História The 5 shiffers - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~Marilyn13

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Tags A Paixão Sobrenatural, As 5 Shiffers, Criaturas Sobrenaturais, Os 7 Irmãos, Os 9 Lobos, Shiffers
Visualizações 83
Palavras 3.976
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Primeiro dia... Pt. 2


Fanfic / Fanfiction The 5 shiffers - Capítulo 2 - Primeiro dia... Pt. 2

[ Leah on ]

Sonho on

Eu estava voando, em minha forma de dragão sob um lindo campo com flores de todos os tipos e cores. Pousei suavemente no chão e virei uma híbrida de humana com dragão, com longa cauda com espinhos venenosos, orelhas humanas, mas mais pontudas e longas, dentes pontudos e afiados com os caninos aparecendo, asas de meu dragão, garras afiadas e olhos meio rosados. Não me preocupei em estar nua, pois não tinha ninguém por perto para ver.

Me ajoelhei no chão e fiquei brincando com as flores e alguns pequenos coelhos que estavam ali, mas estes fugiam de mim por ser uma predadora perigosa. Estava tão distraída que não vi uma pessoa aproximar-se de mim até que ela estava na minha frente:

- Você é sempre tão linda Leah! Até mesmo em sua forma híbrida. - Uma voz meio rouca e masculina falou na minha frente.

Me encolhi assustada, fechei as asas sobre meu corpo nu e senti os espinhos de minha cauda se ativarem com o veneno paralisante que continham, eu me sentia ameaçada mesmo que Ventania minha dragão me dissesse que ele não representava perigo algum.

- Como sabe o meu nome?

- Isto não vêm ao caso agora. Por que se escondeu de mim? - Perguntou.

- Não te conheço, então por que não me esconderia de você?  - Respondi e tentei olhá-lo, mas uma sombra em seu rosto não me deixava vê-lo. Mas ainda assim vi que sua pele era muita branca e também percebi que ele era mais alto que eu.

- Você ainda não me conhece, mas conhecerá em breve. E a propósito me chame de Suga, assim não serei mais um desconhecido para você. Nos vemos em breve My Sweet. - Ele se virou para sair do campo, mas consegui gritar à tempo:

- Espere, como assim em breve?

Quando ele ia responder...

Sonho Off

Ouvi a voz de Mary ao longe:

- Yasuui seakki!

- Hm... - Resmunguei tentando voltar ao sonho e ouvir a resposta de Suga.

- Acorda! Vamos!

- Não... Omma!

- ACORDA! - Fui joga no chão com brutalidade.

- Que porra de agressividade é essa?! - Já estava muito brava por ter sido interrompida no meio de um sonho, mas ser acordada assim é demais. Ventania se descontrolou e não consegui controlá-la.

- Pode voltar ao normal! Se minha Kitsune sair, eu não vou deixá-la entrar tão cedo!

- Não me acorde assim! NUNCA MAIS! - Dei alguns passos passos em sua direção e senti o chão tremer.

- Tá, volte logo ao normal!

- Hump!  - Voltei à forma humana. - Não faça isso Omma!

- Okay Yasuui seakki! Esteja pronta em 10 minutos e nada a mais! - Assenti com a cabeça e ela saiu.

Logo depois de ela sair eu fui para o banheiro, tomei um banho e enquanto me arrumava ouvi alguns barulhos e gritos altos no andar de baixo. Dei de ombros nem me importando, devia ser a Jessie e a Mary brigando novamente, aquelas duas vivem se estranhando por aí, pois são muito diferentes. Alguns minutos depois a briga parou.

Me olhei no espelho, tenho cabelo castanho escuro longo com uma mecha vermelha do lado direito e franja de lado, os olhos verdes, 1.61 (é sou pequena). Tenho 17 anos e estou no segundo ano do colegial.

Eu estava com uma calça jeans de lavagem clara, uma blusa de mangas curtas branca com uma foto da floresta tropical do Brasil, um colete jeans e um All Star preto. Ainda bem que nesse colégio aceitam os alunos sem uniforme, acho que é o único colégio da Coréia toda que aceita.

