História The Choice - Capítulo 18


Escrita por: ~

Visualizações 39
Palavras 1.110
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


To ansiosa e resolvi postar logo esse hoje também hahaha
estou com várias ideias e escrevi muito, então talvez tenha mais uma att hoje, se vocês quiserem.

Capítulo 18 - Disconcerted Guy


Fanfic / Fanfiction The Choice - Capítulo 18 - Disconcerted Guy

- Aquilo o que?

Hoseok se vira na mesma hora para saber do que eu estava falando, mas não consegue ver nada. Eu também não consigo ver mais nada e acabo chegando à conclusão que foi fruto da minha imaginação. Voltamos juntos para o castelo e eu ofereço ao Hoseok a minha sala para ele praticar quando quiser, só lembrando que eu a usava com o Namjoon todos os dias por volta das cinco da tarde. Ele agradece, mas diz que prefere dançar mais escondido, porque tirando o Jin, o Yoongi e agora eu ninguém sabia que ele praticava, porque o pai dele realmente odiava dança, dizia que não era algo digno para um homem. Fico chateada com a postura do seu pai, mas não digo nada e respeito a decisão de Hoseok. É aí que me lembro da minha pergunta e me virando para o Hoseok eu pergunto:

- O que você está fazendo aqui na competição? Porque decidiu participar?

Ele coça a cabeça, me olhando um pouco confuso e no começa hesitante:

- Bom, eu não sei se sei responder. - começa então a rir da própria resposta e continua, pegando em minha mão e bem mais confiante. - Princesa eu não sei muito bem porque eu entrei, acho que foi porque eu não teria muito a perder, só a ganhar e meus três melhores amigos também se inscreveram. Você é bonita, parecia agradável e inteligente e se no final não fosse nada disso eu simplesmente poderia pedir para sair, certo? Mas eu tenho a certeza do porque eu quero continuar. Você é bonita, você é muito agradável, muito inteligente e tem um coração enorme e se isso não são as qualidades que eu procuro para a minha futura esposa eu não sei quais são. Além de ser uma dançarina maravilhosa, é claro. Peço que perdoe a minha falta de justificativas iniciais e aceite as atuais.

- Hoseok eu... eu não sei o que te responder.

- Tudo bem princesa, vamos voltar? O Namjoon tem hora marcada com a senhorita e por mais que eu gostaria de te roubar para mim tenho que dar chance aos meus concorrentes de passar tempo com a senhorita. Mas eu te peço só uma coisa!

- O que?

- Tome muito cuidado com o Namjoon, ele tem a tendência de destruir as coisas!

Sabendo muito bem do que ele queria dizer e lembrando que os dois também eram grandes amigos eu rio e garanto que sabia me cuidar. Voltamos o resto do caminho e vou atrás do Namjoon para poder ter mais uma aula com ele, já ansiosa com o livro que ele me disse que levaria.

***

Novamente deitados no chão, exaustos, começamos a conversar. A aula tinha sido muito proveitosa e divertida, como Hoseok dissera o Namjoon tinha uma facilidade impressionante para quebrar as coisas e era muito desastrado, mas tinha uma força de vontade impressionante e já tinha demonstrado uma pequena melhora.

- Namjoon?

- Sim, princesa.

- Você praticou sozinho, não praticou?

Ele tenta esconder o rosto, envergonhado e eu fico deslumbrada com sua fofura.

- O dia todo, praticamente. – diz, ainda com o rosto escondido. – Como você descobriu?

- Você teve uma melhora de ontem e sabendo o quanto é dedicado eu cheguei nessa conclusão. Mas você não deveria ter perdido sua folga com isso Namjoon, você poderia ter falto algo que você gostaria.

- Mas eu gosto! Eu só queria te deixar feliz comigo.

Ele me olha, ainda envergonhado mas decido.

- Mas é claro que eu fico feliz, mas não precisava nem ter feito esforço, só de ser um cara especial assim eu já me impressiono a cada segundo com você.

Ele fica ainda mais envergonhado e volta a esconder as bochechas com as mãos e eu sorrio com seu gesto, mas decido não comentar para não envergonhá-lo ainda mais.

- Jin me falou que você comenta para ele de nossas aulas, você está gostando mesmo?

- Eu vou matar o Jin!! Não acredito que ele te contou disso, o que você está pensando de mim agora?

- Estou pensando que eu adoro saber que você está gostando e que isso te deixa ainda mais adorável aos meus olhos. E o Jin só queria garantir seu bem Namjoon, não precisa falar nada com ele não.

- Depois de você ter falado assim eu estou pensando mesmo é em agradecê-lo.

Começamos a rir, mas eu me lembro das minhas perguntas.

- Namjoon?

- Sim?

- Cadê meu livro?

- Eu deixei ele em meu quarto, a gente passa lá depois da aula e eu te entrego, pode ser?

- Você está me enrolando!

- Não estou! Só fiquei embaraçado de trazer aqui, preferi deixar para te dar depois da aula.

- Ok, mas não pense que eu vou me esquecer.

- Sim, senhora.

- Namjoon?

Ele ri do jeito com que eu novamente o chamo e me responde exatamente como da última vez.

- Sim?

- Porque você está aqui?

Ele parece entender o que eu quis dizer sem eu precisar explicar e fica alguns segundos em silêncio, mas me acena dizendo que está pensando em uma resposta.

- Bem Giovanna, eu vou começar pelo óbvio, eu estou aqui por você. Pelo menos eu estava aqui pela você que eu achava conhecer. Você esteve na mídia por esses meses e sempre pareceu ser uma garota forte e decidida, que enfrentava todos os seus medos e problemas de frente. Sempre pareceu se importar com as questões sociais e naturais ao redor do mundo e parecia ser uma pessoa muito especial, por isso que quando tive a oportunidade de me inscrever para ter essa oportunidade eu não pensei duas vezes. Mas hoje estou aqui porque a você de verdade consegue ser ainda mais impressionante e maravilhosa que a você que eu achava conhecer.

A resposta de cada um deles revelava muito mais do que seus desejos, também me mostrava um pouco de sua alma e eu gravava cada uma das palavras que eles diziam em minha mente. Não respondo Namjoon e simplesmente seguro sua mão, e ficamos em silêncio por alguns minutos.

Depois de algum tempo vamos para o seu quarto buscar o livro porque eu preciso me aprontar para o jantar com o Jay e só de me lembrar de seu comportamento anterior me encho de ansiedade. Namjoon  pega o livro e e entrega em silêncio, nervoso de entregar sua obra para mim.

- Namjoon?

- Sim?      

- Eu tenho certeza que eu vou amar!

Dou um beijo em sua bochecha e sigo meu caminho, deixando um Namjoon desconcertado e sem palavras parado na porta do quarto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...