História The camping (Imagine Kim Taehyung) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Acampamento, Taehyung, Você
Visualizações 44
Palavras 1.066
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Sentai, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Incesto, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


ENTÃO, EU ESTOU MUITO ATRASADA, ATÉ DEMAIS NÉ CARALHO( ‾ʖ̫‾)
MEUS DEUS EU PEÇO DESCULPAS SÉRIO
MAS CÁ ESTOU EU
E BORA
NESSA
PORRA
≧☉_☉≦

Capítulo 12 - Proteja eles


– Você tá brincando comigo cara, é logico que ele está delirando. - Falei tentando convencer a mim mesma que estava certa

– E por que ele mentiria sobre isso, tá ficando louca? - Jimin pergunta pondo sua destra na testa do outro

– Jimin, ele está delirando, fala sério. Eu vou voltar pra cabana. - Revirei meus olhos fingindo estar orgulhosa das minhas palavras, mas a verdade é que meu cu tava na mão, estava ficando louca com essa história de vampiros e o cacete a quatro. Fala sério, o Jungkook deve estar em algum lugar por aí, ou até mesmo ter ido embora, e a situação do Jin pode ter apenas um ferimento. 

– Você quer mesmo fazer isso, S/N? - Quando estava de saída Jimin agarrou meu pulso de uma vez só, fazendo que automaticamente descesse um seco pela minha garganta. 

– Jimin, o Jungkook vai voltar. O Jin vai ficar bem, e agora eu preciso cuidar do Taehyung, ele está bem triste com tudo isso. Boa sorte pra vocês dois. - Soltei meu pulso á mão deste e caminhei com passos lentos até a porta, mas parei quando ouvi certas palavras.

– O Jungkook quer você, S/N. - Com a voz falha e a respiração acelerada, Jin se pronunciou em tom sério e calmo.

– Ele quer, é? Então que ele venha buscar. - Virei meu rosto para ambos e sorri de lado, seguindo meu caminho. Abri aquela maldita porta de madeira, e a bati com força assim a fechando. O acampamento estava vazio, sem um sinal de vida, literalmente não tinha ninguém por ali, apenas o barulho do vento. É sério que as pessoas acreditam nessa absurda história de vampiros?

Finalmente havia chegado na minha cabana, assim tranquei a porta só por precaução. Direcionei-me até o quarto e Taehyung estava dormindo, me deitei ao lado deste e fechei meus olhos suspirando fundo, aquelas palavras rodeavam em minha mente. '' O Jungkook quer você, S/N'' Afinal o que ele quer comigo?! Eu mal conheço esse garoto, e porque eu estou tão preocupada com isso?! É claro que é uma tremenda bobagem isso. – Bufei cansada e virei de lado encarando o rostinho de Taehyung que adormecia em paz. Sorri fraquinho tentando acalmar os batimentos do meu coração que apenas aumentava a presença de Taehy, fechei meus olhos lentamente tentando processar tudo aquilo que estava acontecendo. 

JIN POV ON

;Flashback on;

Estava caminhando lentamente procurando aquele maldito menino, fazia quase 40 minutos que Jungkook não voltava, depois que disse que ia ao banheiro – bufei cansado observando o céu escuro que não tinha uma estrela sequer. Eu praticamente andei todos os cantos do nosso acampamento o mesmo com o acampamento vizinho, olhei a Floresta A e a Floresta B, mas nenhum sinal dele. Eu não sabia o que fazer, minha cabeça doía, um arrepio correu ao meu corpo causando um forte frio em meu corpo, o vento forte fazia meus cabelos 'voarem' contra este. Como não tinha solução nenhuma, resolvi ir até a Floresta C, a tão falada floresta, corria boatos dizendo que tinha demônios, monstros, e até morte que aconteceram lá, mas é obvio que eu não acreditei, era apenas boatos. Caminhei por 12 minutos inteiros até chegar lá. O Ambiente era feio, sujo e horrendo. Não tinha folhas em árvores e nem sequer uma pessoa lá. Tinha literalmente nada naquele lugar. Resolvi arriscar e entrar lá, gritei o nome do Jungkook como fiz em todos os lugares que passei, senti uma presença passar correndo ao meu lado, mas eu não havia visto nada. E eu senti novamente a presença de uma pessoa, olhei em volta com desespero desperto e absolutamente nada. Eu ainda me perguntava se estava ficando louco. 

