História The 3 chosen girls - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Adolcente, Amor, Bangtan Boys, Bts, Colegial, Dark, Drama, Fic, J-hope, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook Jeon Jungkook, Junkook, Kim Namjoon, Kim Taehyung, Kookie, Min Yoongi, Namjoon, Paixão, Park Jimin, Rap Monster, Romance, Sangue, Suga, Taehyung, Vampire, Vampiro, Vampiros
Exibições 37
Palavras 1.852
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 44 - "Querida Clarisse...


Fanfic / Fanfiction The 3 chosen girls - Capítulo 44 - "Querida Clarisse...

 Pov Sophie

 

    - Explicas-me esta história?- O pai de Charlotte disse.

    Sobra sempre para mim, não é? Onde andas Belle quando preciso de ti?

   - ACharlotteestágrávidadoSuga!- Disse o mais depressa que consegui.

   - Não entendi nada!

   - A Charlotte está grávida do Suga, aquele rapaz que o tio viu agora a passar.- Disse mais calmamente.

  - E porque é que eu só soube disso agora?- Perguntou chateado.

  - A Charlotte tinha medo da sua reação, mas ela ia contar mais cedo ou mais tarde. Não se chateei com ela…

  O Marco sentou novamente numa cadeira e levou as mãos à cabeça. Compreendo que não deve ser fácil estar no seu lugar.

  Passado algum tempo Charlotte aparece com Jin.

  - Pai.- Ela disse com a voz a falhar.

  - Falamos em casa.- Marco respondeu e levantou-se.

  Seguimo-lo até o parque de estacionamento, depois eu e Jin despedimo-nos e fomos para o carro dele.

   - O pai dela já sabe que o Suga a engravidou.- Disse quando entramos no carro.

  - Eu sei, o médico disse-nos.

  - Que ficaste lá a fazer tanto tempo?- Perguntei curiosa.

  - Nada de mais só estive mesmo a fazer-lhe companhia.

  - Mas o Suga apareceu lá, como é que ficaram os dois lá?

  - Quando o Suga entrou no quarto eu saí e deixei-os à vontade.- Disse sem olhar para mim.

  Ficámos o resto da viagem calados.

  Quando olhei para Jin reparei que ele tinha o lábio aberto e a testa negra.

  - Bateram-te?!- Perguntei confusa.

   - Não, porquê? Que conversa é essa?- Perguntou desconfortável.

   - Estás cheio de marcas na cara!

   - Haaa! Eu caí.

   - O Suga bateu-te?- Perguntei sem acreditar na sua explicação.

   - EU CAÍ!- Gritou.

   - Porque é que não dizes a verdade?

   - Não é do teu interesse saber a verdade.

  - AI! Desisto.- Respondi cansada.

 

  Pov Belle

 

  Acordei, soltei-me dos braços de Jungkook e fui à casa de banho.

  Depois de ir à casa de banho fui à cozinha porque estava cheia de fome.

  Estiquei-me para ir buscar os cereais no armário de cima.

  Quando apanhei-os fui buscar uma tigela.

  Sento alguém atrás de mim e viro-me.

  Pensava que era o Jungkook, mas quando vi que era o Jimin a minha expressão mudou.

  Ele tinha os olhos vermelhos, eram bem visíveis os seus caninos afiados.

   Sangues escorria-lhe pelo lábio e ele travou-o com a língua, começando a andar cada vez para mais perto de mim.

   -Q..Que é que estás a fazer?- Perguntei chegando-me cada vez mais para trás.

  Quando bati com a cintura no balcão Jimin já estava em cima de mim. O rapaz à minha frente lambeu os seus lábio e sorriu-me de uma maneira prevestida.

  - Jimin!- Chamei-o. Assim que disse o seu nome ele lambeu os meus lábios e mordeu o meu pescoço.

  Mordi e tentei afastar-me, mas ele tinha muito mais força que eu.

  - JIMIN!- Um Jungkook de cabelos despenteados e só de boxers gritou empurrando Jimin para longe.

  Jungkook pôs-se à minha frente e eu agarrei a sua cintura por trás.

  - És bom da cabeça? QUE É QUE PENSAS QUE ESTAVAS A FAZER?- Jungkook gritou com Jimin.

  - Ela é tão boa! Não a vais partilhar com o teu irmão?- Jimin perguntou a rir-se.

