História The Another Girl - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Beatles
Personagens George Harrison, John Lennon, Paul McCartney, Personagens Originais, Ringo Starr
Tags Brian Epstein, Cynthia Lennon, Drama, Maureen Cox, Pattie Boyd
Visualizações 37
Palavras 2.692
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey Jules
Primeiro, eu quero pedir mil desculpa pela demora para postar, sério, eu simplesmente travei, toda vez que eu abria o world para escrever, não saia nada, estava ficando muito frustante, eu tive inúmeras ideias para varias fanfics, até McLennon, mas nada para The Another Girl. Até que um dia, eu estava ouvindo P!nk (??) e veio uma inspiração muito louca, e eu fiquei a noite inteira escrevendo.
Eu vou tentar não atrasar de novo, foi muito frustante esse mini-hiatus, me desculpa pessoa <\3 E também queria agradecer a todos que favoritaram <3 Obrigada.

Enfim, boa leitura.

Capítulo 20 - Ringo's birthday


Fanfic / Fanfiction The Another Girl - Capítulo 20 - Ringo's birthday

 Eu e Pattie estávamos praticamente o dia inteiro andando por toda Londres, enquanto procurávamos por uma casa.

 - Linds, escolhe logo um lugar, já estamos a dois meses procurando. – Bufava Pattie, enquanto me acompanhava com um andar cansado.

 - Você precisa ter mais paciência Pattie, não podemos escolher qualquer uma, tem que ser A casa.

 Após um tempo, nós duas conseguimos encontrar outra casa a venda, era a quinta casa que víamos aquele dia. Entramos na casa e o corretor de imóveis nos levou para um tour por ela, enquanto dava detalhes sobre a mesma.

 Era uma casa toda pintada de branco, com dois andares, quatro quartos, um escritório, um quarto vago no primeiro andar, um imenso jardim nos fundos e por ultimo, e não menos importante, uma área de lazer no terraço.

 O lugar era lindo, eu me apaixonei na hora, a casa era exatamente como eu imaginei. Me virei para Pattie e dei um longo sorriso.

 - É essa.

 Pattie também estava encantada com a casa e concordou comigo na hora, aquela seria a nossa nova casa.

 Terminei de assinar os papeis e dei a entrada no pagamento, o rapaz nos deu um aperto de mão e disse que não nos arrependeríamos daquela compra.  Após acertarmos tudo, corremos para o andar de cima e pegamos nossos quartos.

 - O que vamos fazer com os quartos que sobraram? – Perguntou Pattie.

 - Não sei, estava pensando em deixa como quatros de hospedes.

 - É, pode ser, ou poderíamos montar um estúdio. – Disse animada.

 - Depois nós decidimos isso Pattie.

 - Finalmente vamos sair daquele apartamento, eu não aguentava mais.

 - Para, nem era tão ruim assim.

 - Linds, nós tivemos que dividir a mesma cama por dois meses, fora que o George e John não saiam de lá, aquele apartamento não cabia nem duas pessoas direito, imagina quatro.

 Certo, não era o apartamento mais confortável do mundo, mas também não era tão terrível assim viver lá, foi até divertido. Mas eu não via a hora de me mudar por completo para essa casa, esse será nosso novo recomeço.

 ***

 Hoje é dia 7 de Julho, e sabe o que isso significa? Isso mesmo, aniversario do Ringo. Eu estava tão empolgada com a nova casa, que decidi convence-los a fazer uma festa para o Ringo aqui e aproveitar para estreia o terraço.

 Já havia chegado algumas pessoas, os Beatles já estavam lá, e obviamente isso incluía o Ringo, e suas companheiras, sim, isso também inclui a Cynthia. Também estavam o George Martin e o Brian Epstein.

 A festa ainda estava começando, então colocamos um disco dos Beatles para tocar, enquanto arrumávamos a mesa das bebidas.

 - Linds. – Ringo chamou minha atenção, enquanto se aproximava. – Obrigado por ter emprestado a casa para minha festa.

 - Que isso Ringo, não precisa agradecer. – Sorri para ele, e na hora me lembrei que estava esquecendo de algo. – Me da licença um minuto, eu já volto.

 Ringo acenou um pouco confuso e eu corri até meu quarto, peguei um embrulho que estava em cima da minha cama e subi de volta, indo em direção ao Ringo.

 - Feliz aniversario. – Entreguei o presente a ele.

 - Obrigado, não precisava. – Ele sorri, enquanto abria o pacote.

 - Na verdade, eu acho precisava sim...

 Ele abriu e viu uma câmera, do mesmo modelo daquela que eu havia “acidentalmente” quebrando na nossa viagem em Los Angeles.

 - Eu queria pedir desculpas por ter quebrado sua câmera.

