História The Boy And The Wolf - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Boys Love, Gay, Lobisomens, Sobrenatural, Yaoi
Exibições 111
Palavras 1.068
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Porra, eu esqueci de postar sábado e quando foi domingo EU ESQUECI QUE ERA DOMINGOOOOOO. DESCULPA.

Obrigado por esse mais de 70 favoritos ^-^ Me sinto muito feliz com isso, não pensei que chegaria tão longe com essa fic.

Desculpem pelo cap sem muita graça, vai melhorar, prometo.

Leiam as notas finais por favor ^-^.

Boa leitura.

Capítulo 12 - ♥ Chapter 12 ♥


   Parei de correr ao sentir minha barriga começar a doer e me encostei em uma árvore,suspirei apoiando minhas mãos em meus joelhos e olhei para o Eric que ainda está correndo. Tentei controlar minha respiração,que se encontra bastante ofegante e vi o maior parar e olhar para trás,percebendo que eu parei.

   Depois que nos tomamos café da manhã,nos vestimos roupas leves que não fazem muito calor e o Eric resolveu sair para correr pela floresta,eu não sou muito acostumado a sair e não consigo correr muito,eu mal comecei a minha barriga já está doendo e minhas pernas estão cansadas de tanto esforço que estou fazendo. O maior se aproximou de mim e tocou meu cabelo um pouco soado,fazendo um carinho leve ali.

--O que foi? -- Perguntou pegando uma garrafa de água da sua pequena mochila e me dando. Peguei a mesma e bebi um pouco.

--N-Não consigo m-mais... -- Falei ofegante ainda tentando regular minha respiração.

--Ah Lucian,nos mal começamos,só demos duas voltas até agora. -- Falou gargalhando me fazendo corar e o empurrar levemente para trás.

--Eu não sou acostumado a correr,eu vivo preso em minha casa esqueceu?

--Vivia. -- Me corrigiu. Sorri baixo e roubei um selinho molhado do maior.

--Duvido você me pegar! -- Comecei a correr ignorando os gritos do maior para que eu o espera-se.

  Sorri travesso ao olhar para trás e ver que o maior estava bastante longe de mim,virei algumas vezes correndo sem sumo pela floresta até que senti meu pé tocar em algo molhado,olhei para baixo e logo meu corpo foi praticamente arremessado dentro de um lado. Eu nem tive tempo de reagir ou mudar meu percurso,nadei para cima e ofeguei olhando para os lados. Senti meu pé tocar o fundo do lago e fiquei em pé vendo que o mesmo batia quase no meu pescoço.

--Eric? -- Chamei escutando barulho de galhos quebrando na floresta. Logo o maior saiu de trás de algumas árvores e veio até a bera do lado,ele me olhou e sorriu divertido.

--Como foi parar aí? -- Corei e tentei andar mas senti algo prender meu pé me fazendo olhar para baixo assustado,não consegui ver nada,pois a água tem uma cor verde bastante escura. -- Lucian? Tudo bem?

--Não consigo sair,tem algo prendendo meu pé,Eric me ajuda. -- Pedi olhando bastante desesperado para o maior. Vi ele tirar sua blusa e começar a entrar dentro do lago devagar.

--Calma,doce. Eu estou aqui,não vai acontecer nada. -- Sussurrou enquanto se aproximava cada vez mais de mim. Tentei puxar novamente o meu pé,e falhei ainda o sentindo preso.

--Eric... tem algo prendendo meu pé,não consigo mexer. -- Choraminguei sentindo algumas lágrimas descerem dos meus olhos.

  Eu sempre quis entrar em um lago pra nadar,é praticamente meu sonho,mas agora que estou dentro de um não acho tão divertido e bom como eu achava que era,eu apenas quero sair o mais rápido possível desse lugar,sei que o Eric vai me tirar daqui,mas não consigo não ficar apavorado. Quando Eric chegou perto o suficiente,me segurei em seu braço o apertando com força,ele sorriu pelo meu desespero e me deu um beijo rápido e molhado.