Saí do meu quarto e encontrei Laila no corredor, ela estava tão fofa vestida assim! Descemos juntas conversando sobre besteiras. Assim que chegamos no andar de baixo, ela foi tomar café e eu fui sentar junto com Mary e Lety no sofá.

Quando Jessie desceu e Laila terminou de tomar café, fomos para a escola.

******

Enquanto esperávamos o semáforo abrir 7 garotos passaram na nossa frente. Minha atenção foi prendida por um garoto branco com os cabelos castanhos. Ele nos olhou com desinteresse diferente de seus amigos que nos olhavam curiosos.

Assim que eles passaram o semáforo abriu e nós seguimos nosso caminho para a escola.

******

Chegando lá eu, Jessie e Laila nos despedimos das outras duas e fomos para a sala de aula. Entramos na sala e Laila sentou na primeira carteira da fila do meio (nerd!), Jessie sentou no meio da sala e a primeira fila e eu sentei no fundo (penúltima carteira) e também na fila do meio.

Como os alunos ainda estavam chegando e o(a) professor(a) não tinha chegado, peguei Livro de ouro da mitologia, amo ler esse tipo de livro, e comecei a ler. Vi Laila também pegar um livro e começar a ler, Jessie ficou mexendo no celular.

******

Depois de 10 minutos a professora entrou:

- Muito prazer alunos, eu sou a professora de Matemática Yang... - uma batida na porta a interrompe. E uma voz meia grave fala:

- Desculpe o atraso professora.

- Não se atrasem mais, agora entrem e se apresentam por favor.

Então, três garotos entraram, o primeiro tinha o cabelo preto, o segundo tinha o cabelo Castanho escuro que destacava-se em sua pele branca e o terceiro tinha o cabelo castanho um pouco mais claro. O segundo garoto era o garoto que vi na hora de vir para cá.

- Prazer eu sou Jung Hoseok e tenho 20 anos. - o de cabelo castanho claro se apresentou.

- Eu sou Park Jimin e tenho 19 anos. - o de cabelos falou e apresentou um eye smile.

- Eu sou Min Yoongi e tenho 20 anos. - o garoto que percebi ser um tanto misterioso e anti-social, se apresentou com tédio. Ventania se remexeu dentro de mim assim que ouviu a voz de Yoongi.

- Obrigado, por favor se sentem.
Logo após a professora falar eles se moveram para sentar. Hoseok sentou atrás da Jessie, Jimin sentou ao lado de Laila e Yoongi sentou na minha frente.

- Como eu estava dizendo antes, sou a professora de Matemática Yang Mi e vou passar alguns exercícios valendo nota para examinar o conhecimento básico de vocês. - a professora disse e se virou para o quadro começando a passar os exercícios.

******

Assim que o sinal para o intervalo bateu, saí conversando com as meninas. Passamos o intervalo inteiro jogando conversa fora. E eu estava participando da conversa e procurando discretamente Min Yoongi pelo pátio.

O achei do outro lado do pátio rodeado de meninas assim como os 6 garotos ao seu lado, me senti incômodada com toda a atenção que ele estava recebendo das meninas e até de alguns meninos. De repente me veio várias perguntas na cabeça: por que ele me chamou tanto a atenção? O que será que ele tem de tão interessante? Por que ele tem esse efeito em mim? O que está acontecendo comigo? Por que Ventania se remexeu por causa dele? Por que justo ele e não qualquer outro cara? Uma pena que eu não tinha as respostas para todas essas perguntas.

*********

- Finalmente! - brincou Mary enquanto íamos para o carro depois das aulas.

- Contínuo me perguntando por que você não gosta de estudar. É tão bom. - Laila parecia indignada com essa informação.

- Só você que gosta de estudar, nem mesmo a Leah gosta. Só você que é nerd. - Jessie falou provocando a mais nova.

- Não me chame de nerd!

- Desculpe. - disse a outra sem um pingo de arrependimento.

- Tá, vamos logo para casa. Antes que te bata. - Laila disse revirando os olhos e entrando no carro (nossa! Nem percebi que tínhamos chegado no carro), junto com Mary e Lety.

