História The 9 Soul - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Flowey, Frisk, Mettaton, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne
Tags Alphys, Asgore, Flowey, Frisk, Happstablook, Napstablook, Personagens Originais, Red, Sans, Toriel, Undertale, Undertale Red, Undyne
Exibições 69
Palavras 960
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Capítulo 1


Ninhy P.O.V.

Eu cai em uma cama de flores douradas, que fez eu ficar cheio de pólem, bati em minhas roupas para o pólem sair, e segui em frente, e eu vi uma flor sorridente.

- Opa, como vai! Eu sou Flowey, Flowey a flor! - Se apresentou Flowey.

- Olá Flowey... Eu sou Ninhy. - Me apresentei.

Eu sabia, monstros existiam! A professora sempre falava que era apenas um conto para os jovens não ficar longe de casa.

- Bem, deve ser nova aqui no subsolo, certo? Deve estar tão confusa.

- Eu estou mesmo...

- Parece que o velho eu tenho que explicar as coisas por aqui... Preparada?

- Sim.

- Vamos lá! - Apareceu um coração com cor lavanda em minha frente. - Está vendo esse coração? Esta é sua alma, a acumulação do seu ser! - Comecei a me mover, que movia minha alma junto. (N/A: Avá...) - Sua alma é fraca no começo, mas pode ficar mais forte se coletar LV!

- E o que é LV? - Perguntei.

- Ora, LOVE, é claro, você quer um pouco de LOVE não é? - Afirmei com a cabeça. - Eu irei compartilhar um pouco com você! - Ele piscou e em seguida apareceu "sementes", ele pediu pra eu tocar, eu obedeci, e acabei... Me machucando?

01/20

- O quê...?

- Sua idiota! Nesse mundo é matar ou morrer! Por que alguém perderia uma oportunidade como essa? - As balas ficaram ao meu redor. - MORRA!

Medo é o que resumia o que estava acontecendo, não só isso, também confiança, eu sentia que aquilo não ia me matar... Sinta confiança Ninhy!

20/20

Eu me recuperei, Flowey ficou com uma face assustada, até que uma bola de fogo o acertou, uma mulher cabra apareceu, ela parecia triste, tinha alguns machucados nela e também pó...

- Mas que criatura terrivel, torturando uma jovem inocente humana... - Dei alguns passos para atrás. - Por favor, não fique com medo de mim... - Ela parecia querer chorar. - B-bom... Eu sou Toriel, a guardiã das ruínas... Não exatamente guardiã, mas... - Ela suspirou. - Isso não importa... Você... Confia em mim?

- ... É... É claro! Por que não confiaria? - Sorri, ela fez o mesmo, mas parecia forçado... Ela apenas está tentando.

- Sempre quando cai uma criança, eu faço de tudo para cuidar dela... Você foi a segunda depois desse longo tempo... Venha, irei guiar você as ruínas. - Eu segui ela.

Segunda? Então outra humana caiu? Quem é ela? Várias perguntas sem respostas.

Eu entrei nas ruínas, tinha pó sujando a mesma, parecendo que isso perdeu a cor, a única coisa colorida que encontrei foi uma estrela de quatro pontas.

Tendo essa mamãe-cabra te guiando e ajudando como sua filha, te enche de confiança!

HP Restaurado.

Subi as escadas, Toriel estava me esperando, tinha botões do lado.

- Bem vinda as ruínas, minha criança, aqui é cheio de puzzles anciões, então por favor, tente se acostumar. - Ela completou o puzzle, e então abriu a porta, e ela entrou, fui até ela... Mais puzzles pela frente, completei os das alavancas, e em frente tinha um boneco.

- Aqui, os monstros não tem confiança a ninguém, nem para uma humana como você, infelizmente você tem que matá-los... Tente com esse boboneco...

Eu entrei em modo batalha, matar? Nunca! Eu não quero matar eles! Eu adoro eles!

Ação > Falar

Eu falei sobre familiares, o boboneco não reagiu, Toriel ficou feliz por uma fração de segundos.

- B-bem... - Eu ouvi ela murmurrar algo como "Você me lembra Frisk". - Vamos em frente... - É o que nós fizemos.

Tinha outro puzzle de espinhos, bem afiados, ela me disse que antes eles não era assim, antes eles não machucavam, agora se alguém errar o caminho, morre, ela me guiou segurando minha mão esquerda - Ja que sou canhota -, e seguimos em frente.

- Minha criança, você foi perfeita... M-mas... - Ela começou a chorar. - E-eu tenho q-que te deixar a-aqui... M-me perdoe. - Ela correu.

O meu maior medo é ficar sozinha.

- TORIEL! - Corri, até o final do corredor, mas eu perdi ela de vista, lágrimas caiam em meus olhos... Toriel... Senti alguém me abraçando... É Toriel, abracei ela de volta.

- M-me desculpa minha criança... - Ela chorava.

- T-tudo bem...

- Eu irei lhe guiar... E-eu não sabia que minha presença era algo importante...

- Pra mim, é importante... Eu confio em você... - Eu senti ela sorrindo, ela me soltou.

- Vamos?

- Vamos!

Eu segui ela, tinha outra estrela...

Sabendo que ela também pode sorrir, te enche de confiança!

HP Restaurado.

[...]

Já passamos por vários puzzles, até que deparamos com um fantasma... Ele parecia com raiva.

- Eu vou- - Impedi Toriel de fazer algo, e fiquei em frente do fantasma.

- Olá, sr. fantasma? Me desculpa se você sair da frente? Por favor? - Ele murmurrou. - Qual é, por favorzinhoooooooo.

- JÁ CHEGA! - Ele gritou, a batalha começa.

Napstablook ataca!

Tudo bem... Já sei que seu nome é Napstablook, e eu percebo que ele também está triste, todos aqui são depressivos?

Ação > Animar.

Eu dou um sorriso para Napstablook, ele me ignora, lágrimas, é o ataque dele, eu desviei de alguns.

16/20

Ação > Animar.

Eu contaria uma piada, mas eu detesto! Mais uma vez, eu sorri, ele fez o mesmo, as lágrimas não me acertavam mais.

Ação > Animar.

Eu abraço ele, ele se sentiu mais confiante...

- Heheh... - Eu sai do modo batalha. - Nunca imaginei que alguém ia ser legal comigo....... Todos me tratam como um lixo........ Obrigado..... Ah, estou em seu caminho, tchaaaaaau....... - Ele foi embora.

- . . . Vamos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...