História The Best Striper - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Felipe Z. "Felps", Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Felps, Mike, Pac, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Mitw
Visualizações 147
Palavras 985
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Lê aí

Capítulo 1 - 16:50


*Mikhael Linnyker*

16:50 da tarde, 10 minutos e eu finalmente vou estar livre desse inferno. Eu já poderia estar indo, porém estou esperando a minha secretaria trazer uns papéis que eu tenho que assinar ainda hoje. Ela esta demorando demais! É só ela Ir no andar de baixo buscar! Qual a dificuldade em?! Depois é demitida e não sabe porque. Todos inferiores a mim são incompetentes, inúteis! Logo ouço batidas na porta. Finalmente!

- Sr Linnyker?

- Fala Vanessa.

- Desculpa o Sr Felipe estava resolvendo um problema e...

- Não me de explicações, me de as folhas pra eu assinar pra eu poder ir embora daqui. Agora saia da minha sala.

Ela não fala nada e apenas se retira, deixando os papéis em minha mesa. Deixa eu assinar logo isso pra ir embora daqui. Assino os papéis, e me levanto rapidamente pra guarda-los em minha pasta. Porém do meio dos papéis caiu um cartão preto com detalhes prateados. "Fuck U Betta" Como isso veio parar aqui? Bom eu não sei. Não me importo. Eu só sei que agora eu ja posso ir embora daqui Finalmente! Eu já havia guardado tudo em minha pasta. Estava indo sair da minha sala quando o infeliz do Felipe aparece.

- Eae Mike!

- Oi Felps. Fale 

- Eu vim te convidar pra sair, bora?

- Pra onde? 

- Uma festa. Meu namorado trabalha lá, topa ir?

- Topo. E que namorado, que você não me falou?

- Ah, o amor da minha vida. A gente se conheceu faz um tempo já, e eu percebi que amava ele, E ele também então a gente namora. Eu pedi ele em namoro. O nome dele é Rafael, mas ele prefere só Rafa ou Cell.

- Que bonito... queria eu, achar um amor quer amasse não pelo meu dinheiro, e sim por mim.

- Um dia você acha, Mas e a Ster?

- Aquela piranha interesseira?! Eu to foda- se pra ela, vou terminar com ela depois. Agora vamos logo pra essa tal festa.

- Ok, Senhor Linnyker. Haha

/Quebra do Tempo/

- Felps? A gente tá indo muito longe. O que você tá aprontando?!

- Calma Mike. A gente já tá chegando, é naquela casa ali na frente.

A casa parece uma balada por fora, ela é totalmente preta, com detalhes pratas, eu já vi isso em algum lugar...caralho o cartão! O cartão é daqui. Isso não é balada porra  nenhuma! 

- Felps! Isso aqui não é Balada Porra nenhuma! Isso é uma casa de show de strip-tease! Então aquele cartão que estava no meio dos papéis que você mandou eu assinar era seu?! Filho da Pu...

- Calma! Eu sei eu sei, Mas eu não podia vir sozinho! Cara vai que você gosta daqui?! O melhor Striper do país trabalha aqui. E ainda bem que você ta com o cartão assim a gente pode entrar. O cartão é um passe livre que o Cell me deu.

- Cara você não presta. Me leva daqui! Se eu soubesse que você ia me trazer em um Show de Strip-tease eu não teria vindo!

- Por isso mesmo que eu não te falei! Agora vamos! Eu acho que você vai curtir.

- Eu vou mas eu fico no máximo, uma hora!

- Tá bom... Vamos!

Eu e ele saímos do carro e fomos em direção a porta, mostramos o cartão ao segurança que logo deixou a gente entrar. Felps já foi correndo ao bar pra encontrar o seu amor. A musica tocava alta, homens e mulheres dançavam e observavam alguém dançar em um palco. Vou me aproximando e vejo um garoto de pele pálida, olhos negros, cabelos negros, com um short jeans preto, um cropped preto, e uma gargantilha com espinhos de prata. Ele sensualisava em um poste de ferro enquanto tanto quanto homens e mulheres gritavam e aplaudiam. Eu sei que parece errado mas eu não consigo desviar os olhos da bunda enorme dele. Meu Deus! 

- Pelo visto você não vai querer ir embora...

Felps chega por trás de mim colocando seu braço envolta de meu pescoço 

- Quem é esse garoto no palco?

- Tarik Pacagnan, o melhor striper do país, gostou dele né?

- Ele é bonito...

- Bom não faz meu tipo. Agora eu tô indo ficar mais com o Cell.

Ele vai se distanciando de mim até chegar no bar. Volto a olhar o garoto cujo nome Tarik qua rebolava ao som de funks pesados. Logo os seus olhos vem de encontro com os meus, seus olhos negros pareciam ler meus pensamentos. Uma sensação boa porém estranha. Alguns minutos depois ele desce do palco sendo substituído por uma garota, seu nome... Camilla se eu não me engano Eu já conhecia ela. Como? Ela namora uma grande empresária qua trabalha em minha empresa, no caso Vice-presidente da empresa. 

Saio de meus pensamentos com o garçom do lugar me chamando. Em sua bandeira havia um bilhete, pego o mesmo agradecendo o garçom. 

*Bilhete on*

Gostou do Show? Vem até o Camarim 157... quero te conhecer melhor.

- Tarik Pacagnan

*Bilhete Off*

Eu sinto que ir até lá seria errado mas eu vou. Apartir de agora eu não me responsabilizo pelos meus atos (Se vc n se responsabiliza não vai ser eu que vou me responsabilizar) vou em direção aos camarins, o segurança deixa eu passar assim que mostro o bilhete. Bato na porta, sendo atendido por um entre.

- Oi Mikhael...

- Como sabe meu nome?

- Como não saberia? Um dos maiores empresários do mundo... Eu te reconheceria em qualquer lugar, com esse corpo feito pelos deuses.

- O-Ok...

Ele vem andando até mim, ele rebolava de um jeito que me deixava louco de prazer... Eu queria parar mas não dá ... ele ia me encuralando até a cama. Chegando no pé de sua cama ele me empurra me fazendo cair de costas em seu colchão.

- Você vai ter a melhor noite da sua vida...

Ele diz engatinhando até mim, sentando sobre meu membro que estava completamente ereto. 

- T-Tarik...

- Me chama de My Baby... haha você não sabe a quanto tempo eu tô esperando por essa noite...




 








Notas Finais


Mds eu amei!! Legal que eu to desde de 6:00 escrevendo nas aulas... E na de português eu e minha amiga fomos expulsas de sala pq a gnt tava flnd e mexendo no celular kkkkkkk bjs até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...