História The Baby-sitter. - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Au Pair, Babá, Charlotte, Clara, Crianças, Harry, Horan, Liam, Livros, Londres, Louis, Malik, Niall, One Direction, Original, Paixão, Payne, Romance, Styles, Tomlinson, Zayn
Visualizações 108
Palavras 1.545
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Self Inserction, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Nove


Três semanas se passaram e eu estava esgotada. Daria tudo para ficar jogada na minha cama recebendo uma massagem de, no mínimo, umas cinco horas. Eu estava muito cansada, ainda mais naquela semana, depois da conversa que tive com Zayn ele realmente acabou pedindo o divórcio, Megan aceitou, o que acabou me deixando um pouco aflita, ela estava em uma viagem o que fez com que Zayn pedisse para que eu passasse algum tempo no quarto de hóspedes para ajudá-lo melhor com as tarefas, eu não tive como negar o pedido do mesmo, por mais que meu subconsciente estivesse me pedindo para negar. Na última semana ele vinha me evitando e fugindo de mim, eu mal o encontrava em casa, mas eu ainda iria descobrir o motivo pelo qual ele estaria assim.

Após deixar Melanie na escola, voltei ao centro da cidade à procura de algum curso, eu havia decidido procurar por algum, já que agora eu teria mais tempo, em mãos, uma lista de endereços de alguns cursos que eu havia pesquisado na internet e o objetivo era ir de porta em porta, o sol quente daquela manhã não combinava nada com a chuva do dia anterior e muito menos com meu humor.

- Vai à merda, então! - xinguei em português mesmo quando me negaram o primeiro curso assim que escutaram a palavra brasileira. Hipócritas. Após andar mais um pouco, encontrei dois cursos que seriam perfeitos, se não fossem pela duração. Mais um curso negado, por não aceitarem estrangeiras, e mais dois, que, além de não ter encontrado o endereço, eu ainda havia me perdido, naquele momento, eu não fazia ideia de onde estava, avistei uma lanchonete na primeira esquina e resolvi entrar, não só para pedir informação, mas também para comer algo estava morta de fome.

- Poderia me dar uma informação, por favor? - perguntei ao atendente, que prontamente me atendeu. - Qual o nome dessa rua? - perguntei, mordendo meu lábio inferior sem graça, o rapaz deu uma risadinha fraca e me respondeu, sorri em agradecimento e fiz meu pedido, logo me virando em direção alguma mesa.

- Perdida? - escutei uma voz atrás de mim e logo me virei dando de cara com Liam, o moreno estava de bermuda, camisa e chinelos. - Escutei sua conversa e... Sério que alguém consegue se perder aqui? - ele se aproximou, rindo, prendi meu riso e respondi:

- Alô, eu sou de outro país! - me defendi, Liam imediatamente me chamou para se juntar com ele em sua mesa e não pensei duas vezes. - O que faz aqui? - perguntei, tirando meus óculos escuros e colocando minha bolsa em cima da cadeira.

- Minha casa é a um quarteirão daqui. - me respondeu. - E você? Veio me visitar? - Liam disse, convencido, e eu rolei os olhos.

- Como se eu soubesse onde você mora. - ri e logo peguei o papel com os endereços dos cursos que eu estava à procura. - Estou desesperadamente procurando algum curso para fazer... - falei, jogando meu cabelo para trás e Liam me olhava atentamente.

- Que tipo de curso você quer fazer? - debruçou seus braços em cima da mesa e o atendente nos interrompeu por um minuto com o meu pedido.

- Eu fiz metade de um curso de designer de joias, queria algo relacionado a isso - respondi, já me preparando para comer, mostrei a ele o papel com a lista dos cursos.

- Essa última aqui é uma empresa de Joias. - ele disse.

- Como você sabe? - perguntei, curiosa, mas sem tirar atenção do que eu estava fazendo.

- É da minha família, eu administro. - falou, rindo, e eu mal pude acreditar. - Se você quiser, eu posso te levar lá...

- Ai, vai ser ótimo! - nem deixei Liam terminar sua frase e ambos rimos com minha euforia.

- Mas antes preciso passar em casa... Você me acompanha? - ele perguntou, já se levantando, acompanhei Liam com o olhar e tive certeza de que qualquer uma amaria estar no meu lugar.

- Não posso demorar... - respondi, logo o acompanhando depois, chegamos ao apartamento de Liam cinco minutos depois, ele me deixou na sala enquanto foi se trocar, a casa de Liam era maravilhosamente decorada, cada espaço era preenchido com alguma coisa, eu mal sabia para onde olhar.

- Curtiu? - ele apareceu de supetão, me pegando babando pela decoração.

- Acho que estou apaixonada... - falei, rindo e olhando ao redor.

