História The Arrogant of the Lighthouse - Imagine Taehyung - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Hot, Imagine Taehyung, Lohnina, Taehyung, Taetae, Você
Visualizações 12
Palavras 973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello peaples
Desculpem a demora,
Ando ocupada e tenho outra fic para atualizar, além de atualizar as leituras de muitas fics que acompanho e outras que quero ler, vou tentar n demorar tanto, e tbm tentarei aumentar o tamanho dos capítulos
Espero que compreenda e boa leitura 😘

Capítulo 4 - A lovely boy


Fanfic / Fanfiction The Arrogant of the Lighthouse - Imagine Taehyung - Capítulo 4 - A lovely boy

Suga havia me deixado na porta de minha casa, o achei super legal, descontraído, com um sorriso doce, gostei muito dele, não foi babaca comigo como pensei que seria a primeira vista.

Abri a geladeira, pensando em ataca-la, porem não havia nada do que me interessasse, terei que colocar na lista do que irei fazer hoje, ir ao mercado, comprar frutas e verduras e depois comprar meu amado sorvete e minha nutella, não consigo ficar sem as minhas preciosas vidas.

Saio de casa e sigo a pé, até o mercado daquela região, ainda bem que é perto, pois coitadas das minhas pernas, adentro o mesmo e pego um carrinho pequeno de compras, já que não seria muitas coisas que irei comprar, a primeira coisa que peguei foi a minha Nutella, e meu sorvete de ovomaltine, meu preferido, peguei algumas verduras e frutas também.

Resolvi pegar ingredientes para fazer uma pizza, planejo convidar o arrogante/estúpido do Kim Taehyung, para jantar qualquer dia desses, por mais que eu não gostei nadinha dele, estou em dívida com o mesmo, afinal ele me alimentou e deixou ficar em sua casa.

Levo o carrinho até o caixa e vou colocando as coisas, o jovenzinho que estava no caixa, estava distraído, conversando ao telefone, pigarreio, chamando sua atenção e o mesmo ao me ver, me encara, me olha de cima a baixo e cora logo depois, achei muito adorável.

- Me d-desculpe, n-não havia visto a S-Senhorita ai. – ele gagueja, super nervoso, me deu muita vontade de apertar ele.

- Tudo bem. -sorrio e o mesmo acaba derrubando algumas coisas, acabo rindo baixinho, é uma reação totalmente adorável e compreensiva, em um adolescente com os hormônios a flor da pele, ao ver uma mulher macozinha, ,a.

- Oh! E-Eu.. Sou muito a-atrapalhado, desculpe-me. – ele sorrio tímido, mostrando os seus dentinhos, que parecia de coelhinho, tão lindo e fofo, me deu vontade de guardar em um potinho.

- Não se preocupe, eu também, sou muito desastrada as vezes.

- Obrigado por compreender Senhorita... – o interrompo.

- Me chame de S/N ou Noona, como preferir.

- Eu sou o Jungkook. – ele abriu novamente seu sorriso lindo e eu retribui. -Bom, Noona, v-você é de qual lugar?

- Do Brasil Kookie, se importa de te chamar assim?

- Oh, que legal! De maneira alguma Noona. – ele termina de passar as coisas no caixa, vejo o valor e entrego o dinheiro ao mesmo.

- Ola Jungkook! – me assusto com a voz grossa atrás de mim, viro e vejo o Taehyung. – Ah! Você de novo. 

- Sim eu de novo. -suspiro.

- Oi Tae! Resolveu sair da toca hoje? – kookie disse rindo.

- Por acaso eu sou um coelho, feito você moleque? Para viver em um toca? – Taehyung, bagunça os cabelos do Kookie, ambos riam, fiquei pasma olhando. Os dois se dão super bem, olhando assim, Taehyung nem parece com o arrogante que conheci a noite passada.

- É eu já vou indo, mas antes.... Taehyung? Posso falar com você por um instante? – ele para de brincar com o Kookie, que olhou para nós dois, com cara de interrogação.

- O que foi?

- Não estranhe o que irei dizer, e antes de negar, me escute bem, ok? Eu queria chama-lo para jantar...- ele me interrompe.

- Como? – ele me olha com os olhos arregalados.

- Eu disse para me deixar terminar de falar.

- Aish, ta bom, fala logo. – ele passa as mãos por seus cabelos, impaciente.

- É só um jantar, não é um encontro, se for isso que esta pensando, eu planejei isso, para me sentir livre de uma dívida com você, por favor entenda.

- Eu disse que não precisava agradecer, as pessoas agradecem e sentem em dívidas com pessoas gentis, e eu não fui nada gentil com você e nem pretendo ser, então esqueça isso.

- O que eu fiz para você ein? Para me tratar assim? Você pode não se importar, mas eu me importo, e mesmo você sendo um ser desprezível, sinto em dívida e quero pagar, pois foi o que meus pais me ensinaram. Então por favor, me permita.

- Como você é difícil, melhor aceitar, ou é capaz de você me encher, pro resto da vida. – Revira os olhos.

- Obrigada! Sábado no hotel perto daqui, as 20:00. Tchau Kookie, nos vemos novamente. – Sorrio pra ele que me devolveu docemente, acenando.

Saio do mercado, mas antes escuto o kookie dizer ao Taehyung.

- Seu imbecil, mal educado, como pode ser assim, com uma mulher tão bela e gentil? Ein Taehyung? Ficou louco?

 Sorrio de leve, pelo visto ele deve ter dado um soquinho no Taehyung, já que escutei o mesmo dizer um Ai, abro ainda mais o sorriso, por causa da atitude adorável do Jungkook.

Assim que chego no hotel, coloco as sacolas na pequena mesa e vou guardando as coisas que precisa ficar na geladeira para não perder, o que não precisava ficar na geladeira, deixei no armarinho.

Peguei uma maçã e comecei a come-la, escolhi ficar nesse hotel, exatamente por ter uma mini cozinha, para caso eu quizesse cozinhar, parece mais um apartamento, só que mais pequeno, é reconfortante, e por causa da visão da janela, me da uma sensação de tranquilidade, de paz.

Tomo um banho rápido, visto meu pijama, e faço um lanche simples, um misto quente para eu comer, apenas um pão de fôrma com presunto e mussarela, coloco na samdwicheira, e faço um suco natural de laranja, assim que o misto quente fica pronto, começo a comer e a beber meu suco.

Termino, lavo as coisas que sujei e sento em um banquinho, coloco a tela e alguns pincéis a minha frente e pego o lápis, iría passar os esboços do meu caderno, para a tela, no dia seguinte planejo voltar até o mar, ao pôr do sol, para pegar todas as cores.


Notas Finais


Beijinhos pessoas, até a próxima 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...