História The Black Wolf - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Bertolt Hoover, Connie Springer, Dot Pixis, Eren Jaeger, Erwin Smith, Farlan Church, Grisha Yeager, Gunther Schultz, Hange Zoë, Historia Reiss, Isabel Magnolia, Jean Kirschtein, Levi Ackerman "Rivaille", Mikasa Ackerman, Mike Zacharius, Nile Dok, Oluo Bozado, Personagens Originais, Petra Ral, Reiner Braun, Ymir
Tags Drama, Eren X Levi, Ereri, Gay, Jean X Armin, Levi X Eren, Lobisomens, Misterios, M-preg, Riren, Sobrenatural, Yaoi
Visualizações 561
Palavras 2.221
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi Pessoas Quridas Do Meu Kokoro!
Quem Ama VOcês Mais Do QUe Eu E
Tá Trazendo THE BLACK WOLF HJ?
EEUUUU!!!

ISSO AI MINHA GENTE, VOLTEI DAS TREVAS DA ESCOLA
DEPOIS TRÊS DIAS SEGUIDOS DE SIMULADOS, E (EU ACHO) DUAS SEMANAS DE ESTUDOS.
MAS VAMO LÁ NESSA BAGAÇA.
DESCULPEM A DEMORA, EU VOU PASSAR A ESCREVER MINHA HISTORIAS NO TABLET
ENTÃO POSSIVELMENTE VAI TER ALGUNS ERROS, MAS EU REVISEI E REESCREVI ENTÃO, ACHO QUE VAI TER POUCOS ERROS!!!

MUITO OBRIGADO PELOS OS FAV'S
BOA LEITURA!

P.S: ESSE MORENÃO GOSTOSO AI NA FANART É O HANS, EU JÁ O IMAGINEI ASSIM FAZ ALGUM TEMPO ENTÃO...

Capítulo 4 - Wölfe: Phasen des Mondes, Vertrauen, Teil 2


Fanfic / Fanfiction The Black Wolf - Capítulo 4 - Wölfe: Phasen des Mondes, Vertrauen, Teil 2

Capítulo Quatro

   Os lobos caminhavam lentamente em direção aos outros três visitantes. Levi mantinha sua posição de defesa que Cora insistia em deixa-la de lado, mas não adiantou. Quanto mais os phasen des mondes se aproximavam, mais Levi rangia os dentes, algo despertou nele, e Cora sabia muito bem oque era. Esses lobos são tão superiores aos outros, que criavam um tipo de respeito imediatamente, e Levi não era de respeitar outros lobos a não sua mãe.

   Quando ficaram frente a frente com os outros três, duas luzes (uma rosa e outra vermelha) envolveram os lobos, a transformação foi cessada de pouco em pouco, até eles estarem em uma perfeita forma humana. Levi, Cora e Erwin fizeram o mesmo, demonstrando que não queriam nenhuma briga contra eles.

- Quem são vocês? Oque fazem aqui? – Começa a garota de cabelos azuis com uma carranca que logo foi parada pela as mãos do homem enorme.

- Desculpem por isso, não estamos acostumados a outros lobos. – Se explica o homem moreno. Cora o observou melhor. A pele dele era quase da cor da de Eren, ele vestia trajes de couro (dignas da época), com uma bota preta, agora quase branca pela a neve, ele também tinha algumas tatuagens espalhadas pelo o corpo, assim como a menina ao lado.

- Não se desculpem meu filho também é assim. – Diz Cora escutando um grunhido do filho em resposta.

- Nunca vimos lobos para esses lados, de onde vieram?

- Viemos do sul, Westerland. – Explica Cora.

- Certo. Meu nome é Hans, ela é Ester, minha irmã. – Diz Hans apontando para a garota de cabelos azuis. Hans estende a mão para Cora que faz o mesmo cumprimentando-o.  – Oque fazem aqui?

- Procuramos por os phasen des mondes. – Responde Levi mesmo sabendo que ele era um. Só queria ter o máximo de confiança neles. Hans sorri e coloca o braço em volta do ombro de Ester que o olha raivosa.

