História The acceleration of desires - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Big Bang Theory
Personagens Personagens Originais
Tags Amy, Coito, Cooper, Fowler, Majim, Romance, Shamy, Sheldon, Tbbt, The Big Bang Theory
Visualizações 86
Palavras 3.450
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu sei que já faz 84 anos que não posto. (1 mês pra ser mais exata) porém minha vida infelizmente anda muito corrida, e queria eu só escrever a fanfic sem mais nada para fazer. Mas finalmente saiu e eu espero que gostem. Tem uma música citada nesse capítulo chamada I Can't Go On Without You do Kaleo para quem quiser ouvir enquanto lê.

Capítulo 6 - Sexto - The blackout reaction


"Porque Amy nunca havia me dito que tem uma irmã?" 


Sheldon não conseguia entende porque Amy havia escondido algo desse tipo. Talvez ela tivesse seus motivos, mas porque nunca revelou que tinha uma irmã, ou sobre sua família?


"Você está bem?" Alice pergunta o acordando de seus pensamentos.


Sheldon se dá conta que ainda a cumprimentava.


"Oh... Sim." Ele responde rapidamente largando a mão da moça.


"Me desculpe pela surpresa... Na verdade eu pensava que Amy já teria mencionado algo sobre mim" Ela diz caminhando até o sofá e sentando no lugar de Sheldon.


"Esse é meu lugar" O gênio trata logo de explicar.


"An?" A jovem questiona confusa.


"Eu sento aí." Ele diz novamente.


"Ok..." Ela responde ainda sem entender, porém mudando de lugar.


A falta de resposta tornava o momento ainda mais tenso para Sheldon. As perguntas continuavam a cutucar dentro de sua cabeça, deixando frustrado.


"Porque Amy não contou algo tão importante?" 


"O que mais sobre isso ela esconde?"


"Quais segredos ela nunca revelou para ele?"


Alice percebendo sua inquietação, resolve começar uma conversa.


"Bom... Se quiser eu posso explicar algumas coisas..." A jovem diz fazendo agora Sheldon encara-la.


"Tudo bem..." Ele prestava atenção no rosto dela, que definitivamente tinha uma semelhança assustadora com Amy.


"Já faz um certo tempo que eu e Amy não temos contato... Acho que deu para notar..." Ela diz com uma risada sem graça, um pouco envergonhada, apesar de não ser tão tímida quanto a irmã. "Amy sempre foi da ciência e eu já sou dos negócios. Nossa relação nunca foi de muita proximidade e nossas semelhanças são apenas físicas." Ela conta.


Sheldon ainda não esboçava nenhum tipo de reação, então ela continua:


"Até entendo esse momento afastadas, afinal depois que saímos de casa cada uma seguiu seu próprio caminho..." Ela já não encarava mais Sheldon e olhava para o nada como se perdesse em seus próprios pensamentos.

"Mas Amy realmente nunca me procurou ou teve muito contato com nossa mãe, e ultimamente ela tem ficado bem doente, por isso achei bom procura-la " Ela finaliza voltando a olha-lo.


"Entendo..." Sheldon procurava palavras, porém não sabia exatamente o que dizer.

"Suponho que saiba que Amy não mora aqui, não é?" Ele questiona.


"Oh sim... Na verdade só estou aqui porque o rapaz indiano...." Alice se esforça para lembrar do nome.


"Rajesh?" Sheldon complementa.


"Isso! Raj me trouxe aqui porque disse que conhecia você, automaticamente você pode me levar até a Amy." Ela dizia com muita animação.


" Bom... Eu não posso no momento te acompanhar, mas se quiser eu lhe dou o endereço dela." O gênio explica.


"Seria muito útil." A jovem responde com um sorriso.


Sheldon pega um pequeno pedaço de papel e escreve o endereço entregando-a.


Ela sorri e agradece, saindo do apartamento.


"Definitivamente a semelhança era assustadora." Sheldon pensa enquanto vê ela partir.



__________


Era um final de tarde de domingo, Sheldon e Leonard estavam em um bar qualquer de Pasadena.

Uma leve música estilo blues e rock tocava ao fundo enquanto os dois estavam sentados em banquetas de madeira encarando as bebidas atrás do balcão que apesar de polido diversas vezes durante anos ainda possuía manchas e marcas sobressalientes.



