História The bad girl - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~jadc

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Castiel
Exibições 69
Palavras 1.236
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 10 - Beijo? De novo?


-Bora pedir uma pizza?- ''diz que sim, diz que sim vai! Nunca te pedi nada!''~pensei.

-Ta bom então.

-Te  amo cara!- disse e dei um abraço de urso nele e por incrível que pareça, ele retribuiu.

-Ok, ok tabua, eu se que você me ama, mas seria bom se a gente se soltasse sabe? Pra eu pedir a pizza.

-Á é mesmo. Mals ai.- disse o soltando e coçando a nuca. Ele se levantou e pegou o telefone, obviamente, pra pedir a pizza né?!- Cê já sabe né? Atum pra mim! Vou tomar banho, to me sentindo uma porca!

Assim, fui tomar meu banho no banheiro do quarto dele. Entrei no banheiro, tranquei a porta (porque do mister pegador, espero tudo), tirei minha roupa e entrei no chuveiro e a água estava quente ''perfeito''~pensei. Me permiti descansar enquanto a água que caia molhava meu corpo, gota à gota.

Tenho certeza que passei um bom tempo no banho, por quê? Porque sai do meu transe, com um certo  ruvo de farmacia quase derrubando a porta me mandando sair.

-JÁ VAI CACETE!- desliguei o chuveiro.''QUE MERDA! TU É FODA HEIN LUCY! PARABÉNS! ESQUECEU A TOALHA!''~pensei. Fui ate a porta, destranquei, abri um pouco e coloquei minha cabeça pra fora- Ruivo, lindo, gostoso por favor poderia pegar a toalha que eu usei ontem la na lavanderia?

-VOCÊ ESQUECEU A TOALHA?

-Não imagina! Fiz uma macumba mandei ela pra lavanderia e não consigo trazer de volta! *sarcasmo* E não precisa gritar! Eu não sou surda tomate!

-A é mesmo? Que bom! Também não é aleijada! Se vira beterraba!

-O QUE? O que te deu Castiel? Por favor cara! Nunca te pedi nada! Pega lá minha toalha?- fiz cara de cachorro abandonado.

-Não obrigado! Não vou pegar sua toalha pela sua falta de modos!

-Olha quem fala! O senhor educação! *sarcasmo*

-Ta vendo por que não vou pegar?! A senhorita anda muito ousada!- ele disse com um sorriso debochado

-A é assim?- ele assentiu aumentando cada vez mais o sorriso.- Vira de costas.

-Por quê?

-SÓ VIRA PORRA!

-Ta bom, já entendi!- ele se virou como eu pedi.

-Se atreva a me olhar e eu arranco isso que você chama de pinto!

 Eu abri a porta e sai rápido do banheiro, fui ate a cama dele e comecei a olhar embaixo do travesseiro procurando um cobertor

-O que você ta fazendo sua anã?

-Não ta vendo imprestável do caralho?! Procurando um cobertor! E para de olhar a minha bunda se quiser ser pai um dia!

-Parei, parei.

Peguei o cobertor que eu achei e me enrolei nele pra ir ate a lavanderia. Quando estava indo pra perto de Castiel para poder sair do quarto...

-Você não deveria andar assim na minha frente. Principalmente estando molhada.- ele disse me olhando de cima à baixo, ou sendo mais especifica, olhando meu peito e minha bunda.

-Vai se fuder la na casa do cacete seu cosplay de Ariel mal feito!- disse mostrando o dedo do meio pra ele.

-Me mostra onde é beterraba?- eu peguei um tênis dele que tinha no chão do quarto e joguei nele acertando sua cabeça- Ai porra!

-Se você continuar de gracinha, pode dar adeus a isso que ai que você entre as pernas! Me escultou bem Ariel?- ele assentiu- Que bom!- sai batendo o pé forte no chão. Fui na lavanderia, peguei a toalha, voltei no quarto me sequei, peguei minha roupa de ontem, vesti, desci, peguei minhas coisas, a pizza já tinha chegado, então peguei dois pedaços sabor atum e abri a porta da saída.  

-Aonde você vai anã?- disse ele me olhando sair

-Pra minha casa extrato!- eu falei com a boca cheia.

-A não vai mesmo! Ta tarde sua burra! Quer ser estrupada é?

