História The Bizzle - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Exibições 112
Palavras 2.841
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Ps : Kelsey na capa do capitulo

Capítulo 7 - Capitulo 7


Fanfic / Fanfiction The Bizzle - Capítulo 7 - Capitulo 7

Capitulo 7 

Point Of View Kelsey Jones 

Eu estava sentada no ultimo degrau da escada, tentando ouvir a discussão que acontecia na sala. A gangue de Bizzle estava em um grande conflito por não saber o que fazer em relação a mim, a maioria estava a favor de me matar e confesso isso me deixou extremamente assustada, apenas Alfredo (que havia descido faziam alguns minutos já que até então ele estava aqui comigo) e Ryan que eram contra essa ideia de me matar. Em um ponto de vista geral, eu era vista como um problema, e eu sabia disso. E isso era o que mais me dava medo.
Escutei uma porta sendo aberta no andar de baixo, fazendo todos ficarem quietos, escutei barulhos de saltos e em seguida a voz da pessoa em questão ecoou pela sala 

-Oi gente_disse aparentemente animada_-Nossa que clima pesado o que aconteceu?

-Estamos tendo uma reunião_Ryan a respondeu pacientemente_

-Na sala? Por que não no escritório? E uma reunião sem o Bizzle? Ele vai ficar furioso se souber disso_sua voz transparecia desconfiança_

-Kayla, ele teve outro surto_se não me engano essa era a voz de Chaz_

-De novo? Vocês ainda não sabem o porque desses surtos? Os motivos, as razões? 

-Não, o que sabemos é o que todos escutam. Ele fala do pai dele e depois fala sobre o amor que era pra durar pra sempre, alguma coisa assim_Alfredo disse intrigado_-Ele nunca me conta a real história...

-Hm...ta...olha eu já venho pra reunião tá eu só vou tomar um banho e ver como o Bizzle está e eu já venho_disse e em seguida escutei seus passos em direção a escada_

Me levantei em um pulo e olhei pros dois lados do corredor sem saber pra onde ir. Se ela me visse aqui ela com certeza tentaria me matar, escutei seus passos se aproximando cada vez mais, corri em direção ao quarto de Bizzle, antes que eu conseguisse o adentrar senti meu cabelo sendo puxado 

-Quem é você?_a tal Kayla disse enquanto puxava meu cabelo com força e olhava no fundo dos meus olhos_

-Sou Kelsey_disse e arfei de dor_-Voce tá me machucando_tentei tirar sua mão de meu cabelo porém ela apenas o puxou ainda mais_-Por favor me solta 

-Quem é você garota? É a puta de um dos garotos?_ela me mediu, já que eu estava ainda usando apenas a blusa de um dos garotos_-Quem é você?

-Eu sou...eu sou amiga do Ryan e do Alfredo

-Amiga?_riu_-Faça me o favor_ela me empurrou com força fazendo-me cair no chão_-Sem vadias imundas nessa casa_ela tirou uma arma de sua cintura_-Nao tô afim de fazer joguinhos hoje, então vou acabar com isso logo de uma vez 

Arregalei os olhos ao vê-la mirando a arma em minha cabeça, fechei os olhos e assim que o gatilho foi desarmado a voz de Bizzle ecoou pelos meus ouvidos 

-O que você tá fazendo Kayla?_disse sério_

Abri meus olhos e vi que Bizzle estava parado na minha frente, me levantei lentamente e continuei atras do mesmo 

-Quem é essa garota?

-Isso não interessa agora Kayla_disse entre dentes_-Depois nós conversamos, sai daqui

Ela bufou e em seguida saiu batendo os pés, Bizzle se virou e me encarou, assim que seu olhar cruzou com o meu, ele franziu o cenho 

-Você..._murmurou e em seguida parou de falar_

Bizzle ficou em silêncio analisando cada centímetro do meu rosto. Abaixei o olhar e engoli a seco 

-O seu olhar...era exatamente assim...ela...ela ficava com o mesmo olhar_murmurou_

Levantei minha cabeça e voltei a encara-lo, de quem ele estava falando? ela quem?  Bizzle ainda estava com o cenho franzido, mas dessa vez ele parecia olhar pra mim e enxergar minha alma, era assustador. Por fim soltou um longo suspiro e voltou até seu quarto. 
Fiquei ali parada encarando o nada por alguns minutos tentando digerir o que havia acontecido. 