'Well they thought they were made for each other

(Bem, eles pensaram que eles foram feitos um para o outro)

One thinking of one another

(Um no pensamento do outro)

Never thinking just for one second,

(Nunca pensando apenas por um segundo)

She would take a different attraction...'

(Que ela gostaria de uma atração diferente)



"E então..." Leonard diz enquanto ainda olhava para frente encarando as bebidas de diversas cores espalhadas nas prateleiras.


"Então..." Sheldon suspira segurando o pequeno copo de vidro de bebida.


"Você não costuma beber, muito menos em copos de vidro compartilhado por todos." Leonard afirma o óbvio.


"Eu sei. Mas considerei que o álcool matou as bactérias existente nesse copo." Sheldon encara atentamente o copo de vidro. "Se não a morte também não seria tão ruim..." Ele diz bebendo mais um gole, fazendo careta em seguida.


"O que aconteceu hoje?" O amigo pergunta agora olhando por cima do ombro esquerdo demonstrando interesse na mudança de rotina.


"A irmã de Amy apareceu hoje lá no apartamento... Depois de anos eu descobri que ela possui uma irmã..." O gênio da uma risada sarcástica levemente alterado por conta do álcool.


"Amy tem uma irmã?" Leonard se surpreende com a notícia.


"Tem. Talvez tenha algo mais do que uma irmã que ela não me contou..."  Sheldon agora pensava alto demais.


'We don't want that

(Nós não queremos isso)

We don't want that

(Nós não queremos isso)

We don't want that

(Nós não queremos isso)

Oh no...'

(Ah não...)


"Talvez ela tenha um motivo para não ter lhe contado..." Leonard procura ajudá-lo, porém já estava alcoolizado demais para isso.


"É... Talvez." Sheldon suspira. "E você? Porque está aqui?" Agora ele quem questionava o outro.


"Penny... Nossa relação. Eu não sei exatamente..." Ele tenta explicar porém não consegue. "Não está ruim, mas a rotina... Parece que sempre somos a mesma coisa, fazemos o mesmo, não sei..." Leonard respira fundo enquanto olhava o resto de bebida amarela que se depositava no fundo do copo.


"Eu não sei exatamente o que dizer" Sheldon confessa.


"Nem eu." Leonard apenas volta a encarar o bar a sua frente.


'I can't go on without you

(Eu não posso continuar sem você)

I can't go on without you

(Eu não posso continuar sem você)

Can't go on without you, yeah

(Não posso continuar sem você, sim)

I can't go on without you...'

(Eu não posso continuar sem você)


"Eu só sei que eu não posso continuar sem ela... Ela é minha motivação de querer continuar Leonard." Sheldon explica.


"Eu sei. Penny também é a minha..." Ele responde.


"Porque tem que ser tão difícil estar com elas?" O gênio pergunta.


"Eu não sei... Mas eu sei que é mais difícil sem elas..." Leonard finaliza.



Definitivamente era mais difícil sem elas.


'Ahh, she loves me

(Ahh, ela me ama)

She loves me not

(Ela não me ama)

She loves me

(Ela me ama)

My love's gon' love me

(Meu amor irá me amar)

Oh so what is left but a broken man?

(Então o que restou além de um homem quebrado?)

Cause nothing hurts like a woman can...'

(Porque nada fere como uma mulher)



____________


Alice seguiu exatamente o endereço no qual Sheldon havia lhe dado. Seguindo a ordem de apartamentos, ela chega em frente do 314.

Seu coração estava acelerado, como se estivesse perto de explodir.

Com o pouco de coragem que lhe resta ela bate na porta com cuidado. O arrependimento viria em seguir, porém já era tarde para virar as costas e ir embora.


Amy abre a porta com cuidado e se surpreende ao ver quem estava ali diante dela.


"Alice?" Ela ainda pergunta incrédula.


Sem responder ela simplesmente a abraça com força.


"O que está fazendo aqui?" Amy questiona sem reagir ao abraço.


"Eu vim te ver..." Ela diz encarando a irmã, largando-a.


(...)


Amy serve a xícara de chá que acabara de preparar.


"Obrigada..." Alice agradece segurando com as duas mãos a xícara.


"Tudo bem... Agora você poderia me explicar porque depois de tanto tempo você resolveu me visitar?" Amy pergunta se sentando no sofá.