  - Annabelle, vai para o meu quarto, agora!- Disse-me e eu fiz o que ele pediu.

  Eles gritavam tanto que eu conseguia ouvir tudo mesmo com a porta fechada.

  Ouvi um estrondo e depois algo a partir-se.

  - NÃO ARRANJASTE DIVERSÃO FUCICIENTE ONTEM À NOITE?- Jungkook gritou e vou mais coisas a partirem se.

  Ouvi a porta de casa a abrir e a fechar ferozmente.

  - O QUE É QUE ESTÃO A FAZER? MAS HOJE ESTÁ-SE TUDO A PASSAR?- Acho que aquela era a voz do Suga.

  - A CULPA É DO JUNGKOOK, ELE É INVEJOSO!-Jimin gritou e a porta do quarto abriu-se, o que me fez cair e ainda levar com a cara na porta.

  Jungkook nem me viu e foi direto à sua casa de banho. Fui até lá também para tratar da ferida causada pela porta.

  Quando cheguei à casa de banho (banheiro para as leitoras brasileiras) e Jungkook estava a lavar a cara e assim que me viu abraçou-me com força. Ficamos em silêncio e quando ele se afastou de mim perguntou:

  - O que é que te aconteceu à cara?

   - Tu deste-me com a porta quando entraste.- Respondi e ri-me.

   - HAHAHAH! Desculpa.- Lamentou-se dando-me um selinho e limpou a minha ferida.

   A luta com Jimin foi feia, pois ele tinha as mãos todas cortadas e o lábio aberto.

 

 POV Charlotte

 

  Não consegui dormir nada esta noite. Eu devia ter logo contado ao meu pai, agora vai ser muito pior. Não sei como é que vai ser com a escola, espero conseguir manter a minha vida o mais normal possível.

  Sentei-me e comecei a mexer no telemóvel. O tumblr é uma boa arma quando se está na bad. Várias fotos de comida passavam e a minha fome só aumentava.

  - Posso?- O meu pai perguntou e entrou no meu quarto com um tabuleiro com comida.

  - Pai, eu…- Ia falar mas ele cortou-me:

  - Filha, porque é que não me contaste? Tu sabes que eu estou sempre do teu lado e apoio-te sempre. Esperavas conseguir sobreviver a uma gravidez com 17 anos sem a ajuda do teu pai? Charlotte, tu não podes pensar que superas tudo sozinha.

  - Eu sei pai, desculpa.- Disse a chorar.

  - Tinhas medo do quê? Da minha reação? Claro que eu não fico o pai mais feliz do mundo ao saber que a minha filha foi mãe aos 17 e isso vai afetar os seus estudos, mas temos de nos adaptar às circunstâncias. Na nossa vida por vezes ocorrem imprevistos mas temos de ultrapassa-los sempre de cabeça erguida.- Disse e abraçou-me.

  - És o melhor pai do mundo!- Disse a chorar cada vez mais e sem nunca acabar com o nosso abraço.

  - Agora come.- Mandou.- O pai é mesmo o Suga? Nota-se que ele gosta de ti porque sempre que te acontece alguma coisa ele está sempre lá primeiro que eu, mas ele parece-me ser um pouco estranho…

  - Sim pai, e ele.- Disse triste.

  - Pronto eu não te quero aborrecer mais, como e fica ai sentada que o médico disse que tinhas de ficar de repouso. Vou marcar uma consulta para segunda irmos ao hospital.- Disse e saiu do meu quarto.

  Senti-me muito mais leve depois desta conversa com o meu pai. Comecei a comer. Eu devia ter contado tudo desde o início. Mas agora há mais um problema, o filho não é 100% humano, como é que eu vou explicar isso ao meu pai? Ele vai começar a aperceber-se que algo não está certo, porque a minha barriga está a crescer cada vez mais depressa e só estou grávida para aí à duas semanas.

   - Bom dia!- Jin entrou no meu quarto despertando-me dos meus pensamentos. Sentou-se na cama à minha frente.- Então? Tudo bem?

   - Dentro dos possíveis acho que sim e contigo?

   - Também! Já sei onde é que a Belle passou a noite.- Disse rindo-se.

   - Onde?- Perguntei curiosa.

   - Ela dormiu com o Jungkook.

   - AI! Que fofinhos.- Respondi contente pela minha amiga.

