História The Butler ||JiKook - Capítulo 64


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Monsta X
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Mark, Min Hyuk, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Bts, Depressão, Drama, Gay, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Lemon, Namjin, Rapmonster, Seme, Suspense, Tae, Uke, Vhope, Vmin, Yaoi, Yoongi
Visualizações 522
Palavras 1.593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi nenês
To deixando de ler meu livro pra escrever pra vocês
Se considerem amados

LEIAM AS NOTAS FINAIS!!!!


Boa leitura :3❤

Capítulo 64 - 64


Fanfic / Fanfiction The Butler ||JiKook - Capítulo 64 - 64


POV Narradora 

Yugyeom e BamBam haviam revesado os horários para dormir naquela madrugada, cada um dormiu duas horas e assim que o despertador tocava, o que estava acordado despertava o adormecido e eles invertiam os lugares, assim sucessivamente, até que JungKook acordasse.

Quando o relógio marcou oito e trinta e sete da manhã, Jeon despertou. Não porque o efeito do calmante havia passado, ou porque ele não queria dormir - até porque o que ele mais queria nesse momento era dormir e esquecer o acontecimento do dia anterior - mas sim porque ele sentiu algo em seu dedo, algo quente, gordinho e molhado. E por um momento seu corpo congelou. Os lábios de Jimin acabaram de tocar o dedo em que a aliança de namoro se encontrava.

JungKook levantou tão rápido que sua visão girou e Yugyeom quase caiu da poltrona pelo susto do moreno levantando do nada. Jeon olhou em volta, levantou e procurou Park por toda casa, ouvindo perguntas indecifráveis de Yugyeom. Ele tinha certeza. Tinha certeza de que Jimin havia beijado seu dedo.

- Cadê? Cadê ele Yug? Para onde o Jimin foi? - JungKook continuava a perambular pela pequena casa procurando por seu namorado em cada canto quando teve os ombros segurados pelo azulado, que o obrigou a parar

- Fica calmo. O Jimin foi embora ontem JungKook, você estava dormindo, lembra disso? - Yugyeom se lembrava muito bem como lidar com Jeon, estava sendo exatamente como ele o conheceu. Um certo dia o azulado estava dormindo na casa de JungKook quando o viu levantar e caminhar apressadamente para janela, quando Yug perguntou por que ele estava olhando para a rua vazia, Jeon respondeu que tinha ouvido Minhyuk o chamar. O azulado se assustou por um momento, mas convenceu JungKook a voltar para a cama e ficou acordado até vê-lo adormecido 

- E-eu senti ele, eu senti um beijo dele no meu dedo com o anel Yugyeom - Jeon já tinha lágrimas nos olhos novamente, Jimin não estava lá - Ele voltou? Vocês estão escondendo ele de mim?

- Não Kook, ele não voltou - O azulado olhou para o chão, e voltou a olhar para ele - O que você acha de ir no Doutor JaeBum hoje à tarde? É uma boa ideia não é? 

- Ele v-vai me dar aquilo de novo... Eu... Não gosto daqueles r...

- Você não gosta mais precisa, tudo bem? - Yugyeom mantinha a voz calma e a essa altura já não segurava os ombros do amigo - Nós vamos vê-lo e essa dor vai passar, huh?

- Não vai passar enquanto o Jimin não voltar... Não vai. Primeiro meus pais, depois o Minhyuk e agora o Jimin - Lá estava o moreno chorando de novo, seu nariz escorria e lágrimas quentes e grossas desciam por seu rosto e pescoço - Aposto que você e o BamBam também vão me deixar, porque ninguém quer um louco depressivo como amigo eu... - Jeon respirou fundo e limpou o rosto com a gola da camiseta - Eu estou destinado a viver sozinho, e nada que eu faça vai mudar isso, porque por m-mais que eu tente... As pessoas sempre me abandonam, elas se vão e me deixam no escuro.