A irmã se ajeita confortavelmente antes de começar. Colocando uma mecha de cabelo atrás da orelha ela diz:


"Bom... O principal motivo é que a mãe não anda muito bem. Eu sei que você conversa com ela as vezes, mas ela realmente está ficando muito doente Amy. Os médicos não sabem dizer o que é e por isso eu vim te deixar a parte da situação...." Ela diz bebendo um gole de chá em seguida.


"Doente...?" Amy estava perplexa. "Ela não me parecia doente..." Agora a morena pensava alto.


"Sim... Infelizmente eu não sei quanto tempo ela poderia aguentar." Alice diz enquanto observa o vapor sair de sua xícara.


Amy ainda não acreditava que sua mãe pudesse ter pouco tempo de vida. Ela com certeza era boa em mentir, pois Amy nem desconfiara que sua mãe pudesse ter alguma coisa errada.


"Porque ela não me contou nada?" Amy tinha uma certa mágoa na sua voz.


"Ela diz para eu não te preocupar com bobagens... Que você tem coisas mais importantes para se preocupar" Ela responde.


"Mas que bobagem... Eu tenho tempo para minha família!" Amy diz frustrada.


"Me desculpe... Eu só vim mesmo para te deixar informada. Quem sabe uma visita faria bem a ela." Alice explica enquanto se levanta do sofá.


"Bom... Eu irei adiantar meu trabalho e acredito que consigo fazer uma visita em algumas semanas." Amy responde.


"Tudo bem. Acho que já está na hora de ir, daqui a pouco eu preciso pegar o vôo." Ela diz colocando a xícara sobre a bancada da cozinha.


"Alice" Amy chama a irmã que imediatamente a encara. "Como descobriu meu endereço?" Ela pergunta com o cenho franzido.


"Seu namorado me deu" A irmã responde com um sorriso.


"V-Você falou com Sheldon?!" Amy aumenta o tom de voz consideravelmente.


"Sim... Qual o problema?" Alice questiona duvidosa.


"Oh céus... Você é mesmo estúpida!" Amy diz revoltada. "Sheldon é complicado Alice! Há anos eu tento cuidar com os passos de nosso relacionamento para não assusta-lo e agora você me aparece! Ele não sabia que eu tinha uma irmã!!!" Ela diz brigando com a moça.


"Ora mas que culpa eu tenho se você esconde sua vida!?" A jovem responde rispidamente.


"É POR ISSO QUE EU NAO FALO COM VOCÊ. SEMPRE ESTRAGANDO TUDO!" Amy cospe as palavras furiosa.


Alice fica em silêncio com o choque das palavras de Amy. 


"E-Eu... Acho que já vou" Ela diz magoada saindo do apartamento sem olhar para trás.


No momento que ela fecha a porta Amy se arrepende do que disse. 

Porém ela tinha problemas maiores que sua discussão com a irmã.


"Sheldon..." Ela pensa enquanto coloca as mãos sobre o rosto.


_____________


Sheldon acorda com um raio de luz entrando pela janela.

A dor é imediata.


"Droga..." Ele balbuciava tentando procurar um lugar na cama que não entrasse luz.


Não havia. Ainda sonolento e com a cabeça doendo ele se levanta olhando o ambiente em volta.


Ainda era seu quarto. Ao olhar para a mesa ao lado da cama, ele encontra um pequeno bilheteria junto ao copo com água e um comprimido.


"Beba isso. A ressaca vai melhorar.


                                              -Leonard."


Sheldon obedece às instruções e toma o comprido. Apesar de desejar algo que aliviasse a dor instantaneamente , Sheldon resolve ir tomar o café da manhã enquanto o remédio não fazia efeito.


(...)


"Bom dia" Leonard o cumprimenta enquanto preparava o café.


Não muito diferente de Sheldon, ele também tinha uma cara abatida.


"Bom dia" Sheldon responde ainda fazendo careta por causa da dor.


"Dormiu bem?" Ele pergunta.


"Dormir não é o problema. O problema é acordar..." O gênio diz enquanto caminha se sentando na bancada.


"Como vai você e a Amy?" Leonard pergunta.


"Ainda não nos falamos... Então, estamos na mesma." Sheldon diz conformado.


"Bom... Eu conversei com a Penny ontem e nos acertamos." Leonard começa a falar enquanto mexia o café com uma colher. "E planejamos uma viagem" Ele não faz rodeios.


