História The Angel and the Devil - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ansatsu Kyoshitsu (Assassination Classroom)
Personagens Personagens Originais
Visualizações 224
Palavras 2.780
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Fluffy, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


E aí pessoal! Demorou um pouco o capítulo, mas espero que gostem, obrigada e boa leitura!

Capítulo 4 - Bye bye Tsuyu


Fanfic / Fanfiction The Angel and the Devil - Capítulo 4 - Bye bye Tsuyu

Nagisa on

Acordei mais cedo e vesti o uniforme rapidamente, quando sai do quarto fui direto para a cozinha preparar o café da manhã.

Meu coração está pulando de animação e expectativa, estou ansioso para ver o Karma, espero que ele acorde logo. Acho que não vou conseguir fugir dos meus sentimentos... Que na verdade nunca sumiram.

- Bom dia. - Falou Karma aparecendo a minha frente.

- Bom dia, espero que esteja com fome.

Ele sorriu e se sentou na pequena mesa.

- O que você preparou hoje? - Perguntou fixando os olhos em mim.

- Panquecas de morango.

Ele começou a comer na hora, sei o quanto ele gosta de morango.

----

Hoje é sexta, então amanhã estaremos de folga, hoje estaremos completando a primeira semana do treinamento.

- Nagisa, você parece distraído hoje. - Falou Karasuma ao estacionar o carro.

- N-não é nada, só estou um pouco cansado.

- Certo, não se esforce muito. - Pediu ele.

- Certo, até depois.

Sai do carro depois de Karma. Chegamos ao local de costume do treinamento e fui conversar com Itona.

- Bom dia, tudo bem? - Perguntou Itona.

- Estou cansado, além do treinamento ter que resolver as coisas que o Karasuma me arruma. - Falei rindo.

- Ele não deveria fazer você passar por este treinamento. - Falou Itona.

- Realmente, certas pessoas não deveriam estar por aqui. - Falou Tsuyu passando atrás de mim ao lado de Mayu.

- O que você disse? - Perguntou Itona irritado.

Coloquei a mão em seu ombro e sorri.

- Está tudo bem, se acalme.

Tsuyu sorriu e deu de cara com Irina.

- Muito abusada você... Sua fedelha abusada. - Falou a loira. - O Karma e o Nagisa só estão passando por treinamento por conta do regulamento, mas ele já são contratados da organização, vocês deveriam saber o seu lugar.

Tsuyu abaixou a cabeça e se afastou do local, Irina passou por mim e acariciou minha cabeça, depois foi cuidar da preparação para o treino.

- Por que você não fala nada? - Perguntou Itona indignado.

Me sentei ao seu lado e joguei meus cabelos para trás​ dos ombros e o amarrei em um rabo de cavalo.

- Porque iria prejudicar minha reputação, e não quero levar uma bronca do Karasuma, mas durante o treino... Posso bater nela o quanto eu quiser sem ouvir nada de ninguém.

Os olhos amarelos de Itona brilharam e ele sorriu.

(...)

Na hora do almoço, me sentei ao lado de Karma, que está com uma expressão de quem comeu e não gostou, mesmo sem ter comido nada ainda.

Ele se sentou ao lado de Tsuyu, que ficou incrivelmente animada, senti um desconforto em meu peito e pra piorar acabei ouvindo a conversa dos dois.

- Vamos sair hoje? Conheço um ótimo restaurante, a frente de um ótimo motel. - Falou Tsuyu.

- Claro, vamos. - Respondeu Karma.

Meu queixo caiu após ouvir a resposta do ruivo, maldita boa audição!

- Vou ao banheiro.

Falei e sai correndo de lá, sem conseguir pensar em nada a não ser no que ouvi. Adentrei na floresta e me escondi no topo de uma árvore.

---

- Nagisa, o que está fazendo aqui? - Perguntou Karma me sacudindo.

- O-oi. - Falei acordando.

Dormi sem nem perceber.

