História The Best Stripper - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin Mahone
Personagens Austin Mahone, Kylie Jenner, Personagens Originais
Tags Austin Mahone, Criminal, Kyustin
Exibições 69
Palavras 687
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Festa, Hentai, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura amores e desculpa pela demora e pelo tamanho.

Capítulo 11 - Less Anger


POV'S Katherine

— Então chefinho, está gostoso? – beijei a bochecha dele.

— Sim Kat, mas o por que de me agradar agora? Se está achando que eu vou deixar você sair daqui ou te deixar escapar está enganada – ele disse me olhando.

— Nossa Austin, to tentando te agradar e você ai sendo egoísta – bufei.

—Menos raiva Katherine, eu ainda posso te machucar – apertou minha coxa.

— Não estou com raiva Austin. Só quero te agradar e você ainda me trata mal – olhei pra ele.

— Ah, e por causa de um café da manhã tenho que te amar? Vai ter que se esforçar mais babe – subiu sua mão para a minha virilha, mexi a perna e coloquei uma fruta na boca dele.

— riu — Estressadinha – beijou minha nuca, e eu arrepiei.

— Você não respondeu minha pergunta Austin.

— Está ótimo Katherine – revirou o olho.

— O que mais posso fazer por você? – me arrumei em seu colo de propósito.

— Uma massagem por todo o meu corpo, quem sabe? – mordeu minha orelha.

— O que você quiser babe – sorri.

POV’S Austin

Katherine está muito estranha, ela nunca ia me tratar assim sem um motivo. Ao menos que ela esteja percebendo que me ama! Não vou negar, ela me amando seria bem legal, poderia ter ela pra mim de verdade, mas também é muito estranho porque nunca nenhuma mulher me amou além da minha mãe. E então eu não sei como seria, mas se for que nem a Kat está fazendo, que é me tratar bem, eu até que posso repensar na ideia.

O fato de eu amar alguém nunca irá acontecer, eu sei e assumo, eu sou afim da Katherine mas do que sou das outras putas, mas não chego a amar, e nem vou. Amar só a minha mãe e minha irmãzinha, falando nelas, estou com saudades, vou lá na casa delas.

— Kat babe, esquece a massagem, sei de outra coisa que pode fazer por mim.

— Diga – me olhou, ah como amo esses olhos.

— Se troca e esteja lá em baixo em cinco minutos.

— Se trocar pra que?

— Vou na casa da minha mãe e você vem comigo – fui para o meu guarda-roupa.

— Ok – saiu.

Me troquei e desci, Katherine já estava lá em baixo, que vadia obediente. Sai e fiz gesto para ela me seguir, entrei no carro e esperei ela entrar, ela entrou e então dei partida e fui em direção a casa da minha mãe.

Quando chegamos Julie estava lá fora com suas bonecas, fazendo possivelmente o almoço delas, é muito bom esse espírito de criança que existe nela, é como se essa casa fosse outro mundo.

— Julie meu amor – falei e quando ela olhou para mim, levantou e correu para os meus braços.

— sorri — TATOOOOOO QUE SAUDADE – me abraçou forte.

— Verdade minha boneca. A mamãe tá lá dentro? – coloquei ela no meu colo.

— Uhum, ta fazendo comidinha – sorriu sapeca.

— Hmmmm que gostoso. Você tá fazendo? – olhei pras panelinhas.

— Uhum, depois você vai comer né? – disse feliz.

— Vou sim meu amor, agora deixa o tato ir lá dentro – coloquei ela no chão.

— Ta bom – viu a Katherine e correu nela, esqueci que elas se amam.

— Ooi princesa – Kat falou sorrindo e abraçou ela.

Elas ficaram conversando e eu fiquei só observando, é incrível como a Katherine é ótima com crianças, cheguei até em pensar a gente com um filho, mas isso seria pior que um pesadelo.

Balancei a cabeça esquecendo os pensamentos e entrei na casa, minha mãe estava na sala escorada no sofá enxugando uma panela. Ela me viu e sorriu.

— Filho, veio para almoçar? – veio em minha direção.

— Não foi nada planejado, mas se tiver comida pra dois eu almoço – sorri e a abracei.

— Dois? – me olhou confusa.

— Sim, a Katherine está lá fora com a Julie – sorri sem percebi e minha mãe me olhou com uma cara estranha.

— Que foi? – a encarei.

— Nada filho – sorriu e Kat entrou.

As duas se cumprimentaram e minha mãe foi para a cozinha. Fui chamar a Katherine para sentar perto de mim, mas ela passou reto e foi para a cozinha possivelmente ajudar a minha mãe, pelo jeito que ela é toda educadinha.


Notas Finais


Amo vocês e até o prox cap <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...