"Viagem?" Sheldon pergunta surpreso.


"É... Concordamos que seria bom para dar uma elevada no nosso relacionamento." Ele diz. "Amanhã nos vamos para Nova York." 


"Bom..." Sheldon responde sem muita animação.


"Acho que você deveria conversar logo com ela" Leonard sugere.


Sheldon sabia o que deveria fazer, ele só não sabia como tocar no assunto.


_____________


Na Caltech...


Raj vai até a sala de Howard. Segundo o amigo ele iria fazer um experimento com um laser que ia ser demais.

Ao chegar lá Howard estava terminando de arrumar o equipamento.


"E aí..." Raj fala batendo na porta que estava entre aberta.


"Oi... Estou terminando aqui" O amigo fala com óculos de proteção que o deixavam engraçado.


"Tranquilo... Leonard avisou que não pode vir porque vai sair mais cedo, por causa da viagem" O indiano avisa.


"Ah sim. Eu e a Bernie também vamos viajar amanhã. Mas como não é uma viagem muito longa dá para me divertir um pouco" Ele diz dando uma risada.


"Você também?" Raj pergunta indignado. "E eu?"


"O que tem você?" Howard não entende.


"O que eu vou fazer sozinho?" Ele tinha certa mágoa na voz.


"Você não está sozinho..." O magricela pensa por alguns segundos "Tem o Sheldon e a Amy" Ele responde por fim.


"Ah claro... Todos vão viajar eu eu fico com o casal esquisito" Raj bufa frustrado.


Howard apenas dá uma risada e volta a preparar o equipamento.


"E se..." O indiano se anima. "Fizermos algo antes de todo mundo viajar hoje a noite?" Raj tinha um brilho no olhar.


"Por mim tudo bem... Só precisa perguntar aos outros." Howard responde.


"Ok!" O indiano apressadamente pega o celular e manda mensagem para o grupo de amigos.


___________


Todos haviam confirmado presença no apartamento de Leonard para a reunião que Raj havia planejado. 

O moreno havia chegado com antecedência preparando comidas e bebidas como se fosse uma festa.


"Pra que tudo isso?" Leonard pergunta com uma risada ao entrar na sala.


"É uma festa, e festas tem que ter comida!" Raj responde como se fosse óbvio.


"Mas somos só um grupo não um batalhão" Ele diz observando a quantidade de salgadinhos e refrigerante que havia.


"É por precaução, afinal meus convidados não podem ficar famintos" O indiano continua a arrumar as coisas sem olhar para Leonard.


"Tudo bem..." Leonard ri.


Alguém bate na porta.


"Eu atendo" Leonard diz enquanto Raj continua concentrado preparando as coisas.


Howard e Bernadete haviam chegado.


"Entrem..." Leonard diz dando passagem ao casal.


Eles vão até a sala onde se sentam no sofá.


"Pra que tanta comida?" Bernadete sussurra para Leonard.


"Melhor não questionar" Leonard sussurra de volta.


"Tudo pronto." Rajesh informa se virando ao grupo ali na sala.


"Então tá... Penny já está vindo e Amy avisou que logo vai chegar" Leonard fala. "Eu vou chamar o Sheldon" Ele diz caminhando até o quarto do amigo.


(...)


Não demorou muito tempo e Amy logo havia chegado. Sheldon do seu quarto pode ouvir a voz dela.

Suas mãos começavam a suar. Ele ainda não havia conversado com ela após todos os eventos relacionados a Alice.


*Toc Toc toc* 


A batida na porta fez Sheldon saltar.


"Entre..." Ele diz ainda se recuperando do susto.


"Todos já chegaram se quiser vir..." Leonard avisa.


O gênio assente com a cabeça e respirando fundo vai até a sala.

Apesar de querer evitar, seu olhar se cruza com o de Amy do outro lado.

O clima é quebrado por Penny que diz:


"Ah finalmente estamos todos aqui."


Sheldon cumprimenta todos com um breve "Olá" e se senta em seu lugar como de costume.


Raj resolve dizer algumas palavras antes de começar a tal festa:


"Bem, fico feliz que todos puderam vir. Isso é bom para mim afinal todos aqui vão viajar e eu ficarei em meu mundo de solidão cercado por rosquinhas e Sexy and The City.." Ele fala se perdendo em seus pensamentos. "Enfim... Aproveitem" Ele diz despertando e servindo as tigelas com salgadinhos.


