História The boy at the blue door - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Akaashi Keiji, Bokuto Koutarou, Kenma Kozume, Tetsurou Kuroo
Tags Bokuaka, Kuroken, Yaoi
Visualizações 101
Palavras 1.132
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Drama (Tragédia), Esporte, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá! Mais um capítulo! Espero que gostem, boa leitura.

Capítulo 4 - Aproximação


The boy at the blue door

 

Cap. 4 – Aproximação

 

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

 

Narrador POV’s on

 

 Era final da tarde quando Kuroo enfim subia as escadas para o seu apartamento, estava de volta da universidade, pronto para chegar em casa e lidar com seu novo problema. Estava tirando as chaves do bolso quando notou Kenma sentado no chão, em frente à porta azul de seu apartamento, jogando em um videogame portátil.

 

- Ei, está tudo bem? Esqueceu suas chaves? – Kuroo perguntou, chamando a atenção do loiro, que se levantou e se aproximou.

- Não, estava te esperando chegar. -disse Kenma, calmamente, não notando o rubor que o rosto de Kuroo ganhou.

- Sério? -Kuroo sorriu abrindo a porta do seu apartamento e entrando. – Veio vê-lo então? – Kuroo disse e Kenma assentiu, entrando no apartamento, hesitante.

 

 Logo que Kenma entrou no cômodo, o pequeno gatinho preto apareceu correndo em sua direção, miando enquanto se esfregava na canela de Kenma, que sorriu abaixando-se para fazer carinho no gatinho.  

 

- Comprei um pacote de ração para filhotes, ele andou comendo bastante. -disse Kuroo, puxando assunto. – Mas ele continua fazendo xixi e cocô pela casa. -suspirou.

- Você comprou uma caixa de areia? – Kenma o encarou, e Kuroo negou com a cabeça.

- Achei que gatos também faziam no jornal... – Kuroo riu apontando para o canto na sala onde as coisas para o gatinho estavam.

- Tudo bem, eu compro a areia, devo ter uma caixa na minha casa antiga, trago amanhã. -disse Kenma, pegando o filhote no colo, o gatinho mordia seus dedos entretido.

- Obrigado. -Kuroo disse.

 

De repente, ter um gato não parecia tão ruim.

 

 Ele estava se levantando, se preparando para ir embora, e logo Kuroo percebeu que não queria que ele fosse. Precisava de alguma coisa, precisava falar algo, qualquer coisa.

- Ei, por que não fica mais? Convidei uns amigos para jogar hoje. – Falou Kuroo, enquanto o loiro parava no caminho para a porta.

 

 

Notou os olhos do baixinho brilharem e notou que tinha acertado, jogos. Ele assentiu calmamente, voltando a dar atenção ao gatinho que andava em volta dele.

 

- Só um minuto. -Kuroo falou se afastando até o corredor, tirando seu celular do bolso e escrevendo uma mensagem para Bokuto.

 

Afinal, não tinha realmente nada marcado para aquela noite, mas precisava ter. “Minha casa em 10 minutos, chama alguém com você. Depois explico.” Enviou a mensagem e voltou para a sala, onde viu Kenma observando os jogos na estante, ele parecia empolgado com a ideia. Kuroo aproximou-se, sentando-se no sofá, junto ao gatinho, que finalmente havia largado Kenma.

 

- Então, gosta de jogos? – Amaldiçoou-se pela pergunta óbvia.  

 

- Sim. -ele disse.

 

 Nunca fora ruim de puxar conversa, era muito sociável, as pessoas gostavam de falar com ele, mas com Kenma, as palavras pareciam lhe fugir.

 

- Posso perguntar uma coisa? – Kuroo disse, coçando a nuca, uma pergunta ainda lhe corroía.

 

- Sim. – Kenma o encarou. Os olhos dourados fixos em si... Por um momento hesitou, mas não sabia se teria muitas outras chances.

 

- Por que você me deu match no tinder? Quer dizer... Era você certo? – perguntou, não desviando o olhar, parecia preso naqueles olhos.

 

- Não sei... – Ele fez uma expressão confusa. – Você é bonito. – ele disse simples.

