História The Clash - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Exibições 14
Palavras 2.248
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Acho que esse é o capítulo que mais gostei de fazer. Espero que vocês gostem, também! ♥

Boa leitura.

Capítulo 14 - Um dia diferente.


Fanfic / Fanfiction The Clash - Capítulo 14 - Um dia diferente.

Golden logo já se viu chorando, olhando para tudo isso. E tentando entender o porquê de tudo ter terminado daquela forma. 

— O que houve? — perguntou uma voz suave, vindo de trás dele. Golden suspirou, abaixando a cabeça. 

— Essa foto.. mas eu não estou chorando, ok?! Eu não estou. 

— Emily.. — Golden sentiu a ''coisa'' se aproximar cada vez mais — Ela era tão linda.. e.. Vincent.. 

— Pois é, tem razão. 

— Foi aí mesmo.. que ele morreu. — Golden se virou rapidamente, para ver quem era. Mas não havia ninguém atrás dele. 

— O quê? Quem é você?! Quem é?!

Enquanto isso, Springtrap dançava, enquanto ouvia uma música brega no pequeno rádio em cima da mesa. Todos o encaravam, com uma expressão engraçada. 

Puppet passou de fininho, ainda com o rosto trincado. Até que, em um passo, todos notaram a sua presença e viraram-se para encará-lo. 

— Eu sou só uma marionete.. — disse, entre risos constrangedores — e estou apenas caminhando.. 

Spring ergueu uma sobrancelha. 

— Apenas caminhando.. — até que Puppet saiu correndo em uma velocidade incrível, todos se levantaram em disparada. 

— PEGA ELE! — todos logo foram atrás, menos Spring e Luckye, Spring preferiu ficar rindo até não aguentar mais e Luckye preferiu nem ao menos se levantar. 

Chica estava sentada em uma das mesas, pensativa. Realmente sentindo falta do urso marrom insuportável. 

— E aí? — disse Bonnie, chamando a sua atenção e se aproximando. Chica abriu um sorrisinho e gesticulou para que se sentasse junto com ela. — Tá tudo bem? 

— Nem um pouco. — disse, sendo o mais direta possível — É engraçado ver alguns do nosso time sendo amigos dos Toys. Eu não consigo nem sequer olhar para a cara deles depois do que aconteceu. 

— É meio difícil explicar. 

Ela riu fraco. 

— Eu queria ser a próxima. — confessou. Bonnie arregalou os olhos, indignado com o que Chica dizia. 

— Está brincando?! Por quê?!

— É bem óbvio. — disse ela, encostando as costas na cadeira — Desde que os antigos guardas se foram, aqui é só mais uma pizzaria de merda. 

— Antigos.. guardas?! 

— Que triste. — Chica se levantou, se distanciando e deixando Bonnie sozinho, e cada vez mais confuso. 

Golden saiu do seu escritório, ainda tentando entender o que diabos estava acontecendo. Quando olhou para o corredor, até viu a imagem de Aurora parada, encostada na parede e o encarando. 

Um sorriso surgiu em sua face dourada, dessa vez ele podia confessar, ela fazia falta. 

— Eu não quero me sentir assim. — sussurrou para si mesmo — Não quero.. 

Ele saiu andando, até que viu ela no fundo, encostada na parede. Com Toy Chica e Kath do lado, achava que não era o momento certo de conversar. 

— Lá está ele! — disse uma voz doce, a de Toy Chica — O nosso herói, Golden Freddy! 

— Vai pro inferno. — respondeu, logo depois se distanciando. Ele parou para olhar Aurora rapidamente. 

Aurora ergueu uma sobrancelha, ele sorriu, dando uma piscada. Ela desviou o olhar, cruzando os braços. 

Golden saiu do local, deixando Toy Chica e Kath um tanto confusas, logo virando o rosto para encarar Aurora. 

— Você gosta dele?! — perguntou Toy Chica. 

— Como?! Não! Não! Ele.. ele é um estúpido! — disse, ainda com os braços cruzados. Kath deu de ombros. 

