História The Avengers - Maestrina - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Agent Carter, Agents of S.H.I.E.L.D., Capitão América, Deadpool, Demolidor (Daredevil), Doutor Estranho, Gavião Arqueiro, Guardiões da Galáxia, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Jessica Jones, Luke Cage, O Incrível Hulk, Os Vingadores (The Avengers), S.H.I.E.L.D., Thanos, Thor, Viúva-Negra (Black Widow)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Dra. Helen Cho, Drax, o Destruidor (Arthur Douglas), Edwin Jarvis, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Gamora, Groot, Howard Stark, James Buchanan "Bucky" Barnes, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Jane Foster, Janet Van Dyne (Vespa), Lady Sif, Laura Barton, Loki, Maria Hill, Maria Stark, Miss Marvel, Natasha Romanoff, Nick Fury, Odin, Pantera Negra (T'Challa), Peggy Carter, Pepper Potts, Personagens Originais, Peter Parker, Peter Quill (Senhor das Estrelas), Pietro Maximoff (Mercúrio), Rocket Raccoon, Sam Wilson (Falcão), Scott Lang, Sharon Carter (Agente 13), Stephen Vincent Strange / Doutor Estranho, Steve Rogers, Thor, Tia May, Visão, Wade Willson (Deadpool)
Tags Black Widow, Bruce Banner, Bucky Barnes, Capitão América, Captain America, Clint Barton, Feiticeira Escarlate, Gavião Arqueiro, Hawkeye, Hulk, Iron Man, Natasha Romanoff, Pietro Maximoff, Quicksilver, Scarlet Witch, Soldado Invernal, Steve Rogers, Thor, Tony Stark, Wanda Maximoff, Winter Soldier
Visualizações 36
Palavras 1.590
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - The Training


Fanfic / Fanfiction The Avengers - Maestrina - Capítulo 3 - The Training

Tony: E aí, tá me ouvindo? *ele disse em um microfone e a voz dele saiu pelos arredores da sala*

Eu: Tô! *disse animada*

Tony: Ótimo. Não vamos interferir, apenas mostre o que você sabe fazer.

 Hora do show.

 Ergui minhas mãos para cima e fiz tudo tremer com meus poderes. Quando percebi que uma pequena rachadura começou a se formar no canto da sala, pensei “ok, já deu”.

Tony: Não tenha medo de quebrar as coisas, sou eu quem paga por tudo nessa torre, e como todos sabem... Meu nome do meio é “bilionário”. Então não tem nada com que se preocupar. *falou no microfone*

Thor: Na verdade seu nome do meio é Edward.

Tony: *revirou os olhos* Vou fingir que não ouvi isso.

 Ri. Em seguida, sorri maliciosamente, ficando em posição de ataque. Fiz questão de causar estragos na sala. Quebrei os vidros das janelas que ficavam lá em cima, perto do teto. Logo, as paredes estavam cobertas por rachaduras. O chão também, quando concentrei minhas mãos na direção dele e o fiz tremer. Algumas áreas do mesmo se elevaram por conta da pressão causada pela sonoridade. Parecia que tava havendo um terremoto, fi. Mó medo.

Tony: Deixa eu dar uma ajudinha. *disse mais alto, enquanto apertava alguns botões do painel da cabine*

 Ao apertar os botões, algumas partes das paredes se abriram, e surgiram plataformas com objetos aleatórios, como vasos, copos e garrafas, entre outras coisas. Quebrei foi tuuudo viado. Até as plataformas.

Natasha: Achei que você tivesse dito que não ia interferir.

Tony: Desculpa, não resisti. Agora vai ficar mais difícil, hein! *falou alto, apertando mais alguns botões do painel*

 Os objetos continuaram aparecendo, mas voando em minha direção. Ele praticamente começou a jogar os objetos em mim. Fiquei tipo, “que?!” Qual é, Tony! Tá de brincation with my face?

 Tive que quebrar os objetos no ar, e até desviar deles algumas vezes. Não consegui quebrar todos, mas boa parte deles. E alguns quase me acertaram. Fiquei cansadona.