- Nossa, já? E olha que eu nem te levei no quarto, hein... - Liam brincou e eu fiz careta do comentário do rapaz. - Vamos? - concordei com a cabeça e fomos para o nosso objetivo.

Fomos em seu carro e tenho que admitir, era impossível ficar ao lado de Liam sem rir, ele realmente conseguia fazer uma pessoa se sentir bem, chegamos à empresa, Liam entrou cumprimentando todos, e logo me apresentou a seu primo, ele explicou que eu era do Brasil e que estava interessada no ramo, andei pela empresa inteira com Liam e seu primo, ambos me mostraram alguns projetos e eu lembrei o quanto amava isso, O de Liam disse que infelizmente não tinha nenhum curso para me oferecer, ainda mais com a pouca experiência que eu tinha, mas que o que ele poderia me oferecer era um estágio, meu peito se encheu de alegria, isso seria perfeito, não seria remunerado, até porque não permitiam pois eu precisaria ter concluído o curso, mas seria um estágio em que eu obteria conhecimento, ou seja, quase um curso.

- Liam, eu nem sei como te agradecer. - falei, assim que saímos da empresa.

- Eu sei... - ele falou, rindo, e eu dei um leve tapa em seu braço. - Calma, Clara... Não é nada do que você está pensando. - era minha vez de rir, passando a mão em meus cabelos.

- Eu não estou pensando em nada. - fiz uma cara inocente.

- Um jantar, que tal? - ele perguntou, galanteador, abri a boca em contestação e Liam me interrompeu. - Não precisa me responder de imediato... Agora você faz estágio onde eu trabalho e digamos que nós vamos nos ver muito. - ele explicou e eu assenti, depois de algumas explicações de Liam em como chegar à escola de Melanie eu logo fiz, buscando a pequena e voltando para casa, passei o resto do dia com a menina em seu quarto, primeiro, a ajudei com seus exercícios de casa, que não eram poucos, e depois ficamos jogando videogame. Já era mais de dez horas quando coloquei Melanie na cama depois de ter a ajudado no banho e dado de jantar para ela. Fui em direção ao meu quarto, porém antes parei em frente à porta do quarto de Zayn e senti um aperto no peito, bati duas vezes na porta e ele nem sequer me respondeu. Ousei em abrir, porém Zayn não estava ali, o que fez com que eu desse uma volta na casa à procura de Zayn, e logo o encontrei nos fundos da casa.

- Será que a gente pode conversar? - perguntei, andando pela beirada da piscina até chegar à espreguiçadeira em que Zayn se encontrava. Ele, que estava com um livro em mãos, fechou na mesma hora e se ajeitou, dizendo em seguida:

- Se tiver a ver com Melanie ou com a casa... Claro. - me encarou. Senti minha garganta fechar naquele instante e todas as palavras sumiram naquela hora, encarei a piscina e imediatamente uma noite me veio na memória, de quando eu e Zayn ficamos pela segunda terceira vez. - Então? - escutei sua voz longe.

- Zayn... - despertei do transe e me sentei na espreguiçadeira ao seu lado. - Eu quero saber o que realmente está acontecendo com você. - falei, juntando meus braços no corpo, já que o vento estava gelado e minha roupa não era apropriada para aquele clima.

- Você não tem que me saber nada. - ele disse, seco, Zayn sentou na espreguiçadeira, virando de frente para mim, suspirou e me encarou. - Clara, nós cometemos um grande erro... - ele começava e eu podia ver como ele estava inquieto. - Não sei o que deu em mim em me relacionar com você, quando, na verdade, eu tinha que ser só o seu patrão. - meus olhos já se enchiam de lágrimas de novo, porém eu me negava a chorar. - Acho que o maior erro foi meu em ter te dado tanta intimidade...

- Zayn, eu não acre...

- Eu não terminei! - ele falava, seco. Olhei assustada para Zayn e apreensiva. - Eu passei por um momento difícil na minha vida, e você estava comigo, acontece... As pessoas são fracas e eu me deixei levar. - ele continuava e eu engoli a seco, recebendo todas aquelas duras verdades que Zayn dizia. - Vamos voltar no tempo e fazer tudo certo, ok? - Zayn juntou suas mãos como se concluísse uma ideia. - Você ajuda em casa e eu sou a pessoa que te paga, fim. - finalizou, eu abri a boca para responder, mas não saiu palavra alguma, estava completamente decepcionada e abalada, mas jamais deixaria que Zayn reparasse isso. Eu não iria insistir mais, não me humilharia.

- Tudo bem... Sr. Malik. - levantei-me, dando as costas para Zayn. Se era assim que ele queria, era assim que ia ser.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...