- A Irina está quase tendo um troço, você não deveria dormir em qualquer lugar assim. - Falou ele.

- Ah, cala a boca.

Desci na árvore e fui em direção aos outros. Ele me seguiu sem dizer uma palavra.

- Nagisa, está se sentindo bem? - Perguntou Irina me abraçando.

- Não... Pode pedir pro Tadaomi me buscar...

- Claro querido, espere um pouco. - Falou e tirou o celular do meio dos peitos.

Fiquei esperando ao lado de Itona, até o Karasuma chegar. Quando me levantei Itona segurou minha mão.

- Se precisar de mim, é só ligar. - Falou.

- Certo.

Fui ao encontro de Karasuma, que acariciou minha cabeça, bagunçando mais o meu cabelo.

- Comprei umas vitaminas, você não deve estar se alimentando direito. - Falou ele.

- Obrigado.

Entrei no carro com ele e tomei as vitaminas, e comecei a conversar com ele sobre qualquer tipo de assunto que me fizesse esquecer aquilo, mas não deu certo.

Nagisa off

Karma on

Cheguei em casa no final da tarde, e vi Nagisa deitado no sofá, não falei nada apenas fui para o banheiro tomar banho para sair com a garota que eu nem sei o nome, é algo tipo Tsuku, algo assim.

O único motivo de eu ter aceitado o pedido de alguém como ela, foi que eu estava me sentindo estranho após ver Nagisa e Itona sendo tão íntimos um com o outro. Não gosto de me sentir estranho, e essa garota será apenas algo para aliviar minhas necessidades sexuais, nada mais.

Achei estranho o sumiço do Nagisa, ainda mais estranho achar ele no topo de uma árvore, será que ele ouviu minha conversa com a garota e achou ruim? Se for isso, não sei o porquê, ele já é meu parceiro definido, então nunca me mudariam para parceiro dela.

- Estou saindo. - Falei pro Nagisa ao passar por ele já arrumado para o encontro.

- Vai voltar tarde? - Perguntou com uma voz calma.

- Não vou voltar hoje, fique alerta.

Os olhos dele pareceram ficar enevoados, fiquei curioso para saber o motivo, mas não posso me atrasar, sai do apartamento e fui para o meu destino.

----

O jantar foi um saco, ela é incrivelmente chata! E entra em contradição em quase todo o assunto.

- Vamos para o motel agora? - Perguntou ela sorrindo.

- Sim.

Fui até o lugar com ela, vou tornar isso o mais breve possível.

Karma off

Nagisa on

Vendo Karma sair daquele jeito fez meu peito doer mais ainda. Quando meu celular tocou e vi que era a Kayano.

Chamada on

Kay: Oe Nagisa! Acho que vou pro Japão daqui duas semanas! Estou animada.

Eu: Que bom, Kay, estou ansioso.

Kay: Que voz de choro é essa? Aconteceu algo?

Eu: Eu... Acho que estou apaixonado... Pelo Karma.

Kay: O QUE?!

Eu: Ele acabou de sair pra se divertir com a garota que mais implica comigo no treinamento, e não vai voltar hoje.

Kay: Aquele bastardo, o que pensa que está fazendo?

Eu: Vivendo a vida dele, afinal ele não me deve satisfação de nada... Mas mesmo assim dói.

Kay: Logo estarei aí pra chutar as bolas dele.

Eu: Kay...

Kay: Sim?

Eu: Não quero ficar sozinho... Você sabe o porquê, não quero dormir aqui sozinho.

Kay: Vai pra casa dos seus pais.

Eu: Se eu for, eles vão acabar descobrindo o motivo, de tanto me perturbar, e eu não quero isso.

Kay: Então vai pra casa do Itona, ele é o único que pode cuidar de você agora.

Eu: É, você tem razão.

Kay: Aproveite pra colocar seus pensamentos  em ordem, você é mais forte que isso Nagisa, não deixe seus sentimentos por aquele maldito te abaterem.

Eu: Vou tentar, obrigado.

