História The big hero 6 e a Wondergirl - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Hero 6 (Operação Big Hero)
Personagens Alistair Krei, Baymax, Cass, Fred, Go Go Tomago, Hiro Hamada, Honey Lemon, Personagens Originais, Professor Robert Callaghan, Tadashi Hamada, Wasabi
Tags Alienígena, Operação Big Hero, Yahyel
Exibições 10
Palavras 636
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - Capítulo 17- Investigação


 

Saimin on

 

Eu saía de Ravenswood, peguei o carro e dirigi até San Fransokyo, mais precisamente, Sanatório Ravenscar.

 

Já eram cinco da manhã, e eu precisava ser rápido antes que alguém percebesse.

 

Abri o porta-malas, e peguei os galões de gasolina e os fósforos.

Bastava alguns litros de gasolina e um mísero fósforo... Para que tudo aquilo queimasse. Derramei toda a gasolina ao redor do Ravenscar e dentro do porão, que tinha uma passagem secreta. Depois do trabalho feito, fui para Ravenswood.

 

Saimin off

 

Ivy on

 

Eram cinco horas da manhã quando Skully me ligou.

 

Ligação on

 

— Ivy, preciso que venha agora até o sanatório Ravenscar. Ele está pegando fogo.

 

— Ravens... Ravens o quê?

 

— Ravenscar, Ivy. Eu te mando as coordenadas.

 

Ligação off.

 

Eu vesti o meu uniforme, e saí de casa. Quando cheguei no Ravenscar, eu percebi por que Skully me chamou. O incêndio era enorme. Uma fumaça escura cobria todo o lugar. Atirei algumas esferas de gelo, mas não foi o bastante. Comecei a concentrar esferas de gelo e atirar no incêndio. Estava funcionando. Só que com cada esfera atirada, eu ficava mais fraca.

 

Só faltava mais uma... Atirei a última, que apagou o fogo.

Eu estava no meu limite, muito cansada.

Pousei lentamente e várias pessoas aplaudiram.

 

Retribuí com um sorriso.

 

Quando eu estava saindo de lá, percebi que os Big Hero 6 me observavam.

 

— Olá amigos. Saudades?— Eu disse em um tom sarcástico.

 

— Não. — O líder disse, sério.

 

— Okay, mas... Onde está o outro amigo de vocês? Aquele que usava uma fantasia...

 

— Não é da sua conta.

 

— Afinal... Por que vocês me o odeiam tanto?

 

Todos me olharam em silêncio.

 

— Ah, os humanos... Sempre tão burros!

 

Saí de lá e fui até a base na área 51.

 

— Ótimo desempenho, Ivy

 

— Obrigada, Rosetta.

 

— Ivy, antes que eu me esqueça, Skully está esperando você na garagem. Els disse que era algo sobre All Stair.

 

— Certo, já vou indo.

 

Quando cheguei na garagem, Skully me esperava ao lado do clássico Ford Escort.

 

— Entre.

 

— Pra onde vamos?

 

— Orfanato da Srta. Peregrine.

 

Quando chegamos ao orfanato, uma mulher abriu a porta.Ela usava um vestido preto e um chapéu com uma pena. Acho que deve ser a Srta. Peregrine.

 

— Olá, eu sou a Srta. Peregrine. Quem vocês são?— Ela disse.

 

— Eu sou Diana Skully e essa é Ivy Hamada.

 

— O que querem?

 

— Somos detetives. Estamos investigando sobre uma criança.

 

— Ah, sim! Entrem.

 

— Diga-me, onde fica o arquivo?

 

— Arquivo?

 

— Onde guarda os registros das crianças que passaram por aqui?

 

— Sigam-me, é por aqui.

 

Nós a seguimos por um corredor estreito, que no fim dele tinha uma porta de mogno com uma maçaneta dourada.

Ela abriu a porta.

 

Era uma biblioteca com várias estantes. Também tinha um suporte com um livro enorme.

 

Ela aportou para o livro e disse:— É aquele ali. Fiquem á vontade. Já volto.— Ela saiu e fechou a porta.

 

Passamos alguns minutos folheando as páginas do livro até chegar a um dia após o dia da queda.

 

— Não tem nada aqui.

 

— Tente um dia depois.

 

— Bom, só tem uma criança, mas não é o Comandante.

 

— Não?

 

— Então quem é?

 

— Um tal de Alistair.

 

— Alistair. Só uma dúvida, por quem ele foi adotado?

 

— Melissa Krei e Yan Krei.

 

— Alistair Krei.

 

—Isso mesmo.

 

— Skully, você não acha que...

 

— Talvez.

 

— Só tem um jeito de saber.

 

— Como?

 

Me teleportei até o porão fui até a minha mala. Procurei um livro chamado: "Governantes de Volula— Atualizado" e voltei para a biblioteca.

 

— Aqui está.

 

— O que é isso?

 

— Todos os governantes de Volula até o dia que chegamos na Terra.

 

— Pra quê?

 

— Me diga, se parece com Alistair Krei? — Eu disse, mostrando a ela a foto do comandante Al Stair.

 

— É, eu vejo algumas semelhanças...

 

— Sabe o que isso significa, Skully?

 

— Não, o quê?

 

— Que nós achamos o Comandante All Stair.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...