História The Blue Flower - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas dos Kane, As Provações de Apolo (The Trials of Apollo), Magnus Chase e os Deuses de Asgard, Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Apollo, Bianca di Angelo, Caronte, Dionísio, Hades, Hermes, Nico di Angelo, Percy Jackson, Perséfone, Poseidon, Quíron, Will Solace, Zeus
Tags Hades, Mitologia Egípcia, Mitologia Grega, Mitologia Nórdica, Personagens Originais, Romance, Spoilers
Exibições 30
Palavras 1.439
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Escolar, Fantasia, FemmeSlash, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Yo,minna!
~Roza se desviando de facas,shurikens,tiros,pedras,sapatos,flechas,pêssegos bebês~
Calma,gente bonita!Eu sei,tô mais que atrasada,porém eu tive uma semana muito agitada,sério,me perdoem!
Atrasei todas as minha fics,para você terem noção da seriedade :(
Bem sorry outra vez e aproveitem o cap!

Capítulo 5 - Não acredite em Percy,viagens nas sombras NÃO são divertidas


A sensação de vertigem parecia se recusar a abandonar o corpo de Myrna. A garota ainda estava envolta nos braços de seu professor,e ela poderia afirmar que isso não era tão ruim,ser abraçada por alguém que não fosse sua mãe,ou seu pai,ou outro parente qualquer.Era estranhamente reconfortante,se querem saber.

-Você está bem? - a voz de Ath soou em algum lugar acima de sua orelha.

A garota assentiu,mas isso fez com que batesse o topo de sua cabeça no queixo dele.Ele a afastou lentamente,com as mãos a amparando,caso ela caísse.

Eles se encaram por um tempo,até o momento em que o deus suspirou.

-Não esperava ter que trazê-la até aqui - murmurou dando-lhe as costas e começando a andar.Finalmente Myr olhou a sua volta.Eles estavam em algum tipo de caverna,sombria e nebulosa.

-O-onde estamos-mos? - perguntou com voz falha.Ela se repreendeu por estar gaguejando,mas ela nem sabia que isso havia inspirado uma estranha ternura em Hades. Ele voltou-se para Myr,que estava paralisada no mesmo lugar.Caminhou em sua direção e pôs as mãos em seus ombros.Os dedos longos e pálidos do prof.Ath eram tão gelados que o frio penetrava a camiseta da semideusa,fazendo com que ela estremecesse.

Para a surpresa de Myrna,o rosto de seu professor começou a mudar.Os traços se tornaram mais juvenis,aliviando as marcas ao redor da boca de dos olhos.Os lábios continuaram finos,assim como os olhos mantiveram a cor negra.As roupas também mudaram,o terno se metamorfoseando em uma calça skinny escura,uma camisa dos Rolling Stones e os sapatos de marca viraram um par de coturnos decorados com correntes.

-Você é aquele roqueiro bonitão! - exclamou a garota.Quando uma das sobrancelhas negras de Ath se arqueou,Myr percebeu o que tinha dito,e seu rosto adquiriu um tom escarlate de vergonha.A menina estava mrotificada,porém,Hades teve que conter o anormal impulso de dar uma risadinha.

Entendam,o Senhor do Submundo nunca dá risadinhas.Ou risadas normais,tanto faz.Mas,incrivelmente,na última semana o deus tivera muita vontade de dar risada,e tudo isso se devia a pequena semideusa a sua frente.

-Sim,eu sou aquele...roqueiro bonitão.

Myrna olhou para a caverna,depois para o rosto de Ath,e de volta para a caverna.Algo brilhou em seus olhos e ela ofegou.

-Você é um filho de Hades?

O deus disfarçado pensou em mentir,porém isso não traria beneficio algum.

-Não exatamente.Eu sou Hades.

Myr estava chocada.Não,não,estarrecida era uma palavra melhor.O homem...o garoto que estavam com as mãos segurando firmemente seu ombro era o Deus dos Mortos.O homem que era chefe de seu tio,Tânatos,e que vivia no Submundo muito perto da casa de sua avó,Nyx.

-O Deus dos Mortos é meu professor de história? - perguntou a si mesma,em voz alta,nem percebendo o sorriso de Hades.

-Mais ou menos.Estou em uma missão designada a mim por Zeus - o nome de seu irmão saiu em tom amargo - e eu precisava estar naquela escola.

-Por quê?

Hades hesitou.

-Não posso contar.

Myrna não tentou foça-lo.Simplesmente não era da natureza da filha de Hypnos forçar alguém a qualquer coisa(tirando dormir,é óbvio),ainda mais tentar obrigar um Olimpiano a falar.

-Tudo bem,senhor.Mas eu posso saber o por que de eu estar aqui,não é?

-Seu tio precisa falar com você.

-Sobre o quê?

-Entenda,filha de Hypnos,um espírito fugiu do Mundo Inferior e,na fuga,conseguiu roubar a foice de Tânatos.

Oh,bem,aquele parecia ser um dia cheio de revelações,huh?Primeiro,seu professor,na verdade,era o Deus dos Mortos,Senhor do Mundo Inferior. Segundo,Hades era aquele cara que havia saído de dentro de um buraco dias atrás.Terceiro,o artefato mágico de seu tio havia sido roubado por um espírito que fugira do Submundo.

A foice para Tânatos era algo tão importante e vital para ele,como o raio era para  Zeus.Um artefato de imenso poder,e o seu símbolo divino.

-Isso não é nada bom - sussurrou a semideusa.

-Exatamente.Agora temos que ir rápido.

Ambos começaram a andar,até que Myrna sentiu um tontura e teria caído,se Hades não tivesse a segurado a tempo.A menina estava tão pálida quanto,bem,ele.

