História The apocalipse - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Cher Lloyd, Demi Lovato, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Cara, Demi Lovato, Fift Harmony, Justin Bieber, Norminah Onde Direction
Exibições 67
Palavras 629
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente, não me matem. Devo explicações? DEVO! vou me explicar? Não. (Só no próximo capítulo)

Capítulo 10 - Lauren, Lauren Jauregui.


Fanfic / Fanfiction The apocalipse - Capítulo 10 - Lauren, Lauren Jauregui.

                     Lauren POV
Estava doendo, mas posso afirmar que ele ficou pior que eu. Camila era louca, ela queria cuidar dele, mas Sinu mandou ela cuidar de mim.
   Camila com cara emburrada perguntou.
_ O que você fez? É muito estupida mesmo! – gritou.
_ Sinto muito Camila, da próxima vez deixo ele ofender as mulheres. — Eu disse.
_ Estamos no fim do mundo Lauren, não existe mais machismo nem feminismo.
_PRA VOCÊ PODE NÃO EXISTIR, MAS PRA MIM AINDA EXISTE. — Me alterei e saí com o nariz ainda sangrando. Rasguei um pedaço da minha blusa para colocar no meu nariz, e fiquei sentanda, até sentir alguém sentar do meu lado.
_Oi Lauren. — Austin disse.
_Oi Austin.
_ Queria te pedir pra não expulsar a gente. Shawn não é assim, ele ficou assim depois que começou a se drogar e se meter com uns caras da pesada. — Ele disse.
_Austin, não sou eu quem decido. Mas pelo que eu vi “todas” as meninas estão caidinhas pelo Shawn, nem vai precisar de uma reunião, já sabemos que vocês vão ficar. – eu soltei.
_ Lauren, se você quiser que a gente saia a gente saí, não falaremos pra ninguém que você pediu.
_Não precisa. Avisa pra ele que se ele continuar me provocando ele vai se ver comigo. – eu disse e Austin assentiu e saiu.
Não queria ver ninguém, de certa forma eu estava meio envergonhada por ter me portado daquela forma na frente de uma criança, da Dona Sinuhe, e das meninas. Não me arrependo nem um pouco por te batido no Mendes. Já tinha passado muito tempo desde que eu me sentei lá, meu estômago já estava dando indícios que precisava se alimentar. Levantei e entrei, já estava tudo escuro. Presumi que todos já estavam dormindo. Fui pra parte onde tem queijo, presunto, e peguei uns pães, fiz 2 sanduíches, eu estava morrendo de fome. Terminei de comer e fui me deitar, esse dia foi estressante.
Acordei sentindo uma dor de cabeça, presumo que foi por causa do soco no olho. Eu pensava que não doía tanto, mas dói, dói muito. Fui pra onde tinha a mesa e lá tinha algumas frutas, danones, pães, queijos e etc.  Por incrível que pareça eu não tinha visto as meninas. Fui pra parte onde tinha televisores, aparelhos de som, e lá estavam.
_ Chegou quem não devia, acabou com a minha alegria. – Camila disse.
_ Super madura você, não é mesmo? — Rebato.
_ Não sou fruta pra ser madura. — ela diz. Depois dessa fiquei calada, e fiquei olhando o filme.
Até que senti uma mão na minha coxa, e adivinha? Era Camila, olhei pra ela e ela pareceu perceber e tirou rapidamente sua mão. O filme terminou já estava quase na hora do almoço, até que ouvimos um grito agudo. Eu peguei minha arma e saí correndo. Quando cheguei até a dona dos gritos vi que ela tinha 3 zumbis em volta dela, ela estava em cima de uma “Parede” pequena, mais um pouco e os andantes conseguiriam pegá-la. Atirei em cada um e corri e a peguei no colo e levei pra dentro. Dei água, questionei se ela estava com fome, e recebi um não. A deixei descansando. Dinah me chamou.
_ O que foi Dinah? — perguntei.
_ Não achas que já tem muita gente aqui?
_ Não acredito que estás falando pra mandar ela ir, ela está em estado de choque, ir embora não iria fazer bem para ela. Eu esperava isso de todo mundo, menos de você. — disse e saí.
Pouco tempo depois a desconhecida acordou.
_ Qual é o seu nome? — ela perguntou.
_ Meu nome é Lauren. Lauren Jauregui. E o seu?
_ Meu nome é…


Notas Finais


Quem será? Isso veremos no próximo capítulo.
(Comentem quem vocês acham que é. Quem acertar ganha um surpresa.)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...