- Bom, parece que encontrou. – Hans responde com um sorriso. Cora ergue uma das sobrancelhas, quem diria que um homem que aparenta ser “bruto” seria tão amigável assim. – E oque querem com nós?

- Saber sua história. Meu filho mordeu um menino e ele se transformou em um de vocês. – Hans tira o sorriso do rosto e olha para Levi, Cora assente. – Queremos saber como se controlam e as consequências de uma transformação de um humano para essa raça. – O moreno tira o braço de Ester e vira-se de costas.

- Poderemos conversar com mais calma, em nosso vilarejo. – Assim que Hans começa a andar com Ester, a mesma lhe olha indignada. – Oque foi? – Ester olha para trás vendo os outros lobos os seguindo e depois para o irmão.

- Você é maluco, e se eles nos matarem? – Hans revira os olhos e ignora a irmã continuando a caminhada adentro da floresta. – Esqueceu-se da outra vez que confiou em uma matilha e eles quase nos massacraram?

- Eles são diferentes, Ester, os batimentos não aumentaram. – A azulada emburra e se transforma correndo na frente. Hans apenas entristeceu pela a irmã. Desde ataque dos Cobra, Ester nunca mais foi à mesma, nunca mais sorriu, nunca mais confiou em ninguém além da sua única família.

   Ao chegarem ao vilarejo, Hans levou-os para uma casa, era enorme. Oque assustava um pouco Cora e Erwin, eram as pessoas que os olhavam com ódio e medo no olhar, como se fossem monstros que a qualquer momento poderiam ataca-los. O vilarejo era enorme e habitados por muitas pessoas (lobos), poucas eram crianças, mas as poucas corriam para os pais assim que olhavam para Cora, Levi e Erwin.

   Hans revirou os olhos novamente e entrou na casa sendo seguido pelos os outros três. Parou em uma sala, onde estava Ester mais outra garota e outro homem, que imediatamente levantaram-se com um rosto de surpresa quando viram outras pessoas entrarem.

- Porque os trouxe aqui? – Pergunta Hans franzido o cenho, Ester apenas da de ombros e volta a brincar com as unhas.

- Isso é nossa pergunta Hans, porque trouxe outras pessoas aqui? – A garota de cabelos brancos quase pula para cima dos outros, seus olhos brilharam em um cor azul âmbar.

- Se acalme Rebeca, eles não vieram declarar guerra.

- E você por acaso se esqueceu do aconteceu da ultima vez? – Grita o homem de cabelos brancos iguais o de Rebeca.

- EU NÃO ESQUECI! MAS NÃO PODEMOS VIVER PRESOS EM UM VILAREJO PARA SEMPRE! NÃO PODEMOS FICAR SEM CONHECER OUTRAS PESSOAS, OUTROS LOBOS! – Responde Hans junto com um rugido que fez até a irmã se encolher, Levi soltou um suspiro e revirou os olhos. Já estava cansado de ficar esperando, e seu consciente só pensava em Eren e seus olhos verdes brilhantes. – Desculpe, eu...

- Tudo bem Hans, só... Não estamos em uma época de confiar em ninguém, muito menos depois do ocorrido. – Fala a albina com o olhar triste, a mesma leva os olhos para os três que estavam atrás de Hans. – Como se chamam? – Pergunta Rebeca já calma.

- Eu sou Cora, esse é meu filho, Levi, e ele meu beta, Erwin. – Responde Cora apontando para cada um.

- De onde vieram?

- Sul, Westerland. – A chamada Rebeca dar um sorriso e se aproxima da tal Cora.

- Eu conheço a matilha de lá, eles são confiáveis. – Diz a albina estendendo uma das mãos para a loira que a cumprimenta. – Meu nome é Rebeca, e o marmanjo ali – Apontou para o albino – É o Sebastian – Assim que ela termina de falar, Sebastian revira os olhos e caminha dos outros três cumprimentando cada um, mas, assim que chegou a vez de Erwin, esbanjou um sorriso de lado olhando-o de cima a baixo. Rebeca que já sabia sua sexualidade pigarreou chamando em atenção.

