História The Children of the demon - Capítulo 42


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Exibições 62
Palavras 588
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Famí­lia, Ficção, Magia, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 42 - Filhos


Fanfic / Fanfiction The Children of the demon - Capítulo 42 - Filhos

P.o.v Liz

- onde estão Elijah? - perguntei chegando mais perto dele, Elena deu um passo a frente.
- no quartel..com certeza estão lá - falou, eu não pensei duas vezes, eu comecei a andar pro portão do cemitério.
- vamos - gritei para eles ouvirem, eu consegui ouvir os passos deles atrás de mim, eu só quero ver minha filha.
- chegamos - falei abrindo o portão do quartel, tinha cinco homens , eu só sorri de canto.

[...]

Quando acabamos com todos do quartel, nos procuramos eles em vários lugares.
- achei eles - ouvir a som da Rebekah vindo de cima, com a minha velocidade vampiresca eu ja estava no lado dela, tinha vários caixões, eu digo graças a deus pro Alaric e Jô de conseguindo fugir com as gémeas, quem sabe o que Esther teria feito com eles.
- ajuda - falou Elena tentando abrir o caixão, eu ajudei ele quando abrimos era o Kol, Elena tirou a adaga do peito dele.
- ELENA LIZ ? - falou, eu acendi com a cabeça, eu dei uma bolsa de sangue pra ele.
- mamãe? - eu senti as lágrimas caírem dos meus olhos, eu reconheço essa voz linda... Caroline
- filha - eu mim virei e vim ela com lágrimas no rosto, eu corri até ela, aquele foi o melhor abraço do mundo.
- xerife - olhei pro lado e vim o Klaus com uma sorriso, eu pode ri.
- oi filho - falei abraçado ele como nunca, eu querendo ou não o Klaus vai se casar com a minha filha, agora ele é a minha responsabilidade.
- nos demos que ir embora - olhei pra frente, Elijah tinha razão, talvez Esther já sabe que nos estamos aqui, kol estava com a Bonnie nos braços, ela deve estar fraca.
- vamos - falou Elena, nos corremos pra saída, só que eu deti eles de seguir em frente.
- o que está fazendo liz? - perguntou Damon, eu fiz um sinal de silêncio, para eles poderem ouvir.
- eles chegaram - sussurrou Stefan olhando pra hayley, nos subimos de volta pra cima, nos conseguimos ouvir eles subirem as escadas.
- o que agente faz? - perguntou Rebekah, eu neguei com a cabeça, eu não sabia o que fazer.
- vamos pular - olhei e vim o Matt olhando pra uma janela enorme.
- não - falou hayley com medo, eu só revirei os olhos.
- e o único jeito - falei, foi quando a porta do quarta foi arrubada, eu vi Esther.
- CORRAM - gritei, nos corremos e pulamos da janela que si quebrou, quando chegamos no chão começamos a correr com a nossa velocidade vampiresca.


Chegamos no hotel que estávamos, nos cuidamos da Bonnie e dos outros.
- mãe quando anos passaram? - olhei pra minha filha, nesse momento o silêncio veio a tona, ninguém falou nada, eu respirei fundo.
- 7 anos - falei sem rodeios, ela começou a chorar e Klaus abraçou ela para reconforta-la.
- nos demos que voltar Rebekah - falei olhando pra ela, que acendeu.
- volta pra onde? - perguntou Bonnie, eu olhei pra todos daquela sala.
- Transilvânia...os trigêmeos estão lá Caroline - falei ela olhou pra mim, eu peguei a minha bolsa e tirei o retrato e dei pra ela.
- quem são estes? - perguntou Klaus olhando pra mim, e Caroline também parecia confusa.
- são os meus netos - falei Caroline e Klaus se entre-olharam com felicidade, alegria e amor

  São os seus filhos.


Notas Finais


Desculpem pela minha ausência.
E que eu estava muito ocupada
Mas então gostaram???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...