História The colors (segunda temporada de O Amor HÍbrido) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Originais, Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Felipe "Febatista" Batista, Felps, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Mike, Pac, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Segunda Temporada
Visualizações 18
Palavras 1.058
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Finalmente saiu, me desculpem a demora

Capítulo 1 - Cyano, let the adventure begin


Fanfic / Fanfiction The colors (segunda temporada de O Amor HÍbrido) - Capítulo 1 - Cyano, let the adventure begin

    -Meu nome é Ronaldo bontempo, tenho 10 anos e espero me dar bem com todos- dou um sorriso gentil e por algum motivo vejo varias pessoas me olhando enquanto me sentava.  

   Bem, eu tenho cabelos brancos como à neve e olhos amarelos. Sou um hibrido de lobo cinzento igual meu pai.

   Nasci com uma habilidade anciã, tenho a necromancia, eu posso controlar tudo que não tem vida, meu melhor amigo é o Rafael.

   -Ron, senta do meu lado?- ouvi marik perguntando. Ao lado dele estavam as garotas do nosso grupo:

  Luanna linnyker pacahnan, uma hibrida de pantera negra; Lorena Bontempo, vulgo minha irmã,hibrida de leão igual nossa vó, e por ultimo, mas não menos importante Gaelle Lange. Z, uma hibrida lobo vermelho, a única entre nós que não descobriu seu poder. Eu a acho muito fofa alias, ela é ruivinha com pele branca. Muito cute, da vontade de apertar

  - espera, a minha irmã não está aqui, cadê àquela menina?- diz Gaelle olhando para os lados. Após pouco tempo uma garota baixinha com cabelos longos e cacheados, metade loira e metade castanha:

   - E-eu sou Jeniffer Lange   .Z, espero me dar bem com vocês – ela vai para o lugar e acaba caindo no caminho e fica irritada – chão maldito. Vem cá Ronaldo – diz ela e Ronaldo vai até ela e recebe um murro que o faz cair.

 

   Enquanto isso...

 

     - Eu sou o Thomas galera, não me irritem e espero me dar bem com todos – diz ele sorrindo fofo. 

   Thomas Batista Queiroz era um garoto meio bipolar, uma hora doido e uma hora fofo, muito diferente de seu irmão Rafael, Pode-se dizer que eram completos opostos.

   (eu queria a Gaelle e os outros comigo, pelo ou menos tem a Mandy)

   Mandy Borges, filha da bixa de asas chamada thammy e de mari, foi feita por inseminação artificial por nenhuma delas serem alfas.

   - blaze, cuidado que os garotos já estão de olho em você. Francamente, garotos precoces- diz colocando a mão na cabeça:

  - eu sei me cuidar Mandy – diz e a aula começa

   - Bom dia alunos, eu sou o professor de controle de poderes, meu nome é Zario Pacahnan (N/A: só quem leu à primeira temp conhece) bem, nos iremos para a quadra para eu avaliar e ajudar vocês a controlarem seus poderes – diz e todos se levantam, no caminho do ginásio eles passaram pela sala do quinto ano, que estava rolando a maior treta:

  - Não é culpa minha professora, a culpa é da Gaelle e do Marik- diz a menor apontando para eles:

  - Marik, Gaelle, Luanna, Lorena e Jeniffer todos para fora da sala-

   - Eu vou te matar Luanna – diz lorena e sai correndo atrás da mesma, que sai correndo.

   Luanna vai para a biblioteca e Lorena se cansa - bem, já chegamos aqui então vou ler – diz Lorena e pega o livro Harry potter e o cálice de fogo e se senta, começando a ler.

   A garota possuía uma pele morena, tendo puxado totalmente a vó, possuindo cabelos longos e castanhos, olhos amarelos como o de seu pai e sendo a maior deles e a mais evoluída mentalmente.

   Seu poder era a super inteligência a um ponto que podia criar armas poderosas apenas com uma caneta.

   - lorê, por que você me odeia assim? – diz a menor deforma fofa:

  - eu não te odeio, apenas te acho muito irritante às vezes, você me fez sair de sala, como irei poder aprender agora? –

   - lorê, você vai fazer o teste para ir para o sétimo ano na metade do ano, não diga isso. Mas sabe, eu vou sentir sua falta – ela diz sorrindo. A mesma fica envergonhada:

    - Obrigada. Queria que meu pai tivesse dito isso – diz triste. A relação entre ela e seu pai Eduardo nunca foi muito boa desde que seus pais se separaram. Lorena, por sempre ter sido um prodígio, conseguiu ver o tanto que Matheus, seu pai, sofreu naquela época. Desde então o mesmo é um pai super-protetor e cuidadoso, nunca deixando os filhos para segundo plano.

  Enquanto isso, Eduardo se tornou frio e não se importava com a garota, já tendo chegado a agredi-la verbal e fisicamente, o que gerou grande trauma para a mesma.

    Lagrimas caíram do rosto de Lorena, Luanna  envolveu a morena em seus braços, lhe dando um abraço reconfortante, que a pertmitiu se aconchegar:

   - Não fique assim lore, tenho certeza que ele ainda te ama.  Não sei como seus pais se separaram, meus pais me contaram como o Eduardo fez para salvar seu pai e o tio Mike-

   - A tia Mari me contou isso também, deve ter sido péssimo- diz e a outra concorda.

 

    Enquanto isso...

 

   - Volta aqui pac, você comeu os biscoitos de novo -  diz um moreno de cabelos marrons e com um óculos, que possuía por volta dos 27-28 anos:

   - Você não tem prrovhas – diz Pac, como sempre foi conhecido, com sua boca cheia e bochechas sujas:

   - Matheus, me ajuda. Você que tem super-velocidade – diz Mike olhando para Matheus, que estava limpando a casa:

  - se vira, meu papel é limpar a casa, você cuida do teu marido seu arrombado – diz e volta a limpar a casa

    De repente se ouvem gemidos vindos de um dos quartos – ficam esfregando a felicidade na minha cara – Matheus vai para um canto da casa em posição fetal.

   Fazia dois anos que Matheus e seu esposo tinham se separado, desde então Matheus não vem sendo mais o mesmo. Ficou cada vez mais ranzinza com seus amigos, mais triste e mais protetor com seus filhos

  - é hoje o dia genteeeee. Aiii! – diz um ser pequeno com cabelos gigantes, maiores que ela, descendo correndo e tropeçando em seus cabelos.

    Todos eles, que se conheceram no ensino médio, moravam juntos em uma das mansões da família de Matheus, antes moravam mais pessoas, mas com o término do casamento de Matheus e Eduardo a casa ficou com um clima mais tenso.

    Cada um era responsável por uma coisa. Matheus limpava os saguões da casa, Mike e felps cuidavam de alimentar a cambada toda, thammy e Batista faziam as compras, os que restavam limpavam outras partes das casas e coisas do tipo

     - espero que de certo, não agüento ver meu amigo de tanto tempo triste assim – diz mariana entrando na sala.

   CONTINUA...

 

 

 


Notas Finais


e até o proximo cap.... escrito


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...