-Kelsey?_escutei a voz de Alfredo_ 

-Alfredo_murmurei e corri até a escada dando de cara com o mesmo_

-Wow, calma_riu_-Não sei se vou poder te levar pra casa...tudo vai depender do que Bizzle disser 

-E-eu preciso voltar pra casa Alfredo, meus pais...eles...minha mãe vai me matar...

-Isso se você já não sair morta daqui_escutei a voz de Bizzle atras de mim_

Me virei e o encarei, o mesmo estava com o olhar cravado em mim, mas logo ele encarou Alfredo

-Eu não quero ela andando pela casa Alfredo, porra_disse entre dentes_-Eu quero todos no meu escritório agora

-Bizzle...o escritório...bom..._Alfredo parecia estar com medo de continuar a frase_

Bizzle pareceu lembrar de algo e logo seu corpo tomou uma postura rígida, ele sibilou algo para Alfredo que em seguida se virou e voltou a descer as escadas, quando me virei pra fazer o mesmo senti a mão de Bizzle me puxar pelo braço com força 

-O que você vai fazer comigo?_disse sem hesitar_

-Cala a porra da boca 

Ele me puxou até o outro lance de escada, eu já sabia onde ele estava me levando, era ao mesmo lugar onde ele tinha me deixado da última vez. Ele pegou um molho de chaves de sua calça, essa era minha chance. Ou eu fazia algo, ou iria ficar trancada aqui, sabe lá Deus até quando. Enquanto Bizzle procurava a chave certa, dei uma joelhada em seu membro

-Filha da puta_disse entre dentes e soltou meu braço e se curvou tentando aliviar a dor_

Desci as escadas correndo, meu coração estava completamente acelerado, eu estava descendo o outro lance de escada mas lembrei do meu celular, corri até o quarto de Bizzle e fui até a cama procurando pelo meu celular 

-Sua desgraçada, ninfetinha de merda_escutei a voz de Bizzle se aproximando_

Peguei meu celular debaixo do travesseiro, e assim que me virei dei de cara com Bizzle parado na porta, arregalei os olhos e fiquei paralisada o encarando, o mesmo estava furioso

-M-me desculpa_murmurei_

Ele gargalhou e negou lentamente, Bizzle tinha sangue nos olhos, eu estava muito ferrada. Em passos lentos ele começou a se aproximar da cama, engoli a seco e levei meu olhar até a porta que agora estava livre para passar, corri em direção a mesma o mais rápido que consegui, mas fui puxada pra trás pela cintura, Bizzle me jogou na cama e subiu em cima de mim, ele segurou meu rosto com força me obrigando a olhar em seus olhos 

-Escuta aqui sua vadia_ele apertou ainda mais meu rosto_-Eu estava pegando leve até agora, mas quer saber..._gargalhou_-Você não sabe com quem está lidando_disse entre dentes_-Bem vinda ao inferno Kelsey, onde eu sou o demônio e tudo o que você tem que fazer é me obedecer

Fechei os olhos e deixei as lágrimas saírem, maldita hora em que eu quis ser valentona. Bizzle soltou meu rosto e em seguida saiu de cima de mim

-Você é uma bebê chorona mesmo_riu_-Me diga Kelsey, será que sua mamae e seu papai ficariam muito bravos se você não voltasse pra casa hoje? Ou talvez...sabe talvez nunca mais...será que eles se importariam se eu te pegasse emprestado por um tempo? 

-O que?_me sentei na cama e limpei minhas lágrimas_-O que você quer dizer com isso?