 

 Kuroo podia sentir seu rosto esquentar, mesmo com um simples elogio, como ele podia ter afetar tanto? A campainha tocou e se levantou rapidamente, praticamente fugindo de continuar aquela conversa.

 

- Oi! – Bokuto entrou no apartamento, animado como sempre, logo parando, ao encarar kenma. – Olá... – Disse ele, virando-se lentamente para encarar Kuroo, que o olhou sério. Logo Bokuto concordou com o olhar em uma conversa silênciosa, e mesmo que Akaasshi não tivesse entendido nada daquela comunicação quase telepática, percebeu que aquela seria a explicação de Kuroo.

 

Ao menos Bokuto havia entendido. Suspirou e entrou no apartamento, seguindo Bokuto até o sofá.

- Oi. – Acenou para Kenma educadamente, ele fez o mesmo.

 

- Oi. – disse o loiro.

 

- O que vamos jogar? Estou ansioso para surrar o Kuroo desde a última partida. – Bokuto já entrava no plano.

 

- Street Fighter? – Kuroo encarou o Kozume, que assentiu. Havia notado que ele estava encarando demais aquele jogo.

- Péssima escolha Kuroo, vou me vingar pelo FIFA. – Os olhos de Bokuto pareciam em chamas, ao contrário de Akaashi, que encarou o controle um pouco entediado, nunca fora muito bom nesse tipo de coisa, ele era mais do tipo que olhava os outros jogarem, e não necessariamente participava.

 

-Eu começo, eu te desafio! – Bokuto apontou para o moreno entregando um controle a ele.

O jogo mal de iniciava e Bokuto já estava com sua barra de HP na metade, enquanto Kuroo estava intocável.

Bokuto gritava a cada golpe recebido – que não eram poucos. – Enquanto Akaashi logo perdia sua atenção na partida, passou a encarar o garoto loiro, de certa forma ele parecia interessante, e mesmo assim parecia completamente solitário, lembrava a si mesmo antes de conhecer Koutarou.

 

- Então, Kenma-san, certo? – perguntou. O loiro tirou os olhos do jogo, passando a encarar Akaashi.

 

- Sim. -assentiu.

 

- É novo por aqui? Vejo que não tem muitos amigos na cidade. – Disse Akaashi, compreensivo.

 

- Não, mudei só de bairro. Meu melhor amigo se matou uns meses atrás. – ele disse isso calmamente, e de alguma forma isso chocou ainda mais Akaashi, que se calou, assim como todos na sala, Kuroo de repente parecia levar uma surra na partida, Bokuto já não gritava tanto.

 

 Tentavam fingir que tudo estava normal, mas era óbvio que todos haviam ouvido.

- Ganhei! -Bokuto comemorou, surpreso. Estava pronto para lançar ofensas à Kuroo, mas ele parecia distraído o bastante para não se importar com a partida.

 

- Eu vou agora. – Disse Kenma, pegando o controle do moreno, que o encarou durante alguns minutos em silêncio.

 

E como se fosse profissional, o loiro acabou a partida como vencedor, com uma barra de Hp intacta e um tempo recorde de jogo.

- Só pode ser mentira! – Bokuto gritou impressionado com o menor. – Você é melhor que o Kuroo! Revanche! Ne, Akaashi, posso ir antes de você?? – Perguntou Bokuto se animando novamente.

 

 Akaashi assentiu, não muito ansioso para perder para alguém. Estava dando mais atenção ao gatinho em seu colo do que no jogo em si. Muitas partidas depois, enfim haviam parado de jogar, assistiam um seriado aleatório na tv e conversavam,        

 Exceto por Kenma, que havia pegado no sono no sofá, com o gatinho em cima de sua barriga. Os três acordados estavam sentados no tapete, encostando-se no sofá, bebendo latinhas de cerveja, as últimas daquela geladeira terrivelmente vazia.

 

- Ei, Kuroo... – Akaashi encarou o Moreno que estava no canto, observando o loiro dormindo, com uma atenção invejável. – Vamos chama-lo mais vezes. – Sorriu Akaashi.

 

- Sim, vamos. – Kuroo assentiu, voltando sua atenção para a TV.

 


Notas Finais


Digam o que acharam! Vejo vocês no próximo, que prometo que sera maior. Esse foi realmente por que precisava começar a falar do Kenma. Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...