História That's My Girl - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin Mahone, Emblem3, Fifth Harmony, One Direction, Shawn Mendes, The Vamps
Personagens Ally Brooke, Austin Mahone, Bradley Simpson, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Drew Chadwick, Harry Styles, Keaton Stromberg, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Shawn Mendes
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui
Exibições 348
Palavras 2.002
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura espero que gostem!!!

Capítulo 18 - É serio isso?


P.O.V Lauren

Depois que percebi que a respiração da Camz ficou mais tranquila tive certeza que ela já tinha dormido, me levantei com cuidado do seu lado para não acorda-la e sai do quarto, encontrando tia Sinu sentada na sala de espera.

-Oi tia - disse enquanto me sentava ao seu lado 

-Oi Lauren, como Camila está?

-Ela tá bem, está dormindo aproveitei e vim aqui fora tomar um ar - disse abaixando o olhar

-Lauren me explica o que aconteceu as meninas me falaram por alto... - Ela me pediu e senti meus olhos arderem mas continuei com a cabeça baixa e comecei a falar

-Tia foi horrível, escutar tudo o que eu escutei ontem - comecei a chorar e ela me abraçou

-O que você teve que escutar? - Ela perguntou enquanto me confortava em seus braços

-Minha mãe ela disse que não sou mais filha dela só porque estou namorando com a Camz - disse chorando mais

-Mas Lauren você contou pra ela? - Sinu me questionou e eu levantei um pouco o olhar

-Não meu ex idiota tava lá em casa quando cheguei da viagem que fiz com as meninas e com certeza ele inventou um monte de coisas pra ela e ela acreditou já que ela disse na minha cara quando morávamos em NY que queria que ele fosse filho dela - chorei mais ao me lembrar da cena 

-Meu Deus, e seu pai o que ele fez? 

-Ele tentava a todo custo acalmar ela mas era em vão ela chegou a me ameaçar com uma faca tia - disse e ela abriu a boca e balançou a cabeça negando não acreditando no que eu estava lhe dizendo

-Meu Deus Lauren e onde você está ficando porque não tem como você estar em casa com esse clima

-Ela me expulsou de casa depois da discussão que tivemos...- Disse e ela se assustou mais - mas eu estou ficando na casa de uma amiga minha que veio morar aqui

Depois de mais um tempo conversando com minha sogra fui até a lanchonete que tem no hospital e comprei uma coca e um salgado depois que comi voltei para o quarto da Camz

-Lo? - Camz perguntou assim que fechei a porta do quarto

-Oi, meu amor - disse me aproximando dela

-Onde você tava amor? 

-Eu fui na lanchonete amor, não quero passar mal igual você - disse rindo e ela me deu um tapa no braço

-Vai me zuando mesmo vai, vai ficar o resto do dia sem beijo - ela disse e meu riso morreu 

-Amor isso já é sacanagem poxa - disse fazendo bico e ela me olhou rindo e eu lhe roubei um selinho

-Sua ladra - ela disse assim que soltei seus lábios

-Pega de volta aqui - provoquei e ela me puxou pela nuca atacando meus lábios em um beijo.

Depois de um tempo a muito contra gosto encerrei o beijo puxando seu lábio inferior entre meus dentes, e colei nossas testas.

-Amor tranca a porta - ela me pediu

-Amor e se seu médico vier aqui durante a noite ou até mesmo sua mãe quiser entrar aqui 

-Então vem cá - me puxou pela nuca me beijando novamente dessa vez um beijo intenso ela pediu passagem com a língua e eu cedi e começou uma batalha por quem comandaria o beijo, ela passou a mão por toda a extensão da minha cintura enquanto minha mão esquerda estava fixa na sua coxa onde de vez em quando eu apertava, ela colocou a mão por de baixo da minha blusa passando por toda a extensão das minhas costas chegando até o fecho do meu sutiã, até que escutamos a porta do quarto se abrir e eu saltei de onde estava saindo de cima da cama dela e indo parar na poltrona só que então percebi que ela havia soltado meu sutiã.