-Sabe eu estava pensando, você é completamente inútil, então eu pensei...por que não fazer ela se tornar útil pra alguma coisa? 

-Me deixa em paz por favor, eu só quero ir pra casa, eu prometo que nunca mais me meto no seu caminho, eu prometo_disse com a voz embargada_-Por favor

-Nossa...não é que me comoveu mesmo? Você é uma bela atriz_cruzou os braços_

Comecei a soluçar, eu estava totalmente refém dele, não havia nada que eu pudesse fazer, ele não me escutaria. Bizzle foi até a porta e em seguida gritou pelo nome de Christian, e em minutos o mesmo apareceu. Bizzle murmurou algumas coisas pro mesmo e em seguida saiu do quarto, Christian continuou parado na porta me encarando, até que ele suspirou e adentrou o quarto 

-Fica longe de mim_gritei, eu não quero mais nenhum de vocês perto de mim_

Ele revirou os olhos e bufou -Era só o que me faltava, escuta você vai fazer tudo o que um de nós mandar escutou? 

Neguei lentamente e me encolhi na cama 

-Você não tem saída_ele deu de ombros_-Me entrega seu celular

Neguei

-Bom tudo bem_ele tirou uma arma de sua cintura e a apontou em minha direção_-O celular, em cima da cama, agora_disse autoritário_

Deixei o celular em cima da cama lentamente e engoli a seco 

-Levanta

Me levantei, só aí reparei que minhas pernas estavam completamente trêmulas. 

-Tudo bem, agora fique aí comportadinha, até o Bizzle chegar 

-Quando eu vou pra casa?_murmurei_

-Você não vai

Escutamos passos apressados, e em seguida Chaz adentrou o quarto 

-Bizzle mandou levar ela lá pra baixo_ele me encarou_

-Vai branquela, escutou o que ele disse? Lá pra baixo_Christian continuou com a arma apontada em minha direção_

Comprimi os lábios e em passos apressados sai do quarto, eu sabia que eles estavam atras de mim e que tinha uma arma apontada exatamente pra minha cabeça. Eu estava totalmente em desvantagem. Desci as escadas e passei os olhos pela sala. Todo o resto de sua gangue estava ali, inclusive a tal Kayla, que me encarava com um sorriso vitorioso. Terminei de descer as escadas, os garotos me empurraram em direção a Bizzle, o mesmo sorriu e em seguida colocou um pano em cima do meu nariz. Em segundos tudo ficou escuro, e eu apaguei completamente. 

(...)

Abri meus olhos e olhei em volta. Eu estava cercada de garotas, todas me olhavam e murmuravam entre si

-Ela acordou_uma garota morena disse animada_-Oi, bem vinda_disse sorridente_

Franzi o cenho e continuei encarando todas aquelas garotas sem dizer nada, o que diabos estava acontecendo aqui?

-Garotas, vocês vão assustar a coitadinha_escutei a voz de outra garota_

Em seguida todas abriram espaço para a mesma passar, ela agachou na minha frente e sorriu -Oi lindinha, não sabe onde você está né? Primeiramente deixa eu me apresentar, me chamo Lindsay, qual o seu nome ?

-Kelsey_murmurei_

-Tudo bem, vou te chamar de Kels, então..._pigarreou_-Você agora faz parte do nosso mundo, somos dançarinas 

-Dançarinas?

-É...hm...bom e às vezes transamos com os clientes, depende da quantia, cada garota aqui tem um preço mínimo

-Onde eu estou?

-Você esta em uma boate, foi o chefe que te trouxe até aqui 

-Chefe? Quem é o chefe?

-Bizzle é o chefe_ela se levantou e sorriu_-Quer ajuda?_estendeu a mão_

Bizzle...agora tudo fazia sentido...ele disse que me tornaria útil...disse que eu nunca mais voltaria pra casa. Então era isso? Essa seria minha nova vida? 
Segurei a mão de Lindsay e me levantei

-Nossa você tá acabada, como chegou aqui?

