História The Age Of Chase - Interativa - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Grand Chase
Personagens Personagens Originais
Tags Grand Chase, Personagens Originais
Visualizações 18
Palavras 3.280
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mecha, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


AHEEEEOOO CHEGUEI <3
Perdoem-me por não postar mês passado, não tive tempo, espero que entendam >w<
Sorry qualquer erro & Boa leitura :3

Capítulo 26 - Conectados


Fanfic / Fanfiction The Age Of Chase - Interativa - Capítulo 26 - Conectados

Andando pelo seu grande castelo em Serdin, a princesa olhava os adereços dele com um belo sorriso alegre, mas, ela sente uma pontada em seu peito fazendo aquele sorriso logo desaparecer. Um vento forte entra pela janela do corredor levantando as grandes cortinas vermelhas. Ela fita o grande céu a fora levando as mãos ao peito.

— Gerard... Está tudo bem?

[Capítulo vinte e seis]

Shiro P.O.V's On

''É como se nada existisse, como se fosse uma queda sem fim, é escuro e frio e apenas meus pensamentos ecoam pelo lugar. Mas de repente, uma grande luz veio até mim, como uma mão que viesse me ajudar. 

— Ryan? É você? — Fui atraído por um sorriso conhecido e aconchegante de certo modo. Tudo que estava ao redor de mim foi iluminado, ficando um grande branco vazio...

Hora de acordar...

— Huh? — Meus olhos se abriram e logo senti algumas dores por todo meu corpo, eram tubos cravados por todo meu corpo e uma máscara de ar, a minha frente vi um homem de capuz branco cobrindo o rosto por completo... Isso doí. Eu estava dentro de uma capsula cheia de um líquido esverdeado, o que ele está fazendo? Aquilo é... Outra cápsula? Oha! É a Anny e aquelas cápsulas menores são as bonecas? — ... — Comecei a pegar os tubos e puxa-los de meu corpo, o cara na minha frente se assustou, acaba tropeçando e caindo no chão com medo. Ele tenta se levantar e correr, mas eu começo a socar o vidro até ele começar a rachar, depois jogo meu corpo contra ele o quebrando completamente. Pulo direto na direção do homem o pegando pela cabeça e jogando contra a cápsula da Anny. Assim como sua cabeça, todo seu corpo explode em algo semelhante a areia. 

Anny...

Soco a rachadura deixada  pelo o impacto de antes e consigo quebrar o vidro soltando Anny dos tubos, a pego no colo desmaiada, seu corpo estava úmido e pálido ela estava sem seu óculos e com um vestido branco. Mas o que está acontecendo?

Shiro P.O.V's Off

Shiro fitava o rosto sereno de Anny enquanto algo remoía por dentro dele e quase se esquece das bonecas, ele chuta os dois recipientes as libertando também. 

— Eu vou destroçar o pescoço de quem fez isso com vocês... Conosco.

Shiro saiu andando com as garotas em seu colo enquanto as sirenes alertavam e as luzes vermelhas piscavam atrás dele.

[...] 

Em um lugar desconhecido, Jimmy e James lutavam lado a lado contra vários inimigos de capuzes brancos. Seus corpos também tinham marcas de tubos assim como Shiro.  

— A DIREITA JAMES! 

— DESTROYER DASH! — James corre contra um deles e o desfere um soco flamejante no maxilar fazendo-o rodopiar no ar e logo cair no chão e explodir e pó. — Mais deles vindo ao seu sudeste!

—  Eu cansei... — Rosna Jimmy enchendo seu punho de eletricidade, ele encara os homens de branco que corriam em sua direção. — ...Dessa brincadeira.  — O garoto soca o chão violentamente passando sua eletricidade no solo o destruindo completamente e eletrocutando todos os homens que somem em pó.  

— ABAIXA JIMMY! — James adverte segurando o albino pela cabeça e jogando contra o chão, uma grande porta de metal passa rodando por cima deles e se choca contra alguns canos que começam a vazar um líquido esverdeado. — Tá porra.

— Conheço bem quem faz isso com portas. — Jimmy se levanta com um sorriso sádico enquanto fitava duas figuras vindo na direção deles. — Kagura, será quando você vai perder esse hábito? — Brinca.

— Calado. — Disse ríspida a mulher guardando sua espada na bainha, desviando o olhar do Albino. 

— Essas marcas, então vocês também acordaram nas cápsulas? — Ellie vinha logo atrás de Kagura, elas também tinham algumas marcas pelos seus corpos. — Que medonho pensar que eles estavam nos observando e nos estudando... Urr.. — Ela sente um frio na espinha.