*******

Depois que chegamos da escola, trocamos de roupa e Lety tinha cozinhado:

- Vem comer boiada!

- COMIDA!! - eu, Laila, Mary e Jessie gritamos juntas e avançamos no strogonoff e no arroz que estavam em cima da mesa.

- Calma porra! QUE ISSO? CADÊ OS MODOS?!

- Quando se trata de comida, ninguém se importa! - Mary respondeu com coragem.

- Mais comigo aqui vão se importar! Tratam de ter mais respeito!

- Ok! - dissemos juntas.

Depois de comermos lavamos a louça e fomos conversar. Lety subiu e foi para seu quarto.

- E aí Leah? - perguntou Jessie com malícia.

- E aí o que?

- Gostou do Yoongi ? - Laila entrou na conversa, rindo do tom de voz da fênix.

- Achei ele bonito. - respondi abaixando a cabeça e corando.

- Olha ela está corando! Cadê o celular para registrar esse milagre minha gente?

- Pare de graça Jessie! - Eu já estava ficando muito nervosa e Ventania descontrolada.

- O que está acontecendo? Do que estão falando? - Lety perguntou chegando do quarto onde estava com uma cara confusa. Mary também tinha uma confusa.

- Ela se apaixonou pelo garoto que entrou na sala hoje. - parece que Jessie estava com a pá virada hoje.

- Não me apaixonei não! Laila fale para ela que isso não é verdade. - pedi para a menina desesperadamente.

- Não posso Leah, toda vez que olhei para ti nas aulas, você estava olhando fixamente para ele sem nem mesmo piscar algumas vezes. Me desculpe.

- Então você está apaixonada mesmo? - perguntou Mary.

- Não! Só me interessei pelo jeito dele. Você sabe que não posso sentir desejo e nem me apaixonar sem ser pelo meu companheiro, e só vou descobri-lo por um beijo, por que pergunta se já sabe disso?

- Me desculpe, mas estamos no mesmo barco furado que você Yasuui seakki.

- Tá, mas e vocês?

- A Mary já ganhou um adimirador. - Lety olha com malícia para a kitsune.

- Ele não é meu admirador.

- Quem? - Eu, Jessie e Laila perguntamos juntas ignorando a fala nervosa da outra.

- Um garoto chamado Jungkook. Hoje ele a viu desenhando uma raposa e elogiou o desenho por um bilhete.

- Uma raposa Mary?

- Sim, a minha mãe. Eu sinto tanta falta dela.

- Todas nós sentimos falta de nossos pais, todas nós. - Um silêncio se instalou entre nós, pois estávamos cada uma perdida em pensamento, até que pensei em uma parte da conversa:

- Espere um pouco. - parei para pensar. - O nome dele é Jeon Jungkook? - Lety assentiu. - Gente, ele é meio-irmão de Min Yoongi! Aquele garoto da minha sala.

- Como assim Leah?

- Eu estava no banheiro hoje quando ouvi as meninas comentando que os 7 irmãos mais ricos e cobiçados de toda a Coréia estavam no colégio. Fiquei curiosa para saber quem eles eram, perguntei e me elas falaram, me achando meio louca por não saber quem eles eram mais falaram. Se bem me lembro eles se chamavam: Taehyung, Seokjin, Jimin, Hoseok, Jungkook, Namjoon e Yoongi.

- Taehyung e Jungkook são da nossa sala. - as mais velhas estavam chocadas.

- Jimin, Hoseok e Yoongi da nossa. - as mais novas também estavam em puro estado de choque.

- Consequentemente Namjoon e Seokjin são da outra sala. - Jessie falou fechando a boca que antes estava entre aberta, as outras ficaram ainda mais chocadas com a informação.

- Eu também fiquei supresa com isso quando soube. Mas isso explica porque a professora não brigou com eles quando chegaram atrasados. - falei tentando tirá-las do transe em que entraram.

- Lá na nossa sala eles também chegaram atrasados e a professora não ficou tão brava, deve ser por isso. - Mary observou.

- Será que todos eles são nossos oppas? - Lety curiosa.