— Ele até que é engraçado. — disse Kath — As vezes é meio difícil não rir com as piadas dele. 

— Golden parece ser do tipo que se importa apenas com ele mesmo, e que se dane todo o resto! — disse Toy Chica, Aurora revirou os olhos, não concordando com uma palavra. 

Springtrap apenas caminhava por um longo corredor escuro, até que passou do lado de uma sala, também totalmente escura. 

Ele entrou, ligando o interruptor. O que não ajudou muito, pois a iluminação do local era fraca e tosca. 

No local haviam duas mesas empoeiradas e grandes. Ele se aproximou de uma delas, onde havia um pequeno papel colado, que dizia: 

''Jeremy e Mike'' 

Isso não lhe era estranho. Ele se aproximou de outra, que dizia: 

''Vincent e Emily'' 

Ele soltou um suspiro. 

Spring sentiu uma sensação estranha, parecia que ele já esteve ali, parecia ser uma lembrança. 

Ele saiu da sala, desligando o interruptor e batendo a porta com força. 

Enquanto isso, Puppet tentava conversar com algum dos Toys, pelo seu comunicador de ombro. Em uma sala trancada, junto com Balloon Boy, Ritsu e Alexya. 

— O que houve? — perguntou BB, o encarando. Puppet suspirou, se sentando no chão e se encostando na parede. 

— Cobra. Ele é invulnerável aos meus poderes. Se ele me pegar, todos vocês vão estar perdidos. 

— Otou-san, isso é muito perigoso.. — disse Ritsu, preocupada com seu ''pai.'' Puppet negou com a cabeça. 

— Não.. a Kara, ela impediu Cobra de me matar. 

Balloon Boy soltou sua risada, sem dúvida, era a última coisa que Puppet queria ouvir naquele momento. 

— Isso é estranho. Não sabia que ela gostava de você. — Puppet ficou em silêncio por um instante. 

— Bom, ela não gosta.. — ele começou a pensar — fiquem aí, eu volto logo. 

— Para onde você vai? Eles vão te pegar! 

Puppet ignorou, saindo e fechando a porta com cuidado. Olhando para todos os lados, checando se não havia mais ninguém por perto. 

Só havia mais um, e esse alguém era Reverse. 

— Eu realmente queria conversar com você. — disse Puppet, se aproximando cada vez mais — Foi você que fez aquilo, não foi? Vamos, confesse! 

— Oi. 

Reverse apenas o encarava, sem dizer mais nenhuma palavra.

— Ah, ok! Você vai ficar aí, apenas me olhando?! Diga algo! Por favor, isso está me deixando agoniado! — Reverse não abriu a boca — Olha, eu só queria te dizer.. muito obrigado. 

— Ok. 

— Por que você não está no meu time? — perguntou — Caramba, pra ser sincero, parece que você está no meio! As vezes ajuda eles, e as vezes ajuda a gente. 

Ele não respondeu. 

— Arghh! Como você é complicado! — disse Puppet, soltando um grito de raiva e depois se distanciando e voltando para a sala. 

Bonnie, por um momento, perdeu a sua guitarra. Já desistiu de perguntar para os outros, pois da última vez, Golden Freddy pediu para ele ir catar coquinho e ter mais cuidado com suas coisas. 

Até que avistou no palco, Katherine com a SUA, eu repito, SUA guitarra. Não é que ela tocava extremamente bem? 

— Ah, como eu não desconfiava? Katherine da Silva! Com a MINHA guitarra! 

— ''Da Silva'' já é viagem. Ah, como você é chato! Deixa eu brincar um pouco com essa guitarrinha! — Bonnie riu baixo, com a escolha do adjetivo. 

— Primeiro, isso não é um brinquedo. Foi dado a mim, faz um tempo atrás. Eu toco melhor do que você, chora mais. 

Ela riu, aquilo saiu como um berro. 

— Ok, vamos ver, então. — Kath entregou para Bonnie a sua guitarra, depois pegou a de Toy Bonnie — No três. Um, dois.. três! 