-Sua vaca, você soltou meu sutiã - sussurrei e ela riu 

-Filha está tudo bem com você? - Tia Sinu entrou no quarto e quando viu a situação em que eu estava soltou uma risadinha - o que as duas estavam aprontando em? - Ela questionou rindo

-Nada não mãe, eu estou bem - Camz disse já que eu gelei quando vi tia Sinu entrando no quarto 

-Sei bem o nada que vocês estavam fazendo a Lauren é branca e está vermelhinha e você filha com os lábios vermelhos - ela disse e eu abaixei o olhar na hora

-Mãe por favor né - Camz disse e elas começaram a rir, não sei aonde elas estão vendo graça eu tô aqui quase tendo um infarto e elas rindo tirando que meu sutiã ainda está solto então não posso fazer movimentos bruscos 

-Tá bem, só vim avisar que estou indo pra casa cuidar da sua irmã, mais tarde eu volto - disse e deu um beijo na testa da Camz - Tchau Lauren cuida da minha filha tá - disse também me dando um beijo na testa

-Pode deixar tia - disse com um sorriso no rosto 

Depois que tia Sinu saiu do quarto confirmei que mais ninguém entraria no quarto esse horário e tranquei a porta

-Você me paga Camila - disse e ela riu - agora fecha meu sutiã aqui 

-Amor porque você ficou tão nervosa daquele jeito? - Ela perguntou rindo ainda

-Você tem a cara de pau de me perguntar isso e ainda por cima rindo? - Perguntei indignada 

-Amor isso é normal e minha mãe sabe que uma hora ou outra isso vai acontecer 

-É mas tem que ser num quarto de hospital e outra amor sua mãe quase pegou a gente e você tá ai tranquila

-Não to quase surtando aqui também - ela disse e nós duas começamos a rir

-Tá agora vamos dormir?

-Na verdade eu quero terminar o que começamos antes da minha mãe chegar - ela disse com um olhar sugestivo

-Ah é, você quer terminar o que a gente começou - disse me aproximando dela

-Quero - disse com a voz rouca e eu ataquei seus lábios em um beijo quente, logo ela pediu passagem com a língua mas eu encerrei o beijo puxando seu lábio inferior pra mim 

-Só terminaremos isso quando você receber alta não quero que nenhum médico entre no quarto e veja a gente praticamente nuas - disse enquanto me afastava dela e ela fez biquinho

-Amor por favor - ela pediu com um biquinho nos lábios,  me aproximei dela lhe dando um selinho demorado e ela tentou o aprofundar em um beijo mas eu neguei 

-Não senhora, agora vai dormir - disse e ela choramingou 

P.O.V Camila

 Eu estava completamente excitada e a Lauren se fazendo de difícil, porque que minha mãe tinha que entrar no quarto aquela hora tava quase, agora quero só ver como vou fazer pra dormir do jeito que eu estou...

-Amor acorda - escutei a voz rouca da Lauren no meu ouvido

-Hum - disse com os olhos fechados ainda 

-Amor acorda vai, abre os olhos - depois que ela disse isso dessa forma senti uma pontada na minha intimidade

Abri os olhos e encontrei aquelas esmeraldas me encarando com um brilho a mais.

-Acordei amor - digo sorrindo e ela me da um selinho demorado e eu aprofundo em um beijo

Pedi passagem com a língua e ela cedeu depois disso um batalha pra ver quem comandava o beijo começou, ela que até então estava ao meu lado se deitou por cima de mim e eu fui levantando sua blusa até tira-la por completo e ela apertava minha coxa, paramos o beijo e ela desceu os beijos em direção ao meu pescoço onde começou a deixar chupões e lambidas ali, coloquei a mão por dentro da sua calça e ela soltou um gemido no meu ouvido assim que toquei na sua intimidade...

-Camz? Amor? Camila? Karla Camila acorda - acordei assustada ouvindo os gritos da Lauren "Meu Deus foi tudo um sonho?" 