- Não sei. Yoongi, Hoseok e Jimin sim, agora os outros... - falou Laila.

- Jungkook nós - Mary aponta para ela e para Lety. - também não sabemos por causa que ele tem a mesma idade que nós e teríamos que perguntar o mês em que ele nasceu, mas Taehyung é sim. Agora é saber a idade de Namjoon e Seokjin.

- Verdade. Mas, mudadando de assunto, vocês sabem quando a tia Miranda vai chegar? - perguntei curiosa. Tia Miranda foi a pessoa que nos criou quando fomos mandadas para Coréia. Ela não tinha muito jeito de nos sustentar na época, mas ela conseguiu com muito louvor nos criar nos dois mundos o humano e o sobrenatural e de um jeito que poderíamos esquecer nossos pais. Crescemos junto com os nossos primos: Felipe o mais velho, Dellayla sua gêmea, Gabriel o do meio e Sabrina a mais nova. Os únicos mais chatos ali eram Felipe e Dellayla por serem os mais velhos e o exemplos da casa.

- Ela me ligou ontem e disse que não poderia vir agora e que ligaria para falar quando viria nos ver e disse também que nossos primos vem junto com ela. Me desculpe por esquecer tá bom? Eu tinha tanta coisa na cabeça ontem que esqueci. - Lety responde com um rosto culpado.

- Não tem problema Lety, mas ainda bem que ela não vem agora.

- Por que Laila?

- Teríamos que ir para a casa de campo e perderiamos aula. - ela responde.

- Verdade.

- Você só pensa em estudar né Laila? - Mary pergunta para a mesma.

- Lógico! Não vou atingir a inteligência suprema igual você!

- Eu sei, não vejo a hora de atingir as 9 caudas e ter meu poderes melhorados!

- Melhorados? Achei que fosse ganhar novos poderes. - digo.

- Sim, vou ganhar a inteligência suprema, poderei controlar o fogo, e se eu tiver sorte, conseguirei controlar o tempo! Sem contar do quanto minha força de correntes elétricas irá aumentar.

- Nem todos são tão fortes como você Mary! - digo para a mesma, na esperança de que pare de se gabar.

- Tem razão... Me desculpe.

- Bom... Eu vou para meu quarto, tudo bem Omma?

- Sim, Yasuui Seakki! - Fala Mary acariciando minha cabeça, aquele carinho e cuidado que ela tinha comigo,  compensava às vezes em que ela me deixava furiosa.

- Obrigada. - digo e subo as escadas. Vou até meu quarto de me deito na cama e começo a pensar no Suga. O que ele queria me dizer? por que o nome dele é Suga? Por que minha Omma tinha que me acordar bem nesse momento? Essas dúvidas ecoavam na minha cabeça. Até que sem perceber, acabo adormecendo.

Sonho on

Eu estava naquele mesmo campo florido de antes, mas agora prestei muita atenção à minha volta. Mas, para a minha grande decepção e surpresa, ele não estava em lugar nenhum.

Olhei para o caminho que ele seguiu antes e vi que dava dentro da floresta. Em um ato de coragem totalmente impensado, entrei correndo (pois voando não daria), corri por um longo e estreito caminho de terra.

Quando dei por mim, eu estava no meio da floresta sem saber para onde ir ( já que Suga não tinha cheiro algum para seguir) e então ouvi um som de água correndo.

Corri para o lado em que o som vinha, pensando no que ia achar quando o vi. Ele estava sentado na beira de um lago, que era ligado a um pequeno córrego,e estava olhando para a água. Mas, senti algo estranho no ambiente e meus espinhos saíram imediatamente.

De repente um lindo e gigante dragão vermelho apareceu e aterrissou suavemente ao lado de Suga e este se virou para mim e nada falou, ele não parecia assustado com o dragão ao seu lado (achei isto meio esquisito, mas tudo estava meio esquisito neste ano então...).

O dragão  (que descobri ser a dragão) se aproximou, olhou para mim e surpreendentemente falou:

- Olá Leah.

- Quem é você? - perguntei sabendo que poderia ser um shiffer conhecido na minha frente.