 Ringo abriu um sorriso de orelha a orelha, ele me abraçou e agradeceu inúmeras vezes pela câmera nova, depois ele correu até a Maureen e mostrou sua nova câmera, parecia uma criança ganhando um brinquedo novo.

 - Parece que o Ringo gostou do presente. – Disse John, ficando ao meu lado.

 Olhei novamente para o Ringo e sorri ao vê-lo tão animado.

 - Parece que sim. O que você deu a ele?

 - Baquetas novas.

 - Acho que agora eu tenho certeza que ele ficou empolgado com meu presente.

 John deu um riso fraco e apoiou o queixo em meu ombro, aquilo me assustou um pouco, eu me afastei lentamente dele e fui pegar uma bebida, John me seguiu e começou a se servir também.

 - Então, onde esta sua esposa?

 - Esta lá embaixo, conversando com a Pattie. – Olhei em volta e percebi a ausência da Pattie.

 - Quer companhia?

 - Não, obrigada. – Sorri sem graça e fui até o George, que conversava com o Brian.

 - Linds, tenho ótimas noticias. – Disse Brian.

 - Sério? Quais?

 - Um novo programa da BBC esta atrás de uma atriz e eu consegui um teste para você.

 - Obrigada Brian. – Sorri animada. – Eu sempre quis trabalhar com TV.

 - É agora que você não deixa a Inglaterra. – Sorriu George, me fazendo rir.

 - Como é o programa?

 - É sobre um homem que viaja no espaço e encontra uma garota por acaso, e essa garota, que seria você, começa a acompanha-lo em suas viagens.

 - Sério? – Ergui as sobrancelhas, em um tom irônico. Eu olhei para o George e ele tinha a mesma expressão que a minha.

 - É um enredo meio ridículo, não acha? – Comenta George.

 - Contando assim parece ridículo, mas na versão deles a história parece ser muito boa. – Diz apreensivo.

 Olhei para o George e nós dois acabamos tendo uma crise de risos, fazendo Brian ficar muito irritado, ele olha para nós e cruza os braços, enquanto espera nos recuperamos.

 - Ok, ok. – Digo, tentando tomar o ar. – Eu vou dar uma chance a esse programa, mas só por sua causa.

 - Eu tenho quase certeza que você não vai se arrepender.

 - Eu não teria tanta certeza assim. – Disse George, segurando o riso.

 Pouco tempo depois, vi três homens subindo no terraço, não eram nenhum dos Beatles ou qualquer outro convidado, eu estranhei a presença daqueles homens ali, mas me acalmei um pouco após ver seus rostos.

 - Aqueles são os Stones? – Perguntei ao George.

 George olhou de canto para eles e confirmou com um aceno.

 - O que eles estão fazendo aqui?

 - Não sei, o Ringo deve ter os convidado.

 Só apareceram apenas três da banda, o Mick Jagger, Brian Jones e Keith Richards. Eles vieram até nós para nos cumprimentar. Eu conhecia os Rolling Stones há alguns meses, mas nunca havia me encontrando com eles pessoalmente.

 - Olá. – Eles sorriem ao nos ver.

 - Oi. – Disse tímida.

 - Oi, eu nunca te vi por aqui, como se chama? – Perguntou Mick.

 - Lindsay.

 - Lindsay, eu já ouvi falar de você. – Disse Brian. – Eu acho que te conheço de algum filme.

 - Acho que sim. – Dei um riso fraco. – Eu sou atriz, e ano passado lançou um filme meu aqui na Inglaterra.

 - Ah sim, aquele do velho-oeste. – Assenti. – Eu nunca te vi, o que você faz aqui?

 - Bem, eu moro aqui. – Ri.

 - Ela é uma amiga da banda. – Disse George.

 - Você tem uma bela casa. – Disse Mick, olhando em volta.

 - Obrigada, fiquem a vontade. – Eles sorriem em agradecimento.

 - Foi um prazer conhece-la. – Disse Brian.

 - Igualmente. – Me virei para George. – Eu gostei deles.

 - Linds, não vá se iludir com eles, é melhor você só andar com a gente mesmo.

 - Ow, é tão fofo quando você fica com ciúmes Geo.

 - Eu não estou com ciúmes. – Diz irritado.

 - O que esta acontecendo? – Pattie aparece de repente, com um sorriso confuso.

 - George esta com ciúmes de mim.

 - Como assim? – Ri.

 - Ele esta com medo que eu abandone os Beatles pelos Stones.

 - Não foi isso que eu falei...

 - Por quê? Os Stones são legais. – Disse Pattie.

 - Como você sabe? – Perguntou George, um pouco surpreso.

 - Eu já trabalhei com os Stones uma vez, eles foram bem simpáticos. – George revirou os olhos. – Olha quem chegou. – Pattie sussurrou e apontou discretamente.