Os dois começaram a tocar simultaneamente, dava para ouvir o som por toda a pizzaria. Golden Freddy se levantou, irritado, indo em direção ao palco. 

Ele berrou de raiva, fazendo os dois pararem instantaneamente. 

— CALAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAADOS! — Kath ergueu uma sobrancelha — Eu não consigo trabalhar com todo esse barulho! E você.. 

Golden apontou para Bonnie. 

— Vá limpar o porão! AGORAAAAAAAAAAAAA! — Bonnie saiu, com passos rápidos, fuzilando Kath apenas com o olhar. 

Apenas restou Katherine, ele a olhou, depois abriu um sorriso. Ela ergueu uma sobrancelha, confusa com a atitude do urso. 

— Parece que tem alguém se envolvendo com o nosso querido coelho azul — Golden abriu um sorriso meigo — E olha só, ela é de outro time. 

— Eu.. e o Bonnie? Pfff.. — ela cruzou os braços — E quem é você pra falar? Até o próprio Golden Freddy está se envolvendo com alguém de outro time.. que rude. 

— Eu não chego nem perto disso, criança. 

— Eu não sou nenhuma criança, ursinho Pooh! — disse Kath, batendo o pé. 

— Qualquer pessoa que é menor do que eu, é uma criança. Obrigado, boa noite, volte sempre. — Golden se virou para ir embora, acenando. 

— Você é ridículo. Não sei o que a Aurora viu em você! 

— Eu não sei o que o Bonnie viu em você. Não tem ser humano nenhum que te aguente! Nem os animatronics aguentam, cruzes! — ela cerrou os dentes, pegando um dos instrumentos do palco e atirando na cabeça de Golden. 

— É? Pois tome! 

Foxy não parava de correr pela pizzaria, cheio de energia. Milli apenas o observava, sentada em uma mesa e rindo. 

— Esse é um novo recorde, Foxy! 

— Ahaah, finalmente! — disse ele, entre risos. 

Niko estava socando um saco de pancadas, descontando toda a sua fúria no objeto. Nat se aproximou, cruzando os braços. 

— Ei, Niko — ele não respondeu de imediato — Você viu o Golden? 

— Sabe, eu acho que você se preocupa muito.. com alguém que tá pouco se fodendo pra você.

Os dois ficaram em silêncio por um momento. Aquilo era um tanto verdade, mas Nat preferiu não aceitar.

— Olha. — ele parou para olhá-la — Não temos controle, ok? Essas merdas sempre acontecem. Amor platônico, e tal. Eu sei muito bem como é, mas isso é normal. É como dizem, não é? ''O que não te mata, só te deixa mais forte.''

— De onde você tirou essa ideia? — perguntou — Eu não gosto dele. 

— Pode usar essas desculpas com ele, garota. Mas comigo isso não vai funcionar, ok? — Nat bufou. 

— Por que você está fazendo um auê por causa disso? Eu só te fiz uma pergunta! 

— Eu só falei por falar! Não é como se eu tivesse ciúmes de você ou outra coisa idiota! — ela sorriu meio de canto. 

— Se você diz.. 

Mel olhava Golden, Katherine e Toy Bonnie. E dava risadas altas, aqueles três não prestavam juntos. 

Kath pegou o chapéu de Golden, colocando na cabeça. 

— Urr, eu sou o Golden Freddy. Quero dar uns beijos na Aurora, só que ela nem está ligando para mim! — disse ela, fazendo uma voz grossa. Toy Bonnie e Mel gargalhavam. 

— Arrrgh! Me devolva isso, sua..

Aurora apareceu, com uma sobrancelha erguida, confusa. 

— Eu o quê? — Golden deu uma risada constrangedora. 

— Ele gosta de.. mmmff! — disse Kath, Golden colocou a mão em sua boca, a impedindo de dizer mais alguma coisa. 

— Eu gosto de cantar, é isso! 

Ela saiu andando, indiferente. 

Golden pegou o seu chapéu de volta, depois se distanciou. Toy Bonnie se aproximou de Mel, ainda rindo. 

