História The Best High School - Capítulo 67


Escrita por: ~ e ~Younaticos_Maah

Exibições 21
Palavras 1.793
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


ENTÃO NÉ GENTE ... QM LER ESSE CAPÍTULO ME RESPONDA UMA COISA PFV

- Vocês estão gostando da fic ?

Os últimos capítulos não tiveram nenhum comentário 😪😥😔

Capítulo 67 - Mansão ?!


Fanfic / Fanfiction The Best High School - Capítulo 67 - Mansão ?!

× Visão Taah ×

     Ao chegarmos na casa do meu avô todos se separaram, assim que descemos do carro, o motorista se ofereceu para levar os meninos até a casa do avô do Authentic, assim que eu Fechei a porta do carro o Cauê veio até mim
- A gente se vê depois ? - Pergunta o mesmo segurando as minhas mãos, eu apenas balancei a minha cabeça concordando e o mesmo me deu um beijo na testa antes de entrar no carro
- Isso é enorme - Diz Lipe entrando na casa
- Eu concordo - Diz Leandro
- Gente, cadê a Samy e a Gabrielle ? - Pergunto
- Elas vieram em outro vôo, chegam a noite - Diz Fer
- Graças a Deus - Digo meio que alto
- Crianças, chegaram a muito tempo ? - Pergunta Alguém entrando por trás da gente, então todos olhamos para trás ao mesmo tempo
- Vô - Digo indo dar um abraço nele, sendo seguida por todos
- Como vocês cresceram - Diz ele
- a Fer e a Taah não - Diz Lipe
- ei !! - Falamos eu e a Fer ao mesmo tempo
- E você Leandro, cresceu bastante desde a última vez que eu te vi - Diz meu avô
- Vô, quando nós viemos para cá da última vez eu tinha 6 anos - Diz ele rindo
- Que memória ruim a minha - Diz nosso vô "dirigindo" sua cadeira de rodas até nós, ele é tão rico que até sua cadeira de rodas é motorizada
- Venham, vou lhes mostrar os quartos - Diz ele indo até um corredor aonde tinha um elevador ... UM ELEVADOR, DENTRO DE CASA
- Meu Deus - Digo vendo aquilo
     O elevador era bem grande então cabia todos nós, assim que nós entramos ele apertou o número 2 e o elevador subiu, logo abrindo as portas e mostrando um corredor com várias portas
- Bom, o quarto 1 é da Taah e da Fer, que é o mesmo que vocês dormiam quando pequenas, só que agora está mais moderno - Diz meu avô abrindo a primeira porta do corredor e entregando uma chave para mim e outra para a Fer, quando entramos o quarto era simplesmente enorme, tinha duas camas de casal, que era como as de princesas, o quarto era todo rosa claro e branco
- Que gay - Diz Fer soltando as malas no chão e colocando sua mochila em cima da cama
- É quase igual eu me lembrava, Olha Fer - Digo indo até uma das prateleiras e pegando um porta retratos que parecia bem antigo, nele tinha uma foto minha, da Fer, do Lipe, do Leandro, do Biel e de mais dois primos nossos
- Como eu era bagunceira - Diz Fer já que na foto a mesma estava suja de chocolate e de cabeça para baixo em cima do sofá
- Olha que diferença - Digo vendo eu na foto, que ao contrário da Fer estava sentada toda arrumadinha, de perninhas cruzadas e com um laço no cabelo, todos os nossos outros primos estavam sentados em volta da gente, cada um de um jeito
- Que saudades dessa época, a gente era loirinha e bem mais parecida que hoje - Digo colocando o porta retratos no lugar
- OLHA ISSO QUE PERFEITO - Diz Fer abrindo uma pequena porta que tinha dentro do quarto, revelando um closet enorme, cheio de acessórios, e com vários lugares para guardar as roupas e sapatos, e no fundo dele tinha um espelho enorme, eu saí de dentro desse closet em quanto a Fer ficava lá admirando eu fui até a outra portinha que tinha dentro do quarto, abrindo a mesma que revelava outro closet grande e idêntico ao outro
- Meu Deus Fernanda, são Dois - Digo de boca aberta
- Não quero mais ir embora - Diz Fer se jogando na cama
- Vem, vamos ver o quarto do pessoal - Digo puxando a Fernanda fazendo com que a mesma caísse da cama
- Vadia - Diz ela com as mãos sobre o rosto
- Também te Amo, vem logo - Falo saindo do quarto e indo até a porta mais próxima, eu bati na porta
- Quem é ? - Pergunta uma voz que provavelmente seria do Lipe
- Entrega de quarto - Digo alterando a voz
- Abra por favor senhor - Diz Fer entrando na brincadeira e mudando a voz também
     Antes da porta ser aberta ouvimos vozes baixas dizendo
- Sério que aqui também tem entrega de quarto ? Que super, nunca mais vou embora
- Toma senhor, me mandaram entregar isso aqui - Diz Fer colocando a mão no bolso fingindo que ia pegar algo e mostrando o dedo do meio ao retirar a mesma
- Que merda - Diz Lipe dando passagem para a gente. O quarto dele era um pouco menor que o nosso, mas não deixava de ser chique e bonito, tinha duas camas de casal, e em uma delas estava o Biel, sem camiseta enquanto jogava no seu PSP
