História The Bad Boy - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Exibições 7
Palavras 1.434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie gente! Tá aí!!

Capítulo 15 - Indestrutível


Fanfic / Fanfiction The Bad Boy - Capítulo 15 - Indestrutível

--> Por: Maria.

Tudo virou chamas... Tudo foi aos ares... E ela se foi...

- Idiota!!! Por que você fez isso?!?!?! - eu gritava me ajoelhando no chão.

...

Após um tempo, me levantei e corri até longe do prédio, perto de um enorme prédio vermelho. O Prédio de Sangue. Entrei nele e logo avistei todos. Não disse nada, apenas abracei Jimin, que retribuiu.

- O que aconteceu? - perguntou - Onde você estava? - ele me soltou.

- Fui atacada por um lobo enorme... Helena o matou, mas me levou pra uma sala de tanques de ácido... Ela tentou me matar. Paola me salvou e eu matei Helena... Mas... A Paola... - não termino, pois acredito que eles tenham entendido. Suga esconde o rosto entre as mãos, chorando. Jimin me abraça com força. Namjoon mantinha o mesmo olhar frio de quando entrei.

- Princesa... Mas você tá bem? - perguntou ele sentando numa poltrona d me puxando para sentar em seu colo.

- Jimin... Ela morreu, e você está preocupado apenas comigo? - pergunto incrédula.

- Ela era minha amiga... Mas nada além disso, eu sabia que isso ia acontecer uma hora ou outra. Sempre acontece... - ele disse - Suga deve estar abalado, mas do que qualquer um... - ele sussurrou.

- Por que ele? Namjoon dizia que a amava... Ela morre e ele não dá a mínima... - falei baixinho começando a chorar - Suga e ela eram apenas amigos...

- Não. Eles eram irmãos... Os filhos dos Líderes da Clave. - falou Jimin.

- Como? Por isso ele de importava tanto com ela... Por isso ele sabia tanto sobre ela... - falei.

- Exatamente... - falou ele me abraçando. Retribui o abraço e não falei nada.

...

-->Por: Suga.

Tudo estava acabado. Eles morreram e não perturbarão mais os Nephilim's. Mas eu falhei... Prometi que protegeria minha irmã e não o fiz... Maria estava chorando abraçada a Jimin. Namjoon havia saído da sala.

- Você será um bom líder... - falou Maria Luíza sentando-se ao meu lado e me abraçando.

- Você acha? - pergunto mirando-a - Mas de que vai adiantar? A única pessoa que me amava se foi... Como todos os outros... - falei baixando a cabeça.

- Eu estou aqui... - ela disse envergonhada - Eu te amo e estou aqui...

- Eu também te amo... - eu sorri fraco e ela corou - Você fica tão linda assim... - me levanto e vou até a ela - Vamos pra sala lá em cima... Quero te pedir uma coisa... Mas temos que estar a sós...

...

--> Por: Namjoon.

Saí da sala e comecei a andar pela cidade. Senti saudades desse lugar... Me trás lembranças horríveis, mas também, ótimas lembranças. Eu caminhava perto do prédio, do qual salvei-me por minutos... Ele ainda pegava fogo, mesmo tendo passado sete horas. Me sentei em uma pedra enorme e fiquei encarando tudo pegando fogo... Aquilo era lindo...

...

--> Por: Jimin.

Eu havia levado Maria para minha casa. Ela acabou dormindo. Me sentei ao seu lado e fiquei vendo-a dormir... Tão linda, sorrio bobo. Tão minha... Acaricio seu rosto ele sento na cama ao seu lado.

- Eu te amo tanto... - sussurro baixinho para não acordá-la.

...

--> Por: Karina.

Eu estava nua, jogada na cama, chorando. "Como ele pôde?" Eu me perguntava chorando. "Eu o amava... Por que ele fez isso?"

"- Você me traiu Karina... Eu te amava... E você me abandonou naquele inferno!!! - ele gritava enquanto me pegou pelos pulsos e me jogou contra as escadas.

- Eu não podia fazer nada... - tossi - Eu estava cuidando dos seus - dei ênfase à palavra 'seus' - Filhos... - eu dizia chorando.

- Isso é mentira... Nunca tivemos nada... - falou ele com um olhar psicopata - Mas agora, iremos ter... - ele acariciou meu rosto. Mas eu senti nojo do seu toque e virei o rosto.