- Você se lembra da promessa que eu te fiz? Uma promessa minha não é nunca, nunca descomprida - Yugyeom se sentiu, em partes, ofendido, mas sabia que aquilo era só por conta do calor do momento

- O Jimin também prometeu e onde ele está agora? ELE SE FOI E ME DEIXOU - Todo o barulho vez com que BamBam acordasse e cambaleasse até a cozinha, vendo a situação dos amigos

- Vem cá JungKook-ssi - BamBam apontou para Jeon e depois para o chão em frente à seus pés. O moreno não mexeu nenhum músculo e continuou chorando histéricamente, o que fez com que o ruivo caminhasse até ele e o envolvesse em um abraço apertado. JungKook não gostava de demonstrações de afeto, e BamBam sabia disso. Mas em alguns momentos, tudo o que precisamos é de uma demonstração de amor, saber que alguém se importa com você aquece o coração de qualquer pessoa frustrada - Pode chorar, vamos lá... Nós estamos aqui com você - Logo, os braços fortes de JungKook envolveram o corpo magro de BamBam, apertando-o tanto que o ruivo quase não conseguiu respirar.

Enquanto isso, do outro lado da sala, Yugyeom procurava o contato do psiquiatra de Jeon no celular dele e assim que achou, ligou para o número e caminhou até o quarto.

《Chamada On》

(Yug negrito, JB itálico)

- Consultório de psiquiatria do doutor Im JaeBum, bom dia

- JB? É o Yugyeom - O azulado suspirou pesadamente ouvindo um ruído de algo caindo no chão - Está tudo bem?

- O JungKook está bem? Ele racaiu? O que houve? Cadê ele? - JaeBuma tropelava as palavras, ele sabia da gravidade do caso de Jeon

- JungKook não está bem, se ele não recaiu ainda, está perto de recair. Você chegou à saber do namoro dele? Então, o namorado dele foi embora, sem dar mais nem menos, simplesmente sumiu! O JungKook não para de chorar nenhum minuto se quer e agora de manhã ele disse que sentiu um beijo do Jimin no... Dedo que tem a aliança 

- Ele está tendo alucinações de novo?! - JB já estava desesperado, JungKook havia se recuperado tão bem... E agora tudo estava de volta - Você consegue convencer ele a vir aqui hoje à tarde? Eu preciso ver como ele está para receitar a quantidade de fluoxetina certa.

- Ele não quer voltar a tomar antidepressivos JB, você sabe que ele odeia os remédios que deixam ele "tonto"

- Nós temos que fazer com que ele se distraia, esteja acompanhado o dia e a noite toda, ele pode querer cometer suicídio mesmo com os remédios e você sabe disso

- Eu sei... As três você tem alguma consulta marcada? 

- Um momento - JB checou sua agenda rapidamente, vendo que seus pacientes de hoje, por pura sorte, só tinham consultas depois das seis da tarde - Eu estou livre sim, mantenha ele o mais calmo possível e se não conseguir, pegue o calmante injetável e o faça dormir

- Tudo bem doutor, até à tarde 


《Chamada Off》


[...]



- Jimin você está bem? - Yoongi praticamente esmurrava a porta, e não obtia resposta do pequeno que estava no banheiro à vinte minutos

Será que as pessoas ficariam bravas se ele arrombasse a porta? Ah, foda-se!

Yoongi caminhou dois passos para trás e chutou a porta, fazendo a tranca voar para um lugar aleatório. Min entrou no pequeno banheiro e encontrou Jimin deitado no canto, entre a pia e a parede, ele parecia dormir de olhos abertos, pois mantinha o olhar em um ponto fixo e o corpo estático.

- Jimin-ssi... Está me ouvindo? - Suga se ajoelhou, tocando o rosto úmido e borrado pela maquiagem, que Jimin tinha passado mais cedo - Eu vou te limpar 

Yoongi molhou algumas toalhas de papel e as passou na parte de baixo do rosto de Park, nas maçãs daquele rostinho fofo, nas pálpebras e nas bochechas. Logo os borrões pretos que antes o deixavam meio assustador, deram lugar a nariz, olhos e lábios vermelho e inchados e pele úmida pelas lágrimas que insistiam em correr. 