-Eu..._vi que todas as garotas estavam prestando atenção em mim_-Eu estava no lugar errado na hora errada, e dai surgiram vários problemas...enfim...e você?

-Todas aqui na verdade chegaram do mesmo jeito, pensamos que estávamos vindo para Stanford para seguir uma carreira de modelo com muito sucesso e enfim...não era bem isso...mas isso já faz anos, e caramba...fazia tempo que não vinha nenhuma garota nova_Lindsay disse sem muita empolgação_-No começo vai ser difícil, mas depois você se acostuma 

Me acostumar? Ficar aqui definitivamente não estava nos meus planos, eu arrumaria um jeito de sair daqui. Eu não ia vestir roupas vulgares, nem dançar em uma barra de ferro, e muito menos iria me oferecer pra algum homem. Absolutamente não. Isso estava fora de cogitação. 

-Vocês já tentaram fugir?_arqueei as sobrancelhas_

-Milhares de vezes_comprimiu os lábios_-Mas nunca deu certo, e então Bizzle redobrou a segurança em cima de nós. E bom...toda vez que nós desobedecemos...Bizzle castiga a gente 

-Castiga?_franzi o cenho_-O que ele faz?

-Depende do que você fez, se você por exemplo não fizer o que ele mandar, ele vai fazer você limpar o chão da boate inteira, se você responder o que ele disser, bom..._ela se virou e subiu a saia que usava, sua bunda estava com um roxo enorme_

-Meu deus_murmurei_

-É..._ela arrumou a saia_-Bom...tirando quando ele não bate no nosso rosto ou algo do tipo. E por ultimo, se você recusar a transar com um homem, você fica no quarto do castigo, esse quarto fica no escritório dele, e lá você fica sem comer por dois dias. É um quarto totalmente escuro, é horrível...já fui pra lá algumas vezes, mas depois eu acabei dando um...dando um jeito pra não ir pra lá 

-Que jeito?

-Segredo_riu_-Ah, e caso você arrume briga com alguma das outras garotas, ou seja lá com quem, algum funcionário, tanto faz, dependendo da proporção, ou você é morta ou o Bizzle junta todos os castigos, ou seja, você tem que esfregar o chão da boate, ele te bate, e depois você vai pro quarto do castigo. Enfim...isso é basicamente tudo o que você precisa saber, hoje à noite a boate está fechada, não tem nenhum evento, mas amanhã ela irá abrir e bom...vai estar lotada 

Assenti lentamente, e em seguida um bolo se formou em minha garganta -E...em dias que não tem evento aqui...o que vocês fazem?

-Tem dias que ficamos apenas aqui nesse quarto, fazendo absolutamente nada, é como se fosse nosso dia de descanso. E tem dias que temos que descer lá pra baixo para sermos avaliadas e para ganhar novas instruções ou algo do tipo

-Eu...eu quero tanto ir pra casa_me encostei na parede e me afoguei em lágrimas_-Eu só queria estar em casa...

-Eu sinto muito_Lindsay sorriu me confortando_

Limpei minhas lágrimas, eu me sentia horrível. Bizzle era um monstro. Eu o queria o mais longe possível de mim. 
Escutamos o barulho da grande porta sendo destrancada e em seguida aberta, todas as garotas correram para um canto e ficaram em fileira, inclusive Lindsay, eu era a única sentada no chão. Entraram dois homens altos, ambos usando uma roupa completamente preta além da arma em suas mãos. Assim que Bizzle adentrou o local, todas as garotas ficaram imóveis. Bizzle passou os olhos pelo local até que seu olhar finalmente caiu em mim

-Levanta_cruzou os braços_

Me levantei rapidamente e sequei algumas lágrimas que ainda insistiam em cair

-Já deram as boas vindas pra ela garotas?_Bizzle disse enquanto se aproximava de mim_

-Sim_todas falaram em uníssono_

-O que você achou delas Kelsey? Das suas novas amigas? Elas foram gentis com você?_ele parou na minha frente e analisou meu rosto_

-Sim_murmurei_

-Que orgulho das minhas meninas..._ele sorriu_-Lindsay?