- Eu sou Soul Bestfire.

- O que quer de mim?

- Nada por enquanto, mas vim avisar que logo, logo nos veremos minha querida.

A dragão fêmea abriu as asas e saiu voando me deixando confusa, já que além de levar Suga com ela, esse tipo de coisa não é muito normal de se acontecer com qualquer pessoa ou shiffer.

Meio confusa tentei de o que a dragão fêmea me disse, mas fui tirada bruscamente dos meus sonhos novamente.

Sonho off

Acordei furiosa com a pessoa que me tirou do meu querido sono. Olhei para a criatura que me acordou a vi Mary me olhando.

- Omma. - falei em tom de aviso.

- Oi? - ela perguntou na cara de pau e ainda por cima sorrindo largamente.

- Eu não acredito que você me acordou no meio de outro sonho importante novamente! - berrei nervosa. - Já é a segunda vez Omma. Por favor me diga que me chamou para algo importante.

- Me desculpe Yasuui seakki. Vim te chamar para ir na sorveteria comigo e com as meninas. Mas, vem cá. - Faz uma cara meio culpada, meio curiosa e me puxou para perto dela. - Me conte sobre esses sonhos que vem tendo.

Contei tudo sobre os dois sonhos que tive para ela, que ficou pensativa. Depois de uns 5 minutos me olhou e disse:

- Pequena, já sei o que seu sonho significa!

- O que Omma? Me fale! - disse intrigada com a resposta da mesma.

- O garoto chamado Suga, é o escolhido por seu dragão! Ele obviamente é seu companheiro, o dragão vermelho, é o animal que despertará assim que sua dragão se entregar à ele, junto com o novo dragão em você, virá novos poderes e algumas outras habilidades, mas terá que aprender a se controlar! E isso não será nada fácil!

- Então, foi isso que ela quis dizer com " Nada por enquanto, só vim avisar que logo, logo nos veremos minha querida."

- Isso pequena, mas você precisa se acalmar esses sonhos podem causar estresse a você e seu dragão. Vai querer tomar o sorvete conosco?

-  Claro, está perguntando ao padre se ele quer rezar a missa? Mas, brincadeiras à parte você tem razão, preciso me acalmar logo.

- Então vamos!

- Vou assim mesmo estou com preguiça de trocar de roupa!

- Tudo bem pequena! - Saímos do quarto e fomos para a sala, todas estavam prontas, Lety ouvia música, Jessie olhava imagens no celular, Laila lia um livro.

- Vamos? - Lety diz assim que nos vê.

- Sim! - respondo animada.

Saímos de casa e entramos na Ferrari, até hoje não sei o motivo de andarmos em um carro tão chamativo, mas Lety sempre gostou de carros desse tipo. Entramos no carro e logo chegamos na sorveteria. Lety estacionou o carro e percebi algo. Lá havia uma Ferrari branca estacionada. Eu fiquei chocada ao ver os 7 irmãos tomando sorvete ali, 1° o que faziam ali? 2° como coube tanta gente em um carro só? 3° por que eu não estou com um bom presentimento?

- Putz... - Mary diz meio cabisbaixa.

- Que foi Mah? - Lety pergunta.

- Adivinha quem está ali?

- Merda! - Lety exclama assim que olha e os vê - Ah quer saber? Foda-se! São só os caras mais ricos da Coréia né?

- Nossa, me sinto tão melhor! - diz Mary com ironia.

- Gente, vamos parar de discutir? É só fingir que não tem ninguém ali! - falei tentando acabar com o clima tenso que estava presente.

- Tem razão Yasuui Seakki! Vamos lá. 
Descemos do carro, e não pude deixar de notar o olhar de alguns dos meninos em nós. Sentamos umas 2 mesas depois da deles, cada uma parecia indiferente com a presença dos meninos. Eu estava curiosa, mas permaneci em silêncio.

Pedi meu sorvete e começei a conversar com as meninas foram conversar aleatórias, às vezes me sentia observada, mas nem liguei, tomamos o sorvete e algumas vezes ouvíamos os berros de empolgação dos garotos na outra mesa, não dizíamos nada, apenas riamos deles.