- Vamos voltar para nossa poltrona, huh? Você precisa comer alguma coisa - Suga puxou Park para cima e manteve a mão na cintura fina, até demais, do garoto, o guiando até a poltrona deles novamente, pois parecia que o garoto iria cair a qualquer momento - Fica sentadinho aí, eu vou pedir algo para você comer. Eu estava começando a assistir Simplesmente Acontece, pode assistir se quiser.

Assim que Suga sumiu do campo de visão de Jimin, o garoto se levantou e tentou achar Jinyoung, ele precisava de um abraço, precisava desesperadamente de um abraço, mas não podia abraçar Yoongi, afinal ele era o causador de tudo isso, não é?

Park caminhava de corredor em corredor, tentando achar aquele homem simpático que conversou mais cedo, mas de repente, seu de cada com Yoongi, que segurava uma bandeja com comidas quase tradicionais americanas:  Ovos mexidos, bacon e waffles, além de uma caneca de café preto e um copo de suco, que Park chutava ser de laranja.

- Jimin, o que está fazendo aqui? - Suga não estava bravo, na verdade estava preocupado

- E-eu estava procurando o Jinyoung - Park direcionou o olhar para o chão e sentiu suas bochechas queimarem

- O Jinyoung? Para quê? - Jimin se manteu em silêncio, então Yoongi deixou a bandeja em cima de uma, das várias, poltronas vazias ali e tocou, receosamente, o ombro direito do menor - Me diz

- E-eu só... Só queria um abraço.

Yoongi sorriu e puxou Jimin em um abraço apertado, como os dois tinham cinco milímetros de diferença de altura, foi fácil para o azulado, inalar o cheiro doce, e ao mesmo tempo másculo, que o pescoço de Jimin exalava, Suga parecia estar em um sonho, pois nunca imaginou que teria Park em seus braços outra vez. Já Jimin, apenas aceitou aquele aperto protetor do homem em sua frente e chegou à uma conclusão silenciosamente.

Se eu deixar claro que não quero mais nada com ele, apenas amizade, talvez ele me deixe voltar para JungKook.

E foi aí que Jimin viu uma luz do fim do túnel, vai ser legal com Yoongi, mas irá deixar claro que não quer nada demais, assim, mesmo que demore, Suga vai perceber que nada vai sair desse quase sequestro e vai libertar Jimin.

Não importa quanto tempo passe, Park vai estar sempre esperando ansiosamente o dia em que terá JungKook em seus braços outra vez.


Notas Finais


LEVANTA A MÃO QUEM...... NÃO SEEEEI

EXPLICAÇÕES SOBRE O ANTIDEPRESSIVO DO JUNGKOOK À BAIXO! !!!!!


O mecanismo de ação da fluoxetina é o mesmo de todos os antidepressivos inibidores seletivos da recaptação da serotonina. Vamos a uma rápida explicação.

A serotonina é um neurotransmissor, ou seja, é uma substância envolvida na comunicação entre os neurônios. A serotonina age sobre a regulação do humor, das emoções, do sono e do apetite. Níveis reduzidos de serotonina no sistema nervoso central podem causar depressão do humor, alterações de comportamento, e ainda provocam distúrbios no sono e no apetite.

A quantidade de serotonina disponível para os neurônios depende do quanto é produzido e do quanto é removido (recaptado) no cérebro. Os inibidores seletivos da recaptação de serotonina agem diminuindo a taxa de remoção da serotonina da fenda sináptica, local onde este neurotransmissor exerce suas ações. Deste modo, os ISRS fazem com que a serotonina permaneça disponível por mais tempo para os neurônios, levando a uma melhora do humor dos pacientes.