— Precisamos nos reunir com os outros e sair desse lugar. — Supõe Jimmy mordendo o polegar. — Kagura alguma ideia pra onde ir?

— Não tenho certeza, mas deve ter um centro... Podemos encontrar algumas respostas lá. — Kagura falava enquanto fitava James com curiosidade. — James... Seu braço não estava machucado? — Indagou.

— Sim, mas quando eu acordei ele já estava melhor. Sigh... De que isso importa agora, vamos achar os outros. — Falou o ruivo com um sorriso no rosto, suas chamas estavam mais vivas do que nunca.

Jimmy o fitou dando um sorriso de lado.

— James tá certo, vamos.

  [...]

Thomas P.O.V's On

Esse lugar, eu o conheço. Essas construções, aquele grande castelo, esses becos e vielas, as pessoas... Minha cidade natal, Imperial. Por que estou aqui? Não faz sentido. Sinto um cheiro familiar, acolhedor, mas ao mesmo tempo assustador. Uma mão apoia-se no meu ombro me assustando.

 — Quanto tempo, pirralho.

Essa voz... Não pode ser!

— ...Lothos? — Viro-me fitando sua face pálida e com um belo sorriso, seus cabelos dourados brilhavam e seus olhos rubis eram penetrantes. — O-o que faz aqui em Imperial?

— Imperial? Você enlouqueceu de vez?! — Ela me acerta um soco na cabeça. Ai! a força não diminuiu esse tempo todo. — Nada disso é real, Thomas. É sua imaginação.

— Minha imaginação? Lothos o que está acontecendo?! — a seguro pelo ombros rosnando em seu rosto. Lentamente ela segura meus braços envolvendo-me em um abraço.

— Tudo o que você tem que fazer é acordar... Acorde.

  Thomas P.O.V's Off

[...]

Um grande estrondo abala a estrutura assustando o Grupo que andava pelos corredores do laboratório. Lisa, Yato, Sora e Maffuz estava indo em direção ao centro, assim como Jimmy e os outros.

— Ouviram isso? — Yato os alerta fitando algumas migalhas do teto caírem. — Uma explosão?

— Escutem com atenção, também tem um grito vindo de lá. — Sora aponta para um dos corredores a frente.

— Esse grito... É o Thomas?! — Lisa fica surpresa ao lembrar. — Depressa, vamos!

Os quatro correm até um lugar parecido com o do que eles saíram, mas uma grande energia brilhava de dentro, assim como a voz que gritava com desespero e agonia. Todo o lugar estava destruído, Thomas estava voltando para si, seus olhos vermelhos se tornaram amarelos novamente, o ruivo se ajoelha bastante ofegante.

— Thomas! — Yato corre até seu companheiro preocupado com sua situação, ele o segura pelos ombros o fitando cara a cara. — Tudo bem? O que houve?

— Parece que tem outros aqui! — Lisa crava sua adagas no vidro o despedaçando e libertando Sayuri. A garota a coloca em seus ombros a apoiando com suas mãos. — Achou algo, Maffuz?

— A Lunna também está aqui. — Maffuz acerta sua bola de espinhos contra o vidro libertando a morena em seus braços. 

— Thomas olha pra gente, o que aconteceu? — Sora tentava animar Thomas juntos com Yato. Seus olhos estavam vazios e ele não falava coisa com coisa. — Thomas!

— Uhn?! Huh? Yato, Sora... O que... Onde estou? — Thomas desperta do seu transe confuso de sua situação. 

— Não sabemos, parece que nós estávamos presos em uma espécie de cápsulas. — Yato o explica tudo  que aconteceu até o momento atual, ainda preocupado com o ruivo.

— Então todos nós estávamos presos, certo? — Thomas compreendia a situação com certa intriga. — Posso perguntar algo a vocês todos?

— Huh?

— Antes de vocês acordarem, vocês viram ou ouviram os Chasers? — Perguntou o ruivo causando um espanto nos demais presentes. 

— Eu escutei a Rey. — Yato  responde.

— Eu vi o Zero. — Maffuz responde. 

— Eu ouvi o Lass. — Lisa responde.

— Eu olhei o Uno. — Sora responde.

— Eu conversei com a Lothos... Droga! — Thomas se levanta irritado. — Isso não foi coincidência, nem ferrando.

— Quer dizer então que eles ainda estão vivos? — Indagou Sora. — Quer dizer, não que eu duvidasse disso. — Sorriu nervoso.