-Sim?

-Venha aqui

Lindsay se aproximou de nós dois, Bizzle finalmente parou de me encarar e encarou Lindsay 

-Será que pode dar um jeito na minha nova menina? Mostrar a boate pra ela, falar sobre algumas coisas básicas?

-Tudo bem_Lindsay suspirou_

-E depois...quero você no meu escritório, precisamos conversar_deu uma piscadela e me encarou_-E você...seja uma boa garota Kelsey

Engoli a seco e assenti. 
Minha liberdade estava definitivamente acabada. 



(...)

Dia seguinte 

03:06 PM

 

-Tudo bem garotas, em algumas horas a boate estará aberta, então aqui está a roupa que vocês usarão nessa noite_Kayla deixou todas penduradas em um grande cabideiro_-Em cada roupa, está escrito na etiqueta o nome de cada menina. A maquiagem como sabem, está guardada no lugar de sempre. Quero todas prontas até às cinco, entenderam?

-Sim_todas responderam num uníssono_

-Tudo bem_ela saiu batendo a porta_

Todas foram até o cabideiro, cada uma procurando a roupa que continha seu nome. Continuei parada no canto, assim que todas pegaram suas respectivas roupas, fui até o cabideiro e peguei a única roupa que havia sobrado, conferi na etiqueta e lá estava escrito meu nome. A peguei, olhei em volta e estavam todas na maior correria, colocando a roupa, algumas discutiam por querer usar a maquiagem primeiro, uma completa confusão. Analisei a roupa que eu usaria hoje, era um short preto de cintura alta todo brilhoso, a parte de cima era um bustier crop também preto e todo brilhoso. Suspirei, isso seria humilhante. 

-O que foi? Tá com vergonha?_Lindsay parou ao meu lado já vestida_-Nao precisa ter vergonha de nós, e até porque provavelmente hoje você vai ser a mais desejada da noite por ser carne nova

Analisei a roupa de Lindsay, era um vestido transparente, ele era transparente onde apenas suas partes íntimas e seus seios eram cobertos por pedras brilhantes. Como ela tinha coragem de usar algo assim? Tirei minha roupa e coloquei meu short rapidamente evitando olhares alheios, assim que o coloquei, vi que ele deixava um pouco da poupa da minha bunda aparecendo, no mesmo momento me lembrei de Carly, ela adorava esse tipo de short...Tirei minha blusa e quando fui colocar o bustier, Lindsay o pegou da minha mão 

-Não não não! Sem sutiã

-O-o que?

-Isso se usa sem sutiã_falou como se fosse óbvio_

Olhei em volta e vi todas as garotas ocupadas com alguma coisa. Não ia ter jeito....tirei meu sutiã, peguei o bustier da mão de Lindsay e o vesti. Suspirei 

-Uau_Lindsay me analisou dos pés a cabeça_-Kels, seu corpo é lindo, nossa você vai chamar muita atenção hoje 

-Obrigada_senti minhas bochechas corarem_-Seu corpo também é lindo

-É o que dizem..._riu_-Valeu, vem agora vou te maquiar_ela pegou em minha mão e me arrastou pro outro lado do quarto_

 

Essa seria uma longa noite...





















 


Notas Finais


eu sei que devo um pedido de desculpas pra todas vocês...então...is it too late now to say sorry? HAHAHAHA
Pessoal, me desculpa de verdade, estavam acontecendo alguns problemas pessoais mas agora já está tudo bem. Queria agradecer pelos favoritos e por favor comentem! Quero saber o que estão achando...Juro que vou passar a responder tds vcs!
E prometo que não vou mais demorar pra postar!!

Ah, e um ps : pra quem também é leitora de O Estuprador, a segunda temporada se inicia HOJE, então a qualquer momento vou soltar o primeiro capitulo ! E bom, teve alguns problemas envolvendo essa fic, mas lá eu explico pra vocês!
Enfim...amo vocês ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...