Kay: Se cuida, qualquer coisa me liga.

Chamada off

Liguei para Itona e ele me deixou ir para lá na hora. Arrumei uma mochila com algumas roupas e apetrechos, suficientes para passar um fim de semana.

---

Fui a pé para a "casa" de Itona, e para a minha sorte no meio do caminho choveu. Quando cheguei no prédio,  o porteiro já me deixou entrar, Itona deve ter avisado ele. Parei a frente do seu apartamento, que fica na cobertura e toquei a campainha.

Ele abriu a porta e arregalou os olhos ao me ver encharcado.

- Você precisa tomar um banho, agora. - Falou e me puxou para dentro.

Fui até o quarto de hóspedes e usei o banheiro dele. Alguns minutos sai do banheiro e vesti minhas roupas, que por sorte minha mochila é impermeável. Coloquei uma camiseta preta e uma bermuda azul escura, sai do quarto com a toalha na cabeça e encontrei Itona na sala.

- Aconteceu algo para você vir pra cá tão de repente? - Perguntou ele preocupado.

Me sentei joguei no outro sofá e o encarei.

- O Karma não ia dormir em casa... E você sabe que depois daquela época, não me sinto bem dormindo sozinho em um lugar. A melhor solução seria ficar acordado a noite toda, mas eu estou exausto... Mas se te incomodar eu posso ir embora.

- VOCÊ NUNCA INCOMODA! - Gritou Itona nervoso.

Meu corpo estremeceu.

- Desculpa, só fiquei irritado pelo Karma... Sabe, não se importar com seu bem estar e sair sem hora pra voltar. - Falou ele.

- Ele avisou que não voltaria, ele deve estar transando com a Tsuyu neste exato momento.

Minhas palavras saíram de um jeito estranho, e Itona me encarou de um jeito peculiar.

- Gostar de alguém... É uma droga.

Nagisa off

Karma on

Nagisa passou o fim de semana fora, apenas deixou um bilhete avisando. Fiquei muito agradecido por isso, afinal a noite com Tsuyu foi horrível... Durante o sexo não consegui tirar Nagisa da minha mente em nenhum mísero minuto.

- Estou ficando louco, que merda. - Falei enquanto subia a montanha.

Para a minha surpresa só tem a Irina e o Luke lá.

Me encostei em uma árvore e os outros foram chegando, Tsuyu se aproximou de mim tentando me beijar.

- O que esta fazendo?

- Tentando beijar meu namorado. - Falou ela.

- Não sou seu namorado, só saímos e transamos, não pense que foi algo além disso.

Ela se afastou um pouco e virou a cabeça de lado.

- Você está brincando né? - Perguntou.

- Não, eu não quero nada com você.

Ela saiu correndo com lágrimas no canto dos olhos. Não me sinto nem um pouco culpado, afinal em nenhum momento disse que gostava dela ou que queria algo com ela.

- Itona está atrasado, que incomum. - Disse Irina.

Alguns segundos depois ele e Nagisa chegaram correndo, um ao lado do outro.

- Oi, Karma, como foi seu encontro? - Perguntou Nagisa sorrindo.

- Ótimo, superou minhas expectativas. - Menti.

- Estão namorando? - Peguntou.

- Claro que não, já te disse que não tenho interesse em me amarrar a ninguém. Afinal sou incapaz de amar.

Falei a última frase por impulso. Mas é a verdade, desde meus dez anos sei que sou incapaz de amar e ser amado.

- Você ficou na casa do Itona?

- Sim, foi divertido. - Falou Nagisa.

Senti uma pontada no peito, mas não disse nada.

Karma off

Autora on

O treino básico ocorreu bem até a hora do última, que teria um professor auxiliar.

- Droga, aquele maldito não vai poder vir, Itona você pode cuidar disso pra mim? - Pediu Irina.

- Claro, vou me trocar. - Falou ele indo ao banheiro.