Todos começam a comer e conversar, enquanto Sheldon se mantém no mesmo lugar apenas observando o ambiente.


Amy vê o namorado quieto olhando para o nada. Seu maior desejo era ir falar com ele, porém ela não sabia por onde começar exatamente.

Quando ela finalmente cria coragem uma grande escuridão toma conta do ambiente assustando todos.


"O que aconteceu?" Penny pergunta.


Leonard pega seu celular e ilumina um pouco o ambiente.


"Pela escuridão é óbvio que acabou a energia" Sheldon diz com rispidez.


Raj que estava mais próximo da janela diz:


"E não foi só no prédio... Pelo visto a cidade toda está sem luz." 


"O que vamos fazer? Temos que pegar o avião..." Penny diz preocupada.


"Bom... Pelo visto nosso vôo vai ser cancelado. É melhor olharmos as notícias pelo celular para nos manter informados" Leonard diz.


Sheldon vê os amigos perdidos e revira os olhos. Nem parecia que havia 5 doutores naquele mesmo ambiente.

Ele caminha até a porta iluminando com o celular e a tranca.


"Primeiro passo é evitar invasores, apagões costumam ter muitos saqueadores." Sheldon responde. "Agora vou buscar os bastões de luz, precisamos economizar bateria dos celulares" Ele diz enquanto caminha até o armário da sala.


"A minha já está acabando..." Leonard diz olhando o dispositivo.


"E até agora não há nenhuma notícia sobre o apagão..." Howard diz conferindo o celular.


Sheldon acende os bastões de luz e algumas lanteras, onde o ambiente fica mais iluminado.


Sem poder usar os celulares o grupo todo fica em silêncio se entre olhando.


"Bom.. Já que não temos muito o que fazer poderíamos jogar alguma coisa." O indiano sugere.


O grupo concorda.


"Que tipo de jogo?" Penny pergunta curiosa.


"Que tal... Verdade ou desafio?" Raj diz fazendo uma cara de safadeza.


"Ah eu conheço esse jogo..." Amy fala fazendo todos a olharem surpresos. "E... Obviamente eu nunca joguei" Ela finaliza fazendo o grupo respirar aliviado, menos Sheldon que não entendia o porquê da surpresa de todos.


"Esse jogo fica ainda melhor com bebida" Penny diz pegando a garrafa de vinho que estava na mesa de centro.


"Tudo bem... Todos aqui conhecem o jogo?" Raj pergunta.


Todos concordam menos Sheldon.


"Ok... O jogo funciona da seguinte maneira: cada um gira a garrafa em sua vez" O indiano explica pegando uma garrafa de refrigerante vazia. "Onde a ponta da tampa da garrafa apontar é a pessoa que vai receber a pergunta, ou seja eu giro..." Raj começa a exemplificar. "A garrafa apontou para o Howard. Agora eu pergunto: Verdade ou Desafio? E ele tem que escolher um dos dois."

Ele termina de explicar. "Lembrando que, se ele escolher o desafio tera que fazer o que eu pedir, não pode negar e se escolher verdade é obrigatório responder a uma pergunta minha, por mais embaraçoso que seja. Porém se a pessoa realmente não quiser fazer, ela é obrigada a beber um copo cheio de vinho toda vez." O moreno lembra.


"Me parece uma brincadeira para pouco intelecto. Seria muito melhor um jogo que testassemos nossos conhecimentos" Sheldon responde.


"Qual é Sheldon... Para de ser medroso" Penny fala. 


"Eu não estou com medo." O gênio responde.


"Então vamos jogar." Ela diz batendo ao lado dela para ele se sentar.


Ainda relutante Sheldon acaba concordando.


"Muito bem... Então Penny começa." Raj diz entregando a garrafa a ela.


Penny pega a garrafa de plástico e gira parando em Bernadete.


"Verdade ou desafio?" A loira pergunta.


"Hum... Verdade" Bernadete diz com a voz delicada.


"Você já traiu?" Penny pergunta sem rodeios.


Todos olham assustados para ela.


"O que foi? Esse é o jogo." Penny diz bebendo um pouco do vinho.


"Não." Bernadete responde rindo da pergunta.