--Calma,irei te tirar daqui agora,fique calmo doce. -- Concordei levemente com a cabeça e o vi mergulhar.

--Eric?

  O chamei mas não obtive resposta,senti algo tocar meu pé e congelei por um momento,logo que o Eric voltou para a superfíci,ele me puxou pela cintura começando a andar para fora do lado. Percebi que ele tirou o que prendia meu pé e sorri me aconchegando contra seu corpo quente.

--O que era? -- Perguntei baixinho.

--Um ramo de flores,alguém deve ter jogado aí dentro,precisamos sair daqui essa água não é limpa.

--Certo.

  Logo ele me tirou do lago e me pegou no colo começando a andar devagar,encostei minha cabeça em seu ombro e me encolhi sentindo um pouco de frio por ter o corpo e as roupas molhadas,assim como o Eric. Suspirei baixinho e me acomcheguei nos braços do maior,procurando um pouco de coloração em seu corpo,e realmente seu corpo é bastante quente,talvez porque ele é um lobisomem.

--Tudo bem? -- Perguntou quando já estávamos próximo da casa.

--Sim,eu... fiquei com medo,nunca pensei que está dentro de um lago seria tão assustador. -- Respondi fechando levemente meus olhos.

--Não é assustador doce,foi sua primeira vez dentro de um e você ainda ficou preso,outro dia eu te levo em um bem bonito,você vai ver como é bom.

--Sério? -- Perguntei baixinho em meio a um riso.

--Sim,lá é bem bonito,e água é azul,os meninos amam. -- Sorri pensando em como seria legal se eu tivesse irmãos.

  Quando eu era menor eu pedia pra mamãe,mas ela sempre dizia que não podia cuidar de um bebê agora, e que dava muito trabalho, eu queria poder dar um bebê para o Eric,queria muito,não se porque eu tive que nascer homem,tenho certeza que o Eric quer ter uma família cheia de filhos,eu e estou estragando isso.

  Logo que chegamos na casa o maior me colocou não me colocou no chão, ele subiu as escadas comigo no colo e entro no quarto,só aí ele me colocou no chão,senti sua mão na barra da minha blusa e o olhei assustado,logo ele retirou minha blusa e depois a sua,ele tirou o próprio calção ficando apenas de boxer deixando seu membro bem exposto... é Deus, eu membro.

É grande. E grosso.

E grande.

  Só pela marcação da cueca fico imaginando o quando vai doer se ele colocar isso em mim. Engoli a seco e me virei de costas para o maior,tirei meu short devagar e o olhei completamente corado. Ele segurou minha mão e me levou até o banheiro,logo ele ligou a torneira de água quente da banheira e se aproximou de mim tirando minha cueca.

--Você fica lindo quando está corado assim. -- Falou e tirou sua cueca. Corei furiosamente e virei meu rosto para o lado ficando envergonhado com a situação. -- Não precisa ficar assim Lucian, não irei te tocar.

  Concordei com a cabeça e me encolhi. Logo que a banheira encheu ee entrou e me puxou me colocando no meio de suas pernas,suspirei baixinho encostando minhas costas em seu tronco,sentindo sua pele quente sobre a minha e sorri.

--Bom né? Gosto de ficar assim, bem pertinho de você. -- Sorri baixinho e envergonhado concordando a cabeça.

  Logo nos começamos a tomar banho enquanto trocávamos algumas carícias. Ele me respeita bastante,nunca me toca em um lugar muito íntimo,não tentou esquentar as coisas nem nada do tipo,ultimamente ele está sendo um anjo na minha vida.


Notas Finais


Hey, eu quero pedir um farvozinho pra vocês amores 😄

Vocês poderiam dar uma paradinha e ler e favoritar na fica da Helena? Ela escreve muito bem, tenho certeza que vão gostar, aqui o link:

https://spiritfanfics.com/historia/love-letter-6775767

É também tem eu aqui ô akkaka eu fiz uma oneshot, queria pedir pra vocês darem uma olhadinha nela :

https://spiritfanfics.com/historia/rentae-oneshot-7106823

Obrigada ^-^

Votem e comentem ☆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...