— Temos que nos juntar com os outros o quanto antes! — Lisa saía do local levando Sayuri em suas costas. — O que estão esperando?! Vamos! — Gritou apressada.

— Sim! 

[...]

— Isso aqui é um labirinto... Que saco. — Key andava pelos corredores vazios do lugar enquanto os alarmes soavam pelo espaço. Sua cara de tédio era nítida, rodando sua pistola em seu indicador. — Será se os outros encontraram uma saída e me esqueceram? Nah, eles não fariam isso. Espero.

Enquanto andava distraído pelo corredor, um homem encapuzado vem voando do corredor adjacente batendo contra a parede e explodindo em pó. Curioso, o ruivo olha de canto um tanto receoso, avista uma pequena garota ofegante com manoplas em suas mãos.

— Hey Lauren! — Key a chama se a aproximado dela. — Usando manoplas? — indagou.

— Ah... Oi Key. Haruko quebrou minha besta, então o Edd me emprestou as manoplas dele. — Ela respondeu com um sorriso tímido, limpando o suor que descia pelo seu rosto pálido. — Você também acordou em uma cápsula? — Perguntou fitando algumas marcas no garoto.

— Ah sim, tinha um cara me olhando... Foi sinistro. — Respondeu passando a mão em alguma das marcas. — Aliás, cade o Edd? Você estava com ele, certo?

— Ele seguiu seu gatinho, Fish. Disse que havia achado algo interessante. — Lauren apontou para um corredor logo adiante. — Quer segui-los?

— Mas é claro. Vamos! — Sorridente, Key corre pegando Lauren pelo braço.

[...]

Enquanto os as sirenes soavam e piscavam, Zack andava lentamente por um dos corredores arrastando sua longa katana no chão soltando algumas faíscas. Andava cambaleando e desorientado enquanto uma áurea maléfica rodeava seu corpo. Alguns homens encapuzados correm em sua direção prontos para dispararem seus poderes, Zack os fita levantando sua espada contra eles, mas Saky chega correndo pegando um dos encapuzados pelo rosto e o estraçalhando contra a parede, Aiko vem logo atrás soltando várias flechas mágicas que perfuram os homens os explodindo em pó.

— Garotas...

— Cê é louco, tio? Pra que essa raiva toda aí? — Saky fala descontraída apoiando seus braços na cabeça de Aiko, a mesma não parecia ligar.

— Eles... Destruíram... Minha... Pistola... — A aura de Zack parecia crescer cada vez mais. — Alguém... Vai... Pagar... Com a vida... 

— Aiko, tem alguma magia na manga aí? — Saky sussurrou no ouvido da garota. Ela levantou as braços e um pó esverdeado saiu de suas mangas envolvendo todo o corpo de Zack fazendo sua raiva sumir por completa. — Essa é minha garota. Então Zack tem alguma ideia pra onde ir?

— Eu vi um deles falando algo a respeito de um ''core'' no centro das instalações, deve haver algo bem importante lá. — Zack falou enquanto sua raiva esvaziava-se de seu corpo, calmamente guardou sua katana na bainha e andou até um dos corredores. — Por aqui, vamos.

[...]

Edd se espreitava no corredores metálicos das instalações, passava furtivamente pelos homens encapuzados sempre que os via. Dava seus passos com calma evitando qualquer ruído desnecessários, o barulho das sirenes ecoavam pelo lugar escondendo a existência do garoto albino.

 Fishi ia logo a frente dele mostrando um caminho naquele labirinto sem fim. Por um instante, o pequeno animal para e hesita em seguir em frente.

— Fishi, o que foi? — Edd sussurrou para o gato espreitando-se pela parede. 

— Inimigos! — Ele respondeu dando um pequeno miado no final. — O que você vai fazer? — O perguntou pulando no bolso de seu sobre-tudo.

— Não tá claro?

Edd sai de trás da parede mostrando-se para um grupo de homens a frente, antes que eles tivessem alguma reação, Edd joga suas adagas em seus crânios os explodindo. Antes que as adagas caíssem no chão Edd rapidamente corre as pegando ainda no ar e algo cega todos os inimigos, Edd aproveita e passa rapidamente por todos efetuando cortes precisos em cada um, o garoto guarda suas adagas e caminha tranquilamente enquanto os homens iam explodindo um por um.

— Fácil demais. Por onde vamos Fishi? — Edd chama pelo animal que coloca a cabeça para fora do bolso. 

— Seguindo em frente tem uma porta, tem algo lá... Algo. — Fishi se esconde de novo no bolso.