- Já que conhecem todos que comandam a matilha, podemos conversar sem brigas? – Hans perguntou olhando para a irmã que deu ombros. – Ótimo. – O alfa apontou para os dois sofás indicando que eles poderiam sentar. Hans estava com vontade de rir da tentativa de Sebastian sentar do lado de Erwin, mas logo tomou uma posição séria. – Quando foi que aconteceu? – Pergunta referindo-se a Eren.

- Ante ontem, há noite.

- Foi perigoso terem deixado sua alcateia sem um alfa. – Começa Ester colocando os pés em cima do sofá -, um humano se transformar nesta raça é tão rara quanto alguém conseguir achar um tronco da árvore sagrada. – Cora arregala os olhos e ficou nervosa.  Eren havia achado a árvore sagrada. – Como vocês podem estar tão calmos numa situação dessas?

- Nós o deixamos com um feiticeiro, eu confio muito nele – “E coloca muito nisto” Pensa Levi vendo a mãe tomar uma cor avermelhada. – Soubemos que por estas bandas tinha uma matilha da raça dele, então vimos em busca de ajuda. – Hans assentiu levantando-se.

- Pode nos levar até sua alcateia? – Cora estremece. Como ela poderia dizer que eles vieram de 547 anos atrás por um feitiço do tempo? Levi soltou um suspiro e começou:

- O problema é este – Ester que nem prestava atenção na conversa olhou para Levi assim como os outros. Se eles não podem mostrar a alcateia, ai tem coisa. – Nossa alcateia não fica em Westerland. – Hans franziu o cenho, Levi já tinha imaginado que eles iriam pedir isto, e ele estava disposto a tudo para ajudar Eren nesta jornada. – Somos 547 anos depois, um feitiço de tempo nos trouxe aqui. – Explica com o semblante sério, sua mãe estava preocupada, pois, se eles não pudessem viajar Eren não conseguiria tomar controle.

- Nós já sabíamos disto. – Responde Ester com uma voz monótona -, só não dissemos ou perguntamos algo, para saber se eram confiáveis. – Cora leva o olhar para Hans que estava com um sorriso.

- Podem nos levar para sua alcateia? – Pergunta novamente, mas antes que Cora respondesse, Hans interrompe. – Nós também temos uma feiticeira. – A alfa sentia uma alivio tomar seu corpo, Levi mesmo que não demonstrasse, ficou feliz em saber disto. Já Erwin, era praticamente engolido pelos os olhos de Sebastian. – Eu vou com eles.

- Eu vou também. – Diz Ester levantando-se e impressionando a seu irmão – Que foi? Por mais que não parecesse também queria conhecer outros lobos. – Hans sorrir e assente. Sua iirmãqueria confiar, somente essa vez, em outras pessoas.

- Nós não vamos ficar sozinhos aqui. – Resmunga Rebeca junto com o irmão. Se bem que o motivo de Sebastian querer viajar no tempo é outro.

- Certo, parece que a Laura vai ter que desenhar algo maior.

  Todos saíram da cabana e receberam olhares dos ômegas e betas da alcateia, mas logo voltaram ao trabalho assim que viram Ester junto aos estranhos. Se ela havia saído com eles por vontade própria não tinha por que teme-los.

  A caminhada não foi muito longa, e ao chegarem ao destino Cora sorriu. A casa da tal Laura era bem parecida com a de Julius. Laura os recebeu um pouco desconfiada, mas Ester e Hans acabaram convencendo-a, e mesma começou a preparação. Já que Levi, Erwin e Cora já tinham as flores e pó, ficaram um pouco longe enquanto ela preparava os outros quatro.

  O feitiço fora executado fora da casa, pois o desenho da mesa só era limitado a três pessoas, e eles precisavam de um desenho maior.

- Prontos? – Todos menearam, Laura pediu para que dessem a as mãos, assim que fizeram isto, a morena começou a falar o feitiço e o circulo já brilhava. Hans e Ester estavam nervosos, eles nunca fizeram uma viajem no tempo, mas já ouviram falar dos irmãos da tonteira que teriam da primeira vez.

QDT (Quebra de Tempo)

   Alguns minutos passaram e logo eles caíram no meio de uma extensão, a mesma que havia acontecido a transformação de Eren. Hans, Ester, Rebeca e Sebastian, olhavam ao redor, eles sentiam um cheiro familiar, o que indicava que a alcateia estava perto e o garoto que havia se transformado estava lá.