"Começamos bem..." Raj da um sorriso. "Sua vez Leonard" Raj diz seguindo a ordem.


Ele gira e a garrafa cai em Howard.


"Desafio" Howard escolhe.


"Te desafio a tirar a camisa lentamente como se fizesse um strip" Leonard diz com um sorriso irônico.


"Nem morto" Howard diz.


"Já sabe das regras..." Raj fala entregando o copo e a garrafa de vinho.


Howard bebe tudo.


Sheldon gira a garrafa em seguida e novamente ela cai em Howard.


"Verdade" Dessa vez ele escolhe.


Sheldon pensa por alguns segundos.


"É verdade que mesmo depois de adulto você tomava banho com a sua mãe?" Sheldon pergunta.


Todos começam a rir.


"Que tipo de pergunta é essa?" Howard fala bravo.


"Qual é cara... É só responder" Raj diz segurando o riso.


Howard pega mais um copo e bebe, fazendo todos rirem ainda mais.


"Sem graça..." Ele diz já embreagado.


Agora era vez de Howard que gira a garrafa caindo em Sheldon. Ele dá um sorriso sabendo exatamente como se vingar do gênio.


"Verdade..." Sheldon responde.


"Foi gostoso transar com a Amy?" Ele pergunta fazendo Bernadete lhe dar um tapa.

"Aí!" Ele responde olhando a esposa.


"Foi" Sheldon responde corando as bochechas e fazendo Amy se envergonhar também.


"Uuuu...  Corajoso." Penny diz olhando Sheldon.


Raj quebra o momento constrangedor continuando o jogo.

E enquanto o jogo seguia as perguntas ficavam cada vez mais pessoais.



(...)


Todos já estavam levemente embreagados àquela altura do jogo. Era vez de Leonard girar, e a garrafa para em Amy.


"Verdade" Ela escolhe.


"Porque nunca contou da sua irmã para nós?" Leonard pergunta já bêbado.


Amy sente seu peito doer. Ela olha por alguns instantes a Sheldon que não tinha coragem de olha-la. Ela levanta chateada e sem responder, vai até o quarto do gênio onde bate a porta.


"Você é um idiota" Penny diz dando um tapa em Leonard.


"O que eu falei demais?" Ele diz sem entender por causa do efeito do álcool.


Sheldon caminha até seu próprio quarto com um bastão de luz. Abrindo a porta, apesar da escuridão ele vê a namorada sentada em sua cama chorando.

Ele encosta a porta e se aproxima dela sem dizer nada.


"Eu tive medo..." As palavras de Amy saíram baixas.


"Medo do que?" Ele pergunta sentando ao lado dela.


"Medo de você se assustar se eu começasse a falar sobre a minha família" Ela diz com o rosto molhado de lágrimas.


Sheldon enxuga o rosto dela com as pontas dos dedos.


"Está tudo bem..." Ele sorri.


"Me perdoe" Ela diz abraçando ele em seguida.


Os dois se desfazem do abraço quando são interrompidos por um baralho muito alto.

Sheldon abre a porta do quarto e pergunta:


"O que foi isso?"


"Não sei..." Penny diz assustada.


Leonard faz sinal para todos ficarem em silêncio enquanto olha através do olho mágico.


"Estão tentando invadir o apartamento da frente" Ele sussurra. 


*BUM*


O barulho como de batidas continua.


"Vamos todos nós esconder, cada um vai para um cômodo e se tranca" Leonard avisa caminhando rapidamente.


Sheldon volta para o quarto, puxando Amy pelo braço e trancando a porta.


"O que foi?" Ela pergunta assustada.


"Alguém está tentando invadir o apartamento" Ele diz ainda segurando o braço dela e a puxando para o armário.


"O que vamos fazer?" Ela sussurra.


"Eu não sei..." Sheldon sussurra novamente. "Vou ligar para a polícia" Ele diz pegando o celular em seu bolso.


Amy abraça-o instantaneamente quando ouve o barulho de alguém arrombando a porta do 4A.


"Eu preciso de ajuda..." Sheldon sussurra ao celular. "Alguém invadiu meu apartamento." 




















Notas Finais


Me desculpem por qualquer erro e pela demora, mas fico feliz que não desistiram dessa fanfic afinal eu não irei desistir dela também. Comentem o que acharam e até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...