- Não por favor Taetae... Não... - eu chorei mais e ele me jogou na cama. "

- Ele me usou... Ele fez de mim um brinquedo... - eu sussurrei fraca. Meu corpo inteiro doía. Fui ao banheiro, me apoiando em tudo pelo caminho. Tomo um banho. A água fez meu corpo arder. Vesti uma de suas camisas, ele havia rasgado minhas roupas, abri a camisa de botões e olhou no espelho, as marcas que ele havia deixado em meu corpo. Eu choraria, se meu fôlego colaborasse. Fechei a camisa e me sentei na cama. Tudo estava doendo... Tudo ao meu redor  estava girando.

...

--> Por: Paola. (Ela vai narrar do céu?)

Tudo desmoronou... Tudo pegava fogo. Eu saí de lá antes que explodisse, tive sorte. Mas meu corpo inteiro estava machucado. Mais do que antes... Eu estava do lado de uma árvore, "fora" da cidade. Eu queria sumir... Eu queria morrer... Mas não posso... Tenho que ficar... Tenho que protegê-los...

"- Por que ele fez isso? O que eu fiz para ele?"

A voz de Karina dizia em minha mente. Não pode ser... Taehyung... - lágrimas rolam por minha face, mesmo que involuntariamente -  Eles o destruíram...

...

Passei horas andando até uma cidade humana, na Alemanha. Fui até um portal de feiticeiros - que te transportam para o lugar que você quiser, basta mentalizá-lo - E assim cheguei na escola. Sentia Karina lá... Mas também sentia Taehyung...

...

--> Por: Juliane.

Faltavam uns 45 minutos de viagem. Kook estava dormindo. Eu também estava, mas senti como se algo ruim fosse - ou melhor - estivesse acontecendo...

--> Por: Paola.

Eu estava caminhando até o quarto de Taehyung. Quando escuto uma voz...

- Pensei que tivesse morrido... - Me assustei e virei-me, dando de cara com Namjoon.

- Não vem ao caso... Me ajuda... Consegue distrair o V? - perguntei. Ele não respondeu apenas segurou meus pulsos com força e eles doeram. Ele me jogou contra a parede.

- Para uma líder... Você é bem burra... -  ele sussurrou ao meu ouvido e meu medo aumentou.

- O que fizeram com você? - perguntei quando meus pulsos voltaram a sangrar e vi seus olhos. "Possuído...", penso. "Não é ele..." .

- Nada que você não teria feito se soubesse quem sou... O que sou lhe faria matar-me simplesmente por ser assim... - ele disse com um quê de raiva nas palavras.

- O que... Você é? - perguntei pausadamente.

- Sou como você... Mas você teve sorte... Por ter sido criada para matar... - ele disse como se fosse um carma - Eu, para proteger... Ajudar... Não sei lutar como você, mas sou mais forte...

- Que porra é essa? Me solta... - falei.

Ele veio novamente até mim. Eu não sabia o que fazer. Rapidamente, segurou meus pulsos com mais força e levantou-me do chão.

- Me perdoa... - falei baixo e enfim, ele me encara - I'm sorry... I'm sorry... I'm sorry my Brother... - sussurrei e tudo veio em minha mente.

"- Me ajuda!!! - gritou Taehyung.

- O que você tem? O que é isso? - perguntava me referindo às duas asas angelicais negras que "brotavam" de suas costas.

- É o que eu sou... I'm sorry... I'm sorry... I'm sorry my sister... - ele falou e apenas o vi abrindo as asas e apaguei."

- Namjoon... Eu te amo... - Sussurro sem saber o motivo. Ele ainda estava com os olhos vazios, mas me soltou.

- Eu... - Ele começou a dar passos para trás e se escorou na parede antes que caísse no chão. "You is my first love..." Ele falou de uma forma quase inaudível.

- Namjoon fica aqui... Vou ajudar a Karina... - Falo e tento sair, mas ele segura meu braço e puxa meu braço, colando nossos corpos.

- Ele está no quarto... Não acho que seja uma boa idéia ir sozinha... - Ele fala e me encara.

- Então venha comigo... - Falo tentando me soltar dele, mas ele me segurava mais forte - Eu gosto muito de você... Não quero que se machuque... Eu vou... - ele falou indo até a porta do quarto. Antes que ele abrisse a porta, algo bate em minha cabeça e eu caio do chão.

--> Por: Karina.

Eu estava com medo. Me sentei na cama e fiquei abraçada em meus joelhos, chorando baixinho. Até ele entrar bruscamente. Ele jogou o corpo de Paola sobre uma das camas, ao lado da minha e me desesperei. Ele a matou?

- Por que você está fazendo isso Taehyung? - perguntei baixinho, e ele se sentou na cama, ao meu lado, me abraçando.


Notas Finais


....Vai ter mais! Bjs no kokoro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...