História The Bitches Story - Capítulo 17


Escrita por: ~ e ~loservampire

Postado
Categorias Originais
Tags Bitches, Colegial, Escola, Hot, Meninas, Paixões, Segredos
Exibições 9
Palavras 1.445
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi gente, é estamos a muito tempo em Hiatus mais isso costuma acontecer quando mais de duas pessoas resolvem escrever juntas. Depois de uma convergência enorme entre as opiniões de como a fanfic deveria continuar e a falta de comprometimento da parte de outras pessoas eu e a Senhorita Clarke resolvemos continuar com a fanfic para vocês, vcs realmente merecem um final para ela. Então é isso TBS está oficialmente entrando em fase final, espero que continuem com a gente nesses ultimos momentos.

Capítulo 17 - It's time to start over.



                                                                                                         Capítulo 17 - It's time to start over.

Tudo estava acabado, eu estava acabada na verdade, meu irmão e Rachel cochichavam nos bancos da frente e de vez enquanto me olhavam pelo espelho do carro, parei um minuto para repassar os últimos acontecimentos, minha bochecha latejava e em certo ponto abrigava um arranhão causado pelas unhas de Sarah. Meu vestido estava aos trapos, rasgados em diferentes lugares e meu cabelo estava completamente desgrenhado. Assim que o carro parou, arremessei eu corpo porta a fora e voei pela casa em direção ao meu quarto, me tranquei no mesmo no momento em que coloquei meu corpo completamente dentro e só então nesse momento pude respirar, olhei para o mural de fotos e não contive o suspiro de derrota, em todas as fotografias existia algo que me remetia tanto ao Ed, quanto a Sarah.

Caminhei até o banheiro e pus a banheira para encher, me despi devagar deixando que a minha roupa desliza-se pelo meu corpo e descesse de encontro ao chão. Entrei devagar na banheira deixando que a água envolve-se meu corpo, a alta temperatura que a mesma tinha fez com que todos os nervos abrigados no meu corpo adormecesem. Afundei a cabeça na água e fiquei a encarar o teto turvo por causa da água, voltei a me sentar depois de um certo tempo e puxei o ar com força, encostei a cabeça na banheira e permiti que meu corpo relaxa-se, ouvi batidas na porta:
 

– Lirio, a mamãe acabou de ligar e pediu para avisar que volta depois de amanhã.

– Tudo bem.
            – Eu vou na cada do Brad ver como ele está, vai querer algo da rua?

– Não, mas valeu por perguntar. - ouvi a porta da sala sendo fechada e depois ouvi o barulho do motor do carro do meu irmão sendo ligado, depois a acelerada no final da rua e enfim estava sozinha.

Sai da banheira, me sequei, fiz um coque no cabelo ainda molhado, peguei a camiseta do time do ano passado e me vesti, em mim a camisa parecia um vestido e a até o meio das minhas coxas. Desci as escadas e rumei para a cozinha, preparei uma panela de brigadeiro, fui até a sala com a panela em mãos e a colher aposta. Apoio ambas na mesa de centro e pego o DVD de "as meninas malvadas", voltei para o sofá e me entreguei fervorosamente a panela de brigadeiro enquanto recitava as falas do filme. Meia panela de brigadeiro e algumas lagrimas mais tarde e eu já me sentia a própria Regina Georgie, uma rainha destronada. O som da campainha me alarmou, pausei o filme e pulei do sofá, alcancei minha carteira em cima da mesa e corri em direção a porta, já imaginando que fosse o entregador de pizza, abri a porta e para a minha surpresa no lugar do entregador baixinho do boné engraçado estava o dono do par de olhos mais castanhos que eu conhecia, Aiden segurava a pizza com uma das mãos e com a outra bagunçou de leve os cabelos, ele sorriu de lado quando seus olhos se cruzaram com os meus e detectaram a confusão neles.

–  Passei para ver se estava tudo bem depois de hoje cedo. - ele disse mordendo levemente o canto da boca.
 

–  Ah! Tá tudo ótimo! O que faz com a minha pizza nas mãos?
 

– Paguei pra você.- ele me entregou a caixa.

–  Ah! Então entre e coma um pedaço comigo. - sua cara não era de quem ia aceitar o convite. - Ah, qual é Aiden, depois de tudo que eu passei hoje me fazer companhia enquanto eu como uma caixa de gordura não vai ser nenhum castigo a você. - entrei em casa sendo logo seguida por ele.

Ainda se jogou sobre o sofá e colocou os pés sobre a mesa de centro, apertou o play, coloquei a pizza sobre a mesa, abri a caixa da mesma revelando um cheiro maravilhoso, peguei um pedaço com as mãos e acabei por devorar o mesmo enquanto voltava a prestar atenção no filme. Depois de algum tempo comecei a sentir minha nuca queimar, no momento em que virei o rosto encontrei Aiden me encarando de uma maneira nunca vista antes por mim, no canto do rosto um sorriso bobo aparecia timidamente.