Edd caminha calmamente até a porta, ele segura a válvula dela com as duas mãos e sente o frio transferir-se para sua mãos dando um pequeno calafrio, depois de um pequeno suspiro ele roda com tudo a válvula que destranca a porta abrindo-a lentamente. O gás esvaziou-se pela porta destacando algo brilhante no fundo da sala. 

Ele caminhou até lá bem devagar, fitou aquele negócio.

— É só o Leo dentro de uma cápsula, Fishi! — Edd suspira decepcionado, ele quebra o vidro com suas adagas pegando Leo no ombro. — Uhm? Um... mapa? — Edd avista algo em uma mesa ali perto e resolve pega-lo.

— O que é isso marcado em vermelho escrito ''ULTRA SECRETO'' ? — Fishi perguntou intrigado.

— Não sei, mas vamos lá descobrir.

[...]

Todos os escolhidos corriam em direção ao centro daquele estranho lugar. Seus instintos os guiavam para o lugar certo? Ou apenas um tiro no escuro? Ainda não se podia dizer ao certo o que estava acontecendo, mas tudo aquilo não era um sonho ou ilusão. 

Jimmy e os outros acabam chegando no centro de tudo, onde algumas das luzes estavam apagadas deixando o lugar escurecido, apenas iluminado por cristais roxos grudados nas parede metálicas. Para a surpresa deles, Zack, Aiko e Saky estavam lá vasculhando por alguma coisa que lhe dessem uma resposta.

— Ho, parece que pensamos igual. — Com tom de ironia, Jimmy fala em voz alta chamando à atenção dos três. 

— Hey! — Saky acena para os quatro que haviam chegado, com um sorriso bem alegre. 

— O que vocês tão procurando? — James se aproxima de Zack, ele pegava alguns papéis jogados buscando algo. 

— Esses papéis não estão aqui por acaso, algum deles deve dizer algo... Uhm? — Zack pega um dos papéis e começa fita-lo um pouco surpreso. — Esse aqui está rasgado bem no meio.

— Acha que foi de propósito? — Ellie apoia-se no ombro do garoto jogando sua corpo em cima dele. — Talvez ele não quisessem que olhássemos algo. — Afirma.

— Alguns outros também estão com esse mesmo rasgo. Vejam. — Kagura mostra 3 outros documentos com o rasgo idêntico. — Ela fita eles mordendo o polegar. — Sem respostas então...  

— Pensei que seríamos os primeiros a chegar. — Yato e os outros aparecem de um dos corredores adjacentes, Lisa carregava Sayuri em sua costas enquanto Thomas levava Lunna nas suas. 

— Me escutem com atenção. — Thomas puxa atenção de todos para si. — Antes de acordarem, vocês interagiram com os Chasers?

Todos assentem.

— Eu não tinha pensado nisso, mas o Azin me mandou acordar, e logo depois eu despertei na cápsula. — Jimmy senta no chão cruzando as pernas, apoiou o queixo com sua mão fitando o nada. — Mas o único jeito dele saber que eu estava preso era...

— Nós estamos conectados. — Edd aparece com Leo em seus ombros, ele Interrompe o pensamento do albino mostrando um papel amarelado em suas mãos. — Todos nós.

— Como assim, conectados? — Indagou Key atrás do garoto de olhos púrpura, Lauren estava junto com ele. A garotinha corre até Jimmy.

— Jimmy! — Ela o abraça bem forte.

— Ei pequena Lauren. — Jimmy retribui com um cafuné.

— Simples, antes daquele cara sugar nós pelo buraco negro, ele citou algo chamado legado. Esse legado é algo que liga todos nós aos Chasers. — Edd Abre o papel amarelado no chão colocando Leo encostado em uma parede. Todos formam uma roda entorno de Edd e o papel, curiosos para saberem o que era aquilo. — Esse papel é um mapa do desse lugar, contém laboratórios, cativeiros e tudo mais. Mas essa marcação me intrigou. — O albino coloca seu dedo na marcação.

— ''Ultra secreto'' ? Quem seria tão idiota para marcar um lugar suspeito e escrever ultra secreto?! — Lisa bufou com raiva. 

— Ei, esse lugar que está marcado... É aqui. — Sora alertou os outros que se surpreendem. — Vejam, ele é rodeado por corredores e todos eles levam a onde acordamos. Outro, esse pontinhos brancos são provavelmente os homens encapuzados. Eu acho que eles estavam estudando como retirariam nossos legados. —  Enquanto Sora explicava e todos prestam atenção, um grito estridente é escutado perto deles, rapidamente, fitam de onde veio o grito.