 De repente, tudo parou, inclusive eu. O silêncio tomou conta da sala. Olhei em volta, com uma respiração ofegante, e pude concluir que: Tony teria que gastar uma grana preta para reparar tudo. Se bem que isso não é problema para ele, como ele mesmo disse, mas caralho... Quanto estrago! Nunca havia feito algo do tipo. Sinceramente, foi até bom. Tive a sensação de que tava com vontade de abusar dos meus poderes há um tempo, mas não podia porque, não é todo dia e em todo lugar que se poder sair por aí quebrando tudo com ondas sonoras que saem das suas mãos. E quando fiz tudo aquilo, é como se eu tivesse me libertado. Me senti a própria Elsa fazendo o lerigou.

 Olhei para a cabine, e os Vingadores estavam meio que... boquiabertos. ~risos risos~

 Tony começou a aplaudir. Sim, aplaudir. Já deu para imaginar como eu fiquei né? Tipo, “ah, para, eu sei que sou incrível”. Tô de zoas. Mas eu quase enfiei minha cabeça num dos buracos do chão, sério.

 Eles se juntaram num canto da cabine para conversar. Ou melhor, cochichar. Quase gritei, “quem cochicha o rabo espicha, hein!” Ok, essa é velha, muito velha. E ruim. Foi mal, gente. Tive muita vontade de ampliar minha audição para ouvir o que eles diziam. Mas seria feio da minha parte. Meu Deus... Já posso desmaiar agora?

LÍVIA OFF – TONY ON

 Aquela garota merecia uma salva de palmas infinitas. Mas tive que parar para conversar sobre ela com o pessoal.

 Nos juntamos num canto da cabine e começamos a comentar.

Eu: E aí? O que acharam? Ela merece uma chance? Eu acho que sim.

Bruce: Ela é realmente muito boa.

Natasha: Com treino ficaria ainda melhor. Percebi que ela teve dificuldades para se esquivar dos objetos algumas vezes. E também se cansou rápido.

Thor: Ela seria útil na equipe. Acho que merece uma chance.

Eu: Capitão? *todos olharam para ele* Você é o líder. Só depende de você.

 Ele pensou um pouco, mas logo cedeu.

Steve: Tudo bem. Vamos treina-la e se seu desempenho for bom, pode se tornar membro oficial dos Vingadores.

 Peguei o microfone e disse para a Lívia subir.

Eu: O cacheada! Chega mais.

 Deu um leve sorriso e subiu.

TONY OFF – LÍVIA ON

 Depois de um tempo Tony me mandou subir até eles. Socorro!!! Subi rapidamente as escadas e quando cheguei na cabine, meu coração foi a mil.

Tony: Bom, decidimos treinar você, se você se sair bem... Será uma Vingadora.

Eu: *sorri* Eu adoraria.

Tony: Se dependesse de mim, já estaria na equipe há muito tempo.

Steve: Vamos começar?

DIA 1

 Eu, Stark, Romanoff e o Capitão descemos as escadas e fomos para o centro da sala, enquanto Banner e Thor preferiram ficar na cabine, apenas observando.

Stark: Para ser uma Vingadora você tem que no mínimo saber pelo menos um pouco de artes marciais. A Romanoff é perita nisso, pode te auxiliar. Sabe alguma coisa sobre luta?

Eu: Bom... Eu já fiz aulas de defesa pessoal uma vez. Serve? Ainda me lembro de algumas coisas.

Stark: Tipo o que? Faz uma demonstração com a Romanoff.

Eu: Me lembro disso... *joguei levemente meu punho direito para perto do rosto de Romanoff, sem atingi-la* Isso... *coloquei meu braço esquerdo na minha frente simulando defesa* E iss... *quando estava prestes a dar uma leve rasteira nela, ela deu um pulo, agarrou meu pescoço com os pés, girou e me jogou no chão*

 Com os pés? Sério?!

 Levei um baita susto.

Eu: Aí... *disse deitada no chão, com dor no corpo*

 Já vi que esse treinamento vai ser uma beleza.

Stark: E depois da queda, um Vingador fica de pé. Não deitada, jogada e estirada no chão, ok? *estendeu sua mão me ajudando a levantar*

Eu: Ok...

 Aí, mereço. Fazer o que né. Se eu quero ser uma Vingadora, bora pra luta!

...