-Oi, acordei - disse enquanto me sentava na cama passando a mão pela minha testa tirando um pouco do suor que tinha ali 

-Finalmente né to a meia hora te chamando - ela disse e me deu um selinho

-Acho que entrei em um sonho profundo - disse enquanto ela colocava a bandeja com o meu café em meu colo

-Seu médico teve aqui, ele disse que é bem possível você receber alta hoje - assim que ela disse isso abri um sorriso no rosto "Graças a Deus" 

-Que bom né amor - disse e a puxei para um selinho

-Amor com o que você sonhou? - Ela perguntou e eu engasguei com a saliva 

-Porque amor? - Perguntei enquanto me recuperava

-Porque parecia que você estava gemendo ai e você se contorcia toda ai - Ela disse e eu arregalei os olhos 

-Com nada amor e eu com certeza não estava gemendo - disse e abaixei o olhar 

-Amor não mente pra mim e eu te amo agora tenho que ir sua mãe já está vindo pra cá - disse me dando selinhos

-Aonde a senhorita vai Lauren?

-Meu pai disse que quer conversar comigo vou até a empresa dele 

-Amor não dá pra ir depois não fica aqui comigo por favor - disse fazendo biquinho e ela simplesmente me deu outro selinho

-Não dá amor eu vou e volto pra cá beijo - ela disse me deu outro selinho e saiu do quarto 

P.O.V Lauren

 Cheguei na empresa do meu pai e fui direto pra sala dele chegando lá me assustei

-Austin? - Perguntei assustada

-Oi Laur tudo bem? - Ele perguntou e veio me dar um beijo na bochecha

-Tudo sim, que surpresa, o que faz aqui?

-Bom seu pai me contou sobre o que descobriu do seu ex e como tenho parentes na polícia ela me pediu ajuda.

-Ah sim, mas pai como o senhor ficou sabendo do Brad nem cheguei a conversar com o senhor sobre isso?

-A Verônica esteve lá em casa ontem me falando sobre a minha nora - depois que ele disse "nora" até engoli seco - e acabou discutindo com sua mãe e disse tudo o que o Bradley fazia com você, por que não me contou antes filha?

-Tinha que ser a Vero, pai não te disse antes porque fiquei com medo da sua reação.

-Bom senhor Jauregui eu vou comunicar meu parente policial e lhe dou notícias

  -Obrigado Austin mas não precisa me chamar de senhor só de Mike ok - meu pai disse apertando a mão do Austin 

-Tudo bem então - Austin disse rindo - tchau Laur até amanhã na escola - disse e me deu um beijo na bochecha 

-Tchau Austin mas não sei se vou na escola amanhã já que a Camz ainda está no hospital - disse e ele assentiu

Depois que ele saiu meu pai me chamou para sentar na cadeira a sua frente

-Então filha porque não me contou sobre o pedido de namoro?

-Pai eu ia te contar mas com a confusão toda acabei esquecendo desculpa

-Tudo bem filha mas não pedi pra você vir aqui só pra isso, já que agora você está morando com a Verônica o que acha de trabalhar aqui na empresa? - Ele me perguntou e eu abri um sorriso 

-Serio pai? - O questionei não acreditando 

-Claro ué, agora você vai precisar de dinheiro, não dá pra se sustentar só com mesada não filha 

-É claro que eu aceito pai vai ser incrível - disse com os olhos brilhando

-Bom você não terá muito trabalho não, você será minha secretária nem precisará aparecer todo dia na empresa, mas terá que comparecer a todas as reuniões e pelo menos duas vezes na semana aqui na empresa.

-Tudo bem, eu topo - disse animada 

-Me passa o hospital em que minha nora está quero vê-la 

-Estou indo pra lá agora quer ir comigo? - Perguntei e ele assentiu eu não conseguia tirar o sorriso do rosto.


Notas Finais


Obrigada por lerem e até a próxima!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...