História The Confused Lover - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Baekhyun, Chanyeol, Chen, Exo, Imagine, Kai, Lay, Sehun, Suho, Xiumin
Exibições 320
Palavras 937
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá! Sejam bem-vindos e boa leitura! ^^

Capítulo 1 - Surprised


Fanfic / Fanfiction The Confused Lover - Capítulo 1 - Surprised

Capítulo 1 - Surprised

 

[São Paulo, 03 de julho de 2016]

 

-E essas são as fotos da minha viagem para a Inglaterra. - eu mostrava para minha tia coreana pelo notebook. Ela estava de passagem no Brasil em negócios, e aproveitei para praticar meu coreano com a nativa - e depois para a França.

Ela era basicamente a única tia que gostava de mim, principalmente por eu ter pura admiração pela Coréia. O restante me ignorava pelo simples fato de eu ser brasileira. Triste, porém nunca liguei muito pra isso.

Minha família por parte de mãe possui diversas nacionalidades. Meu avô viajou pelo mundo e em cada país no qual parava, ele se casava, tinha um filho e depois se separava, voltando a viajar. Acabou falecendo aqui no Brasil, deixando minha mãe como caçula de 7 filhos e filhas.

Sempre tive grandes desavenças com meus pais, por isso já fiz dois intercâmbios, para Londres e Paris, fiz várias viagens e aprendi diversas línguas: inglês, espanhol, francês, coreano, japonês e italiano. E o país que eu mais queria visitar sempre foi a Coréia, eu amo sua cultura e principalmente kpop e doramas. Quando eu passava pela fase mais difícil da minha vida, o kpop me ajudou, me fez uma pessoa mais feliz.

-Você só tem 18 anos e já fez tudo isso? - perguntou ela, passando foto por foto - Aigo, você deveria ir para a Coréia dessa vez.

-Mesmo que eu seja fluente, eu demoraria um bom tempo até conseguir o dinheiro para a viagem, Hyun unnie. – eu ri. Esse era meu sonho mais impossível de ser realizado, principalmente agora que devo enriquecer meu portfólio e começar a trabalhar em computação gráfica, ou talvez iniciar uma faculdade? Afinal, eu me considero tendo potencial para ambas opções. Ir para a Coréia estava em um futuro distante.

-Eu vejo que é fluente, você fala muito bem - ela sorriu para mim - e se eu te levar comigo?

-Você faria isso por mim?

Senti lágrimas ocuparem meus olhos quando minha tia concordou freneticamente com a cabeça e praticamente saltou em minha mãe, pedindo permissão.

O meu maior sonho sendo realizado, eu conhecendo o país que origina tudo o que me deixa feliz e bem. Quem sabe ir em um show dos meus grupos favoritos de kpop? EXO, BTS, Monsta X, Got7. Ah, eu estava delirando de felicidade. Comer aquela comida que sempre quis descobrir o gosto, conhecer pessoas coreanas, ir em baladas por lá, viver naquele local admirável. Eu estava pirando em minha própria mente.

Eu viajei em meus pensamentos por tempo suficiente para minha tia conversar com minha mãe e chegar pulando em mim:

-Você vai pra Coréia comigo, Nicole! Partimos amanhã!

 

 

 

[Seul, 04 de julho de 2016]

 

         Diferente do que muitos dizem, é muito bom ficar durante muitas horas em um avião. Nada a se preocupar, comida vinda diretamente a você, chocolate de madrugada, filmes, música... Era um momento muito bom de relaxamento. Aproveitei para desenhar um pouco.

         E pensar que consegui tantas habilidades a partir de hobbies que criei aos meus 15 anos, quando passei pela pior fase da minha vida. Comecei a desenhar e escrever por minha conta nessa idade e hoje em dia me considero muito boa.

Estávamos prestes a descer do avião, depois de eu finalizar completamente um desenho do EXO, no qual me inspirei em uma foto de sua apresentação de Monster. Hyun, minha tia, estava concentrada em seu notebook, escrevendo algum documento importante. Chamei sua atenção rapidamente, demonstrando que iriamos sair. Ela se aprontou rapidamente e logo levantamos das poltronas.

Mal posso descrever minha animação em dar meu primeiro passo na Coréia, entrar nessa bela atmosfera.

E então eu saí do avião. O primeiro passo. Respirei profundamente, deixando o ar dançar por meus pulmões e ser expelido logo em seguida. Eu estava dentro da Coréia.

Olhava para todos os lados, meus olhos curiosos capturando as belezas do aeroporto. Estabelecimentos, pessoas, arquitetura... Eu estava amando tudo.

-Nicole-ssi - Hyun me despertou do transe - vou explicar rapidamente tudo.

-Pode falar, unnie. – mal eu sabia que não conseguiria absorver nem metade do que ela falaria.

-Certo, você irá para casa do meu filho, seu tempo de estadia inicial é 3 meses. Se gostar muito, poderá se fixar e iniciar uma faculdade juntamente com uma carreira. - ela falava rapidamente, me puxando. Hyun estava apressada e já me empurrando para dentro de um taxi - você irá direto pra casa dele, ele te aguarda do lado de fora da casa.

E lá se foi. O taxi partiu comigo. Eu tentava assimilar as informações. Eu tinha um primo na Coréia? Como ele era? Qual seu nome? Nem pude perguntar, foi tão rápido.

Em um misto de nervosismo e ansiedade, passei as mãos pela barra da blusa de frio que eu portava. Será que eu estava apresentável? Tentei me acalmar olhando pela janela do taxi.

Cheguei na casa em menos de 15 minutos pelas ruas de Seul. E era enorme e linda, uma mansão branca e vermelha. Logo pude ver uma silhueta parada em frente à porta da mansão. Eu tinha certeza de que era ele, meu primo.

Ao me ver, saiu correndo feito criança ao meu encontro, o que me assustou um pouco. O que eu faria? Abraçá-lo sem ao menos conhecê-lo?

Ao se aproximar, podia vê-lo melhor. Ele era alto. Usava camiseta vermelha, calças largas pretas e sapatos marrons. Seus cabelos estilizados em tons castanhos. Ele abria um grande sorriso para mim. Mas ele era muito familiar aos meus olhos. Ele era...

-Você é a Nicole, certo? Eu...

-K-kai! É você?

-Sim, sou eu.

 


Notas Finais


Gostaram? Odiaram? Ansiosos para o que vai acontecer?
Pode falar, eu adoraria bater um papo com vocês ^^

Ah, é minha primeira fanfic, portanto não é a melhor leitura que terão na vida, mas é alguma coisa, certo?
Sintam-se livres para interagir comigo, eu não mordo :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...