   - Mas parece que ouve uma confusão com o Jimin.

   - O que é que aconteceu?- Perguntei confusa.

   - Não entendi bem, aquela casa está um caus. De manha ninguém falava com ninguém. Parecíamos uns desconhecidos. O Jungkook e o Jimin quando se cruzaram iam se matando, o RapMonster anda todo chateado com toda a gente, mas quando olha para o V muda completamente, parece que tem o diabo dentro dele não sei como é que ele ainda não tentou matar o V. O Suga não me pode ver à frente nem eu a ele e o J-Hope não dormiu em casa.- Informou-me e eu ri-me com a ultima parte o que fez Jin também rir.- Enfim, nós eramos tão unidos, o que é que nos aconteceu?

   - As coisas mudam tão depressa que arrepia. Num dia eu acordo bêbada e deito-me bêbada com um rapaz qualquer na minha cama, no outro dia acordo grávida.- Desabafei.

   - Achas que essa criança trará felicidade à tua vida?- Perguntou.

   - Jin, não passa de uma criança, coitada, claro que ela não será um fardo para mim. Mas onde é que tu queres chegar?

  - Eu não quero chegar a lado nenhum, até porque a decisão é tua, mas não achas que a tua vida será mais simples sem ela?

   - O que é que estás a tentar dizer?! Estas a dizer-me que o melhor que tenho a fazer é fazer um aborto?- Perguntei chocada.

  - Tu é que sabes, mas acho que essa criança vai arruinar-te a vida. Pensa bem; tudo na escola será diferente, ser mãe e estudar ao mesmo tempo não será fácil, haverão muitas noites em que se dormires 5 minutos já podes ficar feliz, depois, ambos sabemos que o Suga não te ajudará em nada. Depois se baixas as notas será mais difícil entrares na faculdade e já para não falar do facto do teu filho nascer vampiro. Isso causará tantas guerras, o conselho de vampiros virá busca-lo e isso causará muitas mortes talvez mesmo a morte de um de nós.- Respondeu e eu fiquei chocada.

  - Mas esta criança não tem culpa de nada, ela merece viver como qualquer outra pessoa? Que direito tenho eu de lhe tirar a vida?

  - Tu és mãe dela, tens todo o direito do mundo.- Respondeu.

  - Até vou fingir que não ouvi isso. Mas já agora, como é que tu podes ter tanta certeza que tudo isso vai acontecer?- Perguntei ficando um pouco chateada.

  - Eu li numa das páginas do diário do J-Hope.- Limitou-se a responder.

  - Ele mostrou-te isso?- Perguntei.

  - Não, eu vi sem ele saber, ele não deixa ninguém mexer naquilo, que chato.

  - Então porque é que mexes-te?

  - Precisava de saber umas coisas, não interessa. Pensa seriamente no que eu te disse, eu tenho de ir a um sítio mas depois posso cá voltar.- Disse dando-me um beijo na testa e saiu do meu quarto.

  Eu não vou fazer um aborto! Mas e se J-Hope estiver certo? E se este bebé só vier causar mais problemas?

  Olhei para a minha barriga e comecei a acaricia-la.

 

  Pov Belle

 

  Sentei-me na cama e Jungkook vinha ter comigo mas eu impedi-o:

  - Espera, antes dá-me a minha mala por favor.

  Jungkook deu-me a mala e eu tirei a carta do meu avô de lá.

   - Estás preparada?- Perguntou quando viu o que era.

   - Sim.

  - Queres que eu vá embora?

  - Não, pelo contrário, quero que a leias para mim.- Pedi e entreguei-lhe o papel.

  Jungkook sentou-se a minha frente e abriu o envelope.

   - Tens a certeza?- Perguntou antes de retirar a carta.

   - Sim, força.

  Ele assentiu com a cabeça, tirou o papel do envelope e começou a ler:

   -“Querida Clarisse…

 Assim que ouvi estas palavras, lágrimas caíram voluntariamente dos meus olhos.


Notas Finais


8000!!! Meu deus genteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee! Juro que não aguento!
Desculpem só ter publicado hoje, mas este é bem grandinho.
Ainda nem acredito que o Jin está a gostar da Charlotte, vão me desculpar mas ele é um fofo. Quero shippes meninas, ajudem-me!!!
Beijos e até o próximo capitulo,
XUXUS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...