- Obrigado por aceitarem nosso pedido de ajuda. – Pede Cora com um sorriso, Hans devolve.

- Não tem de que. Mas, foi certo pedirem, é nossa obrigação ajudar a nossa raça. – Levi não aguentou mais a espera, só de sentir que Eren estava acordado, o fez transforma-se imediatamente e correr floresta adentro em direção a sua aldeia. O resto fez a mesma coisa indo atrás de Cora e Erwin.

  Quando chegaram à aldeia, perceberam que mesmo pequena não havia um lobo sequer que se queixasse daquele lugar. A alcateia tinha cerca de 60 lobos, 61 contando com o garoto. Todos cumprimentavam tanto Cora quanto as pessoas novas que haviam chegado com ela, a alcateia esbanjava felicidade, filhotes transformados em lobos corriam para todo lugar, os pais conversavam com os outros ou alguns trabalhavam. Mas, o que impressionou mesmo os Phasen des Mondes, fora o clima tão bom e feliz que saía da tenda da alfa, e ao entrarem nela, ficaram algum tempo parados observando com o sorriso bobo no rosto, Mikasa, Levi e Eren brincando com alguns bonecos.

  Os visitantes logo de cara souberam que era o garoto. Ele tinha um cheiro forte de uma mistura de alegria, Phasen des Mondes e... Amor. Ester percebeu que a mesma coisa que Levi nutria pelo o garoto, o garoto nutria por Levi.

- Mas que traíras, nem me chamaram para brincar também. – Fala Cora alto o bastante para que Eren a escutasse e parasse de brincar e corresse em direção a sua alfa pulando na mesma em uma tentativa de abraça-la.

- Cora, Cora, olha o boneco que a Mikasa fez para mim. – Eren tira um boneco feito de palha em forma de um lobo. Cora sorri e abraça o menino.

- Ele é bem bonito. – O moreno desencosta o rosto do ombro de Cora e olha para a voz feminina que havia presente ali. Mas logo abriu um sorriso, Hans acenou para o garoto que acenou de volta. Não seria muito difícil ajudar o garoto, já que ele cria um laço até com estranhos. – Qual o seu nome? – Cora coloca Eren no chão, o mesmo caminha até a garota de cabelos azuis.

- Eren.

- Que nome bonito Eren. – A criança toma o tom vermelho sussurrando um “obrigado” bem baixo. – Meu nome é Ester. – Ester estende a mão e Eren sorrir cumprimentando-a. – Estes são meus amigos. – Apontou para os outros, Rebeca foi aproximando e apertou uma das bochechas de Eren dizendo o seu nome, Hans sorriu ao sentir Eren pegar em suas tatuagens quando se apresentou, Sebastian foi o ultimo entregando um pingente de lua para Eren.

- Não vai ser muito difícil controla-lo. – Fala Hans vendo Eren voltar para Mikasa e Levi, Cora tinha uma sensação boa, uma que nunca havia sentindo depois que seu marido tinha sido morto. – Ele já tem uma âncora?

- Sim. – Responde a loira sorrindo e olhando para Levi, Rebeca dá um gritinho falando um “Eu sabia!” enquanto seu irmão ficava com a cara emburrada, com certeza competiram a âncora do garoto.

- Então eles... – Ester olha para Rebeca indignada.

- Ele é uma criança Rebeca! – Cora solta uma gargalhada e se aproxima das garotas.

- Mas acho que vocês já sentiram, não é? – A alfa sorri maliciosa, Rebeca mostra a língua para Ester que devolve infantilmente. – Quando começaremos o treino. – Pergunta Cora agora olhando para Hans.

- Amanhã mesmo.

To be Continued!


Notas Finais


ESPERO QUE TENHAM GOSTADO
QUALQUER COISA LIGA PRA MIM
'-' Sorry!!

TCHAU MINHA GENTE, BOA NOITE!!!
PELO O AMOR DE DEUS EU NUNCA MAIS VOU ESCREVER AS NOVE HORAS DA NOITE
00:49 O,O


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...