-Primeiro: vou aonde eu quiser a hora que eu quiser! Segundo: oito da noite, NÃO É TARDE! Terceiro: burra, um pau bem no meio do seu cu que eu sou burra! E quarto: NINGUÉM vai sequestrar e estuprar alguém oito da noite! Sabe por quê? Porque às oito, ainda tem gente na rua mister anta! 

-Você não sabe chegar na sua casa! Esqueceu por acaso?

-Não, não esqueci! Por isso mesmo vou com sua moto!

-Como se você não tem a chave? E também não sabe pilotar uma moto!

-Quem disse que não tenho a chave?!- disse balançando a chave da moto dele, enquanto eu já estava na porta- E eu sei pilotar moto sim! E carro também! Tem muita coisa sobre mim que você não sabe tomate!

-Como você vai chegar em casa?

-Vou na escola, sei como chegar de lá!

-Me leve então!

-Hum... Não! Tchau trouxa!- ele veio ate mim correndo e me pegou. Ele ate tentou pegar a chave da moto, mas fui mais rápida e botei ente meus peitos- Quero ver agora como vai pegar a chave! Qualquer homem que se atreve a colocar a mão nos meus peitos, sem que eu deixe, é um homem morto!- comecei a dar risada da cara de cu que ele fez.- Ta bom bebe, eu te levo. Pode ate dormir la em casa hoje se quiser.

-Serio?- ele disse animado. Parecia uma criança, que os pais disseram que iriam levar ao parque. De um sorriso bobo

-Serio! Vai la encima pega uma blusa e te levo pra minha casa. Mas antes bora comer a pizza.

-Ok.

Comemos a pizza toda. Depois ele pegou uma mochila, colocou umas coisas lá, deixou MUITA comida pro Dragon. Aí nos fomos à minha casa, comigo pilotando, claro! Quando chegamos na minha casa ele ficou de boca aberta

-Hei bebezão!- falei o tirando do transe- Vai entrar ou ficar ai?- disse com um sorriso debochado

-Besta!- ele falou e eu te mostrei a língua- Olha oque faz, seu castigo vai ser duplo! Teve a primeira vez que foi na detenção e agora. Na terceira você vai ver seu castigo!

-Verdade?- disse e lhe mostrei língua de novo- Vai fazer o que? Me beijar?

-Isso mesmo!- ele disse e, em dois segundos, estávamos nos beijando ''MEU DEUS QUE BEIJO BOM!''~pensei.  Passamos um bom tempo nos beijando, nossas línguas dançavam, mas não uma valsa ou algo parecido, mas uma dança agitada e rápida, ambos queriam aquele beijo. Ambos queriam MUITO aquele beijo, como eu sei? Simples, ele me beijou com desejo, desejo que eu retribui e, só nos separamos pela falta de ar. Pela merda, pela porra, pela desgraça, pelo caralho, pelo cacete da FALTA DE AR!

-Ok... Calou minha boca.- falei, minhas bochechas estão muito quentes, devo estar mais vermelha que os cabelos dele.- er... Vamos entrar.- disse coçando a nuca.

-É... Vamos entrar.- ele disse, ainda estamos próximos, por que não me aproveitar? Te dei um selinho rápido. Por quê? Também não sei. Só sei que dei! Nós entramos e ficamos conversando e zoando um ao outro. Ate que quando eram 6:20 da matina, fomos dormir. Detalhe, fomos dormir na minha cama, os dois, só que o ''porém'' é que minha cama é de solteiro, ou seja, ele em baixo, eu em cima (AUTORA: Lucyyyyyyyyyy *carinha com malicia* //Lucy: não rolou nada sua mente poluida do cacete! //AUTORA: credo! Pra que isso jovem? Ta de TPM é? //Lucy: toma no cu! E se eu tiver mesmo? O que to tem a ver com isso? //AUTORA: TA DE TPM, TPM, TPM *diz cantando* //Lucy: vai se fuder! *revira os olhos), dormi escultando seu coração novamente.

 


Notas Finais


EAI SEUS PUTO? TUDO BELEZA?
Espero que sim! Comentem ai qualquer coisa que eu AMO receber comentários! E responder também, obvio!
BEIJO NA BUNDA GOSTOSA!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...