Não demorou muito para resolvermos ir embora, os meninos também se retiraram, eu ainda estava com o sorvete na mão, quando fomos sair, trombei com alguém e meu sorvete caiu. Fiquei morrendo de raiva pela perda, mas aí olhei para ver com quem havia trombado e me deparei com o... Yoongi?! Meu Deus! Que merda! A camiseta dele estava manchada com o sorvete, os outros olharam diretamente para nós e eu me senti um pouco envergonhada. Yoongi me olhou um pouco cabisbaixo e eu sem nem pensar disse:

- D-desculpa.

- Tudo bem, acontece! - diz o mesmo. Saio de lá e vou até a Ferrari, pego um pano que Lety costuma deixar lá e volto, limpo a camisa de Yoongi que parecia envergonhado com o que acontecia.

- Desculpe novamente.

- Calma Yasuui Seakki! Eu compro outro sorvete pra você ok? - Mary fala já sabendo que estou meio triste pelo sorvete.

- Obrigada Omma. - os meninos nos encararam surpresos com nossa conversa fiquei confusa. Me dei conta do motivo quando Jungkook virá e olha para Mary:

- V-você tem filha?!- Jungkook perguntou surpreso para Mary.

- Hã? Ah não! é que sempre fui como uma mãe para Leah, por isso que ela me chama de Omma as vezes, e eu a chamo de filhote!

- Ah...- o mesmo pareceu aliviado com a resposta e envergonhado também, deve estar com vergonha por ter perguntado esse tipo de coisa.

Eu pretendia pegar um pano para limpar o sorvete derramado, mas antes que eu saísse do lugar, um cachorro apareceu e tomou todo o sorvete do chão, fiquei em silêncio. Mary logo quebrou a tenção entre nós dizendo:

- Acho melhor irmos. Venha pequena! Vou lhe comprar o sorvete que lhe prometi!

- Sim Mary! - me empolguei um pouco.

Percebi que os rapazes olhavam atentamente para Yoongi que parecia se perguntar o motivo (eu também estava me perguntando!) logo ouço eles dizerem:

- Está esperando o quê hyung? Foi você que esbarrou na garota, page o sorvete para ela! - Jungkook fala cruzando os braços.

- Minha camisa manchou e eu não pedi outra!

- Não vou nem falar nada Min Yoongi! Vai logo! - diz Jeon.

- Ahh! - escuto passos em minha direção, enquanto penso em o que pedir, quando pego meu pedido e minha Omma ia pagar escuto:

- Hey! - Yoongi diz e olho para trás vendo o mesmo vir em minha direção. Assim que ele chega perto, sinto seu cheiro me atingir com força, ele tinha um cheiro natural, meio doce e inebriante, que me lembrava o lugar a qual eu sonhei esses dois dias.

- Hm? - pergunto apesar de saber a resposta.

- Quer que eu pague o sorvete?

- Ah não obrigada, não precisa! - digo, e percebo o olhar de raiva nos olhos de minha Omma.

- Eu insisto! foi eu que esbarrei em você.

- Ah, se insiste... - ele sorri e entrega uma nota para a dona da sorveteria e ela lhe entrega o troco, ele me olha e sorri novamente, fico um pouco envergonhada, e percebo que conheço a voz dele já havia ouvido em algum lugar. Mas não consigo lembrar onde.

Saímos da sorveteria e voltamos para casa. No caminho as meninas me zoavam, dizendo que eu estava caidinha por ele, eu me senti constrangida mais não liguei muito.

Quando chegamos fui para meu quarto e fiquei lá, minha "Omma" ficou comigo, as vezes a companhia dela me faz tão bem.Ela sabe quando eu estou constrangida e me acalma.

Eu estava deitada na cama e ela sentada ao meu lado, ela acariciava minha cabeça, assistíamos um filme na TV que havia no meu quarto. Eu estava meio cansada e acabei dormindo novamente.

Sonho on

....... Continua .......


Notas Finais


Capítulo escrito por NattyYung e Marilyn13
Desculpem qualquer erro....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...