mãe...

 

Coloquei a mão sobre sua coxa, e a olhei por alguns segundos, voltando a olhar pra rua

 

- Eu sinto muito -falei verdadeira

 

Keana apenas assentiu ainda chorando. Depois dela me passar o endereço de sua casa, a levei até a mesma, Keana passou o caminho todo chorando baixinho

 

Flash Back Off

 

 

- Vocês viram o jogo dos Lakers? -perguntei mudando de assunto

 

Keana pareceu soltar todo ar que tinha preso nesse momento. Demi e eu começamos a falar do jogo, Keana deitou a cabeça em meu ombro suspirando


Notas Finais


Até o próximo pessoinhas...


Deixe seu comentário. Comentários ajudam o autor a saber oque estão achando da história, e o incentiva a continuar!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...