 Nós três olhamos e encontramos Astrid com um pacote em suas mãos, George sorri e parece não perceber, e se percebeu, ignorou, minha expressão ao vê-la e começou a chama-la para vir até nós.

 O olhar de Astrid encontrou com o nosso e ela veio sorridente até nós.

 - Olá. – Disse sorrindo. – Parabéns pela nova casa meninas.

 - Obrigada. – Dissermos juntas.

 - Onde esta o Ringo? – Brian apontou para ele e Astrid pede licença, indo até o Ringo.

 - Eu não gosto muito dela. – Comento.

 - Por quê? – Questionou George, confuso.

 - Nada, por nada não. – Sai rapidamente dali, para não precisar dar mais explicações.

 Fui até a mesa onde estavam os lanches e enchi meu prato com petiscos.

 - Já contou para o John sobre a foto? – Perguntou Pattie, aparecendo do lado, enquanto também se servia.

 - Ainda não.

 - E o que você vai fazer?

 - Eu vou guardar a foto comigo e ninguém nunca vai saber dela. – Pattie dar os ombros.

 - Acho que você deveria contar para o John.

 - Eu vejo isso depois.

 Terminei de encher meu prato e me afastei de Pattie, eu ia para um canto isolado, para comer meus lanches em paz, enquanto pensava sobre isso, mas fui impedida por Brian Jones.

 - Oi. – Sorriu sem jeito. – Esta ocupada?

 - Não. – Dei um riso frouxo. – Precisa de alguma coisa?

 - Não, estou bem. – Começou a olhar em volta. – Você tem uma bela casa.

 - Obrigada, eu comprei ela faz uma semana.

 - Há quanto tempo você esta morando em Londres?

 - Já faz um ano.

 - E esta gostando?

 - Sim. – Sorrio.

 - De onde você é?

 - Sou de Nova York.

 - Sério? Eu adoro Nova York.

 - Eu também. – Sorri. – Sinto muita falta de lá. Quer? – Ergo o prato para ele.

 Ele aceita e vamos juntos até a sacada, enquanto observamos a rua e dividimos os salgados.

 - Há quanto tempo você toca com os Rolling Stones? – Pergunto, após percebe que estávamos sem assunto.

 - Há dois anos, eu fundei a banda junto com o Mick.

 - Sério? – Sorrio e ele assenti. – Eu ouvi um disco dos Stones e curti bastante.

 - Obrigado. – Ele sorri, mas logo seu rosto muda para uma expressão mais séria.

 - O que foi? – Sorrio de canto.

 - Nada não... – Ele sorri sem graça, enquanto desvia o olhar.

 - Eu tenho quase certeza que você ia me dizer algo, fala.

 - Eu... Eu ia pergunta se você gostaria de sair comigo Sábado.

 Antes que eu pudesse responder, vejo o John se jogando no meio de nós dois, ficando frente a frente a mim.

 - Então você estava aqui, te procurei por todos os cantos.

 - Eu estava aqui o tempo todo John.

 - Então... – Brian olha para mim sob o ombro de John. – Você aceita?

 - Claro, eu adoraria.

 - Então eu te busco no Sábado.

 - Certo, depois eu passo o meu numero.

 O Brian se afasta, me deixando sozinha com John, e o mesmo me lança um olhar confuso, como se me perguntasse o que acabara de acontecer.

 - O que foi? – Pergunto, após percebe o olhar confuso de John.

 - Porque você daria o seu numero para ele?

 - Porque ele me convidou para sair.

 - E você aceitou?

 - Sim. – Digo em um tom obvio.

 - Então você vai mesmo fazer isso?

 - Sim, qual o problema? – Ele bufa, irritado. – Olha John, sua esposa esta se aproximando.

 Digo isso e me afasto, eu não sou obrigada a ficar aturando o ciúme infantil do John.

 - Pessoal. – Gritou o George, no meio do povo. – Esta na hora de cantar parabéns para o Ringo.

 Todos vão até a mesa onde esta o bolo e se juntam em torno do Ringo, George começa a cantar parabéns e todos o acompanham e começam a bater palmas.

 Depois que a musica acabou, Ringo assoprou as velas e cortou um pedaço do bolo e começa a pensar para quem vai entregar o primeiro pedaço.

 - Ringo, lembre-se que sou seu melhor amigo. – Gritou George.

 - Ringo, lembra que fui eu quem emprestou para fazer sua festa. – Gritei de volta.

 Ringo ficou divido para quem entregar o bolo, mas no final acabou entregando para Maureen e depois cortou o resto e entregou aos outros.

 - Pessoal, a festa só esta começando. – Gritou Paul, enquanto colocava um disco do Chuck Berry para tocar.