-Myrna?

-Me chame de Myr - murmurou tentando se equilibrar.

-Você está muito fraca,não se alimentou direito? - a semideusa estava pálida demais até para corar pela reprimenda.

-Não.E minha ambrosia está na mochila que deixei na Uncommon.

-Bem,então teremos outra viagem nas sombras até o lar de seu tio,lá saberemos o que fazer com você.Segure-se.

Num momento,Myrna estava com os pés no chão;no outro,Hades a segurava aninhada em seu peito,segurando-a como uma noiva.

-Yupiii... - disse a garota desanimadamente.Ela só havia viajado nas sombras uma vez,e olha o que tinha acontecido.

As sombras geladas os engoliram.

                                                                                                       _ . . . _

Myrna não sabia o que acontecera,mas sabia que estava muito escuro.Seus olhos se abriram com dificuldade.Um teto cinza-escuro a cumprimentou,a maciez a sua volta compelia-a de volta para o reino de seu irmão,Morfeu. Schade não acreditava que tinha desmaiado outra vez;logo estaria ultrapassando Jason Grace,pensou com irritação.

-Que bom que acordou,Myr.

A voz de Tânatos chamou sua atenção.A menina se sentou tão rápido que sua cabeça começou a dar voltas.As mãos de seu tio foram para suas costas e a acariciaram com ternura.

-Calma,sobrinha.Você está muito fraca,pegue um pouco de néctar e ambrosia.

A semideusa olhou ao redor do quarto escuro.Era um espaço amplo,em forma de círculo.Um tapete escuro cobria o chão,uma penteadeira de mogno estava instalada em um canto e um guarda roupa ficava do outro lado do quarto.A cama onde estava deitada era larga,com cortinas de tecido cinza-claro pendiam do dossel.

A garota devorou a comida divina com um entusiasmo que fez Tânatos sorrir.Claro que sua sobrinha não comeu muito;ela com certeza não queria entrar em combustão.Uma batida na porta anunciou a entrada de Hades. Ele voltara a ter sua aparência de professor,então Myrna supôs que essa fosse sua forma mais adotada.Ele parou ao lado da cama e a encarou.

-Pelo visto,já está melhor.

-Sim,obrigada por me trazer até meu tio,senhor Hades.

-Sim,eu agradeço,senhor - disse Tânatos.

A palavra "senhor" vinda dos lábios da pequena semideusa fez com que o deus dos mortos estremecesse internamente,sabe-se lá o porque.

-Não foi nada,afinal já estávamos no Mundo Inferior mesmo.

Tânatos voltou-se para sua sobrinha.O Deus da Morte era idêntico a Hypnos,com exceção da cor dos olhos e dos cabelos.Seu tio possuía olhos de um verde mais escuro,quase castanho,e seu cabelo era bem mais claro que o do Deus do Sono.Somente os traços permaneciam os mesmos.

-Hades já me contou o que aconteceu,e também contou que você já sabe sobre o roubo.

A menina assentiu.

-Mamãe mandou isso para você - disse seu tio estendendo um papel escuro como a noite.

A menina passeou os olhos pela tinta prateada e ofegou.Começou a ler em voz alta:

"Três semideuses e um deus disfarçado,

a lâmina perdida devem encontrar.

Para isso,o Rei Fantasma,o curandeiro e a criança do Sono

três provas devem enfrentar.

E uma promessa feita há muito tempo

o Olimpiano renegado quebrará."

-Vovó me mandou uma profecia - sussurrou.

O Oráculo não estava mais funcionando,então os semideuses e Quíron estavam pirando por causa disso.E de repente,Myrna Schade estava em posse de uma profecia.

-Suponho que já saibamos quem são os semideuses da profecia - falou Hades - O Rei Fantasma é meu filho,Nico di Angelo.O curandeiro,suponho que seja seu namorado,um filho de Apolo chamado Will Solace.E a criança do Sono deve ser você,Myrna.

A garota assentiu e depois disse para o Deus do Mundo Inferior:

-Acho que o deus disfarçado deva ser o senhor.

-Sim.Zeus também recebeu uma profecia de Nyx,foi então que ele me deu a missão que mencionei anteriormente.As duas devem estar entrelaçadas.

O deus deve ter visto a pergunta nos olhas de Myrna,porque falou:

-Não posso falar sobre a profecia.

-Oh.

Os três ficaram em silêncio por  um tempo,até que Myr olhou para seu pulso e depois pulou da cama.

-O que foi,sobrinha?

-Droga,tio Tânatos,já são seis da tarde!Minha mãe vai me matar! - respondeu a garota enquanto colocava os tênis.

O tio apenas sorriu.

-Não fique rindo! - resmungou.

Isso apenas fez com que Tânatos desse uma gargalhada.Ele sabia que Sophia iria dar um longo sermão em Myrna,porém, o desespero da garota era um tanto divertido. Hades também estava achando graça,mas conteve o sorriso que insistia em esticar sua boca.

Não é preciso mencionar que os deuses do Submundo tem um senso de diversão muito torto,não é?

-Acalme-se,criança,levarei você pelas sombras até sua casa.E então poderemos conversar sobre o plano,ok? - disse Hades.

A palavra "criança" ,mais do que a ideia de outra viagem nas sombras,fez com que Myrna estremecesse.Deu um beijo na bochecha do irmão gêmeo de seu pai,prometendo que traria sua arma de volta,depois caminhou na direção do Senhor dos Mortos.Ele segurou em seu braço,e a escuridão das sombras engoliu-os mais uma vez.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                  

 

 


Notas Finais


Kissus de morango!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...