PARA QUE SERVE A FLUOXETINA

Sendo um antidepressivo, é mais do que óbvio que a principal indicação da fluoxetina é para o tratamento da depressão. Contudo, esta não é única. A fluoxetina também é eficaz no tratamento de outros distúrbios de origem psiquiátrica, como, por exemplo: transtorno obsessivo-compulsivo, bulimia nervosa, síndrome do pânico e estresse pós-traumático. Esse antidepressivo também pode ser usadao como tratamento auxiliar na fibromialgia.



COMO TOMAR E EFEITOS

A fluoxetina pode ser tomada em qualquer horário e a sua absorção não é influenciada pela alimentação. O medicamento costuma ser tomado em dose única diária, mas doses acima de 20 mg podem ser divididas em 2 tomadas ao longo do dia.

A dose efetiva costuma ser de 20 mg por dia, porém, para minimizar os efeitos colaterais, o seu médico pode iniciar o tratamento com uma dose de apenas 10 mg por dia, autorizando o aumento para 20 mg após 1 semana. Esta prática costuma ser comum quando o paciente é idoso.

A dose da fluoxetina pode ser progressivamente elevada em 10 a 20 mg a cada 4 semanas até que o efeito desejado seja alcançado. Os efeitos clínicos demoram cerca de 15 a 20 dias para se tornarem evidentes, por isso, não indicamos elevações da dose com menos de 1 mês de tratamento. A dose máxima recomendada é 80 mg por dia. Na maioria dos casos, o paciente consegue controle dos seus sintomas com doses entre 20 e 40 mg por dia.

A FLUOXETINA EMAGRECE?

Apesar de ser uma pergunta pertinente e frequentemente feita na Internet, ela não tem uma resposta única. A fluoxetina emagrece? Depende, às vezes sim, às vezes não. Essa mesma pergunta fica mais fácil de ser respondida se for feita de formas diferentes. Por exemplo:

A fluoxetina provoca alterações no peso?

Sim, a fluoxetina pode provocar alterações no peso, seja para mais ou para menos. Ambos os casos costumam estar ligados ao controle da depressão e da ansiedade. A maioria dos pacientes depressivos ou com pânico perdem o apetite e emagrecem. Conforme o medicamento exerce seus efeitos, a depressão e a ansiedade vão sendo controladas e o apetite retorna. Por isso, o paciente ganha peso. O oposto também pode ser real. O consumo exagerado de alimentos pode ser um sintoma de doença psiquiátrica, que passa a ser controlado conforme a fluoxetina passa a agir.

Em alguns pacientes, a fluoxetina pode provocar perda de apetite como efeito colateral. Nestes casos, ela pode levar à perda de peso.


EFEITOS COLATERAIS

Os efeitos colaterais mais frequentes da fluoxetina são náuseas (12% to 29%), insônia (10% to 33%), redução da libido (1% to 11%), diarreia (8% to 18%), retardo na ejaculação (7%), impotência sexual (7%), tremores (3% to 13%), redução do apetite (4% to 17%), sonolência (5% to 17%) e ansiedade (6% to 15%).

Em geral, os efeitos adversos surgem no início do tratamento e desaparecem com o tempo. A fluoxetina parece ser o antidepressivo ISRS que menos provoca efeitos colaterais na área sexual.


|-|-|-|

Muitas pessoas mandam mensagem perguntando quando Jimin vai encontrar o JungKook, quando a fanfic vai acabar, quantos capítulos vai ter... ETC
E me desculpem se eu estiver sendo grossa, mas isso é bem chato
Eu deixei MUITO BEM claro que essa história tem um roteiro, e que eu vou explorá-lo bastante, com vários capítulos e mais revelações...
ENFIM
Por favor, parem de querer que as coisas aconteçam logo, eu gosto de surpreender e cativar as pessoas com algo inesperado e incrível e para isso tudo precisa ser exatamente do jeito que eu planejei, huh?
Se quiserem conversar cmg, podem me chamar no chat (SÓ NÃO PEÇAM SPOILER PFV)

Espero que gostem :3❤
XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...