♫ Robert Randolph & the Family Band - Ain't Nothing Wrong with That

Stark: Você disse que quer aprender a lidar com seus poderes, né? Usa-los corretamente. *assenti* Descreva para mim o que você sabe fazer com seus poderes.

 Fiz cara de “o senhor já sabe, ué”, mas respondi.

Eu: Consigo destruir coisas, quebra-las.

Stark: Hmm... Sabe o que eu acho? Que você precisa pensar fora da caixa.

Eu: É o que? *confusa*

Stark: Precisa expandir mais seu pensamento. Seus poderes só destroem e quebram coisas, mesmo? Tem certeza disso?

Eu: Não sei...

Stark: Por isso está aqui. Vamos ajudar você a descobrir.

...

Romanoff: Regra número um: mantenha sempre os olhos no adversário. Tem que ficar bem atenta ao que ele vai fazer. *revirou os olhos e suspirou* Nunca desvie sua atenção dele... *aumentou o tom de voz quando percebeu que me distrai olhando para algo, que por acaso era o Capitão. Olhei imediatamente para ela* Não se distraia com coisas fúteis. Assim que seu adversário tiver a oportunidade e te vir distraída, vai atacar. *mas logo meus olhos estavam no Capitão de novo* Quando você menos esperar... Não vai ter tempo nem de pensar. *fez uma chave de braço em mim*

Eu: Ah! Meu Deus! *gritei*

Romanoff: E é claro... Regra número dois: não pense. Aja. E se for pensar, pense rápido.

*me soltou*

...

Capitão me ordenou a fazer um alongamento. Mas até então eu não sabia que era só um alongamento. Pensa numa pessoa que ficou cansada...

Eu: Ufa... *disse ofegante* Prontinho.

Capitão: Ótimo. Vamos começar o treino.

Eu: *arregalei os olhos* Peraí, a gente já não começou?

Capitão: Aquilo foi só o alongamento.

Eu: Ah, sim. É claro... *respirava com dificuldade*

 Se isso foi só o alongamento e eu já tava toda cagada, imagina o treino... Eu vou morrer. SOCORRO.

...

Stark: Vamos lá, se concentre. Seja criativa!

Eu: Isso é algo que definitivamente eu não consigo ser.

Stark: Então vai ter que aprender.

...

Romanoff: Regra número três: não pode de maneira alguma ficar com pena do seu adversário. Vai, me dá um chute.

Eu: O que? Não! Não vou fazer isso.

Romanoff: Anda, dá um chute! Me ataca.

Eu: Não posso fazer isso!

Romanoff: Seu tempo tá acabando, tem certeza que não vai fazer nada?

Eu: Como assim meu tempo tá aca... *me deu um soco na barriga e um chute na lateral da mesma, me fazendo cair*

Romanoff: Eu disse que seu tempo tava acabando.

Eu: Aí... Alguém me ajuda...

...

Eu: Eu posso... Fazer uma pausa... Por favor? *disse ofegante, depois de fazer muitos polichinelos*

 Capitão assentiu e eu praticamente me joguei no chão para descansar. Ele saiu de onde estávamos por alguns minutos, mas logo voltou me ordenando a fazer flexões. Minha felicidade durou pouco.

 Alguém me mata pelo amor de Deus.

...

 Uma parte do teto começou a se partir devido a avaliação feita anteriormente. Quando estava prestes a atingir o chão, joguei ondas na mesma e a colidi na parede da sala. Foi top.

Stark: Isso aí! Já é um começo. *sorriu*

 Ele preparou mais objetos para que eu pudesse os quebrar e também ensinou como eu poderia usar meus poderes de maneiras diferentes além de só quebrar coisas. E sabe? Existem muuitas maneiras. Romanoff continuou me espancando, mas também me ensinou alguns golpes e defesas fodas. Já tô começando a pegar o jeito de faze-los corretamente. E a tortura com os exercícios do treino do Capitão foram simplesmente terríveis. Mas valeu a pena cada momento... Foi incrível aprender tanta coisa ao lado deles. Mas não acaba por aí não, no dia seguinte teve mais!

DIA 2 [...]


Notas Finais


Oq acharam? Alguma sugestão? Comentem aí embaixo S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...