Nagisa está ajeitando sua meia calça ao lado de Karma que grudou os olhos nas coxas do azulado. Tsuyu se sentou ao lado de Shiota e sorriu do modo mais falso possível para o menor.

- Deve ser incrível morar com o Karma, afinal você pode ficar junto dele o tempo todo. - Falou Tsuyu.

- É nosso dever, somos parceiros. - Respondeu secamente.

- Ele é tão incrível na cama! Pena que alguém como você nunca vai saber o que é isso. - Falou a garota rindo.

Geralmente Nagisa ignora as provocações da garota, mas seus sentimentos estão instáveis, e ele não gostou nem um pouco de ser lembrado disso.

Karma pareceu não perceber a conversa, o que deixou Nagisa aliviado.

- Então, já que você está disposta a brincar com fogo, por que não lutamos apostando nossas vidas? - Perguntou Nagisa sorrindo sadicamente.

- Claro. - Respondeu Tsuyu.

Nagisa se levantou e foi conversar com Irina sobre as condições do treino, a loira não consegue negar nada ao seu "filho" então topou na hora.

Itona retornou e ficou ao lado de Irina.

- O treino de vocês será mais difícil. Vocês vão ter que "assassinar" o Itona. - Falou Irina.

- Isso será um problema. - Admitiu Karma.

- Está certíssimo senhor Akabane. Mesmo tendo se aposentado do posto de assassino, há algum tempo ele era conhecido como o berserker prateado, além de ser um ex usuário dos tentáculos, o que o torna mais habilidosos que os assassinos comuns. - Explicou Irina. - Mas antes de chegar até Itona, vocês vão lutar uns entre os outros, e quem derrotar o Itona ganha o direito de pedir qualquer coisa, seja o parceiro desejado, ou a expulsão de alguém da organização. - Disse Irina com os olhos reluzindo.

Todos se espantaram com as palavras da loira, depois foram se equipar para o trabalho.

Karma sorriu descaradamente para Nagisa, já certo da vitória, mas o azulado está completamente sério.

- Já! - Anunciou Irina.

Nagisa esperou trinta segundos para entrar na floresta e escalou a primeira árvore que viu e começou a pular de galho e galho, até achar Tsuyu escondida em uma árvore a espera dele. Ele sacou uma pistola e atirou, fazendo a bala atingir a frente do rosto de Tsuyu que se desequilibrou e caiu de cara no chão.

O azulado desceu da árvore e foi atacado pela garota, que não tem um pingo de força bruta.

- Você nunca vai ser alguém importante pro Karma. - Falou Nagisa e sorriu de forma maléfica.

A garota ficou paralisada, sentiu como se uma cobra envolvesse seu corpo impedindo seus movimentos. Nagisa acertou um soco na cara dela e uma joelhada em sua costela.

- Você não tem nenhuma habilidade pra poder me provocar. - Falou e bateu o rosto de Tsuyu contra uma árvore, fazendo a garota desmaiar na hora.

Nagisa largou o corpo dela e correu a frente. Karma havia derrotado os outros três, e está a frente de Itona, com sangue no canto da boca, e Itona está com uma mão apoiada nas costelas.

Ele viu Nagisa se aproximar, e seu corpo estremeceu ao ver o olhar sério do azulado, que o fez se perguntar o motivo dele estar tão empenhado nessa missão.

Nagisa se escondeu atrás de uma árvore e soltou o cabelo, rasgou a meia calça e respirou fundo. Depois de alguns segundos ele saiu de trás da árvore e correu em direção aos dois sorrindo descontraidamente, fazendo a atenção dos dois se prenderem nele. A arma de Karma caiu da mão dele e Itona ficou avaliando cada parte do corpo de Nagisa, que parecia brilhar junto a sua aura animada e calorosa, que nenhum dos dois sabe como o menor pode estar tão radiante.

Aquele momento de distração foi o suficiente pra Nagisa conseguiu se atirar em cima de Itona o derrubando no chão. Antes que Itona fizesse algo, Nagisa uniu seus lábios, incapacitado o maior de fazer mais qualquer movimento.