— Eles não valem nem um centavo. — Mel assentiu, rindo e fechando os olhos por um momento. — Quer dizer que hoje é o nosso dia de folga? 

— Eu acho que sim. Ninguém veio nos provocar até agora. 

Luckye estava comendo seu chocolate, sentada em cima de uma das mesas, Spring se aproximou com pulos de alegria. 

— HOJE É DIA DE FOLGA! — ela deu de ombros. 

— Todo dia é folga pra mim. 

Tweek passou pelos dois, com passos calmos e com uma xícara de café na mão. Spring sorriu, a encarando. 

— Você gosta dela?! — perguntou, com os olhos arregalados. — Eu não acredito! Por que não me contou antes? 

— Gostar dela? Nah.

Ela ergueu uma sobrancelha. 

— Ok, eu acho que eu gosto. — Luckye assentiu — Eu não contei porque eu mal te conhecia, talvez! 

— Vá se ferrar! — disse Luckye, emburrada.

— Vá se ferrar você! — ela deu um soco de leve nele, depois os dois começaram a se bater sem parar. 

Golden, caminhando por um corredor, avistou Aurora no fundo, concentrada em algo. Ele sorriu, pela primeira vez, estava com vergonha de conversa. 

— E aí? — disse Golden, chamando sua atenção. Aurora virou a cabeça rapidamente para ver quem era. 

— Huh? — ela abriu um sorriso meio sem expressão — Ah, oi. 

Golden riu, indo em sua direção e a abraçando. Aurora ergueu uma sobrancelha, estranhando a atenção de Golden. 

— Eu senti a sua falta! 

— Você está brincando, não está? — Golden riu, a abraçando mais forte — Isso já não é mais engraçado, Golden Freddy. 

Golden finalizou o abraço, para encará-la. 

— Sabe, você podia ser só um pouco menos durona, agora.. — ela ergueu uma sobrancelha — Não que eu não goste, é claro. 

Aurora deu de ombros. Golden sorriu, depois foi se aproximando cada vez mais, depois ouviu alguém o chamar. 

Aurora se distanciou rapidamente, como se tivesse levado um choque. 

— Golden Freddy — chamou Cobra — Temos que ir naquela reunião, lembra?! 

— Sim, eu já estou indo. — respondeu Golden, Cobra se afastou, sumindo entre os corredores. 

Ela suspirou. 

— Se me der licença, eu tenho muito o que.. — Golden a puxou para mais perto, a calando com um beijo. Aurora socava as suas costas, tentando sair. 

Depois, ele finalizou, logo se distanciando, apressado. Aurora cerrou os dentes, se perguntando se tinha gostado daquilo ou não. 

— GOLDEN FREDDY! 

— Eu te amo também! Mas eu tenho muito o que fazer. — ele saiu correndo, deixando Aurora entre os corredores. 

Golden foi para o porão, onde todos do time estavam. Os outros discutiam, mas assim que ele chegou, todos pararam instantaneamente. 

— Foi estranho aquela ''folga'' de hoje. — disse Cobra, com os braços cruzados — Eu estive procurando Puppet por todos os lados. 

— Sim, estavámos precisando de pelo menos um dia para pensar sobre o que vamos fazer dessa vez. 

— Precisamos de mais dias assim. — disse Luckye, baixinho. Spring pisou em seu pé de leve, fazendo ela se calar. 

— E também.. um dia para uma simples folga. 

— E que folga, hein? — disse Cobra, desviando o olhar. 

— Vocês.. pretendem matar Puppet? — perguntou Kara, olhando no fundo dos olhos de Golden. 

— Não, não ainda. 

Reverse soltou um suspiro baixo. 

Nat estava no canto, de braços cruzados, pensativa. Niko estava ao seu lado, apenas podiam se ouvir burburinhos. 

Pela primeira vez, Golden não estava prestando muita atenção naquela reunião. Estava pensando sobre o que houve, e se aconteceria novamente. 

— Golden? — chamou Spring, com voz retumbante — O que acha? 

— Huh? 

— Esquece. — disse Spring, bufando e se distanciando. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...