 Todos começaram a dançar ao som de Go Johnny Go, Brian se aproximou me mim animado, ele segurou minha mão e me ofereceu uma dança, na qual não recusei, e nós dois começamos a dançar empolgados.

 Após a dança, eu tive um déjà vu em relação a aquilo, vi que o George dançado com Pattie ao nosso lado, pedi licença ao Brian e puxei George para um canto.

 - Geo, você sabe se o Brian é casado?

 - Não, ele não é casado.

 - Ele namora?

 - Ah, ele tem um rolo com uma menina.

 - Bem, rolo não é compromisso. – Sorri e voltei a dançar com Brian.

 ***

 Já era quase 4 da manha quando a festa chegou ao fim, todos começaram a ir embora. Parei Brian na porta e entreguei um papel com meu numero de telefone.

 - Te vejo no Sábado. – Ele me deu um beijo no rosto e saiu.

 John foi o próximo, ele apenas disse tchau e saiu de mãos dadas com Cynthia. E logo apareceu o Ringo, animado, ele me abraçou e agradeceu mais uma vez pela festa.

 - Eu adorei Linds. – Sorri agradecida. – Bem, vejo você depois.

 - Tchau Ringo, Maureen. – Sorri, enquanto fechava a porta atrás deles.

 Havia sobrado apenas eu, Pattie, George, Astrid e Brian Epstein na casa, eu sorri ao ver o Brian ali.

 - Você ficou para nos ajudar com a bagunça?

 - Não, na verdade eu lembrei agora que precisava atualizar a agenda dos meninos e como a festa e todo o barulho já acabaram. – Eu revirei os olhos com aquilo.

 - Você precisa de ajuda? – Perguntou Astrid, indo até mim.

 - Não, obrigada, esta tudo bem. – Sorri. – Você se divertiu?

 - Sim, muito. – Respondeu sorridente.

 - Que bom. – Sorri de volta e peguei um saco, no qual usei para recolher os copos espalhados.

 - Você recebeu a foto? – Perguntou Astrid, me deixando paralisada.

 - Sim. – Engoli o seco.

 - Eu sei que não é da minha conta, mas o que você vai fazer com a foto?

 - Porque você mentiu para o John? – Perguntei, a encarando.

 - Como? – Perguntou confusa.

 - Você disse ao John que havia destruído a foto.

 - Eu destruí o filme, mas revelei uma única copia da foto.

 - Por quê?

 - Porque eu achei que você gostaria de ter uma fotografia com o John.

 - Porque você esta fazendo isso? – Pergunto um pouco sem graça.

 - Eu não sei, deve ser porque eu gosto de fotografar os sentimentos das pessoas.

 - E qual sentimento você viu quando nos fotografou?

 - Paixão, eu vi um sentimento de paixão na foto. – Ela fez uma pequena pausa. – Você realmente gosta do John?

 - Sim, eu gosto muito dele.

 - Então eu acho que já sei o que você vai fazer com a foto. – Ela sorri e recolhe sua bolsa. – Tchau Linds, obrigada pela festa. Tchau Pattie. – Gritou para Pattie, que estava em outro cômoda.

 Pattie gritou de volta e foi ao meu encontro.

 - Vocês estavam conversando?

 - Sim, mas não era nada demais, apenas falando da festa.

 - Ah...

 - O que falta ainda para limpar?

 - O terraço, lógico, e a cozinha, que ficou uma bagunça.

 Nós duas olhamos juntas para a cozinha e rimos, mais de nervoso do que outra coisa. A cozinha estava um desastre, eram copos e garrafas de bebidas espalhadas pelo chão, o fogão todo engordurado, comida pela parede, entre outras coisas.

 - Pelo menos valeu a pena, a festa foi ótima. – Disse Pattie, eu tive que concordar.

 - Bem, eu vou arrumar a cozinha e você o terraço, quando eu terminar aqui, eu subo para te ajudar.

 - Ok. – Ela diz, indo até a escada. – Ah, antes que eu esqueça, alguém vomitou no banheiro. – Ela disse, antes de subir.

 É, talvez não tenha sido tão bom assim a ideia de fazer uma festa em casa.


Notas Finais


Sim, o programa da BBC é baseado em Doctor Who, talvez até demais hausu mas eu não quis colocar Doctor Who pq senão ia ficar estranho, enfim.
Confesso que fiquei meio receosa em colocar os Stones, mas depois eu fiquei "pq não?"

Ultima coisa, eu encontrei um site onde eu posso montar looks aleatórios e fiquei "pq não montar os looks das minhas personagens e coloca na fic?" então, para quem tiver curiosidade, mas não é algo tão relevante na história

Roupa da Lindsay:https://www.polyvore.com/lindsay_ringos_birthday/set?id=226517877

Espero que tenham gostado
Até o próximo
Beijos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...