– Porque está me olhando desse jeito? - perguntei enquanto abaixava a fatia de pizza colocando-a sobre a caixa.

– É que eu adoro te ver desse jeito! - ele mexeu levemente no cabelo.

– Desse jeito como? Toda desgrenhada? - perguntei rindo.

– Tão real Kate, sendo tão você. Depois de muito tempo eu finalmente estou vendo a garota por quem me apaixonei. - o sorriso dele aumentou e um choque percorreu meu corpo.

– Se contar para alguém que me viu nesse estado, eu nego. - a risada dele ecoou pela sala e só depois eu percebi que finalmente havia conseguido sorrir de verdade.

–  Não sei por que esconde esse seu lado Katherine, é o que você tem de melhor, deveria o mostrar mais vezes. - depois de dizer isso ele se aproximou e uniu nossos lábios, o beijo começou calmo e era nítido que ambos tentavam passar o quanto sentiam saudades um do outro.

Segurei sua nuca e entrelacei meus dedos em seu cabelo, acariciei sua nuca ao passo que ele aprofundava o beijo, as coisas começavam a esquentar quando a porta da sala se abriu revelando meu irmão um tanto confuso, sua cara seria ilária se eu não estivesse morrendo de vergonha. Empurrei Aiden para longe e o mesmo logo apanhou uma almofada colocando sobre o colo. Meu irmão entrou em casa a passos lentos, me deu um beijo carinhoso na testa e cumprimentou Aiden rapidamente subindo as escadas logo em seguida, no momento em que o barulho da porta la de cima se fechando ecoou pela casa a gargalhada de Aiden recuperou minha atenção, ele olhava para mim e ria como se fosse uma criança, acabei rindo junto com ele sentindo por um momento que tudo poderia voltar a ser como antes. Mais tarde levei-o até sua conhecida moto, deixei que ele me beija-se outra vez, precisava matar a saudade daquela boca, quando o beijo terminou ele olhou nos meus olhos e disse:

– Sabe ruiva, vai ser bom não precisar esconder das pessoas que você é a minha garota. - seu sorriso era tão grande que consigo pensar na dor que causava em seu rosto.

– Acho melhor você ir logo garoto, antes que acabemos nos atracando no jardim da minha mãe. - colamos os lábios novamente, depois ele subiu em sua moto e acelerou em direção a sua casa.

Semanas haviam passado e finalmente a minha briga com Sarah havia deixado de ser noticia, tal como o anuncio de que eu e Aiden estavamos juntos. Nas ultimas semanas esbarrava com Sarah pelos corredores, ela estava mais branca que o normal e muito magra para uma mulher grávida.
 

Estava sentada na arquibancada assistindo o treino do time de futebol, o treino das lideres ja tinha acabado e nos ultimos dias eles não tinham sido nem um pouco parecidos com os de antigamente, fui arrastada de meus pensamentos quando o apito do treinador soou e os jogadores foram liberados, pulei das arquibancadas e caminhei até os mesmos sendo recebida pelo corpo suado do meu namorado que logo colou seus lábios nos meus.

 

–  Que isso cara, esqueceu que eu to aqui? - a voz do meu irmão fez com que nosso beijo se quebrasse, me afastei de Aiden e caminhei até Dean dando um beijo na bochecha do mesmo. 

– Como pode ser tão ciumento hein irmãozinho? 

–  São só os meu deveres de irmão mais velho lirio. - ele beijou o topo da minha cabeça enquanto me abraçava de lado.

– Bom, vamos nessa ruiva? Eu te deixo em casa hoje. - Aiden me perguntou ja me puxando para perto do seu corpo novamente. 

–  Vamos, Cla... - minha fala foi interrompida pelo toque do meu celular. –  Um minuto meninos. 

LIGAÇÃO ON

– Alô, a Senhorita Roden está? - uma voz desconhecida soou do outro lado da linha.

–  É ela mesma, quem fala? 

– Senhorita Roden, detestamos encomoda-la mais o seu numero foi encontrado como contato de emergencia no celular de uma menina chamada Sarah. Lamentamos informar mais ela foi encontrada desacordada e a encaminhamos para a emergencia do hospital local, não sabemos informar sobre o estado dela.

Foi então que de repente, tudo rodou em camera lenta, meu estomago ficou dando voltas e da unica coisa que me lembro foi de sair correndo em direção a rua, fazer sinal para um taxi e entrar nele ignorando todos os gritos pelo meu nome.

Minha amiga precisava de mim. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...