- Vai se vestir moleque - Diz Fer rindo
- Nada que vocês nunca tenham visto - Diz ele
- Nem parece que é nosso irmão - Digo e ele me mostra o dedo do meio
- Agora sim parece que é irmão da Fernanda - Digo me sentando na cama do Lipe
- O quê vamos fazer hoje ? - Pergunto
- Que tal ficar deitado, nesse quarto com ar-condicionado, essa cama macia jogando o dia todo ? - Diz Biel
- Que tal, aproveitar esse sol, lembrar que tem uma vida, que você ta viajando, visitar a cidade e tomar açaí ? - Digo jogando um travesseiro nele
- Vamos no quarto do Leandro ver se ele vai ir também - Diz Lipe
- Vamos - Digo indo com o Lipe enquanto a Fer ficou lá tentando convencer o Biel a ir também. Chegando lá a porta dele estava aberta e o mesmo estava colocando sua roupa no closet que ele também tinha, o quarto dele era o menor, pois era para uma pessoa só, mas tinha as mesmas coisas que o nosso, só que o nosso tinha em dobro
- Leandro ? Vamos sair para tomar açaí ? - Digo
- O quê é isso ? - Pergunta ele
- VOCÊ NÃO SABE O QUÊ É AÇAÍ ? - Perguntamos eu e o Lipe ao mesmo tempo
- Não faço a mínima ideia ... - Diz ele
- Em que mundo que tu vive ? - Pergunto
- Lá na Ilha de Delos quase não tem açaí - Diz Lipe se virando para mim
- Ah, verdade que eu fui tomar mais depois que eu fui para o Internato - Digo - Mas vamos mesmo assim, você vai amar - Digo
- Beleza, vamos umas 15:00 ? - Diz ele
- Por mim pode ser - Digo
- Ta ótimo, depois do almoço - Diz Lipe
- Para nós também ta ótimo - Diz Fer e Biel entrando no quarto do Leandro
- Ótimo, vou sair rapidinho, depois eu volto - Digo pegando o meu celular após receber uma mensagem do Marco me mandando mensagem com o endereço da casa de sua avó, me pedindo para ir até lá a pedido do Cauê
- Vai aonde ? - Pergunta a Fer
- Encontrar o Cauê - Digo
- Huuuuuuum - Dizem todos em coro
- Você não vai desfazer as malas ? - Pergunta Fer
- Depois eu faço isso - Digo saindo do quarto do Leandro e indo até o meu.
     Como estava bem quente aqui na Bahia, eu coloquei um vestido " curto " florido branco, com um cinto que era fino e marrom claro acima da cintura, coloquei uma sandália simples e peguei a minha bolsa, que estava com dinheiro, documentos e meu carregador. Eu saí e pedi um Uber, que era tipo um taxi ... Dei o endereço para o mesmo que me deixou em frente ao endereço. Lá era uma casa mais no estilo " cabana " parecia bem uma chácara. Então eu fui até a entrada e chamei o Cauê, e o mesmo logo veio atender ... Ele estava sem camiseta e de bermuda jeans
- Entra - Diz ele abrindo o portão
- Cadê o Authentic ? - Pergunto
- Ta lá em dentro com a vô dele - Responde o Cauê
- Pra que me chamou aqui ? - Pergunto
- Por que eu sinto que você ainda não me perdoou e ta evitando falar comigo - Diz ele
- Olha, não é bem assim ... - Digo me virando para ele, já que eu estava de costas indo em direção a casa da avô do Authentic
- Eu sei que você está com medo que eu esteja mentindo para você, mas eu juro que eu não sei o que está acontecendo - Diz ele vindo até mais perto de mim
- Ta Cauê, olha vamos esquecer isso - Digo passaando os braços em volta do pescoço dele, já que ele era mais alto que eu
- Ok me desculpa por aquele dia tá - Diz ele passando os braços em volta da minha cintura e me dando um beijo, eu apenas dei um sorriso sem mostrar os dentes. Depois de um tempo nós ficamos lá com o Authentic, eu conheci a avó dele conversamos bastante até que eu vi no meu celular que já era 14:45 e eu tinha que sair com o pessoal
- Tenho que ir - Digo me levantando do sofá
- Mas já minha fia ? - Pergunta a Avó dele
- Eu tenho que sair Dona Rosa, mas foi bom conhecer a Senhora - Digo dando um beijo na bochecha dela
- Essa menina é um anjo, essa é para casar - Diz a avó do Authentic olhando para o Cauê
- Quem sabe daqui uns 70 anos - Diz ele rindo e me acompanhando
- Vai nessa, quando sairmos da escola e eu fizer a minha faculdade você vai implorar para casar comigo - Digo rindo
- Ata - Diz ele rindo também
- Vocês vão tomar açaí com a gente ? - Pergunto
- Vamos, me passa o endereço do seu avô que depois nós vamos lá - Diz ele. Eu apenas anotei o endereço do meu avô em um papel e entreguei para eles
- Antes das 15:20 quero vocês lá, se não vamos sem vocês - Digo e ele apenas concorda
     Quando eu cheguei em casa a Fernanda e o pessoal já estavam prontos, menos o Biel que estava com preguiça de se arrumar, então estava indo aos poucos


Notas Finais


Próximo Capítulo -
Quarta - Feira ( 26 )

Próximo ADP -
Hoje ás 13:00


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...