História That's what I like... - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Daddy_Yixing

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Tags Leiam Com Quem Quiserem
Visualizações 101
Palavras 681
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


EU ESTOU MUITO NERVOSA SOCORRO!!

Avisando, contém linguagem pesada, não leiam se não gostarem dessas coisas, contém lemon!

Boa leitura<3

Capítulo 1 - Único.


Talvez seja errado dizer que eu gosto desse teu lado obscuro, esse teu lado louco por prazer, o teu lado possessivo, mas o problema é que: 

É disso que eu gosto. 

Gosto quando vens até minha casa depois de saíres da discoteca ou alguma festa na sexta-feira à noite, tu sabes que o meu pai não está em casa, tens segundos interesses, és safado, mas eu gosto disso. 

Gosto quando entras em minha casa sem qualquer autorização e te sentas no sofá sem me perguntares se podes ou não. 
Eu sei que gostas quando me sento no teu colo enquanto rebolo e te provoco, puxando os teus cabelos com força. 

Gosto de sentir o gosto a vodka ou cerveja misturado com a tua saliva. 
Quando as nossas línguas se tocam e enrolam uma na outra como duas cobras... Ah baby tu sabes que eu gosto… És o único que sabe fazer como eu gosto. 

Gosto quando mordes o meu lábio e me fazes ficar zangado, tu és insuportável, mas eu gosto disso... Mas no fundo eu sei que gostas de me provocar porque sabes que resolvemos as nossas brigas na cama, e não vou mentir, eu gosto disso...
 
Quando seguras a minha cintura com força e passas as mãos pelo meu corpo, apalpando e tocando as partes em que sou mais sensível. Fazendo-me delirar nas tuas mãos. 

Gosto quando me levas para o meu quarto e arrancas a roupa do meu corpo, quando me jogas em cima da cama e te despes à minha frente fazendo ficar louco e sedento para te ter. 

Ya baby, tu sabes o que eu quero... 

Gosto quando marcas a pele do meu pescoço, quando me fazes implorar para que me faças teu. 

No fundo tu sabes bem que eu gosto quando me fodes sem piedade, sem te importares com os meus gemidos altos que só não acordam os vizinhos com o sono mais pesado. Porque tu gostas de me ouvir gemer teu nome. 

Gosto de quando puxas o meu cabelo com força e deixas claro que sou teu. Marcas meu corpo como tua propriedade. 
Tu sabes que sou teu. Podes fazer o que quiseres comigo baby, eu gosto disso... 

Gosto de como fica calor no quarto e o no ar faz-se presente o cheiro a sexo. O nosso sexo. 

Gosto quando me fazes querer gritar a ponto de ficar rouco, sem me importar se os vizinhos ouvem ou não. Gostas de mostrar ao mundo como só tu me consegues embebedar de prazer. 

Gosto quando dizes coisas obscenas ao meu ouvido, amo a tua voz grave e rouca que faz arrepios percorrerem o meu corpo. 

Gosto de quando me fazes agarrar os lençóis com força para tentar descontar tudo o que estou sentindo, porque tu sim sabes do que eu gosto. Tu sabes como me enlouquecer. 

Mas no fundo hyung, eu também sei que tu gostas quando gemo bem alto o teu nome, quando subo e desço fundo e lentamente em ti. 
Sei que gostas quando marco a tua pele pálida com as minhas unhas para que todos saibam que és meu. 

Gostas de como te faço perder o raciocínio e gostas ainda mais quando deixo marcas roxas no teu pescoço. 

Gosto de como ficamos a olhar um para o outro depois daquela onda de prazer e desejo e começamos a rir. 

Gosto de quando te deitas ao meu lado e me puxas para o teu peito. Quando perguntas se podes passar a noite comigo mesmo sabendo que a resposta é sim. 

Gosto de como falas com o meu pai na manhã seguinte, como se não tivesse acontecido nada. Como se não tivéssemos fodido a noite inteira. 
De como sorris tímido e pareces aquele filho certinho que todos querem ter, afinal, eu sou o único que sabe quem realmente és, e baby... eu gosto disso. Estou viciado na tua loucura, no delírio do nosso prazer. 

 

Talvez seja errado dizer que eu gosto desse teu lado obscuro, esse teu lado louco por prazer, o teu lado possessivo, mas o problema é que: 

É disso que eu gosto.


Notas Finais


SOCORRO!
Eu estou nervosa por postar uma coisa destas AAAAAAA

Muito obrigada à @Daddy_Yixing por me ter ajudado e por ter escrito a fic que me inspirou a escrever esta https://spiritfanfics.com/historia/fuck-me-like-you-love-me-9486717

Comentem se quiserem nem que seja para me julgar kkkkk<3

Beijinhos❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...