História The best friend of the bride - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bella Thorne, Demi Lovato, Sasha Pieterse, Selena Gomez, Shay Mitchell, Troye Sivan, Tyler Posey, Zendaya
Personagens Bella Thorne, Demi Lovato, Personagens Originais, Sasha Pieterse, Selena Gomez, Shay Mitchell, Troye Sivan, Tyler Posey, Zendaya
Tags Bella, Bemi, Della, Demi Lovato, Sasha, Selena, Shay, Troye, Tyler, Zendaya
Exibições 60
Palavras 1.051
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oie, esperar que gostem

Capítulo 1 - Capítulo 1


  Demi P.O.V

  Acordei com o barulho ensurdecedor do meu celular vibrando no móvel ao lado da cama, estiquei o braço e tateei o criado mudo, na intenção de acha-la. Porém, quando tentei me esticar mais, senti um peso em minha cintura. Abri os olhos e olhei para o outro lado, fechei os olhos por alguns segundos tentando lembrar-me do nome da loira que estava dormindo ali. Bufei ao não recordar de imediato e resolvi deixar isso pra depois, precisava ver quem estava querendo falar comigo. Me estiquei um pouco para pegar o aparelho, sem se mexer demais para não correr o risco de acorda-la, assim que consegui, assustei-me ao me deparar com a hora 09h20am.

  Merda! Estava mais do que atrasada.

  Tirei o braço da loira que estava envolto em minha cintura, com certa delicadeza para não acorda-la, ou eu teria que dar satisfações a... Ainda não lembro o nome dela. Me levantei de súbito e corri pelo quarto ainda nua em uma busca à jato das minhas roupas. Achei a calça, calcinha, sutiã e, cadê minha blusa?

  - Já vai?

  Ouvi aquela voz doce me chamar a atenção, virei de frente para a mulher nua em cima da cama, que estava me olhando com uma expressão serena e um sorriso de lado no rosto. Uni minhas sombrancelhas e cerrei um pouco os olhos, forçando minha memória para lembrando o nome dela e... isso! Sim, Ashley, nossa que cabeça a minha. Dei um sorriso fraco, me esforçando para não parecer falso, ela sorriu mais ainda.

  - Sim, já estou atrasada.

  Disse por fim e ela concordou com a cabeça. Voltei a procurar minha blusa e ouvi um pigarrear de garganta, olhei para Ashley que segurava minha blusa na ponta de  seus dedos, fitando-me com uma expressão divertida.

  - Acho que procura por isso.

  - Sim, obrigada.

  Fui até ela e peguei minha blusa, vestindo-a em seguida.

  - Então... - Olhei para ela enquanto abotoava minha calça, bati a mão to tecido para desamassa-la um pouco, depois peguei meus coturnos para calça-los - O que vai fazer hoje à noite?

  Perguntou um pouco tímida, eu suspirei. Droga, odeio esse tipo de mulher que tenta desrespeitar minhas regras sobre encontro seguidos.

  - Vou estar ocupada com algumas coisas.

  Falei vagamente controlando o tom de voz para não sair rude, pude ouvir um suspeito longo seguido de um lamento baixo vindo dela, que me fez revirar os olhos, grudenta.

  Fui até o espelho do quarto para arrumar meus cabelos do melhor modo que conseguisse, sorri com o resultado, até que não ficou ruim. Fui até o criado mudo ao lado de sua cama buscar minhas coisas.

  - Por que você não deixa essas coisas que você tem que fazer mais tarde pra lá e vem jantar comigo, que tal?

  Sugeriu com uma voz irritantemente melosa e eu revirei os olhos mais uma vez, soltando um bufo de irritação.

  - Conhece as regras Ashley, nada de encontros seguidos.

  Falei séria e ela resmungou algumas coisas que eu não entendi. E nem queria entender para falar a verdade. Afinal, todo mundo tem conhecimento das melhores regras.

  - Não pode quebrar essas regras por mim?

  Fez carinha de cachorro, eu dei um sorriso de lado para ela. Fui até a cama e apoiei minhas mãos no colchão, inclinando-me para frente antes de selar meus lábios aos dela.

  - Não quebro minhas regras, você sabe bem disso, todas sabem.

  Ela assentiu com pesar, suspirando tristemente. Me levantei rapidamente terminando de arrumar minhas roupas. Guardei a carreira no bolso e peguei meu celular para ver quem queria falar consigo. Sorri automaticamente ao ver o nome na tela.

  "Não acredito que você vai deixar o amor da sua vida com fome. Acho bom ter uma ótima desculpa, Demetria Devonne Lovato - Bella"

  Bella é a única mulher nesse mundo que pode me chamar de amor ou qualquer outra coisa que for, até porque ela é minha melhor amiga desde quando éramos bem novas. Ela tem o direito.

  E pelo visto ela vai me matar já que falou meu nome todo. Me despedi daquela loira e corri para fora do apartamento dela.

  Entrei no meu bebê, coloquei meu óculos escuros e liguei o som alto antes de dar a partida, sumindo por entre as ruas de Nova York em direção a galeria de artes de Bella, mas antes teria que dar uma passada em algum Starbucks para levar o capuccino dela. Estacionei em frente à um que havia bem perto da galeria de Bella, desliguei meu carro e tirei meu óculos antes de descer dele.

  - Bom dia, senhorita.

  A atendente me cumprimentou assim que eu parei de frente ao balcão, oferecendo-me um sorriso amigável, que eu retribui da mesma forma claro, pela educação que a minha mãe me deu.

  - Bom dia.

  Comprimentei-a amigavelmente, olhando em seus olhos, ela sorriu mais ainda ao olhar em meus olhos. Amo o efeito que eles têm nas pessoas.

  - Então, o quê a senhorita vai querer?

  Entortei a boca ao ouvir o "senhoria", mas calei-me para não resmungar algo.

  - Vou querer um café americano grande bem forte e também um frapuccino de caramelo a base de café também forte e, capricha bastante no caramelo.

  - Tudo bem.

  Ela anotou os pedidos, e sorriu mais mais uma vez para mim. Eu me dirigi até o outro balcão para pagar e pegar meus pedidos.

  - Olá.

  Uma morena que estava ao meu lado me cumprimentou com um sorriso galante, eu o retribui com a mesma intensidade, deixando bem visível meus olhos. Eles me davam um charme a mais.

  - Olá.

  Me permiti olha-la de cima abaixo e sorri com o seu belo corpo escultural, que estava coberto por um terninho social preto que me fez imaginar se ela era ainda mais gostosa sem aquela roupa toda. Quase mordi os lábios quando algumas imagens foram surgindo em minha mente.

  - Seus pedidos, senhoria.

  A atendente me entregou os pedidos e eu os coloquei em cima da bancada rapidamente para pegar o dinheiro em meu bolso, peguei uma nota de 20 dólares e entreguei para a atendente em seguida.

  - Aqui, eu acho que confundi o seu café com o meu.

  A morena que estava ao meu lado desculpou-se devolvendo meu copo, oferecendo-me um sorriso tímido.


Notas Finais


gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...