Leo havia acordado, mas estava em choque fitando alguma coisa andar no escuro levando algo em seus braços. Leo lentamente se levanta e corre até os outros ficando atrás deles. Aquela coisa andava lentamente até o grupo que estava completamente assutados.

— Matar...

James acende seus punhos e caminhou bem lento e cauteloso até a coisa, e para a surpresa de todos, era apenas o Shiro com a Anny em seus braços.

— Oi pessoal. 

— Caraio Shiro, não faz isso com a gente. — Leo suspira aliviado. — O que vocês estão vendo aí?

— Fica quietinho aí e escuta. — Sora tapa a boca do moreno com sua mão.

— Eeentão, esse lugar é algo do tipo ''ULTRA SECRETO''? Por que eu não tô vendo nada de anormal. — Saky levantou a voz num tom de ironia. — Quer dizer, não era pra ter umas parada muito louca aqui não?

— Tem uma alavanca aqui. — Aiko disse com seu tom inocente fitando uma pequena alavanca escondida na parede. Ela a segura com sua pequenas mãos ficando com seus pés sem tocar no chão. — Vou puxar.

 — NÃO!! NÃO!! NÃO!! — Alguns dos garotos tentaram a impedir, mas foi tarde. Com o peso do corpo dela, a alavanca desceu com tudo.

Um silêncio reinou no lugar por um momento, até que os cristais roxos começaram a brilhar mais do que o normal, feixes de luz saíram deles encontrando-se no meio do lugar. Um grande portal começou a se formar, mas antes que os escolhidos pudessem ir até ele, um homem encapuzado apareceu na frente deles, interrompendo a passagem.

— Vocês são mesmo espertos. Entendo o por que de Pandora não ter dado conta de segurar vocês. — O homem proferiu suas palavras retirando pedaços de osso bem apontado de suas mangas. — Escórias.

— Como é que é?! — Ellie se estressa com as palavras do desconhecido caminhando até ele, por onde ela passava raízes começavam a surgir.

O homem joga um dos osso contra Ellie, mas antes que chegasse nela um feixe negro o intercepta no caminho. Logo, várias vinhas começam a tomar conta do lugar e um homem de armadura tenta golpe-lo com sua espada, mas o encapuzado desvia.

— Se apressem, vamos segurá-lo aqui! — Gerard surge na frente deles ao lado de Zakristoff que esboçava um sorriso desafiador. 

— GERARD! 

Enquanto os escolhidos vibravam com a aparição de Gerard, uma pessoa passava ao lado deles levando um cubo em suas mãos, ele os fita com seus olhos vazios e sem graça. Aiko percebe sua presença e o cumprimenta.

— Oi...

— Huh? Ah... Oi. — Luke a cumprimenta de volta chamando a atenção dos outros que o fitam. Alguns torcem o nariz para ele.

— Luke...

— É bom iriem logo, antes que eu mude de ideia. — Luke lança um olhar mortal sobre todos. Impaciente, cerra os dentes com raiva. — VÃO!

 Por algum motivo, os escolhidos o obedecem e de um por um começam a correr até o portal. o encapuzado cria uma barreira de ossos impedindo a passagem deles, mas Lauren e James tomam a dianteira e acertam ela com seus punhos a estraçalhando por completo.

— VOCÊS NÃO VÃO A LUGAR ALGUM! — O homem tenta fazer algo, mas Zakristoff o prende completamente com suas vinhas. — O quê?!

— Ah eles vão sim. — O elfo sorriu cinicamente para ele.

''Se cuidem''. — Gerard fitou cada um deles entrar pelo portal com um sorriso tristonho estampado em seus lábios. 

[...]

O grupo é jogado em um salão fechado no meio dela havia uma grande capsula interligada por cabos em outras vinte. Eles andam pelo local sem entender nada, era sem saídas, iluminado, parecia que tinha sido feito apenas para colocar aquelas capsulas lá. 

Maffuz chega perto de uma delas, ela percebe que o vidro está embaçado e o limpa, ela dá um grito estremecedor voltando para trás e caindo no chão chorando muito. Sora corre até ela para ajudar.

— Maffuz o que foi?! 

Jimmy chega perto de uma das capsulas limpando o vidro com sua mão, ele fica em choque sem esboçar nenhuma reação os outros começam a estranhar a reação do garoto.

— Tudo certo Jimmy? — James chama a atenção do albino.

— Essas cápsulas... São os Chasers.

To be continued...


Notas Finais


Espero que tenham gostado <3
TIAU XABLAU! o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...