– Jungkook? - Ditei baixo sentindo o vento cada vez se tornar mais frio e forte. Ouvi uma risada sarcástica rente ao meu ouvido e não conseguia me mexer, virei lentamente para trás e o vi ali, Jungkook com os fios lisos quase tampando seus olhos escuros e sua roupa com uma mancha de sangue perto de seu ombro, aquilo me aterrorizou estava quase morrendo de medo.

 – Vá embora. - Disse sorridente.

 – Jungkook, aonde você estava? Tá todo mundo preocupado com você! - Falei respirando fundo tentando manter a calma.

 – Eu já disse que é pra ir embora. - Seus olhos tingiam a cor vermelha fazendo que automaticamente me arredasse para trás.

– J-Jungkook, está tudo bem? - Gaguejei aos poucos observando-o sorrir ainda mais. 

 – Desculpe por isso. - Arregalei meus olhos quando Jungkook andou rapidamente até mim e perfurou suas unhas na carne de minha barriga, podendo sentir o sangue quente se escorrer por minha pele. Minha respiração ficou pesada, quase não dando pra respirar, enquanto suas unhas penetravam em minha pele eu me tornava imóvel. – Eu quero que você vá embora, e dê esse recado para S/N. Se ela não me encontrar amanhã ás 2:00 da manhã aqui nesse local, o Taehyung morre. - Meu coração batia rápido, seu sussurro rente ao meu ouvido era bizarro, o que Jungkook se tornou? 

– Jungkook... - Arfei baixo sentindo suas unhas afundarem em minha carne. 

 – Você entendeu bem? - Perguntou apertando-as em minha carne e com dificuldade concordei com um assento, assim ele finalmente soltou suas unhas a mim causando uma ardência extremamente dolorosa. 

E assim ele foi embora, e eu nem havia percebido como.

;Flashblack off.; 

Jimin testava minha temperatura a cada 5 segundos, ele estava realmente preocupado, e não falei nada desde que a S/N foi embora, Jimin vivia fazendo perguntas e eu apenas ignorava, já que a falha na voz não deixava ao menos responder. 

– Jimin... - Sussurrei baixo fazendo que Jimin arregalasse os olhos.

 – Sim, Jin?

– Taehyung corre perigo, e a S/N também. - Com dificuldade falei e então afundei minha cabeça no travesseiro macio fechando meus olhos sentindo a enorme dor na barriga como senti na noite passada. 

– O QUE? CORRE PERIGO? COMO ISSO? - Seu tom de voz aumentou causando uma dor em minha cabeça.

– Proteja eles. - Quando mais falava a dor aumentava, decidi parar de falar ali mesmo, e então vi que Jimin fazia mais perguntas mas eu apenas ouvia aquelas mesmas palavras. ''Eu quero que você vá embora, e dê esse recado para S/N. Se ela não me encontrar amanhã ás 2:00 da manhã aqui nesse local, o Taehyung morre''

Eu não consigo me expressar, não consigo falar, Taehyung não pode morrer.

JIN POV OFF

 


Notas Finais


CAPÍTULO PEQUENO MINHAS JUJUBINHAS E ME DESCULPEM EU ESTOU SEM TEMPO AF ಥ_ಥ
ME DESCULPEM MESMO
NO PRÓXIMO CAPÍTULO TENTAREI ESCREVER MAIS QUE ISSO AAAAAAAAA (;一_一)
SE CUIDEM MINHAS JUJUBINHAS E ME DESCULPE NOVAMENTE PELA FALTA DE CAPÍTULOS E TER SUMIDO
(minha vida é uma merdaaaaa '3')
ATÉ A PRÓXIMA MINHAS JUJUBINHAAAASSS (─‿‿─)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...