Karma arregalou os olhos e deu alguns passos para trás. Quinze segundos depois Nagisa afastou os lábios do dele, deixando Itona completamente corado, com o coração explodindo em seu peito e completamente sem forças.

O azulado passou sua faca de borracha no pescoço de Itona e sorriu.

- Venci. - Anunciou.

- 56 Hit em 15 segundos? Inacreditável. - Falou Itona se levantando junto a Nagisa.

- PARABÉNS NAGISA! - Falou Irina.

Karma balançou a cabeça e soltou um suspiro depois sorriu.

- Você me venceu desta vez. - Falou tentando esconder seu descontentamento.

Por mais que Karma queira negar, ele sentiu inveja de Itona por ter ganhado um beijo do azulado.

- Então o que você vai querer querido? - Perguntou a loira.

- Que a Tsuyu suma daqui. - Falou friamente.

- Okay! - Respondeu Irina animadamente.

- Vamos nos arrumar para irmos pra casa, Karma. - Disse Nagisa.

- Certo. - Respondeu o ruivo.

Autora off

Karma on

Fiquei surpreso com o pedido de Nagisa... Deve ter algo haver com a conversa que ele teve com a garota. Estou aliviado, afinal ela é muito irritante.

- Vamos, Karma? - Perguntou Nagisa saindo do banheiro.

Ele está vestindo um short jeans preto, e camiseta azul escura, com botas pretas. Seu cabelo está solto... Seu cabelo é tão bonito e macio... Não! Não devo pensar essas coisas!

- Por que se trocou?

- Acabei rasgando a minha meia calça propositalmente e minhas roupas estavam sujas, de terra, folhas e sangue. - Falou ele.

- Certo.

Começamos a andar lado a lado, quando chegamos a frente do mercado eu parei e os olhos azuis de Shiota se voltaram para mim.

- Por que você foi pra casa do Itona?

- Eu... Não queria ficar sozinho, há alguns anos não consigo dormir se estiver sozinho em uma residência. Eu não queria ir pra casa dos meus pais pois geraria perguntas e eu estava muito cansado para responder.

Agora outra dúvida brotou em minha mente, o porquê dele não conseguir dormir sozinho... E me senti um pouco mal por isso.

- Vamos comprar algo para fazermos juntos no jantar... Para compensar o desconforto que eu te causei.

Nagisa me encarou espantado e sorriu lindamente, fazendo meu coração ficar inquieto.

Entramos no mercado para comprar as coisas, vou tentar não explodir a cozinha.

Estou surpreso com Nagisa, afinal ele me venceu, me deixando paralisado com sua beleza... Realmente ele ainda vai me surpreender muito, mas tenho minhas dúvidas ainda sobre como ele lida com os assassinatos, mas tudo será esclarecido aos poucos.


Notas Finais


E aí gente, gostaram?
Eu amei escrever a surra q o Nagisa deu na Tsuyu, SEGURA ESSA MARIMBA AGORA VADEA!
Os sentimentos de Itona vão ficar ainda mais forte agora... E fiquei triste em fazer isso com ele pq ele é um amorzinho!
Quero logo que a Kayano volte para o Japão, mas isso acontecerá apenas no cap 7

Curiosidade do cap: Irina levou uma bronca do Karasuma por conta do treinamento e da expulsão da Tsuyu. A loira já não gostava da garota por implicar com seu bebê, então ela ficou animada com a ideia do azulado, mas seu marido não gostou nada... Então ele a puniu de um jeito beeeeeeeem especial. #QueroumapuniçãoigualadaIrina

Karma está fazendo várias burradas pra tentar se convencer de que não sente nada por Nagisa. No próximo capítulo vocês vão saber mais sobre o passado do nosso amado Demonío vermelho, e acontecerá a última prova do "treinamento" deles!
Logo após isso começaram uma série de acontecimentos inesperado na vida dos dois assassinos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...